Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

1ª vez

  • Publicado em: 3 de maio de 2006 14:43
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Eu tenho 16 anos e um corpo normal, sou branco de cabelos lisos e castanhos, batendo na cintura, olhos castanhos e um belo sorriso devo admitir, não sou sarado, mais tenho um corpo bom e um pênis normal de 15 cm, eu namorava rafaelinha e sempre nos curtimos, mais nunca chegamos aos finalmente, pois eu sempre tive medo, acho que assim como ela. No dia de aniversário do nosso 3º mês de namoro o meu irmão de 10 anos completava aniversário, ela veio e fizemos a festa das crianças, acabou todos eles dormindo em quartos divididos por grupos, eu e Rafaela nos refugiamos no quarto do canto da casa e conversamos um pouco, ate que as caricias começaram, era um quarto com duas camas de casal, uma escrivaninha e 2 cadeiras, nos sentamos na cama e beijos e mais beijos, eu tomei a iniciativa, e comecei a descer os beijos pelo seu pescoço, peitos, barriga até chegar a sua cintura, lá abaixei a saia dela, e afastei a calcinha, era muito excitante aquela tenção e o tesão veio alucinantemente, eu olhava o rosto dela e via ela ter prazer, era bom, o gosto dela era tudo o que eu sempre quis, e só com aquilo já estava aponto de explodi num orgasmo fatal, passei as mãos pelos peitos dela e ela me abraço, levantei e ela me acompanhou até a cadeira, eu sentei e ela sentou encima, passou as pernas e encaixou com um pouco de dificuldades, ela subia de descia devagar, até que deu uma forçada pra baixo e com tudo ela gemeu, ahh eu tava aponto de bala, não sei como não gozei na hora, eu a beijei um beijo de língua e o suor banhava os nossos corpos, passei a mão pela sua cintura e comecei a aperta sua bunda, até onde encontrei o seu anus, era fascinaste tocar aquele lugar, enquanto tentava bomba sua vagina, a beijava e dedilhava seu cu, eu comecei a entrar as pontas e tirar, ate onde o rabo dela se comprimia, eu não falava nada e ela apenas me falava para não parar, em uma das dedilhadas eu enfiei meu dedo por inteiro e gozei como um loco enquanto ela gemeu alto. Apos isso ficamos ali abraçados durante um longo tempo, enquanto sentia escorre o suor dela e o sangue pelas minhas cochas, nos deitamos sem falar nada e dormimos, acordei um pouco antes e preparei um café para ela, com frutas e suco, peguei uma flor da orquídea que ela muitas vezes olhava e coloquei-a cabeceira da cama, ela acordou e ficamos apenas nos encarando até nos beijarmos e começarmos a curtir o café, depois tomamos banho, separados, ficamos conversando com as crianças e ela foi embora com a irmã. Depois disso, agente nunca mais nos falamos, acho que não havia mais o que falar.

Referência do Anúncio ID: CT-000028815

Não há Tags

6376 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

  • Autor: vampire
  • Membro desde: 12 de dezembro de 2004

Contos publicados por vampire

  • O Autor não publicou outros contos.
Últimos itens anúnciados por vampire »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 320 Guests, 19 Bots