Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

A Cris com o Coroa no shopping e no barzinho

  • Publicado em: 7 de março de 2018 09:53
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

continuando o dia que a Cris finalmente conheceu o cora que ela tanto queria, vou tentar ser menos detalhista, acredito que meus relatos estão ficando muito compridos e cansativo, é que fico excitado relembrando os detalhes dessa aventuras, mas vamos lá, nos preparamos para irmos pro shopping jantar depois da quela tarde de muito esforço no hotel, a Cris é claro havia levado uma bolsa com umas peças de roupas, inclusive roupas intimas, mas pra deixar-nos com mais tesão ainda, foi sem calcinha e falava que o coroa ia comprar uma pra ela no shopping, pois ele havia rasgado a dela e ela não poderia ficar sem, chegamos e fomos direto pra uma loja de roupas intimas, ele escolheu umas três e fez questão de ver ela experimentar e me chamava pra ver se eu aprovava, todas muito pequenas que não tampavam nada na frente e fio dental atrás, como ela já gosta de usar, pra nossa sorte a loja estava vazia e a mocinha vendedora é logico que percebeu o nosso rolo e ficou muito discreta o corroa falou pra ela que não estranhasse porque eramos todos muito amigos, ela falou que sempre vem casais acompanhados de amigos na loja, rimos um poco e fomos jantar, ele andou com ela na escada rolante um monte de vez, principalmente subindo, quando percebia que algum homem ou homens iam subir pela escada ele ia na frente com ela, era impossível não ver a bunda dela era só olhar, aquilo nos excitava muito e ela gostava,jantamos pegamos o carro eu dirigindo e eles no banco de traz, os dois no maior amasso, e quando vejo ela sentada no colo dele e gemendo gostoso, ele me falou que essa é a fantasia das grande maioria de casais e que estávamos realizando, já era noite e os vidros do carro filmados quase não se via dentro do carro, mas assim mesmo foi muito bom ver isso acontecer, chegamos num bar indicado por ele, era um bar bem grande com varias mesas de sinuca e bem escuro, como as maiorias dos bares de sinuca, apenas com uma fraca iluminação sobre as mesas, começamos a jogar e beber umas cervejinha de leve, quando chega o dono do bar cumprimentar o coroa e ver de perto a Cris, pois ela já estava fazendo sucesso se debruçando sobre a mesa de sinuca e mostrando a bunda pra todos verem, o coroa nos apresentou como um casal de amigos e logo foram para perto do balcão conversar, eu e a cris ficamos jogando, ai eu já procurava deixar a bola branca perto da parede para a cris não ficar debruçando na mesa de costas pro povo, o contrario do que o coroa fazia, logo ele voltou e ficamos jogando e batendo papo, o dono do bar voltou com uma garrafa de Whisky e um balidinho de gelo por conta da casa e já saiu de novo, o coroa me falou o cara ta afim dela, o que vc acha, ele falou que a conta é por conta dele se ela ficar com ele por meia hora, fiquei meio assim, nem conhecia o cara e tbm não me preocupava com a conta, por outro lado ia ser excitante saber que ela ia ganhar alguma coisa por uma transa, o coroa estava muito empolgado em transformar ela numa puta que transa por dinheiro, falei pra ele falar pro cara que deveria ser com preservativo e com carinhos com ela, pois era minha mulher, ele foi logo falar pro cara e ela ainda não sabia de nada, o coroa combinou com o cara e mandamos ela pegar uma pastilha no caixa do bar e dar uma atenção pro dono do bar que era um cara gente boa,ela estranhou, começou a rir, mais foi, logo vimos o cara segurando as mão dela e conversando com ela, dali a pouco sumiram, foram para o escritório nu fundo do bar, confesso que fiquei meio apreensivo, com medo judiarem dela, o coroa falou pra eu ficar tranquilo que o cara era gente boa e um velho amigo, que já havia trazido outras casadas pra ele comer, em uns quarenta minutos a Cris volta toda sorridente e xingando a gente falando que ela pagaria a conta se não tivéssemos dinheiro, mas que foi gostos saber que estava dando por dinheiro isso ela sabia, e nos contou que o cara exigia coisas dela como chupeta bem gostosa e comer o cu dela, ai ela não gostou muito, pois o cu dela já estava todo fodido, e que o cara tratou ela como uma puta, chegou a falar que estava pagando ela caro por esses favores sexuais, o que deixava ela mais excitada, ele já deve fazer isso sabendo que as mulheres casadas gostam disso mesmo, derrepente ela vira de costas pra nos se debruça sobre a mesa como se estivesse jogando e nos mostra as pernas escorrendo porra, ai ela vem pega na minha mão e coloca na sua buceta sob a sainha e mostra como a buceta ta encharcada, faz a mesma coisa com o coroa, ficamos mais um pouco ali, o cara veio nos cumprimentar e perguntar se estávamos sendo bem atendidos, pois merecíamos o melhor atendimento possível, olhava pra ela e ria, logo fomos embora, trouxemos a garrafa de Whisky e o copo, cortesia dele, para voltarmos sempre nas mesmas condições, acabamos não voltando mais, mas até hoje ela fala em voltar, ela fala que foi muito bom dar pra ele no escritório dele, que ele foi bem cafajeste e fodeu ela gostoso, voltamos pro carro e os dois no banco de traz, quando vejo o coroa já meio alto da mistura da cerveja com Whisky, com a cabeça enviada na pernas da Cris chupando a buceta dela e chegava a descer a língua até onde havia escorrido a porra do cara, ele me falou isso depois, ficou um tempão chupando e depois ficou beijando ela, só não comeu ela ali de novo porque já chegamos no hotel, já no quarto ele jogou ela na cama e ficou louco de tesão, comeu ela como um louco fodeu a buceta dela pra valer com aquela rola enorme, percebi que ela sofreu na rola dele até ele gozar na boca dela, fazendo ela beber tudo e chamando ela de puta, de biscate, de vagabunda, percebemos que ele ficou mais falante depois das bebidas, até falar que queria a mulher dele fazendo isso, mas que ela não gosta, que já chegou a fazer algumas poucas fezes, mas que não quer mais, que ainda bem que não se importa de que ele vá comer as outras casadas que gostam, que nunca pagou a conta o bar que fomos, que o cara já comeu a mulher dele tbm e que sempre que pode leva uma casada gostosa pro amigo e que a Cris foi a mais gostosa que já levou, dormimos a té amanhecer o dia, rolou uma transa de leve de manhã, não podia ser demorado tínhamos que deixar o quarto, mas ele fez questão de comer o cu dela de novo, já estava bem dolorido e ele com a pomadinha dele de novo resolveu a dor, erá xilocaína, pra ela conseguir aguentar aquilo tudo no rabo, o duro que ela gostava, dizia que se sentia uma puta e que puta aguenta tudo, depois eu conto no que resultou isso, as fissuras que ficaram no cuzinho dela, nunca mais nos vimos, ainda conversaram por um tempo, mas não tivemos mais oportunidade e as coisas foram esfriando e esfriando, ela arrumou outros parceiros, inclusive um amante fixo e ele com certeza de ter arrumado outras tb,

Referência do Anúncio ID: 3135a6cd834216e1

Não há Tags

420 visualizações, 0 hoje

  

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: Mateus22123, 120 Guests, 19 Bots