Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

A descoberta 19(A visita inesperada – 1)

  • Publicado em: 25 de janeiro de 2016 09:04
  • Expira: Nunca!
A descoberta 19(A visita inesperada – 1)
A descoberta 19(A visita inesperada - 1) - Imagem1A descoberta 19(A visita inesperada - 1) - Imagem2

Detalhes do Conto Erotico:

[Apesar de um começo difícil e doloroso, tivemos uma tarde e uma noite agradável, nos divertindo pela praia, fazendo sexo e bebendo, mas como sempre o inesperado acontece].

Era 08h40min da manhã de domingo, depois de curtir um exaustivo, mas divertido sábado fazendo sacanagem, nós levantamos e tomamos banho, onde rolou sacanagem light, um pouco de leite antes de sentar a mesa.
Cassiano ao chegarmos à cozinha, começou a preparar para nós, uns ovos e água para o nescafé e pediu-me para comprar alguns pães, me ensinando o caminho do mercado.
Arrumei-me e fui andando, a temperatura estava boa, chegando lá, vi que era um mercado com boa variedade, então pedi seis pães e um litro de iogurte ao comerciante.
Ao retornar a casa, os ovos e o café estavam prontos, então sentamos e começamos a nos servir.
Em meio a refeição conversávamos sobre o dia anterior, a nossa experiência e sobre o que viria a acontecer.
Cassiano mostrava interesse em saber sobre como comecei minha relação com Caio, detalhes íntimos, se havia tido outros e se eu tive algo com Ewerton mesmo, obviamente não dei detalhes sobre Caio e minhas sacanagens.
O papo estava bom, fomos para o sofá para continuar a conversa, ele ligou a TV que não estava lá uma Brastemp devido à transmissão da imagem.
Cassiano era um cara legal, sempre batíamos papo, mas nunca havia conversado tanto com ele,passamos uma boa tarde do dia anterior nos conhecendo,tendo mais intimidades e conversando putaria e sobre nossas vidas.
Em meio à conversa, devido ao teor, pude ver sua ereção entre suas pernas, que ele descontraído começou a alisar e olhar para mim, até que ele fez uma pergunta que talvez alguns ou muitos já tenham ouvido, pergunta essa que acho a mais estúpida que possa ser feita a alguém
– Pelo que vejo Didi, tu é chegado num “rock” legal, tem essa cara de santinho, de bom garoto, mas gosta de uma “nervuda” cheia de veias, mas diga para mim, qual é a sensação de dar o cú?
-Porra Cassiano, puta “quiu” pariu! Essa pergunta é foda…
Então disse:
-Quer saber a sensação de dar o cú?
-Quero!
-Então vire sua bunda para cá que eu lhe mostro…
Ele ficou com uma cara de palerma enquanto comecei a rir dele, então Cassiano se levantou e segurando meu braço disse: – Está achando graça puta?! É?! Então eu vou te levar lá para o quarto para lhe mostrar a sensação de levar mais rola!
No entanto, no momento que ele tentava me levar para o quarto, ouvimos alguém bater palmas no portão.
Ficamos espantados, então eu disse:
– Quem será?! Serão seus pais?
– Sem chance, eles falaram que não viriam essa semana…
-Será vizinho ou amigo seu?
– Acho que não… Faça o seguinte Didi: Você irá lá e vai atender o portão, pergunte quem é antes de abrir.
-Eu?! E se forem seus pais?!
– não são eles caralho, deixe de frescura e vai lá!
Sem jeito eu fui ao portão, mas ao chegar perto, ouvi uma voz que me deixou de cú trancado, era a voz de Thiago, meu ex-“associado”, que falava com alguém nada menos que Caio.
– Porra Thiago, tem certeza que a casa de Cassiano é aqui?
-Claro que é, já vim aqui uma vez,apesar de estar diferente é ela.
Fiz menção de voltar para a casa, quando estava quase a entrar então Cassiano para jogar merda no ventilador grita:
-Didi, quem era que está no portão?
Então eu disse alto:
-Sei não! Ainda vou ver quem é…
Então subindo em dois tijolos e olhando para fora, fiz cara de espantado e falando:
– Thiago?! Caio?! Oque estão fazendo aqui? Estão perdidos?
-Didi, que surpresa… Disse Thiago com uma cara de cínico olhando para mim.
-Vai abrir o portão ou vai deixar a gente queimar aqui?
-Talvez, quem mandou serem brancos?
Deixem eu pegar a chave do cadeado para vocês botarem o carro para dentro.
Entrei na casa nervoso e falei:
– Você não tem idéia de quem está no portão Cassiano…
-Calma! Respire, fique tranqüilo e diga quem é.
– São Thiago e Caio ao portão. E agora?
Cassiano irado disse:
-Filho da puta do Caio! Vou matar ele… Como ele descobriu onde estávamos?!
Cassiano me acompanhou até a varanda, onde ficou me observando abrir o portão.
Após guardar o carro, Caio desceu e cinicamente disse:
Porra Cassiano! Você é foda, nem para esperar o cara você espera… Oque Didi está fazendo aqui?
Didi? Didi eu estava me arrumando para vir à praia,quando ele soube,começou a insistir para vir, insistiu para cacete, então eu o trouxe.
Botou até gasosa para poder vir…
– Se não fosse Thiago eu não teria chegado aqui,quando disse que vinha a praia com você,mas tinha perdido o endereço que você me deu, ele se ofereceu para me ajudar, desde que ele viesse junto.
Cassiano olhando para os dois disse:
Beleza… Trouxe dinheiro ou vai ficar na pigora Thiago?
Disse ele, deixando Thiago sem graça…
-Que nada Cassiano, ele vai ser patrocinado pelo galego, que é cheio do real, disse eu, afinal, quem tem seus “filhos” que dê de mamar…
Cassiano falou:
-Brincadeira! Vamos parar de frescura, querem uma cerveja para esfriar o corpo?
-Claro! Disseram eles…
Sentamos e começamos a tomar cerveja e conversar, estava com ódio de caio e vergonha de Thiago, tanto que não tinha coragem de encará-lo.
A conversa fluía, até que a cerveja acabou então Cassiano disse:
Thiago, pega lá as últimas cervejas restantes, restam três na geladeira, traga uma coca para Didi…
Voltando com as cervejas, Thiago sentou ao meu lado e Cassiano perguntou:
-Porra é Thiago, Demorou por quê?!
-Foi mal eu fui ao banheiro, por isso a demora…
-Lavou as mãos ao menos? Disse Caio.
– Claro…
Thiago perguntou a Cassiano a que horas nós tínhamos chegado.
“Cedo”, disse Cassiano sem entrar em detalhes.
Eu não estava muito a fim de ficar lá entre eles, então falei para Cassiano:
-Eu irei botar uma sunga e dar uma volta na praia,ver o mar e mergulhar, volto lá pelas 11 horas para almoçar.
– Beleza, disse Caio.
Levantei-me rapidamente e me dirigi até o quarto, tirei a cueca e quando estava vestindo a sunga escutei atrás de mim:
-Caralho! Acho que deu perda total… Disse Caio atrás de mim.
-Vá tomar no cú Caio! Oque você está fazendo aqui? Como você sabia onde estávamos?
Rindo para mim ele disse:
-Para falar a verdade eu não sabia, então joguei uma verde em Thiago que conhece bem a família de Cassiano, e por sorte me disse que sabia onde era a casa de praia depois que eu inventei a história do convite.
E então? Como Foi a trepada? Pelo jeito deve ter sido violenta…
-Menos Caio… Menos… Quer saber como foi? Pergunte a Cassiano…
Ao voltarmos à varanda me despedi, mas quando estava para sair,Thiago gritando, se levantou e disse para mim:
-Espera Didi! Eu vou com você…
Sem alternativa e sem poder recusar, não tive outra escolha a não ser levar ele junto.
Começamos a caminhar pela praia, calados, estava pensando no que falar caso ele viesse a me questionar com perguntas inconvenientes, já fazia ao menos uns 10 minutos de caminhada, até que ao ver um coqueiro e sua sombra, decidi me sentar abaixo dele.
Thiago então fez as “honras” e começou a falar.
– E aí Didi, como foi a viagem para cá?
-Bem, tão bem que deu até para cochilar um pouco…
-Vocês chegaram de que horas?
Assim como Cassiano disse, eu segui sua linha de pensamento:
-Bem cedo,tanto que quando vocês chegaram,havíamos acabado de tomar café.
Thiago não era burro, podia ser até um pouco inculto, mas não era “menino besta”, então foi a vez dele falar:
-Sério?! Interessante, pois há muita louça suja para quem diz ter chegado hoje de manhã, fora que de todas as camas só uma está desarrumada, e quanto ao monte de camisinhas usadas no lixeirinho do banheiro e o KY?
Você está achando que sou otário Didi?! Estou vendo que Caio mentiu para mim, vocês não chegaram hoje, vocês desde ontem estão aqui na casa de praia.
Bem que eu achei o Caio meio estranho, ele não ficou surpreso com sua presença.
Me diga aqui,olhando na minha cara: Cassiano está fazendo seu lombo?Vocês vieram para cá para ele fazer seu caneco não é verdade? Vocês estão muito estranhos, já faz um tempo que venho prestando atenção em vocês três, e naquele dia que você chegou ao campinho pedalando a bicicleta de Cassiano, vi que tinha algo errado,Cassiano não deixa ninguém pegar a bike dele,nem eu,e quando nós dois voltamos na bicicleta de Cassiano,eu vi o clima entre vocês e como Caio ficou com raiva quando nós dois viemos juntos para casa.
Então sabendo que estava perdendo, parti para o ataque:
-Você acha que está acontecendo alguma coisa entre Cassiano, Caio e eu?!
Porra Thiago, só você para pensar que dois dos caras mais pegadores da galera, cheios de gatas correndo atrás deles, estariam tendo algo comigo, pelo amor de deus…
Mas se você não confia em mim, pergunte a eles, sem problemas.
– Tudo bem Didi, eu vou fazer o seguinte: Quando voltarmos para lá, eu direi que você abriu o jogo comigo falando a verdade sobre o segredinho de vocês, beleza?
E antes de qualquer coisa, vocês não são os únicos que sabem mentir…
-Vá tomar no cú Thiago! Faça isso, você além de me sacanear iria perder um amigo.
Eu não tenho mais nada oque falar, essa conversinha já me deu raiva, vou dar uns mergulhos que é o melhor que eu faço.
Depois de algum tempo na praia, onde ele acabou entrando no mar também, voltamos a casa, onde tomei banho para almoçar.
Cassiano deu a idéia de comprar um galeto assado para o almoço, oque nós aceitamos.
Caio quis ir comprar, afinal seu carro estava mais bem posicionado, mas chamei-o reservadamente, onde insisti que deixasse Cassiano ir em seu carro.
Caio notou minha apreensão e concordou, não sem antes perguntar:
-Há algo de errado Didi? Porque você quer que ele vá no meu lugar?
– Primeiro porque como ele veraneia aqui, sabe muito bem onde comprar, não estou certo?
Segundo, porque quero conversar com você algo sério e preferiria que você ficasse.
Mas gostaria que você se apresasse e fizesse Cassiano chamar Thiago para fazer companhia a ele.
– Você pode me disser oque está acontecendo?
-Não! Faça oque eu peço Caio, vá falar com Cassiano…
Como pedi, Caio foi falar com Cassiano, que na hora da saída, chamou Thiago para ir com ele.
Após eles saírem e nós ficarmos sozinhos, Caio sentou-se ao meu lado e foi direto:
-Vai Didi! Desembucha logo… Oque ta pegando?
– Vai ser difícil dizer, mas tem um problema: Thiago sabe oque está rolando, ele descobriu que houve alguma coisa entre Cassiano e eu…
-Como? Como ele descobriu?
-Fácil Caio, ele viu a quantidade de louça suja, estranho para duas pessoas que chegaram cedo nessa manhã de domingo… De todas as camas, somente uma desarrumada, fora as camisinhas no lixo do banheiro.
Então eu joguei na cara dele:
-Isso não teria acontecido se você tivesse vindo para cá, e muito menos trazido ele… Mas não, você veio apesar de dizermos que seria algo somente entre nós dois.
– Minha culpa?! Minha culpa?!
-Sim! Sim! Mas isso não importa, já está feito, Thiago não fará nada, ele ficará calado…
-E como você sabe disso? Quem garante?
-Eu! Eu garanto…
– Porque você tem tanta certeza que ele não falará nada?
Após a pergunta de Caio, eu não tive alternativa, há não ser revelar a minha antiga relação com Thiago.
– A minha certeza Caio, é pelo fato de Thiago e eu termos o rabo preso,o mesmo tipo de segredo que tenho com você.
Ele olhou para mim e dando um sorriso falou:
– Como é que é?! Você está dizendo que tem um caso com o Thiago, é isso?! Eu não acredito, só pode ser brincadeira…
– Deixe de paranóia Caio! Eu “tive” um caso com ele entendeu?! E eu acabei quando eu conheci você, e já faz um bom tempo que nós começamos.
-Oque Thiago quer?
-Como assim?
-Ele pediu alguma coisa em troca?
– Ele não quer nada, se quisesse, já teria me dito, ele só quis que eu soubesse que ele sabe de tudo…
Devemos esperar ele se aproximar de nós ou falamos com ele?
-Pode deixar, eu e Cassiano falamos com ele…
-Não! Não! De jeito nenhum… Eu me lembro bem à última vez que você quis resolver algo, acabou em merda.
Me deixe resolver isso,converse com Cassiano,diga a ele que Thiago sabe sobre nós mas peça que ele se faça de morto.
– Como você irá resolver Didi?
Com sua ajuda Caio, mas você vai ter que aceitar meu plano, talvez nem dê certo…
Eu quero que você me deixe dormir no mesmo quarto que Thiago, enquanto você ficará dormindo com Cassiano, mas para quem me “vendeu” uma vez acho que não será difícil.
– Aí é foda Didi!
-É o melhor a fazer… Eu só quero que você me diga uma coisa: Aceita ou não aceita?
Caio pensou bem, até que ele disse:
– Tudo bem, vamos ver no que dá, uma mão lava a outra não é?
-E as duas lavam o cú, disse eu.
Depois de decidido, pegamos duas cocas em lata e fomos ouvir som na varanda enquanto esperávamos o retorno dos dois com nosso almoço.
Passado minutos, finalmente chegaram e podemos todos almoçar tranquilamente na varanda, onde comemos frango regado a cerveja e refrigerante.
Passamos uma boa tarde, onde nós bebemos e fomos nos divertir na praia e decidimos voltar somente na segunda-feira, farreando até a chegada do jantar,onde abri o jogo para Cassiano sobre Thiago e suas descobertas.

Continua…

Referência do Anúncio ID: 15956a2c92ca6cd2

Não há Tags

2520 visualizações, 0 hoje

  

Uma Comentário para “A descoberta 19(A visita inesperada – 1)”

  1. clarinha9334 em 21 de julho de 2016 @ 20:32

    eu amo seus contos sao muito interessantes ^^

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 88 Guests, 15 Bots