Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

A Fúria Do Olhar (Feminização)

  • Publicado em: 17 de junho de 2018 06:51
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

A Fúria Do Olhar (Feminização)

Boa noite a todos lindos leitores dos contos meu nome de batismo é Roberto conhecido como Beto e sou normal com 1,70 e meus 65 kg sou empresário e casado a dois anos com a Camila uma ruiva deliciosa com marcas de biquíni e corpo delicioso ela tem 1,68 com seus 50 kg e uma xana pequena e parecendo de menininha bem delicada e com lábios pequenos e finos e um grelinho também pequeno mas onde ela fica elétrica de tesão ao mínimo toque… Eu tenho 30 anos e ela 25 e desse dois anos em apenas um eu fui o macho da casa… O titulo sugere e espero que vocês tenham bom senso ao ler pois pode não gostar do tema… Minha história começa quando tinha meus 18 anos e já comido duas lindas gatas da escola e fazia o último ano do ensino médio… Na minha casa trabalhava uma mulata deliciosa chamada Letícia e ela com seus 22 anos era simplesmente meu sonho de consumo… Como ficava em casa durante o dia e moleque é foda eu as vezes encoxava ela que puta daquelas dominadoras me agüentava pelo emprego… Alta com 1,80 e bem magra com pernas enormes e bem desenhadas e seios de pêra eu tinha ali minha distração… Mas claro que esse era um segredo nosso e meus pais e seu noivo obviamente não saberiam jamais… Bem… Tudo muda o tempo todo não é??? Ela sempre foi uma mulher determinada e passou para medicina onde meus pais decidiram ajudá-la no seu curso que seria em São Paulo (moramos no RJ) e não a vi mais me formando em economia e sabendo que ela iria se casar e por ficaria por lá mesmo… A Internet começava e eu comecei a ver coisas e sempre alimentando as fantasias mais difíceis como traição e humilhação… Na última semana em nossa casa meus pais viajaram e ela trouxe o noivo para nossa casa… O Jonas é um negro enorme e forte e ela deixou claras as intenções de vingança… Eu arrogante não levei a sério… Quando eles passaram o dia fora e eu fumei uns baseados vendo uns vídeos de feminização… Claro peguei a calcinha da Letícia e vesti, azul e comecei a tocar uma punheta lenta com ela de lado imaginando a tesuda me dominando… Quando já bem bêbado eu a vejo indignada na porta e o Jonas não veio me bater pois ela o conteve com um beijo tesudo e levou sua mão por baixo da mini saia com isso falando:
– Não te falei que ele era viado??? E ainda me encoxando… Já vi o histórico do computador dele muitas vezes amor…
– Não é nada disso Letícia… Eu posso explicar…
– Claro que vai… E para o meu noivo…
Ela veio e eu tentei me esquivar mas ele ajudou… Sua meia calça preta logo amarrou minhas mãos e eu gritei tomando um soco forte do Jonas e sendo levado a minha cama onde ela me colocou de quatro… Eles eram cúmplices e meu pinto minúsculo perto da vara de 23 cm do Jonas ficou duro denunciando meu tesão… Ela ria e eles pegaram meus baseados com ela punhetando o enorme pinto na minha frente sentada na cama apenas masturbando a xana grande e com pelos bem aparados fofinha com grelo grande… Ela me deu um baseado e o Jonas perguntou com certo tesão e olhar de superioridade:
– Vai querer mesmo amor???
Ela olhou e falou:
– Ele me encoxou seu frouxo!!!
O cara ficou puto e colocou o pau na minha boca com ela me ensinando a mamar e tocando meus mamilos (grandes pois fico excitado tocando punheta mexendo neles) e ria como uma verdadeira puta comigo já passando a lamber o seu saco e essa começou a mamar meus mamilos e eu esporrei sem ser tocado com a Letícia rindo:
– Amor a xaninha dela está molhada!!!
– Vamos comer logo hoje???
Eu fui salvo pois ela colocou minha calcinha de lado e me pagou um boquete e ele ficou puto mas não falou nada apenas esporrando em minha boca e “seios” e depois mandando ela mamar seu pinto e quando esse ficou duro ele a colocou de quatro e meteu na sua bunda gostoso falando:
– Fêmea minha não mama sem minha autorização!!!
Ele esporrou na entrada da sua buceta e ela chorava falando:
– Não Jonas me come gostoso!!! Você é o único macho que manda em mim!!!
Ele foi embora mandando eu limpar a xana dela ou não assumia o filho… Essa descontou suas frustrações me tocando umas quatro punhetas e depois colocando um cinto de castidade em mim e eu morrendo de tesão tive uma pequena cenoura com camisinha entalada no meu rabo e ela ordenou desamarrando minhas mãos e sentando no sofá da sala:
– Limpa!!! Deixa ela novinha!!!
Eu me acabei ali e o cinto continuou… No dia seguinte ela saiu e me deixou seu avental e uma calcinha fio dental e voltou horas depois com o Jonas esse já calmo sentou na sala e mandou eu pegar uma cerveja… Ela me deu uma lista de coisas para fazer e me deu um esporro enorme quando viu que faltava a louça para lavar… O Jonas me deu um tapinha na bunda e mandou eu ir lavar a louça pois estava gostosinha… Ele me deu um baseado e logo eu lavava a louça vendo a Letícia mamando o enorme Jonas e depois eles vieram para a cozinha onde ela me agarrou por trás e tirou o avental dando dois deliciosos beliscões nos meus mamilos e depois comigo entregue e pelo cinto de castidade que ela me colocou a cabeça de fora presa por um tubo na uretra e entubando meu pinto um pouco para baixo deixando o volume imperceptível um anel nas minha bolas… Meu tesão aumenta quando ela lambe minha orelha e pergunta mais meiga, mestre na arte de seduzir eu quase urrei falando:
– Estou louco Letícia… O que acontecer você que sabe…
– Sim meu amor e esse será nosso segredo… Ela tirou a roupa e roçou seu corpo todo pelo meu e seus deliciosos seios roçando nos meus mamilos me faziam tremer… Ela pegou uma vodka e me encoxou por trás com as coxas roçando minhas bolas agora enormes e sensíveis pois eu não gozava desde ontem e sempre fui punheteiro… Com minhas mãos presas por uma de suas mãos e com a outra a vodka quase congelada que ela pega na geladeira e começa a me fazer beber… Comigo já perdendo o controle ela pegou do Jonas uma cordinha dessas de sex shop e me amarrou com as mãos para trás facilmente e depois me deu uns tapinhas na bunda e falou rindo:
– Onde vai ser a curra mocinha???
O Jonas com tesão e a enorme pica sendo punhetada falou:
– Coloca ele aí na mesa da cozinha mesmo!!! Abre que eu vou fazer essa menina amor!!!
Eu comecei a berrar mas tão tonto e chapado como estava eu me entreguei deixando ele me colocar na mesa com as pernas esticadas e a Letícia colocou uma luva pegando óleo na prateleira e já colocando em mim nessa posição um dedo e depois outro… Eu consegui ver ele colocando uma camisinha grossa com efeito retardante conhecida como camisinha para comer putas… Ele riu:
– Essa é a que demora e esguicha Letícia???
– É essa mesmo amor!!!
Ele agarrou minhas ancas e eu tive forças para pedir:
– Parem por favor!!!
– Calado!!! Já vai passar!!!
Ela abriu as popas da minha bunda ali mesmo e ele começou entrando me comendo como um namorado… Ela então saiu das minhas costas e arreganhou sua xana na minha língua e eu apenas gemendo sentia a água do meu pinto desesperado escorrer pelo tubo… Ela me fez lamber a distância afastando a língua… O saco do Jonas bateu nas minhas bolas e algo em mim mudou…
– Continua… Não pára!!!
Ela gozou gostoso em mim e eu lambi seu gozo com ela gostando e falando que eu era um viadinho mesmo e ia me dar um presente… Ela gozou quando ficou de cócoras e com o Jonas me afastando um pouco da mesa vendo a poça de água que jorrou do meu pinto… Ela começou a passar a língua por onde estava a pele do meu pinto e fazer cócegas no meu saco e quando eu ia gozar o cinto não deixava e ela ria:
– Quando tiver leite suficiente ele esporra Beto!!!
O Jonas me comeu mais de meia hora e começou a gemer com ela me torturando e eu não gozando… Depois ela falou lambendo minha boca com sua língua com gosto de pinto do macho ainda:
– Amor viadinho, assiste o que é espirrar!!!
Ela tirou a camisinha do pinto dele e esse começou uma lenta punheta com seus seios de pêra empinados pelas mãos e passando a língua no pinto dele que gemeu gostoso e seu pinto deu um banho de porra nela como um tsunami, era efeito da camisinha retardante e depois ela apenas limpou seu pinto e esse sentou tomando um viagra e ela me mandando limpar seus deliciosos seios… Meu corpo dolorido e ela viu que eu estava em conflito se aproveitando facilmente de mim e comigo deixando seu corpo limpinho… Depois o Jonas meteu na sua buceta e esporrou dentro mandando eu lamber seu saco e me chamando de Beta… Ele esporrou várias vezes nela e em mim sem camisinha e na última me fez beber seu leite direto da fonte… Rindo e cansado ele foi tomar um banho e a Letícia me soltou me dando mais um baseado e namorando comigo… Me sentia frágil e ela me disse que era normal… Dormiu comigo e de manhã o Jonas falou que não ia comê-la muito menos eu, ele ia comer a Vivian sua prima dois dias em casa e tratasse de cuidar bem de mim… Ela ficou com ódio mas não descontou em mim… Conversamos e ela disse que não abria mão do tempo em que eu a humilhara e quando fosse embora me libertaria… Dois dias se passaram com ela puta e eu mamando sua xana… Fora isso éramos amigas e fumamos muito e ela vendo meu tesão brincava com meu saco cada vez mais cheio e eu não gozava… Os dois dias se passaram e o Jonas apareceu com a prima e isso chocou a Letícia… Ele apenas falou:
– Vamos amor ela quer ver ele gozando…
Ela puta com isso me colocou de quatro e as algemas e estávamos fumados com os dois distribuindo mais e eu fiquei mole… Ela pegou vodka e me deu e depois dois viagras a mando dele que pediu a deliciosa prima que pegasse uma taça… A Vivian uma loira linda e magrela que adora picas negras segura a taça e ele começa a bombear sem camisinha… Ele gozou litros em mim me esquentando e depois eu senti como uma erupção em mim e a Letícia puta lambia a Vivian a mando do Jonas… Essa gozou na sua cara enquanto eu não sentia prazer mas sim alívio e um pouco de dor eu então saíram jatos espessos de porra enchendo meia taça… Depois ele comeu a Vivian e ela levou seu leite e a Letícia chorando limpou a menina… O Jonas gozou umas cinco vezes e depois virou a Letícia e currou sua bunda… Gozou e jogou o anel de noivado na sua cara… Ela chorou e ele foi embora… Ela me deu um banho e no dia seguinte me colocou uns elásticos nas mãos antes de ir embora pedindo ao táxi que esperasse e contasse o tempo… Ela tirou o cinto e guardou na sua bolsa me tocando uma lenta punheta e eu esporrando no sofá… Ela bateu a porta falando que eu me soltaria e que jamais comeria uma mulher como ela… Eu me soltei e jamais fui o mesmo… Mas depois conto como oito anos depois a Letícia conheceu a Camila minha esposa… Beijos a todos, Roberta!!!

Referência do Anúncio ID: 245b1ca583c32d1

Não há Tags

157 visualizações, 0 hoje

  

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 94 Guests, 25 Bots