Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

A nova irmã do meu amigo

  • Publicado em: 20 de setembro de 2017 13:14
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Então, depois dos relatos que eu contei aqui, quando eu, Isadora (Edição de vídeos com aventuras) e minha irmã Isabella (minha irmã conheceu o gatinho) nos envolvemos com o Erick, decidi pesquisar sobre outras aventuras dele.Descobri outras histórias, pois pelo visto não faltam mulheres para ele. Na primeira semana de março, conversando com um amigo meu, que é gay, descobri que ele e o Erick andam… aprontando com uma tal de aposta. O nome dessa aposta é “Não pode gritar”, que se a menina que transar com o Erick não gritar durante a transa, ganha R$ 1.000,00. Se gritar, perde e ainda ganha um boné escrito “Eu gritei!!”. Aff, coisas de homem né, fazer o que. Então segue abaixo o que ele aprontou com a Samantha, a irmã desse meu amigo.

Samantha

Descobri que meu pai tinha mais filhos além de mim. Pesquisando, em outubro de 2015, achei uma irmã em Belo Horizonte, Minas Gerais. Entrei em contato com ela pelo facebook, e começamos a conversar. Contei sobre a minha descoberta e ela ficou muito feliz de saber que tinha um irmão. Depois de alguns meses de conversa, combinamos de nos encontrarmos, e ela disse que em fevereiro de 2016 conseguiria uma folga do estágio e viria até a minha cidade me conhecer.

No dia 14 de fevereiro, ela postou uma foto numa rede social e eu notei que ela estava com uma expressão desanimada. Perguntei se tinha acontecido algo e ela disse que não, apenas um pequeno desânimo. Na segunda (15) ela me disse que tinha comprado a passagem de avião e que chegaria em São Paulo no dia 17 ás 15:30.

Na quarta-feira (17), aluguei um carro e fui busca-la no aeroporto. Chegando lá me surpreendi com a beleza dela. Não era nada fora do comum ou extraordinário, mas ela era sim bonita, tanto de rosto quanto de corpo. Muito atraente, mesmo para mim, que sou homossexual. Foi amor à primeira vista. Logo estávamos rindo e conversando como se nós nos conhecêssemos desde sempre.

Chegando na cidade, ela reclamou do calor e foi mudar de roupa. Fizemos um lanche e conversamos até a madrugada. Falamos sobre tudo, inclusive confidenciei a ela minha orientação sexual e ela, respeitosamente disse que me aceitava e me amava de qualquer jeito. Notei que ela fingia estar animada, mas que no fundo ela escondia certa tristeza, mas não me contava o que era. Pouco antes de dormir, contei à ela que tinha mostrado uma foto dela para um amigo meu, o Erick, e que ele tinha achado ela muito bonita. Ela quis saber quem era ele, eu mostrei uma foto e ela disse que achou ele “normal”, nem bonito e nem feio, porém, pouco antes de dormir ela estava no celular e foi ao banheiro, quando cheguei perto do aparelho, percebi que ela estava vendo as fotos dele no instagram, e mais especificamente uma sem camisa.

Nesse mesmo dia contei a ela sobre a aposta, e ri, dizendo que era uma bobagem e tal. Ela riu também, mas quis saber os detalhes. Perguntou quantas tinham participado, e eu disse que três, e que nenhuma ganhou aposta. Ela quis saber se alguma tinha me falado se ele era bom na cama e eu disse que, pelo que eu ouvi, sim, tanto é que todas gritaram. Ela respondeu apenas um “entendi”, mas percebi que ficou pensativa. Ela dormiu todos os dias na minha cama, uma Queen Size que eu achei mais confortável à ela.

Na quinta-feira (18), fomos para o Parque do Ibirapuera, para que ela se distraísse, pois parecia mais desanimada ainda. Ela estava com uma blusa de alcinha com estampa de oncinha e uma calça jeans. Estava linda e atraiu olhares. Mesmo sorridente quase o tempo todo, percebi que algo a deixava para baixo. Reparando nos olhares masculinos, notei que os seios dela chamavam muito a atenção. São de tamanho médio para grande, mas são atrativos aos olhos, se destacam.

Ao voltarmos do passeio, fomos ao shopping lanchar e depois voltamos para casa. Ela me surpreendeu ao ir tomar banho e me chamar para ficar junto no banheiro. Ela ficou

nua na minha frente e tive a comprovação do quanto ela é bonita de corpo. Seios perfeitos, naturais, de tamanho médio para grande, bicos um pouco saltados, com algumas pintinhas, porém firmes e um tanto empinados. Além disso, possui um piercing no umbigo e lá “embaixo” exibia uma “faixinha” de pelos pubianos bem aparados. Quando ela viu que eu estava olhando, riu e disse que odiava se depilar totalmente. Eu concordei e disse que achava feio.

Depois do banho fomos assistir filme na sala. Eu deitei no chaise e ela sentou ao meu lado. Num determinado momento ela deitou do meu lado e me abraçou, com a cabeça no meu peito. Perguntei se estava tudo bem, e ela numa voz desanimada disse que sim. Pausei o filme e perguntei de novo, pedi para ela falar a verdade e ela disse que estava meio depressiva, pois fazia tempo que estava sozinha. Perguntei a quanto tempo estava sem namorado e ela disse que eram quase dois anos. Sem beijo cerca de três meses, mas sem sexo há quase um ano. Me assustei e disse que achava impossível não existirem pretendentes e ela disse que na casa dela não rolava por causa da mãe e do padrasto e quando ela saía era para trabalhar, estudar e na balada, mas que sempre voltava para casa.

Ela confidenciou que a maioria das mulheres fica deprimida ou irritada quando estão sem “carinho” há bastante tempo. E disse também, num tom de brincadeira: “acho que a minha pepeca está com muita energia acumulada”. Rimos sobre isso. Contei a ela sobre a teoria do saco de areia e ela concordou completamente. Disse que com ela também era assim, por isso se masturbar não resolvia.

Na sexta-feira (19) a convenci a irmos ao centro da cidade, para ela conhecer. Vi que ela adorou o local foi bem arrumada e linda como sempre, porém aquela expressão de tristeza persistia no fundo dos olhos dela. Quando chegamos em casa assistimos mais um filme, jantamos e ela foi dormir próximo da meia-noite, dizendo que estava cansada. Achei estranho.

No sábado (20) pela manhã, logo que ela acordou, perto das 10 da manhã, veio falar comigo, um tanto constrangida e cheia de rodeios, que queria algo, mas que não queria que eu ficasse chateado com ela. Eu disse que não ficaria. Então ela me surpreendeu ao dizer que queria participar da aposta. Fiquei em silêncio e ela disse para eu esquecer, que era bobagem. Eu disse: não tem problema você querer Sammy. Então ela disse que não queria que eu ficasse bravo e eu disse que isso não ia acontecer. Disse que ia falar com o Erick para ele vir na minha casa. Ela deu um sorriso com vergonha e me deu um beijo no rosto. Perguntei se era pelo dinheiro ou pelo sexo e ela disse que era pelo dinheiro. Eu duvidei, mas não quis discutir. Falei que teria que ficar no quarto, pois eu decido sobre o grito, e ela disse que não haveria problema.

Próximo das 19:00 o Erick chegou, cumprimentou ela normalmente e, quando ela foi a banheiro, perguntou se eu não ficaria bravo, e eu disse que não. Então ele falou: “cara, eu não quero perder o dinheiro só porque ela é tua irmã”. E eu disse: “nada a ver, pegue tão pesado quanto pegou com as outras. Ou melhor, vai com mais força, porque ela me disse que está carente. Só não fale nada para ela que eu te contei isso e não dê tapas, a não ser que ela peça”.

Ficamos os três no sofá, vendo televisão e os dois conversando. Até que, ela olhando para a televisão, ele pega no rosto dela e começam a se beijar. Num primeiro momento ela levou um susto, mas como já tinham me dito que ele beija bem, logo ela se entregou e beijavam longamente, inclusive eu conseguia ver a língua de ambos brincarem.

Alguns minutos depois ele atacou o pescoço dela, fazendo com que ela fechasse os olhos. A mão direita dele apalpava as coxas dela, dando pequenos apertões e apalpadas. Ela dava uns leves suspiros e, logo que ele parou, fez o mesmo e atacou o pescoço dele,

enquanto isso, suas mãos estavam nas costas dele.

Ele falou para irem para o quarto, ela levantou e puxou ele pela mão. Foram para o meu quarto e eu fui atrás, sentei na poltrona próximo a cama e liguei o gravador de áudio, pois precisava ter uma prova do grito, caso a participante reclamasse.

Ela deitou, ele foi por cima e continuaram se beijando. Ela fez ele tirar a camiseta e a calça, ficando apenas de cueca. Ele levantou a blusa dela, deixando os seios para fora e, com muita vontade começou a beijar, lamber e chupar eles. Dava uma atenção especial aos bicos, que nesse momento já estavam bem saltados. Ela nesse momento dava suspiradas de olhos fechados, principalmente quando ele atacava o direito.

Poucos minutos depois ela abaixou a cueca dele e ele tirou o short e a calcinha dela. Colocou o dedo indicador direito na boca da Sammy e depois enfiou na vagina dela, de leve, fazendo ela dar um gemidinho fraquinho. Deu mais uns beijos nos seios e na boca, enquanto penetrava o dedo devagar. Ela então fez tirar o dedo e o puxou para cima dela, ele penetrou sem camisinha e ele deu um gemidinho. Percebi ela mexendo a boca e falando sem som: “que grosso”. Ele fez apenas três movimentos lentos de penetração e logo começou a mexer rápido e firme. Ela, com os olhos fechados e as mãos nas costas dele dava um leve gemidinho a cada bombada. Seus olhos contraíam-se e sua boca estava na forma de “u”.

Então ele parou de se mexer, se ajeitou e começou a fazer com bastante velocidade e bem firme. Ela deu um gemido um pouco mais alto e cruzou as pernas no quadril dele. Agora seus gemidos saíam num volume maior e com mais frequência. Ele distanciava um pouco o quadril, fazendo com que a cada bombada um barulho de “corpo no corpo” fosse ouvido. Os olhos dela pararam então de ficar tão apertados e a boca na forma de “o”.

Ela colocou uma mão no bumbum dele enquanto ele bombava, agora com um pouco mais de força e mantendo a velocidade constante. Ela contraiu de novo os olhos e apertou a boca dando gemidinhos seguidos. De vez em quando eu ouvia um gemido tímido dele vindo cada vez que bombava mais forte.

Quando pensei que ela poderia gozar assim, ela pediu, no momento que ele deu uma desacelerada, para ficar por cima. Ele rapidamente abraçou ela e a virou para cima dele sem perder a penetração. Ela se ajeitou, com o corpo curvado para ele e começou a ir para frente e para trás. Agora com os olhos abertos, ela dava um sorrisinho enquanto jogava o quadril para trás com mais força e velocidade.

Então, alguns minutos depois ela deixou as costas um pouco mais retas e começou a sentar, fazendo o barulho corpo no corpo ser ouvido mais uma vez. Ele, aproveitando isso, fez ela se abaixar novamente, ergueu o quadril dela e começou a bombar debaixo para cima, com força, rápido e por bastante tempo. Ela que antes estava dando gemidinhos baixinhos, começou a gemer mais alto e a ficar com o rosto contraído de novo, os olhos fechados e a boca entreaberta.

Ele deu um gemido um pouco mais alto, mas não diminuiu o ritmo. Ela então deu mais alguns gemidos, ficou em silêncio com o rosto contraído, e, poucos segundos depois, deixando as costas mais retas, descontraiu o rosto, jogou a cabeça para trás, abriu um lindo sorriso e gritou/gemeu, não uma, mas três vezes. A primeira um grito curto com um gemido, a segundo um gemido mais longo e o terceiro um gemido fraquinho.

Logo depois do grito, ele puxou ela para perto dele e se beijaram por alguns segundos enquanto ela retomava o fôlego. Nesse momento ela já sabia que tinha perdido a aposta, mas era óbvio que ela não fez por dinheiro.

Com habilidade, ele colocou ela de quatro e começou a bombar de maneira lenta mas firme. A cada estocada ela dava um gemidinho de olhos fechados. Os dois já estavam um pouco suados pelo exercício que estavam fazendo.

Depois de poucos segundos, ele pegou firme na cintura dela e começou a bombar com força e rápido. Ela teve uma reação estantânea, pois num minuto apenas gemia baixinho e logo em seguida começou a dar uma série de gemidas altas, numa mistura de gemidos e pequenos gritos. O barulho corpo no corpo ficava cada vez mais alto. Ele deu um gemido um pouco mais alto e ela contraiu mais uma vez o rosto, fechando os olhos com força e a boca em forma de “o”. Dando algumas suspiradas e uns segundos de silêncio, ela gritou numa espécie de “oOouuuoOoouoOuu”. Falando sem emitir som, de olhos fechados, percebi que ela falou: “que gostoso”. E pelo jeito foi, pois na hora as coxas dela deram uma tremida.

Ele então virou ela de costas na cama e voltaram para o papai e mamãe. Posicionando de novo o corpo entre as coxas dela, ele começou com movimentos rápidos de novo. Os dois respiravam forte e beijavam-se enquanto o bumbum dele mexia num vai e vem frenético. Ele começou a “empurrar” com força e rápido, desencostando o peito do corpo dela e bombando rápido e forte, fazendo de novo aquele barulho excitante. Ela voltou a contrair o rosto, com os olhos fechados e emitindo uma séries de “ooouuu” “ooouuu” “ooouuu” bem baixinho.

Isso continuou até que ele começou a gemer alto e ela percebeu que ele estava doido para gozar. Ela então cruzou as pernas nas costas dele e mexia o quadril para que aquilo desse mais prazer para ele. Logo ele gemeu alto e gozou forte. Porém, segundos antes de ele gozar, ela virou a cabeça para o meu lado, mas de olhos fechados e ostentava no rosto o mesmo sorriso que ela tinha quando gritou a primeira vez, cavalgando.

Depois de ele gozar, ficaram uns minutos se beijando e logo ele foi embora. Ela foi tomar banho, pois estava suada e ele gozou dentro dela. Logo que ela voltou para cama conversamos sobre o que tinha acontecido e foi incrível como ela mudou e o ânimo voltou. A endorfina liberada nos orgasmos dela fizeram com que ela ficasse feliz novamente.

Referência do Anúncio ID: 69359b4c8901fdb9

Não há Tags

270 visualizações, 0 hoje

  

Uma Comentário para “A nova irmã do meu amigo”

  1. Olá.
    Dúvidas, críticas ou sugestões:
    isadoragrc94@gmail.com
    Obrigada.
    Isadora.

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

  • Autor: isadoragrc
  • Membro desde: 25 de novembro de 2015

Contos publicados por isadoragrc

Últimos itens anúnciados por isadoragrc »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 340 Guests, 29 Bots