Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

A SEQUÊNCIA DE ANITA…

  • Publicado em: 26 de setembro de 2002 01:04
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Aqui é a Anita, antes de contar-lhe meu segundo conto, gostaria de agradecer os e-mails que eu recebi elogiando meu 10 conto (11556). Várias pessoas pediram que eu enviasse mais contos, porém deixei bem claro que para escrevê-los preciso primeiro vivenciá-los… então fiquei a semana toda imaginando o que iria aprontar com meu namorado para poder contar pra vocês, vamos lá… Ah!!! Isso aconteceu ontem à noite, não imaginam como estou!

Meu namorado ficou meio cabreiro com o fogo que ressurgiu em mim (mesmo depois de 4 anos de namoro) e resolveu me questionar o “pôr que?” de tanta sede de sexo, disse que era impressão dele, que “aquele dia” (conto 11556) eu estava fogosa pelo fato de termos fumado maconha e ele acreditou. Aproveitei a deixa e sugeri cometermos outra loucura já que estava muito frio e não tinha nada de interessante pra fazer, disse à ele: – Hoje é sua vez de usar e abusar da sua putinha!!! Quando eu falei isso ele já arregalou os olhos (ele adora que eu fale sacanagem) e fez uma cara de que iria acabar com minha raça naquela noite… hummm…. eu adorei!!!! Estávamos na sala e a chuva começou a cair… ele subiu pro quarto… desceu em seguida, me pegou no colo e me levou em direção ao quintal dos fundos, eu disse que tava muito frio e que queria entrar… ele começou a me beijar, me amassar entre seus braços (me sinto a mulher mais protegida e excitada do mundo quando estou entre aqueles braços, meu namorado é um tesão). De repente ele pára de me beijar, me vira de costas e coloca uma venda em meus olhos… tirou minha roupa toda, eu tremia de frio e pedi novamente para irmos pra dentro de casa… a chuva não parava e o frio estava insuportável, mas ele me imobilizou (é faixa preta em Tae Kwon Do), amordaçou minha boca, meus punhos e me pegou no colo… resolvi relaxar, já que fui eu que comecei com a putaria!!! Comecei a imaginar que ele era um desconhecido e que estava abusando de mim, porém, eu estava gostando… disse à ele: – Moço o que você tá fazendo comigo? Pelo amor de Deus me deixa ir pra casa!!!! E ele respondeu: – O moço vai te dar um pirulito pra chupar!!!

De repente sinto a chuva caindo sob meu corpo… ele me levou pro quintal, debaixo da chuva!!! Eu estava nua, vendada, com a boca amordaçada e os punhos presos, ele disse pra eu ficar de joelhos que ele iria tirar o pano da minha boca pra eu chupar o pirulito que ele tinha me prometido… e a chuva caindo…. enfiou o pau na minha boquinha e com a mão na minha cabeça começou a foder minha boca, às vezes parava e batia com o pau na minha cara e dizia: – E aí tá gostando do pirulito do Tio? E antes que eu pudesse responder ele voltava a foder minha boca, nessas horas a chuva engrossou, mas por incrível que pareça não sentia frio nenhum!!! Ele mandou que eu levantasse, amordaçou minha boca dinovo, me pegou no colo e deitou-me no chão ensopado e gelado da chuva… começou a chupar meus peitinhos, desceu pra barriga e quando chegou no piercing do umbigo puxava com tanta força que parecia que ia arrancar, eu gemia de dor, medo, prazer, tesão… desceu pra minha xaninha e meu Deus… a chuva tava tão forte que parecia que eu ia me afogar com a quantidade de água que caía sob meu rosto, já que estava com a boca e os olhos amordaçados, e foi quando obtive meu primeiro orgasmo… ele me virou de costas e começou a bater na minha bunda com um chicote de rabo de tatu (mesmo estando com os olhos vendados eu sabia que era esse chicote porque é muito duro e fica pendurado na parede do quintal dos fundos) e falou: – Você tá apanhando porque é muito safadinha pra sua idade, parecia uma putinha chupando o meu pirulito!!!

Me pôs de quatro e estocou sua rola na minha xaninha, dividiu meus cabelos em duas partes e segurou cada parte com uma mão e começou a meter violentamente e me chamar de éguinha e eu respondia: – Me fode mesmo seu garanhão… Nós perdemos completamente a noção de tudo, eu estava adorando aquela sensação de domínio… foi quando ele parou de me “violentar”, eu cheguei até sentir medo, imaginando o que ele iria aprontar comigo, mas estava tão molhada e excitada que o medo tornou-se em um tesão incontrolável, nessas horas a chuva praticamente parou e ficou apenas uma garoa bem fininha, não estava ventando e como o tesão era muito não sentíamos frio… ele deitou-me novamente no chão molhado, beijou-me com uma docilidade (até não parecia ser o mesmo homem que batia em minha bundinha com um chicote de rabo de tatu), foi quando percebi que ele se afastou por uns segundos… quando retornou beijou-me novamente e começou a pingar algo muito, mais muito quente em minha barriga, seios, virilha e na parte interior das minhas coxas… aquilo que ele estava jogando em meu corpo eram pingos de vela… em seguida colocou-me de quatro e voltou a me foder novamente na minha xaninha… continuou pingando vela sobre a minha bundinha, enquanto estocava sua vara com muita vontade… percebi que ele começou a cobiçar meu cuzinho… ele roçava a parte debaixo da vela no meu ânus e isso me deixou louca!!! Tirou seu mastro de minha xotinha e começou a forçar em meu cuzinho… nessa hora a chuva voltou e com isso a vela apagou, foi então que enquanto fodia meu cuzinho ele me excitava a xaninha com a vela ainda quente… ficou uns 10 minutos judiando de mim foi quando ele parou e ouvi o barulho do pacotinho da camisinha, isso até me aliviou porque eu já estava meio que desmaiando de tanto tesão e sabia que ele iria gozar… Foi quando ele começou a bater em minha bundinha novamente com o chicote de rabo de tatu, e com uma estocada só penetrou meu cuzinho… Meu Deus, juro que nessa hora quase desmaiei, cheguei a cair com o rosto no chão meio atordoada, mas ele me ergueu pelos cabelos e disse: – Quem foi que começou com tudo isso hein? Agora aguenta minha putinha!!! Ficamos metendo por mais 10 minutos e ele gozou… quantas vezes eu gozei não sei dizer… mas depois que acabamos ele desvendou meus olhos e minha boca, desamarrou meu punho… pegou-me no colo me deu um doce beijo e disse olhando dentro dos meus olhos: – EU TE AMO!!! Você é a mulher da minha vida!!!!

Eu quase chorei!!! e comigo ainda no colo ele me levou pro banheiro e me deu um banho bem quentinho, após o banho levou-me pro quarto e preparou um chocolate quente bem gostoso, naquela noite dormimos tão agarradinhos que nem precisamos das cobertas para nos aquecer, antes de dormimos prometi vingança… (e com certeza vocês ficaram sabendo como vou me vingar) se quiserem mandar sugestões ou idéias, meu e-mail é: anitaputinha@globo.com

Referência do Anúncio ID: CT-000011589

Não há Tags

6776 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

  • Autor: Anita
  • Membro desde: 16 de dezembro de 2002

Contos publicados por Anita

Últimos itens anúnciados por Anita »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: markoss, 74 Guests, 21 Bots