Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Adoro forro pé de serra

  • Publicado em: 22 de fevereiro de 2017 14:22
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Estava sumida, porque essa estória de dupla personalidade cansa muito. Isso mesmo, se algumas das pessoas que eu começo tiverem a idéia das orgias que já participei minha máscara cai na hora. O primeiro é meu marido. Sabe que não sou santa, mas não me classificaria como uma puta. É isso mesmo que eu sou uma puta. Daquelas bem putas mesmo. Vai mais um caso de safadeza.
Fui para baladinha de quinta feira, um forrozimho que não tem nada de mais. Estou lá com a minha prima, inseparável curtindo um forrzinho e um carinha me chamou pra dançar e o propósito era esse mesmo, sair e se divertir. Estamos lá naquela roça, roça que o forró pé de serra pede. Quando senti um volume crescer e eu gostei daquilo. Aquele volume me roçando. Não pensei duas vezes peguei no pinto dele. O cara ficou doido. E agente só naquela roça-roça gostoso. O salão estava muito cheio que não dava para se mexer muito. Um calor mais estava muito bom. E não rolou beijo e nem nome, e nem nada. Só aquela dança gostosa e a gente se esfregando um no outro. Eu estava usando um vestido soltinho, bem fresquinho. E foi que o bicho pegou e não sei como explicar. Ele enfiou a mão por debaixo do meu vestido, chegou minha calçinha pro lado e vapo. Enfiou o dedo na minha buceta que já estava toda meladinha. Mas foi de uma vez só. Nada de carinho de passar o dedo no grelho. De uma vez só e foi uma sensação enlouquecedora. E eu não expressei nada. Ninguém que estava do lado conseguiu perceber qualquer alteração naquela ação. Na hora que ele falou que tínhamos que sair dali não pensei duas vezes. Fomos embora para meu apartamento que ficava uns 10 min de carro da boate. Chagando lá, sem somes, sem perguntas. Entramos no banheiro tomamos um banho gelado delicioso. Com muito sexo oral muito toques e beijos e mordidas. Mas quando chegamos na cama e ele colocou a camisinha fiquei doida. Aquele pinto grande, grosso, duro só para mim não agüentei. Meti muito com ele, foi frenético aquele sexo ele me chamava de gostosa o tempo todo, enfiava o dedo no meu cú. Aquilo eu ia à lua e voltava. Me mordeu toda, me deixou toda vermelha, me comeu de quatro, quase chorei porque o pinto dele era enorme, e grosso, uma delicia. Acabou a transa e hora de ir embora. Eu perguntei se ele ia voltar para boate ele falou que não. Que era casado e tinha tirado um vale night durante a semana que não podia abusar e eu com a maior cara de pau, pedi para me levar de novo na boate. Gente, sai tão rápido que esqueci de falar com a minha prima. Voltei pra boate toda comida e gozada. Quando cheguei levei maior esporo da minha prima que estava preocupada comigo já tinha me ligado e não atendia. Mas quando falei que estava dando ela ficou mais calma. Prima de puta entende as coisas.
Isso aconteceu ha muito tempo, eu ainda era solteira. Moro numa cidade relativamente pequena. Um belo dia estou no restaurante coma minha família. Quem eu encontro com a família? O carinha do forró. Foi muito engraçado, porque eu não sabia o nome dele e nem ele o meu. Mas ele conhecia meu marido, se cumprimentaram e eu pude finalmente saber que ele era Alexandre, para mim o grande! Olhei na cara da mulher dele e pensei: você passa bem com esse pintão heim querida. Mas às vezes não. Tem mulher que é bobinha. Mas o inevitável quando cheguei do restaurante foi que tive que tomar um banho gostoso e tocar uma siririca pensando no Alexandre o grande!

Referência do Anúncio ID: 60458a8db0292468

Não há Tags

2546 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

  • Autor: Luluzinha77
  • Membro desde: 25 de novembro de 2016

Contos publicados por Luluzinha77

Últimos itens anúnciados por Luluzinha77 »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 154 Guests, 41 Bots