Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Arrombada pelo pelo pauzão do meu paizinho

  • Publicado em: 18 de dezembro de 2013 15:53
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Minha esposa, Gabriela, é uma bela loira de 39 anos, 1,70 de altura, com longas pernas e peitinhos firmes como uma virgem de 18 anos. No entanto, ela as vezes se envolve em algumas confusões. Recentemente, enquanto verificava seu e-mail, Gabriela disse que recebeu uma mensagem dizendo que ela tinha ganhado uma viagem. Bem, a viagem não era necessarimente de graça, mas ela não me contou esse pequeno detalhe. Quando dei por mim, eu já tinha gastado mais de R$2000 com essa viagem. Ela pediu para que eu não ficasse com raiva, então eu disse que em troca ela teria que fazer tudo o que eu mandasse durante essa viagem. Ela provavelmente pensou que teria que fazer varios boquetes e dar o cuzinho algumas vezes, mas eu tinha outra coisa em mente.

 

Quando chegamos no hotel, nós trocamos de roupa e saimos. Eu pedi para ela colocar um vestidinho preto que tem uma ziper na frente. A parte de tras mal cobria sua bunda e seus seios ficaram empinadinhos. Eu a levei para vários lugares, mas não encontrei o que estava procurando.

 

Quando voltamos para o hotel, eu sugeri que nós fossemos dar uma olhada na boate que ficava ali perto. O local estava lotado e eu encontrei exatamente o que estava procurando. Gabriela sempre sonhou em dar para um negão, e foi justamente um homem negro, de aproximadamente 50 anos, que apareceu na nossa frente. Quando nos sentamos, eu disse para ela chamá-lo para dançar. Ela corou e disse que isso estava fora de questão, mas eu a lembrei que ela tinha prometido que faria tudo o que eu mandasse. Então, ela se levantou e foi cumprimentá-lo. Eles dançaram rapidamente e antes que eu percebesse ela estava de volta. Ele continuou olhando para nós e ela me contou que ele estava aqui à trabalho e provavelmente estava se sentindo sozinho. Gabriela disse que ele tinha um parente na cidade, mas a casa era muito pequena, por isso ele estava hospedado no mesmo hotel que a gente.

 

Eu esperei até que uma musica lenta começasse a tocar e disse para ela dançar com ele novamente. Dessa vez, ele a puxou para perto enquanto eles dançavam. Ele era tão alto que o rosto dela ficava na altura do seu peito. Ele olhou para mim enquanto suas mãos deslizavam pelas nadegas dela e erguia lentamente a parte de tras do seu vestido. Isso deve tê-la assutado, porque assim que acabou a música ela voltou correndo para nossa mesa.

 

Ela disse que ele tava tentando colocar os dedos em seus cuzinho e ela se assustou. Eu perguntei se ela queria ir embora porque estava assustada ou se aquilo a tinha deixado com tanto tesão que ela queria voltar para nosso quarto correndo. Ela me respondeu que estava pronta para qualquer coisa. Então, eu disse para ela escrever em um guardanapo ‘Em 30 minutos esteja no quarto 409’. Ela ficou desesperada e ameaçou ir embora. Novamente, eu a lembrei de que ela tinha prometido fazer tudo o que eu mandasse, e se ela não fizesse, eu mesmo iria lá convidá-lo. Ela perguntou se eu queria mesmo vê-la sendo fodida por aquele cara. Eu perguntei se isso lhe dava tesão e ela me disse que nunca esteve tão molhada na vida, que ficou envergonhada quando ele a tentou tocar porque ele provavelmente conseguiu sentir o quão excitada e molhada ela estava. Eu disse a ela que sempre soube que sua grande fantasia era ser fodida por um negão bem dotado. Ela disse que ele era realmente muito grande, que conseguiu senti-lo contra sua barriga enquanto dançavam. Eu disse para ela ser uma boa garota e entregar o recado para ele antes de voltarmos para o hotel. Eu me levantei e esperei ela fazer o que eu tinha mandado.

 

Nós voltamos para o hotel correndo e ela já entrou no quarto tirando a calcinha, deitou na cama e me mostrou sua buceta molhada. “Chupa a minha boceta antes dele chegar”, ela exigiu. “Ele disse para eu me preparar porque a maioria das mulheres são muita apertadas e não conseguem lhe dar prazer”. “Então como você vai dar prazer a ele, querida?”, eu perguntei”. “Eu quero que ele me coma como uma cadelinha enquanto você assiste”, ela respondeu. Eu me abaixei e comecei a lamber a sua buceta enquanto lhe fodia com os dedos. Ela ficou me provocando, dizendo que eu iria vê-la sendo arregaçada por um negão. Nós continuamos assim até ouvirmos uma batida na porta. “Hora do show, querida”, eu disse. “Hoje, eu quero que você aja como uma puta”. “Não se preocupe com isso. Eu estou com tanto tesão que sou capaz de fazer qualquer coisa”, ela respondeu.

 

Ela abriu a porta para ele. “Eu vou te transformar numa putinha”, ele disse, e ela respondeu timidamente, “Eu posso de chamar de Paizinho?”. “Você foi uma garotinha muito má?”, ela perguntou. “Sim, o que você vai fazer comigo Paizinho?”. Ele sentou na cama e apontou para o seu colo, “Traga a sua bucetinha molhada até aqui. Eu lhe dar uns bons tapas na bunda”. Gabriela deitou-se em seu colo e ficou a bunda voltada para mim. Eu podia ver os labios inchados da sua buceta por debaixo da saia do seu vestido, então, ele interrompeu meus pensamento dizendo, “Levante seu vestido para que eu possa ver aonde eu estou me metendo”. Lentamente sua bunda foi sendo exposta. Ele passou a mão enorme por suas nadegas e lhe deu um leve tapinha. “Abra as pernas para que eu possa ver o que há entre elas”, ele ordenou. Quando ela abriu as pernas, eu pude ver sua buceta inchada, molhada e pronta para ser fodida. Ele apenas sorriu e começou a lhe dar vários tapas na bunda enquanto ela gritava, ” Isso, Paizinho, bate em mim, bate com força”.

 

Ele continuou fazendo isso por alguns segundos, antes de começar a acariciar sua bunda e enfiar dois dedos enormes dentro da sua buceta apertadinha. “Assim, você é a garotinha do papai, não é? Eu acho que você vai conseguir me deixar muito feliz. Você vai aguentar todo o meu dentro de você não vai?”, ele perguntou enquanto seus dedos alargava a bucetinha dela. “Sim! Eu vou aguentar tudinho. Não pare! Eu vou gozar!”, Gabriela gritou enquanto gozava em seus dedos. Então, ele lhe deu mais um tapa antes de dizer dizer que ela havia gozado rapido demais. “Eu vou ser uma boa garotinha, eu vou fazer tudo o que você quiser paizinho. Por favor não em bata”, ela implorou.

 

Ele a derrubou no chão e ficou de frente para ela. “Você vai em dar meu presente agora, paizinho?”, ela perguntou. “Abra a minha calça, sua putinha, e veja qual vai ser o seu presente”, ele ordenou. Ela abriu o cinto e puxou sua calça para baixo. Imediatamente seu pau pulou para fora da cueca. Ela ficou apenas olhando para o seu pau enorme. Então, ele tirou completamente a sua cueca, revelando um pau como eu nunca tinha visto antes. Ele tinha uns 22 cm, era grosso e repleto de veias, a cabeça do seu pau parecia uma grande ameixa preta.

 

“Ai meu Deus”, ela murmurou, “Você é enorme”. “Vá em frente, querida, dê uma mamadinha. Eu quero sentir sua boca no meu pau”, ele disse. No incio, ela lambeu seu pau varias vezes e depois suas bolas enormes, então, ela o colou totalmente em sua boca, e começou a chupá-lo. A cabeça do seu pau era maior que uma bola de bilhar, então ela teve um certa dificuldade para colocá-la em sua boca enquanto chupava e babava sobre ele. Sua boca estava tão aberta que sua saliva pingava sobre suas pernas.

 

Finalmente, ela conseguiu acomodá-lo confortavelmente em sua boca enquanto suas mãos massageavam suas bolas. Ele suspirou e moveu seus quadris para frente, mas ela já estava engasgando e não aguentava mais nem um centimetro. Ele deixou que ela o chupasse que se pau tivesse completamente duro. Parecia inacreditavel, minha esposa estav ajoelhada diante daquele monstro. “Meu Deus, ele vai me arrombar com esse monstro. Você que vê-lo me transformar numa putinha, querido?”, ela perguntou. “Vá em frente, diga a ele o que você quer”, eu respondi enquanto colocava meu pau para fora.

 

“Eu quero que você me coma como uma cadelinha. Eu quero seu pau todinho dentro da minha buceta. Vem com tudo”, ela disse enquanto subia na cama e ficava de quatro.

 

Ele se aproximou dela e deslizou a cabeçorra do seu pau pelo labios inchados da buceta dela, mas ela estava com tanto tesão que, quando ela parou da entrada da sua buceta, ela deu um solavanco para tras fazendo com que a cabeça do pau entrasse de uma só vez. “Ai, paizinho, você tá me arrombando com seu pauzão”, ela gritou. Ele ficou parado enquanto ela se movia para frente e para tras, molhando a cabeça do seu pau, então, ele segurou a sua cintura e empurrou mais um pouquinho. Ela gritou de dor, mas continuou movendo seus quadris. “Veja, ela está me arregaçando todinha, amor. Está doendo tanto. Ela está me partindo ao meio”, ela disse para mim. Ele soltou a sua cintura e deixou que ela se acostumasse com o tamanho do seu pau.

 

“Olha, amor, meu negão está me arrombando. Vem ver de petinho ele foder a minha bucetinha”, ela implorou. “Ai, eu nunca me senti tão preenchida. Eu estou amando esse pau enorme”. Eu podia ver seu pau brilhando cm toda aquela baba que saia da buceta dela. Em seguida, ele a segurou novamente e enfiou mais alguns centimetros. Ela gritou novamente e perguntou para mim se eu estava vendo ela tomar toda aquela rola. Eu disse que estava vendo e sabia que ela estava amando tudo aquilo.

 

“Eu vou te mostrar o quanto eu estou amando tudo isso, querido”, ela disse antes de começar a falar como uma verdadeira puta, “Me fode com esse pauzão, me fode! Arromba a buceta da sua putinha, paizinho! Assim, gostoso!”, ela grunhiu e gemeu até o pau ficar completamente atolado em sua buceta. “Nossa, como você é apertadinha”, ele disse, dando pequenas estocadas. “Sim, paizinho, agora arregaça a minha bucetinha e me faz gozar”, ela respondeu.

 

Ele a segurou novamente e tirou o seu pau, deixando só a cabeçorra dentro da buceta dela, para logo em seguida atolar o pau em sua xota mais uma vez. Suas bolas balançavam pesadamente e se chocavam contra o seu grelo inchado. Ela adorou isso e implorou por mais. Eu podia ver a baba da sua buceta escorrendo sobre aquele pau enorme e deslizando por suas bolas, deixando a cama totalmente molhada, enquanto ele a fodia sem para e ela gritava, “Ai, ai, eu vou gozar. Eu vou gozar no seu pauzão, paizinho. Assim, faz a sua garotinha gozar gostoso. Eu to gozandooooo”, ela gritou. Eu podia ver as veias em seu pescoço saltando enquanto ela estremecia.

 

Ela continuou gozando por alguns minutos, enquanto ele saia e entrava nela completamente. Então, ele parou e esperou ela terminar de gozar para falar, “Certo, continua movendo essa bunda gostosa e me diz o que você quer”. “Eu que você encha me buceta de porra”, ela respondeu, movendo os quadris na direção do seu pau. “Eu quero que você esporre dentro de mim, paizinho. Vai, enche minha buceta de porra enquanto me arromba na frente do meu marido. Eu quero tudo, quero todo o seu leitinho paizinho!”, ela gritou. “Olha, essa pauzão entrando minha buceta, amor. Eu to com tanto tesão. Eu quero minha buceta cheia de porra”.

 

Em seguida, ele jogou a cabeça para tras e eu pude ver suas bolas estremecendo enquanto sua porra quente jorrava profundamente para dentro da minha mulher. Ela estava levando tanta porra que chegava a escorrer por suas coxas. Eu me levantei e disse para ela abrir a boca para que eu pudesse gozar no fundo da sua garganta enquanto ela tomava leitinho quente na buceta. Era uma visão maravilhosa, um pauzão preto atolado naquela bucetinha branca enquanto ela chupava o meu pau. Um em cada extremidade, como ela sempre havia fantasiado. Ela estava nas nuvens.

 

Quando ele terminou, eu disse para ela limpá-lo. Quando ela tirou aquele pauzão de dentro da sua buceta, um rio de porra jorrou para fora, parecia que ela tinha sido fodida por um cavalo. Ela estava totalmente arrombadae uma quantidade inacreditavel de porra continuava escorrendo por suas coxas e molhando o lençol. Ela ficou de joelho no chão e começou a lamber e chupar seu pau e suas bolas até ele ficar completamente limpo. “Eu fui uma boa garota, paizinho?”, ela perguntou. “Com certeza, querida. Você foi uma garota muito boazinha. Eu talvez volte amanhã a noite e te apresente ao meu sobrinho, se você prometer se comportar bem”, ele disse. Ela apenas gemeu e disse que estava louca para ser arrombada por dois negões ao mesmo tempo. Então, ele se vestiu e se despediu, deixando-a completamente exausta sobre a cama.

 

Referência do Anúncio ID: 53152b125cabcea5

Não há Tags

31048 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 50 Guests, 26 Bots