Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Comendo a amiga no segundo andar da casa dela

  • Publicado em: 16 de julho de 2017 03:55
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

(escrito por Kaplan)

Pois é, amigos e amigas… nunca se pode achar que determinados ambientes de uma casa podem não ser adequados para a saudável prática do sexo. Eu já cheguei à conclusão que todo e qualquer ambiente é adequado: sala, quartos obviamente, cozinha, banheiro, dependência de empregada, corredores, quintais, jardins, piscinas… enfim, todo e qualquer ambiente de uma residência pode e deve ser explorado em suas múltiplas possibilidades.
Mas minha amiga Heloisa me surpreendeu até nesse quesito que sempre eu achei que já tinha explorado tudo.
Ela me chamou para conhecer sua casa nova, quando estávamos fazendo caminhada num dos parques da cidade. Volta e meia eu a encontrava ali, e a gente caminhava, punha os papos em dia. E teve uma época que ela desapareceu por duas semanas e quando reapareceu, sorridente, me falou que tinha mudado de casa e como era ali perto, queria que eu fosse conhecer, assim que terminássemos nossa caminhada daquele dia.
Como eu não tinha compromisso algum, aceitei e assim fomos lá. Ela me mostrou tudo, encantada com a nova casa, que, dessa vez, não era alugada. Ela e o marido finalmente tinham conseguido a grana para adquirir um imóvel pra eles. E era uma senhora casa, de dois andares.
Ela me mostrou tudo embaixo: uma sala enorme, com três ambientes: sala de estar, sala de TV e sala de jantar. Gigantesca a sala, acho que ela sozinha devia ser do tamanho do meu apartamento inteiro!
Além daquela sala, um lavabo, também de bom tamanho, uma cozinha fantástica, estilo norte-americano, dependências para empregada, que ela não tinha e nem queria ter.
– Uma diarista resolve o problema da limpeza da casa, vem dois dias e pronto. Essa história de empregada full time, dormindo em casa, não está com nada, tira a liberdade da gente. E você sabe que a gente precisa de liberdade, não sabe?
Rimos, os dois. Sabíamos muito bem o que ela queria dizer, pois, volta e meia reuníamos uma turma entusiasta de sexo, ficava todo mundo nu, trocas de casais eram realizadas, ménages, tudo de bom… e fiquei imaginando e falei com ela:
– Olha, Helô… se naquele apartamento as nossas reuniões já eram boas, nem quero imaginar o que vai acontecer por aqui…
– E você acha que eu e meu marido não pensamos nisso? Escolhemos a dedo!
– E já marcaram a data para estrearmos?
– Ainda não, mas eu pensei que talvez hoje nós dois já pudéssemos fazer uma pré-estreia…
– Excelente idéia…
– Mas vamos lá em cima primeiro, quero te mostrar os quartos e banheiros.
Subimos a escada e ela já começou a se despir, tirou o top, abaixou o short, ficou só de calcinha.
Olhou pra mim e perguntou por que eu estava tão desanimado que ainda não tinha ficado pelado. Eu ri, pois não tinha idéia de que a festa começaria ali, antes de conhecer os novos ambientes.
Então me despi e ela também tirou a calcinha. Havíamos chegado ao segundo andar onde um amplo corredor dava visão para a sala inteira. Não havia parede inteiriça, apenas uma grade, para evitar que pessoas caíssem. Ela parou ali, apoiou as mãos na grade e comentou sobre a beleza que era de poder ver a sala.
Confesso que era legal sim, mas ela já me atiçara e vendo-a nua, de costas para mim, com aquela bunda maravilhosa, despertou em mim os instintos mais interessantes para um momento como aquele, abracei-a pelas costas e ela sentiu que meu pau já estava entusiasmado com a visão, não da sala, mas da bunda da dona da sala…
– Mas você adivinhou o que eu queria, Kaplan… já trepou em uma grade como esta, antes?
– Nunca!
– Nem eu, e estava louca para experimentar… dá uma enfiadinha, dá?
Ali mesmo, em pé, enfiei meu pau entre as nádegas dela, procurando a xotinha e penetrei, dei algumas bombadas, ela gemeu e falou que estava ótimo. Mas virou-se pra mim, ajoelhou e foi me fazer um boquete, findo o qual me puxou correndo para o quarto do casal.
Me jogou na cama, sentou em cima de mim, de frente pra mim e me cavalgou. Seus cabelos esvoaçantes, seus seios em movimento… coisa de doido!
Virou o corpo, sem tirar meu pau de dentro, e ficou pulando, agora de costas pra mim. Ver aquele espetáculo de bunda pulando, o cuzinho abrindo e fechando… tive de me cuidar para não gozar antes dela!
Saiu de cima de mim e ficou de quatro, e lá fui eu, ajoelhado na cama, meter de novo na xotinha e bombar até que ela, gemendo sem parar, gozasse e caísse na cama, até respirando com dificuldade. Passo seguinte era imaginado: como eu não tinha gozado, ela voltou a me chupar até que eu gozasse no rosto dela.
– Puxa, que beleza… agora, Kap, fala com a Meg pra vir aqui, tenho certeza de que ela e meu marido também vão gostar de fazer uma pré-estreia!

Referência do Anúncio ID: 4855968cae61d595

Não há Tags

125 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: loma123, 164 Guests, 17 Bots