Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

comendo a unica irmã

  • Publicado em: 10 de agosto de 2018 05:39
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Adorei comer minha irmã! Olá, vou contar uma historia vivida por mim, que ainda não consegui esquecer como foi e onde tudo começou. Vou usar nomes fictícios é claro! Chamo-me Júlio tenho 1.90 m sou moreno claro moro no rio e adoro praia. Tudo começou quando eu tinha 23 anos atualmente tenho 34. Morávamos eu e minha mãe e claro minha irmã uma morena linda 1.84 m cabelos cacheados seios médios bem bicudinhos cintura fina sem nenhuma barriguinha cochas grossas e uma bunda linda não muito grande nem pequena e o tipo de garota que ao passar lhe desperta aquele tesão repentino que somente uma ninfetinha na flor da idade desperta nos homens, ah vou chamá-la de Ana Lucia eu e minha irmã sempre brigamos muito na nossa infância, mais por volta dos meus 18 19 anos ficamos muitos amigos e ela já se desenvolvendo como uma linda mulher me despertava um tesão incontrolável até por que eu vivia com ela na nossa casa diariamente sempre vendo ela usar aqueles shortinhos curtinhos e transparentes que as ninfetinhas sempre costumam usar parecendo querer testar o seu poder de sedução. Vamos lá, com meus 23 e ela com seus 20 já éramos grandes amigos e costumávamos sair muitas vezes juntos inclusive a praia que era o que eu mais gostava. Ela onde eu tinha maior oportunidade de visualizar aquele corpo lindo seminu, digo isso por que ela adorava usar biquínis cravadinhos com aquelas tirinhas fininhas na lateral que me dar o maior tesão. Ela parecia fazer de propósito sempre me pedindo para bronzeador em seu corpinho, eu adorava passar naquela barriguinha nas suas cochas. Sempre tentava chegar o mais perto de sua bocetinha passando bem demoradamente naquela região, ela apenas ficava me olhando sem dar um sinal positivo nem negativo. Mais eu ficava louco quando ela ficava de costas, eu alisando aquela bunda perfeita com a visão do biquíni entrando naquele cuzinho lindo, aqueles cabelos loirinhos da bunda a aquele volume da boceta, que me deixava com o pau doendo de tão duro chegando a me arrepiar de tesão. Muitas vezes tinha a sensação de que ela percebia meu tesão e curtia isso, muitas vezes minha única saída era ficar dentro da água, mais ela sempre vinha em mina direção alegando esta muito calor e me pedindo para lhe ensinar a nadar. Com isso eu sempre tirava uma casquinha daquela mulher que me tirava o controle e me deixava com a consciência um pouco confusa por se tratar da minha irmã. Num desses dias voltando da praia pegamos o ônibus de sempre. Como todo final de praia o ônibus estava muito cheio, e eu dando uma de irmão protetor a mandava ficar na minha frente. Ela apenas me olhava com um olhar de menina safada mais me obedecia. Ela usava um shortinho larguinho, que no balanço do ônibus eu me aproveitava e me encostava com vontade na sua bundinha como se ela fosse minha namorada, com certeza ela sentia meu pau duro louco de tesão mais fingia que era normal aquele sarro que eu tirava nela na maior cara de pau, com isso ela só fazia aumentar o meu tesão. Chegamos a casa por volta das 19h00 encontramos um bilhete de nossa mãe, falando que iria à casa de nosso tio que ele estava aprontando. Ele é alcoólatra deduzi que ela não voltaria no mesmo dia, por meu tio morar longe. Percebi que aquela era a minha chance, minha irmã foi logo tomar banho, claro espiei pela fechadura do banheiro. A visão daquele corpinho lindo todo queimado de sol adicionado a marquinha de biquíni nos seios na bunda, e a visão daquela bocetinha linda aparadinha não totalmente raspadas mais com aqueles pentelhinhos ralinhos bem baixinhos, meu pau pingava de tesão, não sei se ela sabia que eu a espiava. Uns 20 minutos depois ela sai usando um baby-doll branco e transparente, sem calcinha era uma visão linda aquela bundinha moreninha. Tomei rapidamente meu banho, esperei passar mais ou menos duas horas enquanto eu tomava coragem para fazer o que vou lhes contar. Fui ao seu quarto bem devagar como estava calor a porta estava encostada, encontrei-a de bruços com aquela bunda maravilhosa para cima, o shortinho meio largo me proporcionava uma visão espetacular de parte de sua bocetinha, meu pau parecia que iria estourar o meu short. Com um tesão fora de controle já totalmente fora de mim me aproximei da cama me agachei abri mais um pouco seu short e dei uma cheirada na sua bocetinha aquele cheiro me tirou o mínimo de controle que ainda me restava. Toquei sua bocetinha levemente então movido por um tesão que jamais sentira, passei aponta da língua levemente na sua boceta foi maravilhoso, então continuei a lamber aquela maravilha cada vez com mais vontade de repente ela acorda, eu me assusto, e meio sem ação só consigo levantar e fico estático com o pau duro muito duro. Ela muito assustada me pergunta o que estava acontecendo por que eu estava daquele jeito. Muito assustado com o rumo que a situação havia tomado mais com um tesão maior que meu susto resolvi abrir o jogo contando a ela que já fazia alguns anos que morria de tesão por ela, e que havia aumentado nesses últimos anos que passamos a sair juntos e principalmente quando eu a via na praia com aqueles biquínis, quando ela me pedia para passar bronzeador no seu corpo na nossas viagens no ônibus e tudo o mais conforme eu lhe falava me viam as lembranças e meu pau continuava muito duro. Então eu percebi que ela não desgrudava os olhos de meu pau talvez pelo o tamanho 21 cm sei lá ou por que realmente ele estava muito duro, seus seios denunciavam seu tesão pois eles estavam mais pontudos do que nunca, então eu fiquei em silêncio por alguns segundos e ela sentada na cama sem nada dizer. De repente não agüentando mais me abaixei e lhe dei um beijo na boca que lhe deixou meio mole talvez por ela estar excitada com tudo que eu havia lhe dito, mesmo assim ela tentou se afastar, então passei a mão por trás de seu pescoço acariciando seus cabelos enquanto lhe beijava ela não agüentando caiu deitada na cama com a respiração ofegante, continuei beijando-a e fui tocando sua cintura, notei que ela estava entregue aos meus carinhos continuei beijando seu pescoço descendo até seus seios onde ela deu um suspiro mais forte, então caprichei na chupada principalmente naqueles biquinhos com aquela marquinha. Continuei descendo em direção a sua barriga até chegar à sua bocetinha que estava com um cheiro diferente passei a pontinha da língua bem devagar ela tremeu ficando ofegante passei a língua novamente só que dessa vez mais forte ela tremia de tesão ,agarrando minha cabeça pediu para eu para foi ai que enfiei minha língua bem fundo ela gemeu alto começou a alisar minha cabeça forçando contra seu sexo eu chupava com tanta vontade que jamais imaginava que chuparia uma boceta dessa forma. Ela gemia com vontade apertando minha cabeça começou a tremer. E senti que estava gozando na minha boca foi maravilhoso sentir aquele gosto chupei tudinho e ela tremendo e gemendo baixinho curtindo a sua gozada. Levantei minha cabeça e fui em direção a sua boca onde lhe tasquei um beijo molhadinho onde fui totalmente correspondido, me surpreendi quando senti sua mãozinha delicada tocar meu pau friccionando ela para cima e para baixo alisando meu saco com as pontas das unhas meu tesão era enorme me segurava para não gozar, de repente ela para me olha nos olhos e sem dizer nada abocanha meu pau somente a cabeça e seus mãos ficavam alisando a minha barriga enquanto ela chupava cabeça do meu pau sem colocar as mãos nele, aquilo era maravilhoso vela chupando a cabeça do meu pau e alisando minha barriga de repente ela chupa a cabeça do meu pau com uma força que me fez gemer alto, ela me olha dá um leve sorriso e abocanha meu pau colocando o máximo que ela consegue na boca começando então uma chupada que até hoje eu não consigo esquecer ela chupava gostoso e ficava de quatro rebolando com aquele bundão balançando chupava com muita vontade subia e descia lambendo toda a extensão do meu pau e o que mais me excitava era ver a sua boca toda molhada com meu pau molhadinho. Não agüentando mais avisei que iria gozar para minha surpresa ela pela primeira vez segurou meu pau chupando mais rápido e mexendo nele com uma habilidade incrível não agüentei e gozei, foi um gozo muito forte eu chegava a tremer, gozei tanto que escorria pela sua boca enquanto ela engolia o que podia ela continuava chupando o resto do meu gozo o que proporcionava um tesão incrível vê-la chupando o meu pau de ponta a ponta limpando o resto der gozo que sobrara. Ela então limpou a boca no lençol olhou para mim e falou agora você vai ter o que você queria, então eu percebi que minha irmãzinha era um furacão na cama. Ela subiu em cima de mim e ficou roçando a boceta no meu pau que, sentido aqueles pelinhos roçando nele rapidamente deu sinal ela me beija gostoso lambe meu rosto me deixa todo melado então ela pega meu pau e encosta na sua boceta e vai descendo devagarinho aquela sensação é indescritível sentir a cabeça do pau entrando devagarinho na bocetinha de sua própria, irmã é demais ela coloca toda a cabeça e fica rebolando devagarinho só com a cabeça dentro eu gemia feito uma puta tamanho era meu tesão de repente ela desce todo o seu corpo ela não agüenta a pressão e solta um gemido misto de dor e tesão novamente ela me olha sem dizer nada me da uma lambida na boca e abaixa a cabeça lambendo meu peito começa a rebola de uma forma tão gostosa que eu enlouqueço de tesão agarro seus cabelos enquanto ela me lambe os peitos começo a bombar gostoso naquela boceta gostosinha quentinha uma loucura ela começa a falar: você não queria sua irmã seu puto então mete porra mete, mete gostoso agora você vai ter que agüentar caralho não para porra, ela mexia os quadris fazendo a boceta roça toda a extensão do meu pau. Ela havia tomado o controle da foda totalmente então se colocando de quatro me ordenou para meter fiz o mesmo que ela me havia feito coloquei só a cabecinha e fiquei roçando no seu clitóris ela gemia e pedia para meter tudo obedeci e enfiei gostoso todo meu pau novamente ela gemeu de dor e tesão. Comecei a mexer num ritmo frenético enquanto ela rebolava aquele cuzão, ela adorava rebola numa piroca meu tesão aumentava cada vez mais enquanto eu olhava aquele bunda linda rebolando com aquela marquinha de biquíni, a bunda moreninha pelo sol e os pelinhos loiros de sua bunda me enlouqueciam. Puxava seus cabelos pretinhos e cacheados enquanto eu enviava fundo naquela boceta ela adorava quando eu puxava seus cabelos, então alisei sua boceta que pingava ela me segura na cintura me fazendoeu enterrar tudo e explodiu num gozo animal com os cotovelos apoiados na cama rebolando muito tremendo gemendo era um tesão ver minha irmã gozando daquela forma no meu pau, continuei metendo então enfiei um dedo no seu cu ela me olhou meio desconfiada e continuei enfiando todo o meu dedo e ela continuava a rebola não agüentei e gozei tudo o que eu podia naquela bocetinha dos meus sonhos. Caí deitado para o lado e ela ficou de bruços quieta sem dizer nada ficamos assim, algum tempo quietos. Comecei a alisar sua bunda ela já sabia o que eu queria então ela quebra o silêncio e diz que é melhor agente parar por ali, porque já fomos longe demais e ela não iria me dar cu de jeito nenhum. Ela dizia que nunca deu para ninguém porque tem medo da dor , e sempre ouviu suas amigas dizerem que doía muito eu continuava quieto alisando sua bunda então ela tenta se levantar eu a seguro com força fico de quatro por cima dela e ela de bruços na cama me diz para largá-la sem dizer nada eu me abaixo e dou uma lambida no seu cuzinho ela geme na hora então eu começo a chupar com mais vontade ele geme gostoso diz que e uma maravilha uma língua no cu que ninguém tinha chupado seu cuzinho antes, eu continuo chupando com muita vontade adorando lamber aquele cu ele gemia mais do que no momento em que eu chupei sua boceta . Ela estava adorando, abria a sua bunda com as mãos enquanto eu chupava sem para, ela gritava que era muito bom sentir a língua do irmãozinho molhando seu cuzinho, então eu forço a língua para dentro do seu cuzinho e ela goza novamente me levanto ficando na beira da cama e a puxo pelos cabelos e mando-a chupar meu pau o que ela faz rapidamente depois de deixá-lo bem molhado a mando ficar de quatro na beira da cama e ela pela primeira vez me chama de Júlio e diz devagar que eu nunca dei o cuzinho antes ela percebeu que não tinha mais o controle da foda… Ela fica de quatro e eu coloco a cabeça do meu pau no seu cuzinho e vou forçando bem devagar ela geme de dor quando eu consigo enfiar toda a cabeça do meu pau paro um pouco e deixo-a respirar enquanto eu fico acariciando seu clitóris para ela relaxar e vou empurrando pouco a pouco meus 21cm de pica naquele cuzinho virgem. Ela começa a gostar e começa a rebolar aquele cuzinho de quatro, gemendo de tesão ela pede para meter mais e mais e eu, é claro, obedeço bombando gostoso o cu da minha irmã, ela se deita de lado então eu continuo metendo forte e ela goza novamente enquanto eu seguro uma de suas pernas para o alto vendo meu pau entra e sair então eu mando ela fica de bruços vou para cima dela e enfio todo o meu pau no seu cuzinho coloco a minhas mãos por baixo de seus ombros e fico deitado em cima dela metendo tudo, metendo com força e acelerado ela gritando louca de tesão me chamando de tarado que eu sou um maníaco que eu arrombei o seu cuzinho e ela estava adorando ouvindo isso eu tenho outro gozo enlouquecedor e caio na cama morto e imensamente satisfeito, só me lembro de minha irmã me dá um beijo gostoso e dizer que a partir de hoje eu só poderia foder com ela e com mais ninguém e não queria me ver com essas putas gastando energia. A partir de agora eu seria seu escravo sexual. Numa próxima oportunidade conto como foi o nosso encontro numa casa de praia no carnaval. Se alguém já teve uma experiência dessas e quiser entrar em contato estamos ai, por favor, só entre em contato quem realmente viveu algo verdadeiro como eu vivi, não me procure quem inventa historias desse tipo e nunca viveu algo realmente verdadeiro

Referência do Anúncio ID: 7115b6c60d099ac8

Não há Tags

108 visualizações, 0 hoje

  

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

  • Autor: jcb2004
  • Membro desde: 19 de setembro de 2004

Contos publicados por jcb2004

  • O Autor não publicou outros contos.
Últimos itens anúnciados por jcb2004 »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: Petala Parreira, 76 Guests, 21 Bots