Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Comendo Irmãzinha Gostosa 1

  • Publicado em: 15 de julho de 2011 13:15
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

-Sai daqui seu filho da puta.O sapato voou pelo quarto me atingindo na cabeça. Juntei-o do chão e por pura vingança arremessei de volta, mas diferente de Clara eu não tinha uma boa pontaria. Errei.-OLHA VOCES DOIS… PODEM PARAR COM ISSO, SE EU ME ABORRECER VOU QUEBRAR A CARA DOS DOIS. – Mamãe entrou no quarto vociferando ameaças para nós. Mesmo nos clímax das pancadarias sabíamos que deveríamos parar quando mamãe se envolvia, ou seria muito pior.Clara tentou dissertar uma desculpa a seu favor. Mamãe disse que não queria saber e saiu do quarto, Clara a acompanhou tentando mais uma vez me queimar.Era a segunda vez só aquela semana, nem eu estava agüentando mais. Minha irmã mais velha era insuportável. Dificilmente passávamos uma semana sem nos espancar. Com aquela reforma em seu quarto acabei tendo que dividir o meu; o que não era nada fácil, aquela menina queria tudo a seu modo e acabava esquecendo quem era o proprietário do aposento.Mas entre socos e pontapés uma coisa eu nunca neguei; a beleza de Clara, ela era (e ainda é) uma caucasiana muito gata: dona de um belíssimo corpo; Tem uma Apetitosa grande bunda, que sempre me deixou sem graça; Os seios são médios e proporcionais para seu tamanho, uma perfeita obra da natureza eu diria; Já seu rostinho de princesa esconde a forte personalidade que carrega.Minha irmã é gostosa, admito. Mas isso nunca me fez desejá-la, ou bater punhetas pensando nela… Bem talvez uma ou duas vezes, mas nada além disso. A maior parte do tempo estávamos nos socando ou discutindo, assim era difícil enxergar algo de bom nela que não fosse seu belo corpo.Mas foi aquele mesmo dia em que as coisas começariam a mudar, e por incrível que pareça, foi por culpa dela. Ela estava com 19 anos e eu 14.Eu estava em meu quarto, quando mamãe chegou me ordenando que arrumasse aquela bagunça. Eu retruquei, afinal não era o único responsável pela desordem, Clara também era. Mas não teve conversar, minha genitora era facilmente manipulada por minha irmã e acabei tendo que arrumar tudo.Mamãe saiu para trabalhar enquanto eu fiquei arrumado às coisas. Já Clara, hora ou outra aparecia na porta e ficava a me observar e dizer frases de gozação. Fiquei calado, uma hora minha hora iria chegar, e não é que chegou.Ao arrumar a gaveta de minha irmã notei um envelope debaixo de suas calças. Curiosamente retirei para ver o do que se trava e tive minha surpresa; enrolava um maço de dinheiros, contabilizando era o valor da mensalidade da faculdade de Clara.Semanas atrás minha irmã havia chegado em casa chorando, sem fala .Nossos pais ficaram muito preocupados. Deram-na um copo com água e esperaram que se recuperasse. Clara disse que havia sido assaltada e que tinha perdido tudo o que tinha, incluindo a mensalidade da Facul.Ora meus pais apenas deram graças a deus dela estar bem e reembolsaram o dinheiro roubado. Nossos pais são muito bonzinhos para com Clara, talvez seja por isso que ela os enganava. Mas agora eu a tinha em minhas mãos, ela os havia enganado e teria que arcar com as conseqüências.Ela estava na sala de estar assistindo Tv quando cheguei quase dançando.- É incrível como a mamãe vai ficar surpresa ao saber que tu é mentirosa. – Eu lançava um sorriso maquiavélico de vitoria enquanto balançava o dinheiro.-Onde tu achou isso? – Clara esbugalhou os olhos e correu para tomar o dinheiro de minha mão.- isso é meu, me da.Empurramos-nos. Ela tentava pegar o dinheiro, mas eu não deixava.-Tudo bem. O que tu queres? – Perguntou minha irmã cansada e desistindo da luta.-Em primeiro lugar quero saber o porquê tu enganaste nossos pais.Ela abaixou a cabeça, franziu a testa e fez cara de choro. Confesso que seu rostinho estava tão lindo que cheguei a sentir pena. Depois ela explicou que estava devendo uma grana a uma pessoa e teria que pagar e por isso havia precisado do dinheiro.-Estava devendo tudo isso? – perguntei.-Metade, e como não tinha como inventar que o ladrão roubou só metade… Teve que ser todo o dinheiro. Pode ficar com a outra metade. – disse Clara dessa vez ainda mais linda que antes.-toma. – e joguei o maço de dinheiros em cima dela. Digamos que a beleza de minha irmã havia me feito sentir pena-Não vai querer nada?-Não. – eu vim com sede de vingança, mas havia desistido. Não faria nada e deixaria pra lá, já estava decidido, só queria deixar um pouco de medo no ar para que a próxima vez Clara pensasse duas vezes antes de mexer comigo. – Quer dizer, a qualquer hora eu posso querer alguma coisa, então cuidado como se porta comigo. – e sai rindo.Os dias que se passaram foram de total estranheza, minha irmã pouco falava comigo e quando o fazia era com admirável educação.Passara-se 4 dias eu estava deitado em minha cama lendo um quadrinho de o Homem Aranha. Clara entrou no quarto com uma vassoura na mão e danou-se a varrer. Olhei por cima da revista e sorri, ela estava adestrada do jeito que eu queria.Observei melhor e notei que minha irmã hora ou outra abaixava-se para juntar alguma coisa. Ela vestia um shortinho muito sex em conjunto com uma fina camiseta preta. Não dava para não olhar para aquela bunda gostosa, ao se abaixar ela parecia empinar o bumbum, ao menos foi essa a impressão que tive.-Da para não olhar pra minha bunda. –Reclamou Clara me surpreendendo.- Sai daí. Eu não tenho porque olhar para tua bunda sua feiosa. – Respondi esperando uma provável discussão, algo que não aconteceu.-Feiosa é? Pensa que nunca notei que tu não para de olhar para a minha bunda. – havia ficado sem respostas, calado só pude esperar minha irmã continuar. – Só quero que tu lembre que sou tua irmã, e com irmã não pode… – e saiu do quarto gargalhando.No outro dia, cheguei da escola e escutei Clara me chamar. Subi e dei de cara com ela vestindo um minúsculo biquíni vermelho; Minha nossa, era um espetáculo, o sutien do biquíni realçava bem seus seios, a parte de baixo era engolida por sua enorme bunda em um monumental fio dental, na frente à boceta era coberta por um fiozinho muito pequeno. Fui à loucura.-Ei tarado, o que tu achou? Estou pensando em comprar, uma amiga da mamãe que quer vender .Não pude mentir; disse que estava bonita.-Só bonita? Bonita quanto?-Esta bonita. Linda esta bem?-Linda quanto? – ela sabia que eu estava ficando sem graça, notei que queria ficar me tirando e decidi então cortar o barato.-Tu esta gostosa. Se tu não fosse minha irmã eu te pegava. – e ao responder assim ela se calou. Desci, mas escutei um baixo risinho vindo do quarto. O que ela esta querendo?A noite daquele mesmo dia, nosso pais saíram para um casamento. Eu fiquei sozinho com Clara.Não entendia o que estava acontecendo comigo, mas após a exibição de minha irmã com seu biquíni, eu havia ficado louco, não parava de pensar em seu corpo. Nunca esses sentimentos tinham norteado minha mente por tanto tempo. Eu estava com medo do que poderia tentar aquele dia.Às 21 horas mais ou menos eu subi para o quarto para dormir; Clara estava deitada de bruços em sua cama. Ao me ver lançou-me um grande sorriso. Ela vestia um baby doll rosa de seda muito curto, algo que não era normal, geralmente dormia de short e blusa.-Ei tarado!!!- Me chamou Clara. Ao olhar peguei um susto. – Olha! – falou ela balançando os quadris, que estavam amostra graças a sua curta roupa de dormir.“Puta que pariu”- pensei. Era gostosa de mais e parecia que havia adquirido certo prazer em me provocar. Sentei imediatamente em minha cama evitando que ela vê-se minha ereção.- Sei que tu gosta. Mas já disse que sou tua irmã e comigo tu não pode fazer nada.Fiquei calado e pensativo, enquanto escutava provocações vindo de minha irmã. Sabia que não passava de uma brincadeira de Clara, acontece que eu estava pensando em algo realmente serio.-Clara. – interrompi minha irmã, que me olhou curiosa. –Tu sabe que esta na minha mão, não sabe?Ela ficou calada e não disse uma só palavra. Esperou eu terminar.-Eu quero… Queria uma coisa… – disse eu corando.-O que tu queres? – indagou-me Clara com um semblante de preocupação.-Deixa eu te ver pelada?-Serio?-Serio!Eu já estava lá agora não poderia voltar atrás. Ela tinha me atiçado, agora iria sofrer as conseqüências.Clara se levantou e ficou andando pelo quarto com a cabeça baixa e mão direita no queixo. Tentava pensar no assunto.- Olha não estou dizendo que vou fazer, mas tu me promete que nunca mais vai tocar no assunto? Promete que não vai mais querer me chantagear? – Perguntou minha irmã.-Prometo.Minha irmã ficou em silencio por alguns segundos, olhando para o chão, parecia estar criando coragem.-Credo Claudio, eu sou tua irmã. – Disse Clara tentando tirar a idéia de minha cabeça, eu acho

continua…

Referência do Anúncio ID: CT-000051073

Não há Tags

16571 visualizações, 0 hoje

  

Sem Comentários para “Comendo Irmãzinha Gostosa 1”

  1. Delicia essa putinha da tua irm, at eu quero meter a pica

  2. gostosa tua rm,dessas eu gosto

  3. Parabns pelas fotos, ela muito linda.

  4. legal, agora falta o final…

  5. Ela e mesmo uma gata se for ela nas fotos!!!

  6. Fantastico

  7. Dani frozona em 31 de julho de 2011 @ 21:29

    Q deliciaaaaaaaaaaaaaa

  8. Delicia amei seu conto tb ja peguei a minha se puder me adicione

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 99 Guests, 33 Bots