Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Continuando a trepar com a coroa safada

  • Publicado em: 18 de dezembro de 2017 15:39
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

O que vou relatar abaixo aconteceu há muitos anos, após a minha primeira experiência com a Carmem, a primeira coroa deliciosa que eu comi. Leiam o conto “Primeira vez com a coroa safada”.

Bom, depois de ser apresentado ao que era sexo de verdade numa tarde de sábado, fiquei alucinado pela coroa. A minha namorada gauchinha andava com um tesão maior que o normal e quase sempre que eu a comia acabava gozando pensando na coroa.

Certo dia, depois do trabalho fui pra casa da minha namorada como era de costume. Ela morava com os pais, mas a gente tinha certa liberdade pra ficar no quarto de portas fechadas e quando os pais dela já tinham dormido a gente sempre transava.

Nessa noite minha cabeça estava na Carmem, mas minha namorada queria muito transar. Eu estava sentado na cama e ela veio caminhando em minha direção, vestindo um babydoll de seda, ficou em pé na minha frente, passou a mão nos meus cabelos e sem falar nada abaixou uma das alças do babydoll exibindo aqueles peitos delícia com as auréolas grandes. Ela pegou no peito com a mão e colocou na minha boca pra chupar.

Eu fui a loucura, essa atitude safada dela me deixou com pau trincando de duro. Mamei gostoso naqueles seios, hora chupava, hora mordia os biquinhos e ela gemendo baixinho.

Ela veio pra cima de mim e sentou de frente com as pernas abertas, e ficou rebolando no meu pau que ainda estava dentro das calças. Falou no meu ouvido “Cadê ele? Põe logo em mim.”

Tirei o pau pra fora e encaixei por baixo do short dela que era larguinho. A safada estava sem calcinha, e quando coloquei na entrada da buceta já senti como estava encharcada. Quando meu pau entrou á Manu deu uma gemida gostosa e começou a cavalgar bem safada, rebolando gostoso.

Eu estava quase gozando e meu desejo na hora era gozar ba cara dela, do mesmo jeito que fiz com a Carmem mas nunca havia feito isso e fiquei com medo dela me reprimir. Pensei então “vou gozar nos peitos e sem querer deixar um jato ir na cara, vamos ver o que vai rolar”. Pedi pra gozar nos peitos dela mas a Manu queria que eu gozasse dentro e falou “goza dentro de mim que eu vou gozar junto”.

Fiquei meio frustrado mas ainda assim a trepada estava boa e gozei dentro da Manu. Assim que ela sentiu minha porra preenchendo sua buceta, Manu gozou gemendo alto, tive até que tapar sua boca para os pais dela não ouvirem.

A Manu caiu de lado e logo pegou no sono. Decidi ir embora apesar de ainda ser 11h da noite, e minha cabeça estava na gozada que eu dei na cara da Carmem.

Saindo da casa da minha namorada olho o celular e tinha uma mensagem da Carmem: “vontade de você”. Liguei pra Carmem falando que também estava com vontade, ela falou que não podia sair porque a filha dela estava dormindo na casa dela, mas mandou eu passar lá que ela ia descer pra me dar um beijinho.

Me animei na hora. Chegando no prédio dela mandei uma mensagem e ela desceu rapidamente. A safada estava com um vestidinho soltinho mas que dava pra ver bem aquela bunda redondinha.

Entrando no carro ela falou “que saudade” e me deu um beijo de língua maravilhoso. Ela mandou eu estacionar o carro um pouco mais a frente. Quando parei o carro ela se afastou de mim, encostou na porta e disse:

– Tenho uma surpresa pra você?
– Ah é?
– É, olha aqui…

E levantou o vestido revelando sua bucetinha que agora estava toda peladinha (Ela havia depilado tudo) e já sem calcinha.

Eu não aguentei e já ia cair de boca. Ela segurou minha cabeça e falou “não não, hoje você só vai ver”, e começou a se masturbar, passando os dedos e as vezes metendo bem fundo.

– Tá gostando seu safado? – falou ela me olhando com cara de puta
– Que delícia. Deixa eu chupar?!
– Não, quero ver o quanto você aguenta
– Já estou de pau duro
– Mostra ele pra mim? – fazendo carinha de quem precisava de um pau
– Não, também vou te torturar
– Filho da puta…

Carmem ficou se masturbando e gemendo bem gostoso. Eu passava a mão por cima da calça, brincando com meu pau. Os vidros do carro embaçaram, revelando o que estava acontecendo ali dentro.

Já não aguentando mais de tesão coloquei o pau pra fora. Na mesma hora a Carmem parou e veio me chupar, sugava meu pau com muita vontade, e deixava bem babado.

Eu estava delirando, mas vi do lado de fora o segurança passando pelo o carro, fazendo a ronda dele. Depois vi ele voltar e olhar mais para o carro. Falei pra Carmem “pára, pára, o segurança tá olhando”.

– Não consigo, tá bom demais esse pau na boca
– Pára Carmem, ele tá vendo tudo
– Deixa ele olhar, ele tá vendo como você é sortudo e recebendo um boquete no carro
– Safada, você gosta né?!
– Adoro me exibir – falou ela me olhando com cara de safada e com o pau encostado na cara

Carmem continuou chupando, e massageando meu saco. O segurança já não disfarçava e olhava fixamente para o carro. Meu tesão foi aumentando a medida que Carmem chupava mais forte e gemia com o pau na boca.

– Vou gozar Carmem
– Goza na boca da sua puta goza
– Aí, vou gozar…

Enchi a boca da Carmem de porra e ela engoliu tudinho.

Nos recompusemos, conversamos mais uns minutos e ela teve que subir pra ver como estava a filha dela.

Na saida ela passou pelo segurança, a safada queria se mostrar, e ele deu uma secada na bunda da Carmem, e eu fui embora.

Mais tarde a Carmem me mandou uma mensagem dizendo que precisou se masturbar com seu consolo para conseguir dormir.

Gostaram? Deixe seu comentário ou me escreva: marcello.cca@hotmail.com

Referência do Anúncio ID: 3515a2bf35428196

Não há Tags

356 visualizações, 0 hoje

  

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: furacoco, 191 Guests, 18 Bots