Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Coroa a 1ª vez

  • Publicado em: 9 de dezembro de 2015 13:54
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Este conto e verídico tenho 60 anos e vou relatar uma experiência sexual que aconteceu em Bhte/MG este ano. Chamo-me Carlos (nome fantasia), fui a uma loja comprar um modem Wifi, uma senhora aproximou quando deixei a loja e questionou se sabia mexer com computador então eu respondi que era eletricista, perguntei o que ela precisava, relatou que computador ativou w10 ela não se adaptou com SO se tinha como voltar SO anterior eu falei que sim não sou especialista mas que eu conseguiria fazer isto.
Passou o seu contato, dias depois liguei e marcamos uma data, apesar dos seus 71 anos bem conservada, como morava em um condomínio fechado na região metropolitana foi me buscar levamos uma 3 horas para chegar a sua residência, pois houve acidente no trajeto, conversamos muito nesta conversa contou que seu marido deve um AVC.
Chegando ao local fui fazer o que estava proposto, falou que quando eu terminasse era para procura-la no quarto onde marido acomodava em uma cama era de fazer dó.
Terminei e fui o seu encontro a mesma fazia assepsia no marido, ao entrar no quarto ela levou o maior susto, pois segurava o pênis do marido e as lagrimas descia, perguntei o estava acontecendo descobrir que tinha 17 anos que mantinha relação segundo ela.
Vou ser mais objetivo para não ficar cansativo conversar vai conversar vem acabamos cama, enquanto o motoqueiro não chegava com os preservativos namoramos muito e ela tomava vinho ficou meio sem graça, pois não bebo, mas quando chegou o mesmo foi só alegria, parecia que era virgem, mas só papai e mamãe como minha esposa, perguntei se ela não gostava de te novas experiências ela disse que não que nunca tinha feito durante os 50 anos de casada.
Peguei no colo levei até o PC abrir site pornográfico quando viu topou experimentar pois meu pênis é pequeno. Ela colocou na boca e começou a mamar. Eu nunca havia feito sexo naquelas circunstâncias, por um segundo fiquei com pena dela, mais um segundo passa rápido. E logo depois comecei a reparar que ela estava gostando daquela situação, Então assumi o papel de dominador. Mandei que ela parasse de mamar e que ficasse com meu pau na boca para que eu a metesse como uma buceta, imediatamente ela tirou, falou : Sim, Senhor, e recolocou meu pau na boca, comecei a meter e ela me olhando, quando estava próximo a gozar tirei o pau e gozei no seu rosto, pedi para empinar a bundinha, ela mais uma vez disse: Sim, senhor. Quando encostei a cabeça do pau na entrada da buceta dela senti que estava totalmente molhada – era gostava de ser submissa. Então enterrei meu pau naquela buceta, a segurei pelo cabelo, mandei que ela dissesse que era puta e ela repetiu até eu mandar parar. A cada estocada a buceta dela ficava mais molhada. A lubrificação era tanta que eu quase não sentia mais a fricção. Resolvi mudar, mandei que ela ficasse de quatro no chão, ela mais uma vez falou: Sim senhor. Fui por cima dela, coloquei meu pau na entrada do cuzinho dela e empurrei, para minha surpresa não entrou, ela gemeu. Mandei então que ela mesma lubrificasse os dedos na sua buceta e lubrificasse o cuzinho. Ela lubrificou os dedos e enfiou um dedo, eu a mandei colocar o segundo ela tentou, ví sua dificuldade mais insisti, mesmo gemendo baixinho ela conseguiu. Como achei que já estava lubrificado tentei mais uma vez colocar naquele cuzinho, não consegui. Então decidi e falei para ela: Vou ficar sentado na cadeira e vc vai sentar no meu colo e colocar meu pau todo no seu cuzinho; então ela se apoiou nos braços da cadeira encostou a cabeça do meu pau no cuzinho e foi descendo, a cada centímetro entrando ela gemia baixinho, quando havia passado a metade, não resisti e puxei-a de uma vez só pela cintura; foi um grito surdo; que delícia, meu pau estava enterrado naquele cú. Depois foi só mandar subir e descer. Quando estava pronto para gozar, sem pedir, a tirei de cima de mim, fiz ajoelhar, peguei ela pelos cabelos e fiz ela mamar meu pau. Gozei como um louco naquela boca.
Fiquei com certo remoço, mas com tempo fui acostumando ia até a sua casa constantemente como estou desempregado ficou fácil para desculpa e casa dizendo que ia fazer entrevista.
Pena que fiquei carente, pois a mesma veio falecer e o marido continua vivo.
Estou procurar mulheres que o marido não faz, ou tem medo do marido dotado e tiver interesse de qualquer etnia e idade quiser uma aventura sem compromisso sigilo, não tenho nenhum preconceito.
Entre contato E-mail casadoinfiel20@yahoo.com.br
Obs: só região metropolitana Bbte

Referência do Anúncio ID: 5185662c96adb0a5

Não há Tags

932 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

Contos publicados por casadoinfiel

  • O Autor não publicou outros contos.
Últimos itens anúnciados por casadoinfiel »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 71 Guests, 5 Bots