Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Deliciosas Descobertas ( numa virgem)

  • Publicado em: 8 de março de 2001 00:00
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Conto aqui minha linda historia com uma ex namorada minha, ela foi minha primeira transa e essa situação realmente aconteceu na minha vida.

Ela era uma linda morena…. cabelos cacheados… tinha a pele lisa e tratada como o de uma princesa . o que mais me deixava louco era suas coxas. Hum….. grossas e bem torneadas…. não agüentava vê-la de sainha que meu pau já endurecia.

Ela era minha vizinha, morava de frente a minha casa, e passávamos muitas noites conversando sobre tudo, mas nada rolava. As vezes sentia medo por ser virgem e deseja-la tanto…. seu sorriso era lindo…. ela era perfeita de corpo e de rosto. Tinha um jeito de menina e ao mesmo tempo era um furacão de sensualidade. Gostosissima….

Certo dia me propuz e tomei coragem, determinei que iria ficar com aquela deusa deliciosa. Aos poucos fui conquistando meu espaço, sentia que o dia de estar com ela estava próximo. Investi tudo o que sabia e que pude nela…. minha pouca experiência me atrapalhava, mas a deixava atraída por eu ser um “virgem inexperiente”. Todas as vezes que tocava nesse assunto via seu olhar de malicia… nossos olhares de trocavam por alguns instantes mas eu com medo desviava e mudava o assunto… imagina só! Medo daquele avião…

O tempo passou e eu e nana (nome fictício) começamos a namorar, tudo começou quando falávamos sobre sexo, e ela propositalmente sentou com seu shortinho curto e preto, que deixava um volume delicioso na sua xoxotinha, bem em cima do meu pé, olhei com um sorriso e perguntei:

– se você ficar ai eu mexo meus dedos ( meio inocente)…

ela sorriu e respondeu:

– mexe…. eu duvido (desejando aquilo)

senti que nana estava me provocando, comecei a roçar meus dedões naquela xana gostosa…. seu short de lycra deixava tudo bem dividido, por ser muito apertado… senti seu sexo muito gostoso… mas logo ela deu um pulo e retirou-se de cima do meu pé, sua mãe apareceu e atrapalhou todo o nosso lance. Marcamos um encontro para o outro dia.

E tudo rolou como esperado… começamos a namorar…. logo no primeiro mês de namoro começamos nossas brincadeiras…. ela vivia me provocando de todas as formas…. trocava-se na minha frente……. colocava aquela sainha bem curtinha que ao se abaixar via-se a poupinha da bunda, com aquelas curvinhas deliciosas…. com o passar dos dias começamos a nos masturbar…. ela me chupava por cima da calça… enquanto eu acariciava sua xaninha…. via seu rosto cheio de tesão….. costumavamos brincar…. enquanto lambia seus peitos ela batia uma em mim…. pedia pra roçar meu pênis na sua vagina e simular sexo… via seu shortinho todo molhadinho na região da vagina….. e cada vez isso se tornava mais intenso…… fazíamos todos os dias, mas até então não havíamos transado…. não tinha pintado um ambiente legal e longe de todo mundo…. afinal tínhamos 16 anos.

Certo dia, depois de uma noite de muito roça-roça, nana me apareceu com um shortinho super colado, começou a dançar a dança da bundinha pra mim, era lindo ver aquele rabinho balançando pra lá e pra cá, ela adorava ser desejada….. vinha sempre ao meu encontro com algo novo, nesse dia ela levantou a camisa e mostrando seu shortinho (que tinha comprado naquele mesmo dia) dividindo sua xana perguntou: – você gostou? ficou bem em mim…. não tive palavras (já não dava pra esconder o pau duro e ela adorava me ver assim ….) sua xoxotinha era muito carnuda…. e profunda… o short dividia muito bem e deixava-me louco e então a convidei na mesma noite para sair e “chupar um picolé”(só que ela não esperava ser o meu picolé), ela colocou o vestido mais curto que possuía… preto de alcinha e que deixava seus seios lindos e o biquinho dos peitos bem a mostra…. não esperei nem a gente sair da frente da casa dela, e ali mesmo, na rua, no muro da sua casa, e sem cueca comecei a roçar meu pênis por cima de sua calcinha, fazia movimentos de vai e vem …. e ela correspondeu me abraçando forte….. era demais sentir seu sexo no meu pau….. comecei a beija-la no pescoço…. ela dava suspiros de prazer…. ate que olhei pra os dois lados da rua e como não vinha ninguém, coloquei meu pau pra fora e afastei com minhas mão suas perninhas que tremiam muito e a calcinha (que era rendada e estava encharcada), deixando-a na beirinha da vulva …. senti sua vagina úmida e desejando meu pênis. Enfiei meus dedinhos e ela pediu por tudo pra eu não tirar sua virgindade (ela era virgem também ). Não pensei nem duas vezes….. enfiei minha cabecinha devagar e ela deu um gritinho delicioso que ecoa no meu ouvido até hoje. Depois fui penetrando gradualmente meu pau roliço e sedento de uma buceta, prensando o corpo dela entre mim e a parede… e ela engoliu tudo…. recebeu dando gritinhos de prazer…. e isso me deixou louco. Transamos ali mesmo… com risco de sermos vistos por todos os vizinhos, isso era o mais excitante. Ela me masturbava e pegava com vigor no meu pau…. gostava de ajeita-lo na sua xeca e rebolava muito. Eu apertava seus peitinhos e chupava seu biquinho com todo tesão….. era delicioso sentir sua xana molhadinha acomodando meu cacete, me excitava mais quando ela contraia suas paredes vaginais contra meu pau… a pressão era intensa e constante… sentia seu líquido do prazer escorrer pelas coxas…. e lavando meu pinto…. hummmm. Era delicioso o odor do suor que exalava…. meu pau não amoleceu por um instante até o outro dia. Foi um vai e vem delicioso. Depois desse dia passamos a transar quase todos os dias… sexo anal, chupadas…transas escondidas, dentro de casa (com sua família dentro de casa transávamos “rapidinho” no terraço, eu sempre ficava sem cueca pra facilitar e ela com short bem folgado ou de mini-saia ), seu rabinho era lindo e apertadinho e ela sempre dava com gosto…. era um jogo delicioso pois a todo instante a gente se masturbava, até assistindo tv…. ela me chupava muito. Breve conto outras historias verídicas de nossas trepadas , o dia em que a comi em cima de um barco na praia, num passeio da turma,”discretamente” (quase todo mundo percebeu, foi d+),o dia em que fomos pegos transando por uma amiga dela (essa foi super engraçada)… breve vocês vão saber. Contarei aqui.

Nana é a mulher mais linda, doce e quente que já tive, ela era insaciável e até hoje não encontrei ninguém com seu jeito, pele morena linda e tratada,sorriso branco como lã, e corpo de mulher, ela era perfeita…. vivemos muitos momentos bons juntos nos 2 anos e meio de namoro… o sexo era apenas o complemento…. medíamos nosso relacionamento pelo carinho um pelo outro. O que quero passar aqui é que um relacionamento pode vir a terminar, e a gente não deve se martirizar se arrependendo depois do fim por não viver todos os momentos intensamente. Guardo ótimas lembranças., pra mi m ela valeu a pena.

Ate outra historia (verídica)

…..

“pet

CONTATOS: petelecobr@yahoo.com.br

Referência do Anúncio ID: CT-000001884

Não há Tags

7139 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

  • Autor: pet
  • Membro desde: 31 de agosto de 2003

Contos publicados por pet

  • O Autor não publicou outros contos.
Últimos itens anúnciados por pet »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 213 Guests, 21 Bots