Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Depilação

  • Publicado em: 30 de maio de 2003 10:35
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Meu nome é Luciana, tenho 36 anos, branca de cabelos castanhos longos e lisos, olhos também castanhos, 1,72m de altura, 69 kg, Não me considero linda, digamos que sou de uma beleza comum. Sou divorciada a 8 anos e totalmente independente com uma situação financeira equilibrada. Após minha separação é que comecei a dar vazão a minha libido. De uma hora para outra comecei a dar vazão a todas as fantasias que povoaram minha mente algum tempo antes e durante o casamento. Pretendo aqui compartilhar estas minhas experiências com vocês leitoras desta seção. Tenho uma amiga dona de um salão de beleza em minha cidade. Sua beleza esta na sua cor negra e em seu físico, 1,85m, lábios grossos e carnudos, seios grandes e bicudos, coxas grossas e roliças, um bumbum redondo e arrebitado, enfim um corpo muito bem esculpido que me permite dizer que ela é uma deusa de ébano. Mas vamos ao que interessa, desde de a primeira vez que estive no seu salão a sua forma de me tratar me cativou de tal modo que virei cliente de carteirinha dela. Com o passar do tempo percebi que a atenção a mim dispensada era diferenciada e de uma forma discreta, isto nos tornou amigas e confidentes. Ela me contava de sua vida e eu a ela desfiava minhas confidências conjugais. Ela vivia elogiando meu corpo e sempre insistia para que eu me depilasse toda, dizendo que meu marido iria gostar, que era mais higiênico na hora do sexo e por ai em diante. E eu, sempre dizia que não, que seria incomodo e blá, blá, blá. Até que um dia resolvi aceitar fazer a tal depilação. Lembro-me bem desse dia, era um final de tarde. Ela então chamou uma de suas assistentes e mandou que fizesse minhas unhas e desse um banho de óleos em meus cabelos. A toda hora ela passava por mim e deixava escapar um sorriso que depois fui compreender o real significado. O tempo foi passando e quando percebi só estávamos eu, ela e a funcionária que me atendia. Ela se aproximou e dispensou a funcionária assumindo o lugar dela. Após a despedida da funcionária ela fechou as portas da frente do salão alegando questões de segurança e me indagou: – Pronta para começarmos sua transformação? E eu firmemente respondi que sim. Ela então pegou em minhas mãos ajudando-me a levantar da cadeira em que eu estava e me conduziu a uma sala onde havia uma maca dessas de consultório médico, pediu que eu me despisse e deitasse nela. No tempo que eu me despi e me deitei na maca, ela se retirou para voltar em seguida trajando seu jaleco. Como ela fica linda nele, a cor negra dela contrastando o branco do jaleco. Ela me perguntou se eu tinha preferência por onde começar e eu respondi que ela mandava. – Mando mesmo? Perguntou ela. E disse sim de uma forma doce que deixou-a a vontade para dizer: – até que enfim posso apreciar este corpo sem nada que possa esconder a visão dos meus sonhos. Ela colocou o creme nas mãos e começou a espalhar pelas minhas virilhas e por toda a minha xana. Que sensação maravilhosa. Ela foi me depilando e de vez em quando propositalmente tocava em meu grelo. A certa altura vendo os bicos de meus seios já duros ela disse: – tenho certeza que não é de frio! E eu confirmei que não. Ela então nada mais falou concentrando-se em seu trabalho. Após terminar minha xana pediu-me que virasse erguesse bem meu bumbum abrindo bem minha pernas para que ela depilasse agora meu cuzinho. Atendi de imediato, minha xana parecia queimar nessas alturas. Enquanto ela depilava meu rabinho, acho que ele piscou umas mil vezes. Em alguns momentos ela apoiava o dedo bem em cima dele, pressionando levemente. Eu sentia meus sucos escorrer pelas pernas e ela já havia visto ate que em um dado momento senti a língua dela tocar meu cuzinho. Eu deixei escapar aquele huuuuum, e ela vendo que não havia mais resistência começou a deslizar a língua por toda a extenção do meu rego chegando a forçar a língua na entrada de meu cuzinho enquanto acariciava minha xana. Em dado momento ela me virou curvou-se sobre mim e me beijou de tal forma que há muito eu não experimentava. Desceu para os meus seios, e brincou por longo tempo com eles, até que ela chegou em minha xana e começou com sua língua gulosa a passear por toda a extensão da minha xana, ela enroscava sua língua em meu grelo enquanto enfiava um dedo em minha xana. Meus sucos escorriam de tal maneira que parecia que eu estava urinando. Eu gemia e dizia: Minha negra gostosa, fode tua branquinha! Me faça tua putinha! Ela habilmente aproveitando os sucos que escorriam de minha gruta colocou mais um dedo.Ela os movimentava com tal maestria que quando percebi já tinha outro enfiado em meu cuzinho virgem (nem meu marido o havia experimentado). Explodi em múltiplos orgasmos chegando a ter um ligeiro desmaio. Quando me restabeleci, ela afagava meus cabelos e me deu um longo beijo e me disse: – Adorei teu sabor, quero mais. Eu disse que também havia adorado e que apesar de já ser um pouco tarde agora era minha vez de dar prazer a ela. Ela então falou: – Não quero nada de forma apressada, daremos um jeito de ter um dia inteiro para nós duas, e me diga uma coisa, você é virgem lá trás? Eu disse: – sim sou, o máximo que meu marido fez foi colocar o dedo, pois ele tem um cacete muito grande. Os olhos dela brilharam de tal forma quando respondi e ela me disse mantenha-o assim para a dona dele. E eu disse sim! Vou parar por aqui. Brevemente enviarei a continuação deste fato bem como outros relatos de fatos que aconteceram comigo. Quem quiser se corresponder comigo escreva para Luciana_loq@zipmail.com.br. Não responderei a homens.

Referência do Anúncio ID: CT-000014660

Não há Tags

7092 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: caugeo, 97 Guests, 16 Bots