Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Depois da encoxada, uma foda com um desconhecido

  • Publicado em: 1 de junho de 2017 16:17
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Semana passada quando saía do trabalho vivi uma das situações mais intensas e gostosa da minha vida;
Sou meio gordinho, apesar de não ter quase nada de barriga, coxas grossas , bundinha grande , redonda e empinadinha e tenho peitinhos quase femininos , gosto de usar calças justas dessas com estreach que ficam apertadinhas e delineando minha bundinha, minhas colegas de trabalho dizem que tem inveja da minha bundinha pois chama a atenção por ser tão feminina e ser de um homem, eu curto demais ter peitinhos é uma bundinha feminina,
Final de tarde e fui pegar o ônibus pra ir pra casa, nunca pego ônibus cheio e sempre fico na fila esperando até conseguir ir sentado, mas nesse dia, ao passar pela porta de um ônibus já cheio, olhei pra dentro e contemplei uns seis rapazes morenos e fortes em pé na porta, sem pensar me enfiei no meio deles e fiquei emprensado entre os rapazes , é claro que fiquei bem encostado em um deles que estava meio de lado atrás de mim, já sentindo um tesao da porra, segurei a calça pelo cois e puxei pra cima dando aquela reboladinho que normalmente as mulheres fazer pra acertar a calça e no momento que fiz isso o caa que estava atrás de mim meio de lado virou-se e encaixei nele já empinando a bundinha e fui encoxado deliciosamente dentro do ônibus que saiu lotado e já na primeira curva senti que ia ser muito proveitoso,estava sem apoio e deixava p corpo ir pra lá e para cá, sentindo a tora do cara roçar em minha bundinha e eu dando empinadas na bundinha e me estragando nele até que percebi que alguma coisa alterava nele, senti sua pica ficar dura enquanto roçava em mim e percebi que era enorme, uma curva mais forte e fui seguro pela cintura e puxado de encontro ao corpo do rapaz sendo agora encoxado.de vez, segurou-me forte pela cintura e eu ia me esfregando nele , que delicia; até que chegou meu ponto, desci e fui andando pra casa cheio dê tesao, quando ia subindo a rua , percebi alguém andando atrás de mim a uma certa distância, olhei e reconheci o rapaz do ônibus que veio me encoxando a viajem inteira e meu corpo arrepiou por inteiro, segui andando normalmente é quando passava em frente a uma loja em obra , antes de chegar ao portão de casa e minha rua é meio deserta , senti o rapaz me segurando firme pelo braço e me puxando pra dentro da obra:vem comigo , disse com firmeza, tremi de alto a baixo e obedeci , ela era bem forte e grandão, chegando lá no final de um corredor ele me sentou em uma pilha de tijolos, abriu a calça e pôs sua pica pra fora, e segurando firme minha cabeça socou sua vara na minha boca dizendo pra eu mamar quieto, e mamei sua piroca quente e deliciosa ele segurava minha cabeça e socava sua pica garganta a dentro quase me sufocando, um arrepio passava pelo meu corpo a cada segundo e seguia mamando seu membro grande e grosso, de vez em quando ele tirava da minha boca e batia no meu rosto com seu pau e socava de novo na minha boca, parou, tirou da minha boca me pôs de pé e de maneira rude foi tirando minha roupa, arrancou de forma grosseira e meio violenta minha roupa me deixando nu em pelo, passou a mão na minha bundinha grande redonda e empinadinha e deu uma palmada estalada e ardida, que bundão heim, parece até de mulher disse ele, posicionou-me de pé , com as pernas meio abertas e os braços apoiados na parede , empurrou um pouco minhas costas pra baixo deixando minha bundinha arrebitada mais empinadinha ainda, olha isso!!!! Disse ele , que bundinha gostosa vc tem heim seu viadinho!!! Cuspiu na mão e lambuzou de saliva meu cuzinho penetrando-me com seu dedo grande , senti que ia ser fodido de uma forma quente e tremi na base, ele posicionou a tora na entrada do meu cuzinho forçando um pouco entrou a cabeça do mastro que já entrou me fazendo gemer, parou e fez um psiuuuu me mandando calar a boca, segurou firme minha cintura com uma mão e com a outra tapou minha boca, tremi na base sabendo que ia ser violentamente fodido por aquela pica gigante, tentei sair e fui seguro e como já estava com a cabeça da pica enfiada no cuzinho não tive reação e numa estocada fui penetrado até o talo, urrei de dor como nunca que as lágrimas desceram e sem pena , sem parar , estocou bombando no meu rabo sem pena , a cada estocada forte sentia que meu cu parecia que ia rasgar, não conseguia me conter e continuava urrando a cada estocada, dois pra caralho meu cuzinho e o filho da puta quando sentia que ia gozar dava uma parada pra se segurar, alguns segundos de refresco mesmo sentindo a tora arrochada no meu rabo e quando ele sentia que havia segurado a gozada sem demonstrar começa meu suplício dando novas estocadas ainda segurando firme minha cintura e minha boca, várias vezes ele parou pra segurar o gozo, o suor era muito , seu corpo já pesava em mim quando ele começou a socar violentamente em mim, gozou urrando e dizendo: toma minha porra seu viadinho filho da puta!!!!!! E continuou as estocadas por um tempo, tirou o pau do meu cuzinho agora arrombado pela tora do rapaz, e como doía , fiquei um tempo parado na mesma posição até poder me mexer , meu rabo dois pra cacete, ele vestiu a roupa e sem falar nada foi embora me deixando ali suado, todo lambuzado de porra e com o cu arrombado e doendo pra caralho e sem poder me mexer, um tempo depois consegui me vestir e fui andando devagar pra casa pois mal consegui me mexer tal foi a violência do meu delicioso estupro, cheguei em casa e fui direto pro banho e constatei o que já era fato, meu cuzinho foi arrombado, no banho toquei uma punheta lembrando daquela pica no meu cuzinho me arrombando e já sonhando com um novo estupro.

Referência do Anúncio ID: 1545919786482340

Não há Tags

1398 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 71 Guests, 31 Bots