Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Desejos.

  • Publicado em: 19 de março de 2005 07:49
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Aline nasceu em uma pequena fazenda no interior de São Paulo. Em sua infancia jamais teve contato com as cidades e seu “mundo” se resumia àquele pequeno pedaço de terra e seus pais. Fazia o que mais gostava que era estar sempre em contato com a natureza e os animais criados por seu pai.

Sua mãe, que cuidava dela com todo carinho, notou muito cedo que a menina tinha algo diferente. Ao lhe dar diariamente o seu banho notava, com espanto e também admiração, o tamanho da bucetinha da filha. Não era normal como já tinha visto em outras meninas. Sua filhinha possuia o sexo enorme, para a sua idade e era, mesmo, maior que a buceta dela. Tinha um grelo saliente que ficava logo durinho quando era tocado e os lábios eram macios e salientes e faziam aquela buceta ficar muito apetitosa. A mãe guardou pra sí esse segredo enquanto a filha ia crescendo. Sendo filha unica e muito mimada Aline era cheia de vontades e gostava de dormir, sempre, na cama dos seus pais. A fazenda ficava em um lugar bem frio e por isso seu lugar favorito era dormir no meio da cama, entre seu pai e sua mãe.

Ultimamente Aline andava meio quieta, bem diferente do que sempre foi. Sua mãe ainda lhe dava banho e notava que sua filhinha gostava quando lhe tocava o corpinho. Ficava toda arrepiadinha quando a mãe lhe passava o sabonete em seu corpo e esperava os toques em sua bucetinha. Cheia de desejos, Aline, revirava os olhinhos enquanto era tocada. Um dia sua mãe ao lhe dar mais um banho notou, pela primeira vez, que a bucetinha da filha estava toda meladinha e pingando um mel. Como isso acontecia também com ela quando estava desejando o marido, com surpresa constatou que a filhinha já sentia tesão. Um dia viu, admirada, a menina com a mão dentro da calcinha se tocando e gemendo de prazer e resolveu, enfim, contar tudo ao marido. Seu esposo ouviu, calmamente, tudo o que ela contou e achou que era curiosidade de criança mas ressaltou para a mãe que a filha tinha nascido igual a ela pois sua esposa também tinha uma buceta muito grande e rindo disse que só assim ela, sua mulher, poderia aguentar o seu cacete de 25 centimetros.

O pai ficou curioso com o que ouviu e, mesmo sem querer, acabou ficando de pinto duro com aquela história. Naquela noite não conseguia dormir pensando naquilo que ouvira. Sua mulher e sua filha dormiam ao seu lado e êle não conseguia pegar no sono. A curiosidade acabou vencendo e êle acabou, com todo cuidado, tocando a coxa da filha. Ela não acordou e sua mão, tremula, foi deslizando e subindo. Sentia que a temperatura do corpo dela ia esquentando a medida que os toques se aproximavam do sexo dela. Quando finalmente pode sentir o tecido da calcinha nos seus dedos parou um pouco. Esperou para ver se a filha não havia acordado e como ela não se mexeu resolveu continuar. Com o dedo medio percorreu, de cima pra baixo, toda a extensão da buceta da filha e não deixou de sentir, no primeiro toque, que o grelinho dela estava duro. Sentiu aquela fenda toda melada e muito quente, fervendo mesmo. Morria de desejo. Se atreveu mais e afastou a calcinha pro lado e esplorou, com toda a vontade, a buceta da filha percorrendo toda a sua extensão e tocando na entradinha fechadinha pelo cabacinho. Notou que quando o dedo chegava no cabacinho a bucetinha se fechava em volta dêle e o apertava como se estive chupando-o. Como muito esforço acabou parando o que fazia e dormiu.

Referência do Anúncio ID: CT-000024580

Não há Tags

7006 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 134 Guests, 9 Bots