Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Dias Inativo

  • Publicado em: 24 de junho de 2016 11:16
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Estava a 3 dias sem tocar uminha. Estava louco de tesão só queria comer alguém, nem precisava ser mulher sequer precisava ser um ser humano. Com essa mentalidade meu tesão foi me escravizando, quando percebi, estava cheirando as calcinhas de minha mãe, a senhora S.. Minha mãe tinha muitas, mais do que eu pensava. Ao abrir a gaveta, vi um rio colorido de maravilhosas calcinhas, mas antes tinha aberto a gaveta das cuecas do meu pai por engano. Tinham poucas cuecas, mas todas tinham algo em comum, imensas freadas escuras. Na hora me veio a imagem de Paul Walker brincando de DRIFT com Dominique Toreto.
Mais tarde naquele mesmo dia, eu tinha uma consulta com a doutora Monica, a mesma que da ultima vez eu tinha “homenageado”. Ao chegar no consultório, fui imediatamente direcionado a sala daquela bela morena de olhos claros que me excitava apenas de escutar sua voz, apesar de grossa. Me deitei na cama da sala dela usando apenas um avental que ela mandou eu colocar – mandona, adorei isso -, era de um azul desbotado. Me estiquei todo na cama e senti um descontrole no meu pênis enquanto ela me dizia para relaxar.
– Ei o que é isto? perguntou a doutora ao ver que meu pênis estava ereto.
– Desculpe Sr. Monica, mas estou a alguns dias sem, você sabe… transar.
– Está tudo bem Nelsinho, isso é normal para um jovem de 18 aninhos.
– Na verdade acho que posso te ajudar com isso – completou a doutora.
– Como assim? não entendi.
– Esta vendo algum anel em meu anelar? estou solteira. Faz tempo que não transo.
Fiquei imobilizado. A principio achei que fosse brincadeira, mas ao sentir suas mãos no meu pênis percebi que era sério. Foi demais.
– Relaxa Nelsinho, só relaxa – sussurrou em meu ouvido enquanto eu assimilava o que estava acontecendo.
Ela desabotoou o avental e imediatamente começou a me esfregar com as mão enquanto eu ainda estava de cueca – estava cheio de tesão reprimido, não conseguia segurar – e gozei. Gozei ainda de cueca. Me senti uma merda. olhei para ela e disse.
– Ei, sabe, tem mais de onde veio isso – disse dando um sorriso de canto de boca.
– Então vamos lá “big-boy”.
Ela tirou minha cueca que pingava porra. Ela foi cuidadosa e não deixou que pingasse na cama onde eu me deliciava. Então ela voltou a me masturbar. Meu pau não amoleceu, estava muito duro e as mãos dela estavam me deixando louco. Ela me masturbava até que colocou a boca. Eu estava com os olhos fechados, foi quando eu senti algo quente e molhando encostando no meu bilau.
– Ai que delicia – eu gemi
Ela me chupou até eu gozar, não durou mais de 10 minutos. Gozei gostoso de novo.
Ela me acariciou e pediu para que eu me vestisse voltasse no consultório no dia seguinte. Com toda certeza eu pensei, mas tudo que eu consegui foi assentir com a cabeça – assenti tão rápido que ela sorriu.
Bateu a porta e saiu da sala antes de mim. Fez questão de dizer “Amanha tem mais” e sorrir antes de bate-la.
Passei pela recepcionista e disse tchau, mas tudo o que ouvi dentro de mim foi “até amanha”.
Ao chegar em casa me deliciei com um pedaço de bolo que tinha sobrado do aniversario do meu irmão mais novo e fui me deitar.

Referência do Anúncio ID: 668576955d7d72ce

Não há Tags

1456 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

Contos publicados por CondeVlad69

  • O Autor não publicou outros contos.
Últimos itens anúnciados por CondeVlad69 »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: Manjodosparanauetlg, 84 Guests, 22 Bots