Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Dois primos e um segredo!

  • Publicado em: 23 de março de 2017 05:27
  • Expira: Nunca!
Dois primos e um segredo!

Detalhes do Conto Erotico:

e um segredo!

Quando abri os olhos eu pensei: é hoje! Hummmmmm é hoje! Chegou o dia, até que enfim! Desde o “tu quer dar pra mim?” Tinha ficado uma coisa gostosa quente entre as minhas pernas, aquela frase ecoava na minha cabeça e a minha buceta quase que instantaneamente imaginava a melhor cena: eu sentando no pau do meu primo de 18 anos virgem. Tem noção da responsabilidade que isto é? Em pleno 2017 encontrar um gato lindo com 1,81m de altura, virgem? É quase um milagre. E então estava nas minhas mãos cuidar com carinho dessa importante tarefa a qual fui chamada para desempenhar o papel. Sim, ele me escolheu. Dentre tantas outras meninas, eu gerei tesão nele, e ele me queria na cama com ele pra poder foder pela primeira vez. Apertei o interfone, minha madrinha chegou para nos receber, estranho entrar na casa dele depois de tanta sacanagem que a gente conversou, cumprimentei minha vó, prendemos a cachorra por causa do meu filho, minha mãe também está comigo nesta viagem ao RS. Ela já foi avisando: vamos almoçar não sei que horas o Felipe* chega. Aquele frio na espinha subiu como um tiro. Passava das 13h30min faltava menos de 5h para a gente se grudar, eu não pensava em mais nada.. quer dizer, até pensei quando estava lavando a louça, ele chegando por trás, cheirando meu pescoço e roçando o pau dele na minha bunda. Terminei a louça e ele não tinha chegado. Eu estava nervosa. A porta bateu, e ouvi minha madrinha dizer: ele chegou. Meu coração foi a mil. Ele se aproximou e me deu um sorriso bem sacana eu o abracei desejando feliz aniversário atrasado, e senti a mão dele apertar na minha cintura, cheguei a brincar que o presente eu entregava depois. Cheiroso, muito cheiroso. A gente trocou uns olhares, passei e dei uma apertadinha nas costas dele, foi bom pra gente sintonizar e medir nosso termômetro sexual. Ele foi pro quarto, e eu tinha que me despedir, dei tchau pra madrinha, pra vó, e fui até o quarto dele e roubei um beijo rápido e estalado nos lábios, senti a boca macia. A gente se olhou e eu saí. Peguei meu celular uma hora depois e tinha uma mensagem dele dizendo que ia me esperar num posto e se podíamos antecipar a saída. Tomei um banho mais que depressa e fui ao encontro dele. Frio na barriga, faltava pouco agora. Fomos até o CFC pra ele ingressar com a carteira de motorista, sentamos um ao lado do outro depois que ele pegou a senha, ele me olhou e sorriu, senti a mão dele nas minhas pernas, e subindo devagarinho apertando e subindo, eu olhei pra ele e falei: Felipe, isso está me deixando com tesão! Ele respondeu: então está dando certo! Olhou de novo nos meus olhos e disse: tu estás com aquele cheiro, o mesmo cheiro, esse teu cheiro é gostoso.
Saímos de lá, antes de chegarmos no carro perguntei se ele queria comprar alguma coisa na conveniência do posto, mas ele disse que já tinha comprado Halls, o preto. Cheio de segundas intenções, adoro, o Halls preto e ele assim bem delícia. Ele não me deu o halls na boca, enquanto eu dirigia ele acariciava as minhas pernas, a mão grande e gelada estava até suada talvez de ansiedade pelo momento e eu também aproveitei para pegar no pau dele por cima da bermuda no caminho pro motel. Não falamos muito, nós dois parecíamos meio tensos. Chegamos no motel, suíte 6, banheira, cama redonda, espelho no teto, ele ligou o som e a gente se beijou já deitando, que beijo louco, cheio de vontade, cheio de língua, respiração ofegante, tirei a camiseta dele, ficamos de joelhos na cama ele tirou minha blusa, depois meu sutiã, me abraçou olhou para os meus peitos e chupou pegando com vontade, a boca dele nos meus mamilos, eu tinha uma visão de cima, meu primo ainda virgem, com seus 18 anos, meu primo mais novo, o mais gato, ali chupando meus peitos. Deitei ele e tirei a bermuda, beijei a boca, a barriga, desci até o pau que ainda estava na cueca e dei leves mordidinhas por fora, ele tirou a cueca e eu comecei chupando as bolas, passando a língua nas virilhas, fui subindo a língua até chegar na cabeça daquele pau gostoso dele. Pau grande, e com um sabor delicioso. Mamei olhando pra ele, lambi, suguei, chupei e ele ali me olhando com aquela cara linda, um gato, um galã, meu primo e a sua virgindade, oh céus. Ele pediu pra eu deitar, nos beijamos loucamente de novo enquanto ele enfiava os dedos na minha buceta molhada, me masturbando com uma técnica respeitosa, sabe aonde tocar, sabe o que fazer com os dedos..ele foi descendo pelo meu pescoço, meus mamilos, beijou minhas coxas, minha virilha, e caiu de boca na minha buceta, aquela língua sedenta, a primeira vez que aquela boca chupava um grelinho, me contorcia​ de tesão, gemia e olhava pra ele pelo espelho. Ele colocou os dedos, massageava a buceta e passava a língua inteira. Nem parecia ser a primeira vez porque que chupada gostosa, aqueles dedos, aquela boca e eu entregue. Eu tava morrendo de vontade de enfiar o caralho dele bem no fundo, nos beijamos eu chupei aquele pau mais pouco pra colocarmos a camisinha. Tudo pronto era só sentar, fui colocando devagarinho, mas ouvi a voz dele: senta com vontade, enfia tudo. E eu fiz! Senti ele inteiro dentro de mim, agora ele não era mais virgem. Minha buceta estava naquele momento engolindo o pau do meu primo e ele não era mais virgem, por um momento a gente se desconcentrou, paramos. Voltei a chupar, mas eu queria ficar perto dele, acariciar o peito dele e dizer que isso acontece mesmo que estávamos ansiosos, tensos e que é tudo muito novo, nos beijamos. Beijo doce, lábios, língua, beijo ardente, o nosso beijo deu liga, não dava vontade de parar. Beijávamos suave, intenso, cheio de puxões de cabelo ou cheio de carinho das mãos que passeavam desbravando meu corpo. Me virei de bunda pra cima, empinei o rabo como ele havia pedido por telefone, ele enfiou aquela mão na minha buceta, acariciou meu cuzinho e caiu de boca de novo, lambendo a bucetinha molhada e o cuzinho também, nossa que tesão que me deu, gemi mais, meus mamilos duros, e a vontade de gozar tava grande. Aquela boca dele macia me explorando, levantei a bunda e ele meteu de quatro, tirava o pau inteiro e depois enfiava forte, tirava inteiro e enfiava forte puxando a minha cintura. Bombava ritmado que eu senti um pouco de dor. Mais beijo, mais mais mais, as nossas línguas tiveram uma conexão maravilhosa, quando o nervosismo vinha a gente se beijava intensamente e tudo voltava muito melhor e mais conectado. Pedi pra ele subir em cima de mim, ainda me beijando ele enfiou aquele caralho bem no fundo me abrindo inteira levantei as pernas, olhei a imagem no espelho e me dei conta que aquele corpo fodendo com vontade minha buceta era do meu primo, era especial que ele estivesse me comendo. Ouvi a voz dele bem pertinho do meu ouvido: minha putinha, minha priminha mais velha! Nossa, me invadiu um tesão enorme que eu pedi pra ele me foder mais forte, mais forte e gozei naquele pau, estremeci, arrepiei, me invadiu uma emoção tão grande que até me emocionei, ele me fez gozar e eu vi a cara de realização dele, sim, ele me fez gozar deliciosamente. E ele sentiu minha buceta contrair e molhar o pau dele todo. Foi nosso melhor momento, veio a sintonia, ele em cima de mim socando com vontade, fodendo do jeito dele e eu gozada! Mais beijo, mais carinho, o lençol de cama já estava todo bagunçado, a gente ali entregue ao prazer! Me virei de 4 e como ele é alto não consegui mexer muito, eu já não sabia o que fazer para dar satisfação e para ele gozasse.
Ele pediu pra eu me virar de barriga pra cima, subiu em cima de mim e colocou o pau dele na minha cara, fodeu minha boca, ficava passeando com a rola no meu rosto, batendo com ela nos meus lábios e sentindo minha língua indo e voltando naquele pau e nas bolas, aquele pau gostoso massageando o meu rosto e ele me olhando com aquela cara linda. Bati uma punheta do jeito que ele pediu pra eu fazer, enquanto a gente se beijava mais.. levantamos e fomos pra banheira quente com hidromassagem, mais beijo, me virei de costas ele beijando meu pescoço, passando a mão nos meus peitos, abaixei um pouco as costas, levantei uma das pernas na borda da banheira e ele enfiou mais uma vez aquele pau de novo na minha buceta, como é bom sentir o pau dele entrando e preenchendo tudo! Deitamos na banheira, conversamos bastante sobre tudo, eu admirando aquele pau, aquele menino, aquele homem, aquele gato parado na minha frente me olhando nos olhos e sorrindo.. ele não gozou, mas vibrou com meu gozo, se satisfez com a minha realização. Continuamos nos beijando..Perguntei se eu estava borrada ele olhou pra mim e disse que eu fico linda com os olhos pintados, que gosta do jeito que contorno os olhos. Levantamos e colocamos as roupas. Saímos do motel, eu com as pernas bambas, o sorriso largo e aquela chama que nunca cessa no meio das pernas, e ele tranquilo e relaxado. Nos despedimos na frente de uma fruteira com mais um beijo gostoso e fim.. agora temos que marcar outra saída… Preciso que ele goze.

Referência do Anúncio ID: 57358cde451d132e

Não há Tags

7796 visualizações, 0 hoje

  

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: sedutor_1, 255 Guests, 16 Bots