Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Dormindo com o irmão

  • Publicado em: 18 de agosto de 2003 13:38
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Vamos começar com minha descrição, me chamo Daniela, tenho 19 anos, sou loira, tenho 1,68 de altura com 55 quilos, bem vamos dizer que sou uma mulher atraente, principalmente em virtude de meu seios e minha bunda que são bem grandinhos e durinhos. O que vou relatar é uma história verídica, a qual juro que aconteceu, pois tenho dois irmãos, o Lucas de 14 anos e o Daniel de 23, ambos são bonitos, mas vamos dar uma atenção especial para o Daniel, o mais velho, pois o Lucas é ainda muito novo. O Daniel é um homem bem atraente, pois é independente financeiramente por ter um bom emprego, tem seu próprio carro, mora sozinho em uma casa simples mais aconchegante, deve ter em torno de 1,80 moreno e tem um físico bem legal. Então vamos lá, tudo começou quando eu tinha apenas 12 e ele 16, nos morávamos juntos nesta época e sempre fazíamos algumas brincadeiras meio sem vergonhas, não que era de propósito por minha parte, mas a dele eu tinha certeza que era. Pois ele não podia me ver que ficava me irritando, dizendo coisas chatas para que eu ficasse irritada e fosse brigar com ele, mas como era sempre no bom humor, eu acabava levando na brincadeira e ia sempre tentar bater nele de mentira. Então começamos algumas vezes, e comecei a notar que ele sempre dava um jeito de ficar enconchando em mim, então eu sempre percebia que ele estava de pau duro, então o tempo foi passando e eu fui notando em mim que sempre gostava de sentir seu pau entre minhas nádegas e roçando em minha bocetinha, pois não era para menos, pois os dias se passavam e eu ia virando uma mulher mais entendida do assunto. Mas tudo continuou por meses e até anos, pois então já estávamos com 15 e ele com 19 anos, e a coisa começou tomar rumo ao sentido pervertido entre dois irmãos, pois foi então que aconteceu a melhor coisa da minha vida até hoje, não transamos mais seria um golpe fulminante para transarmos no futuro; simplesmente eu estava em mais uma dessas brincadeiras de agarrar, e esfrega daqui e de lá, bem eu estava adorando, pois confesso que mesmo por ser o primeiro pau a encostar em mim, eu já achava muito grande e gostoso, então foi quando senti um negocio estranho, me segurei em cima dele, comecei a me contorcer e sem que ele percebesse, acabei gozando calada em cima dele sentindo seu membro pressionado contra meu short e minha bocetinha, meu deus eu tinha gozado pra valer, pois chegou até sair aquela gosma de minha gruta, molhando toda minha calcinha e por conseqüência molhando seu short também, não muito mais dava pra notas a mancha. Fiquei muito sem graça então me levantei, corri para o banheiro e fechei porta. Nossa eu não acreditava, pois eu tinha gozado muito gostoso, coisa que até hoje não senti com nenhum homem, pois vamos todos concordar que, muitas mulheres não chegam a um orgasmo desses sempre.

E estava muito confusa, pois confesso que sentia o maior tesão por ele, e que achava ele um gostoso, mas sabia também que tínhamos que parar, pois aquelas brincadeira poderia levar nos a fazer coisas piores, então foi quando pensei e decidi parar por ali. O tempo passou, e nada mais das brincadeiras, pois eu estava sentindo muito a falta, mais também tinha em mente a palavra não, ele então, parecia que me comia com olhos sempre, e tentava de todas as formas voltar a brincar novamente. Mas isto se passou durante 3 anos, e nada de brincadeiras, depois disso arrumei vários namorados, dei para vários homens, mas confesso que nunca consegui chegar ao orgasmo com eles, então sempre acabava lembrando do meu irmão, então aos seus 22 anos, a cerca de 1 anos atrás ele saiu de casa e foi morar sozinho, eu fiquei muito triste, mas tudo isso mudou. Pois algo estava para acontecer; com o passar do tempo durante os 3 anos, eu fui alimentando uma fantasia profunda e enorme pelo meu irmão, chegava a me masturbar imaginando nos transando, quando estava dando para outros imaginava ele, durante varias vezes espiei ele no banheiro, mas nunca tinha a coragem de voltar com as brincadeiras, de ver o seu corpo e por varias vezes seu membro duro como uma pedra, grande e principalmente grosso, eu ficava molhada, louca por telo. Então foi aí que este site mudou minha cabeça, eu em uma dessas noites de vontade alucinante acabei lendo alguns contos sobre o assunto, e minha mente flutuou, imaginou, fantasiou de todas as formas. Então eu já estava mais liberal com o assunto, e sabia que uma nova investida do meu maninho, eu acabaria cedendo, e tudo poderia ir por água a baixo. Então em um final de semana, minha mãe foi viajar a trabalho, deixando eu e meu irmão mais novo, pois esqueci de dizer que não tenho pai, pois como eu irmão mais novo iria dormir na casa de um amigo para fazer um daqueles campeonatos de game por computador, minha mãe pediu para meu irmão deixar eu posar na casa dele. Pois aquilo seria demais, eu nunca tinha posado sozinha com ele, e eu sabia que aquela noite poderia marcar nossas vidas.Então foi tudo combinado, mas meu irmão inventou que iríamos sair e que eu deveria levar roupa, era uma sexta-feira, eu então já estava com minha mente delirando com os pensamentos impuros que nela passava. Então minha mãe saiu de viajem em torno das 10:00 horas da noite e me deixou na casa dele, eu já estava preparada, pois tinha separado um Baby-doy muito estravagante e uma roupa de sair muito provocante, foi então que cheguei, e peguei ele ainda no banho, foi para relembrar os velhos tempos que novamente espiei ele, e dessa vez fiquei tarada, ele estava se masturbando, seu pau estava ainda maior e mais grosso, apesar ele já estava e esta com seus 23 anos, meu deus, eu juro que fiquei molhada na hora, e louca para entrar naquele chuveiro e fazer loucuras. Mas me contive, pois sabia que teria tempo para isso, pois então ele saiu, nos comprimentamos, e lá foi eu para o banho, entrei, tirei a roupa fechei a porta não com a chave, e comecei a tomar banho, eu não tirava aquela imagem dele pelado no banho, e dei o meu primeiro sinal verde para ele, gritei ele e pedi para trazer o meu shampoo que estava na minha mochila, então ele pegou, bateu na porta, foi quando eu disse para que entrasse e deixasse em cima da pia, só que o Box dele é de cortina, então eu para provoca-lo acabei deixando um pouco aberto, para que ele me visse nua. Então ele entrou e pude notar pelo espelho da pia que ele deu uma boa olhada em mim e saiu. Eu fiquei com um tesão imenso naquela hora, e sabia que ele teria gostado, e então me decidi, aquela noite eu iria provoca-lo ao ultimo, sai do banho e fui para o quarto, ele nesta hora estava na sala, e decidi deixar para mais tarde, a hora que nos voltássemos da balada, pois seria mais propicio depois de tomar uma e outras. Pois então comecei a me trocar, coloquei a roupa que tinha pegado, que era uma vestido prata todo aberto na costas curto no cumprimento, um tamanco de salto super alto, e uma calcinha que mal dava pra ver, bem, vamos dizer que fiquei bem chamativa. Quando acabei fui até a sala, onde ele já estava pronto me esperando, ele estava no seu estilo de sempre, uma calça Jeans, sapato e uma camisa daquelas agarradas branca, que deixava seu peito bem sarado; ele estava um tesão de homem. Então saímos, pois não iríamos sozinhos, o desgraçado tinha combinado de levar uma amiga junto, fomos a uma danceteria, lá dançamos muito, a menina parecia que estava com raiva de mim por estar ali junto com eles, e mau sabia ela que eu também estava com raiva dela e muito ciúmes, então nada rolou entre eles, pois eu não desgrudava dele, então foi aí que ele pediu para mim dar uma volta, pois gostaria de ficar com ela, então eu disse, para ele que não iria, e que se ele não iria ficar com ela e muito eu deixaria ficar olhando para ela, e que ao invés dele olhar para ela olhasse para mim, complementando que eu era muito mais gostosa que ela. Então ele ficou meio sem graça, e disse que realmente eu era mais gostosa, mas a única diferença era que ela iria dar para ele e eu não iria, pois não me contive nesta hora e disse que ele não iria comer ela porque eu estava na casa dele, e ele iria ter que se contetar comigo, então ele ficou meio confuso, e ficou calado sem cantar a menina. Ficamos ali por mais uma hora, neste período ele ficava olhando para mim sem parar, e eu para tentar seduzi-lo ficava retribuindo os olhares com fogo nos olhos, ele notava que eu queria algo. Pois já em torno das 3 da matina quando decidimos ir embora, deixamos menina em casa e fomos para casa dele, no meio do caminho vimos conversando, onde o rumo da conversa veio sobre sexo, e ele explicou que estava muito necessitado e que eu estraguei a trepada com a amiga dele, e que agora nem se quer ele iria ver uma mulher pelada naquela noite. Nossa, guardei aquilo na cabeça, e com certeza ele não iria ficar sem ver uma, bem, mudei a conversa e enfim chegamos em casa,ele guardou o carro, eu fechei o portão, entramos em casa e eu já fui para o quarto trocar, enquanto ele ficava na cozinha comendo algo, tirei toda a roupa, coloquei o baby doll que tinha trazido, que era branco super extravagante, continuei com o tamanco de salto super alto, retoquei o batom e pentiado e fui até o seu encontro na cozinha, quando cheguei lá ele estava só de calça sem camisa, ele olhou para mim, e ficou pasmo, dizendo que eu não deveria ficar daquele jeito perto dele, pois ele estava louco para ver uma mulher pelada e dar uma boa trepada, então eu agarrei ele por trás e disse que se o problema era ver uma mulher nua, eu poderia ficar para ele, e já fui arrancando o baby doll mostrando todo o meu seios para ele. Ele ficou eli me olhando tirar aquela pequena roupa, enquanto eu olhava fixamente para seu cacete subindo, e ficando enorme, então eu ali peladina pedi para que ele também deixasse eu vê-lo nu, pois tinha um corpo muito bonito e gostoso e já fui em sua direção tirando aquela calça e vendo o tamanho de pau que iria degustar, ele não falava nada, e só me olhava com olhar de desejo de fuder, foi quando então tirei sua cueca e aquele negocio imenso ficou maior ainda, eu nem esperei e já fui logo segurando e sentindo toda aquela pulsação, era imenso, devia de ter uns 20 cm e muito grosso, o mais que eu já tinha visto, começamos a nos beijar, esfregar e nem queríamos saber que éramos irmãos, e sim transar feitos cachorros no siu, não demorou muito e eu já estava na cama dele, me deliciando com seu pau todo enterrado na minha boquinha, onde posteriormente senti ele todinho em minha grutinha e pra completar fizemos um pequeno anal, pois nunca tinha feito, doeu muito mais nem senti na hora. Transamos até o raiar do sol, e depois dormimos como pedra, hoje transamos pelo menos uma vez por mês, pois estamos disfarçando bastante para ninguém perceber, mas sempre que vou para casa dele e ficamos sozinhos fazemos esta loucura.

Eu juro que não é mentira, pois até fico com remorço depois das transas também como ele, mas na hora nem pensamos nisso, e uma coisa eu digo, acredito que por ser um pecado e muito proibido é que gozamos mais que qualquer outra transa com qualquer outra pessoa.

Se alguém tem esta fantasias ou já pratica, me escreva, vamos trocar experiências sobre o assunto. (Homens e Mulheres)

Referência do Anúncio ID: CT-000015803

Não há Tags

7526 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

  • Autor: cdanielrp
  • Membro desde: 2 de novembro de 2003

Contos publicados por cdanielrp

  • O Autor não publicou outros contos.
Últimos itens anúnciados por cdanielrp »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: fppn2000@hotmail.com, 219 Guests, 31 Bots