Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

É dando que se ganha…,

  • Publicado em: 23 de março de 2017 04:50
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Meu nome é Marcos, 56 anos, 1,76m 75kg, cabelos grisalhos olhos verdes, um cara normal. tenho uma empresa de revenda de autopeças e oficina mecânica multimarcas, ao todo são 4 lojas emprego ao tomo quase 50 pessoas, alem desta empresa, que me provem e me permite viver com muito conforto, possuo casa própria ampla e confortável, 3 automóveis do ano casa de praia e um pequeno sítio com uma bela casa com todo conforto piscina, sauna e ampla área de churrasco ao lado da piscina, Nossa história começa durante o churrasco que tradicionalmente ofereço aos empregados e famílias antes do natal, sempre regado a muita carne variada e chope, um DJ poe musicas variadas faz seqüência de 4 ou 5 musicas de cada estilo agradando a todos os gostos, e eu vez por outra me sento na mesa de alguém por um tempo pra bater papo, faço questão de um ambiente de muita alegria e descontração, chego cedo ao sitio quando chegam ao sitio faço questão de receber e cumprimentar um por um, Genilson, ajudante de mecânico, um rapaz claro, magro, meia altura, chegou vestindo camisa do flamengo (meu time de coração), bermuda e chinelo lhe disse gostei da camisa com ele sua esposa Suzana, recém casados, veio de top laranja e um shortinho jeans hiper minúsculo, ai reparei como ela é gostosa, pouco mais baixa que eu, magra, seios pequenos, cinturinha, bundinha bem feita … dei os tradicionais 2 beijinhos e aproveitei para comentar sua beleza, durante o churrasco quase não conseguia tirar os olhos dela, ela percebeu e ficou um pouco acanhada. Mas quando o DJ começou a tocar funk a menina tímida se transformou foi para a pista e começou a dançar… e dançava como ninguém que delicia ver aquele corpinho delicioso se contorcendo ao ritmo do funk: rebolava, descia até o chão subia girava tudo com uma alegria contagiante, nesta hora me aproximei da mesa onde seu marido a aguardava e me sentei, comentei: é lindo ver uma jovem tão bonita dançando né? ele só sorriu ai perguntei e como estão indo as coisas? o casamento como vai? ele meneou com a cabeça tipo mais ou menos enquanto isso a seqüência terminou e ela veio pra mesa e se sentou falei estava justamente falando de você! Ela perguntou Falando o que? espero que seja bem… eu disse: claro que bem… mas nada demais apenas comentei com seu marido como é gostoso ver uma garota linda como você no funk e que você dança muito bem… ela abaixou a cabeça e ficou vermelha mas deu um sorrisinho, completei e depois perguntava ao Genilson como está a vida de casados, achei ele um pouco desanimado, vocês estão com algum problema? com a gente não, disse ela, mas tem umas coisinhas que não tão dando certo… eu disse poxa que chato, o que é? será que eu posso ajudar de alguma forma? Ele disse: É nossa casa, a gente não ta conseguindo terminar e ainda estamos morando com minha sogra, disse ela. Caramba, talvez eu tenha como ajudar… o que está faltando? Genilson disse: algumas portas e janelas o vaso e a pia do sanitário e coisas assim. eu perguntei em valores quanto seria? em torno de R$3.500,00 Acho que posso ajudar respondi, e perguntei, se eu emprestar o dinheiro como vocês poderiam me pagar? Genilson fez uma cara de desânimo e falou: ai é que está a gente não tem como pagar… a situação está muito apertada o salário mal dá pras despesas… ai eu ( pensei: já gastei muito mais em finais de semana com mulheres aqui mesmo neste sitio, se essa delicia passar um fim de semana fudendo comigo eu dou até mais pra eles) disse: tem sim, tudo tem um jeito, me procura depois que vamos resolver isso, quando a gente quer muito e não mede esforços a coisa acontece… falei a ultima frase olhando dentro dos olhos dela, depois disse: Bem mas hoje é dia de festa vamos esquecer os problemas e nos divertir, né? Genilson vai lá e traz uma boa porção de carne e 3 chopes que nossos copos e pratos estão vazios. aproveitei o momento só com ela e resolvi avançar… disse pra ela você me parece um pouco triste… deve ter algum outro problema né? eu sou um homem experiente quer me contar? ela então disse: é minha sogra, não perde uma chance de me perturbar, o senhor acredita que no segundo dia que a gente chegou da lua de mel ela disse pra mim que eu devia me controlar no quarto a noite, que ninguém precisa ficar ouvindo meus gritinhos e saber o que a gente ta fazendo, e fica todo tempo dizendo: você tem que fazer assim pro Gê ou não deve fazer aquilo, eu me sinto muito mal naquela casa. Ai eu aproveitei a deixa e disse: assim fica difícil, a gente tem que achar uma solução você é uma garota linda não dá pra viver assim, você é inteligente ajuda o Genilson a pensar eu sei que tem uma maneira da gente resolver isso (dai olhei ela de cima a baixo com olhos de pidão…) ela então disse acho que não entendi, respondi: acho que entendeu sim. Genilson chegou com a carne e o chope eu peguei minha tulipa e sai. No resto do dia não nos falamos mais mas continuei olhando pra ela, agora com mais interesse ainda ela passou a fingir não perceber, mas quando por acaso nossos olhares se cruzavam ou passávamos um pelo outro trocávamos um sorrisinho.
No comecinho de janeiro Genilson me procurou na empresa, recebi-o em meu escritório, ele foi logo dizendo que teve um conversa com sua mulher e ela lhe contou sobre o que eu falei com ela durante o churrasco, que havia estranhado minha conversa e que não entendeu bem o que eu quis dizer e pediu a ele que me procurasse e pra explicar, ela tinha achado até que o senhor… deixa bobagem disse ele, eu então disse, fala Genilson ela achou que eu o que? pode se abrir. Ela achou que o senhor tava dando uma cantada… disse. Eu olhei sério pra ele e disse: Olha rapaz eu estaria mentido pra você se não admitisse que fiquei muito encantado com a beleza e a simpatia da sua mulher, mas preste atenção eu sou um velho sua mulher uma menina eu tenho noção sei que garotas como ela nunca daria a menor bola pra um velho como eu demais a mais ela é casada, não vou negar que já fiquei com garotinhas novinhas como ela, mas eram garotas diferentes, mas não quis cantá-la ela entendeu errado talvez no clima já com alguns chopes na cabeça me expressei mal o que fez ela pensar mal de mim… Ele então disse, não Seu Marcos ela até ficou impressionada com o senhor, só não entendeu o que o senhor quis dizer… Eu respondi: só estou querendo ajudar a vocês a saírem dessa situação estou disposto a emprestar o dinheiro, só quero saber como vou receber, e ate nisso estou disposto a ajudar, o que disse a ela é que com sua simpatia e beleza talvez ela possa conseguir um emprego no comercio ou de recepcionista… e já que ela te contou nossa conversa vou dizer o que ela me contou: Ela não está agüentando mais morar com sua mãe que vive implicando com ela e isso pode prejudicar muito seu casamento. Ele então fez um ar preocupado e disse que sabia disso, que sua mãe é uma pessoa difícil. Então! acho que vocês tem que resolver essa situação o mais rápido possível… Resolvi esquecer o assunto, eles não morderam a isca…
Porem passado algum tempo recebi novamente a visita do casal querendo falar comigo, Suzana, como sempre mexeu comigo veio com uma blusinha colante preta com zipper na frente e uma calça leg branca bem fininha realçando suas formas e deixando transparecer sua calcinha que embora branca contrastava com sua pele morena clara. Os acomodei em meu escritório e Genilson pediu desculpas e explicou que a situação ficara difícil pois sua mãe e sua mulher haviam brigado e que ele só podia contar comigo para ajudá-los, então eu pedi um instante fui até o cofre abri retirei um pacote com R$5.000,00 em notas de R$50,00 separei três montes com R$1.000,00 e um com R$500,00 prendi com uma borrachinha e coloquei sobre a mesa deixei o restante do lado, olhei bem dentro dos olhos dela e falei: é só vocês dizerem como pretendem pagar. Ela abaixou a cabeça e falou: o senhor me aceita como pagamento? Perguntei: Um fim de semana comigo no sitio? ela balançou a cabeça afirmativamente depois permaneceu com a cabeça baixa. Ai Genilson disse tá sendo muito difícil pra nós mas não tem outra saída, mas temos algumas exigências: Eu vou junto, o senhor nunca vai falar disso com ninguém, não vai machucar ela e depois que acabar a gente vai esquecer de tudo pra nunca mais. Eu disse ai tudo bem mas eu também tenho minhas exigências você só ira interferir se eu mandar e ela terá que se entregar inteirinha fazer tudo que eu quiser…. Como assim? perguntou ele, mas ela falou: deixa, tudo bem a gente concorda. Ok então sexta feira da semana que vem que minha mulher vai viajar, há va com essa roupinha ta maravilhosa.
Finalmente chegou a sexta feira que iríamos para o sitio, logo de manhã minha esposa pôs a mala no carro e viajou para a casa de nossa filha que mora a 100km daqui, deixando o caminho aberto. Na véspera falei com o mecânico chefe que iria precisar da ajuda do Genilson no sítio no fim de semana para me ajudar com um motor de uma ceifadeira portanto não contasse com ele, marcamos as 9 horas numa praça mais ou menos próxima da casa deles, 15 minutos antes já estava no local combinado eles chegaram 20 minutos depois entraram no carro e rumamos para o sitio, chegando lá mandei que eles se acomodassem nos sofás da sala e ficassem a vontade fui até a copa peguei 3 copos um balde de gelo e uma garrafa de whisky coloquei tudo sobre a mesinha de centro pus em cada copo 2 pedras de gelo e uma generosa dose de whisky apontei um copo para cada um e disse bebam Genilson tomou sua dose em um único gole demonstrando seu nervosismo, já a garota disse que não queria, aproveitei a deixa pra mostrar minha autoridade fiz uma cara séria e falei firme: Beba, estou mandando, você precisa pra relaxar quero você bem soltinha pra ser minha putinha, não gosto de whisky retrucou e não sou putinha… Eu disse hoje você é minha putinha e tem que fazer tudo que eu mandar lembra? Genilson disse com voz tremula: não admito que o senhor a trate assim.. eu respondi você admitiu tudo quando fizemos o trato inclusive que não iria interferir portanto cale-se tome mais uma dose você está muito tenso e me dirigindo a ela pensando bem você tem alguma razão é delicada demais pra tomar whisky peguei na adega uma garrafa de espumante enchi uma taça e dei em sua mão ela também tomou tudo num só gole e tornei a encher enquanto Genilson já se servia da terceira dose. Sentei me de frente pra eles, ficamos por cerca de meia hora ali bebendo sem falar nada eu ainda na minha primeira dose de whisky enquanto Genilson já havia levado a garrafa até a metade e Suzana tomara toda garrafa do espumante, ai afastei a mesa de centro e disse vamos começar… liguei um funk bem agitando e disse querida nos dê um brinde dança bem gostosinho… ela se levantou começou a dançar no centro da sala meio tímida mas logo foi se soltando ai eu disse: vai tirando a roupa bem devagar… de frente para mim! ela desceu bem devagar o ziper mostrando o sutiã de renda lilas mostrando a aureola e do biquinho do peito despontando eu já estava ficando de pau duro, ai falei a continua agora ela virou de costas pra mim foi descendo a calça rebolando ao som do funk mostrando uma calcinha de renda que embora grande deixava ver sua linda bundinha meu pau já explodindo dentro da calça olhei pra Genilson queria ver sua reação ele estava petrificado olhando fixamente sua mulher de sutiã tirando a calça seu olhar era um misto de incredulidade e tesão ao acabar de se livrar da calça mandei que rebolasse ao som do funk antes de terminar de se despir a visão daquela menina só de sutiã e calcinha era deliciosa ai sim eu pude observar quão perfeita ela é sua pele morena clara lisinha e aveludada barriguinha perfeita seios médios na medida certa um tesão… eu já estava ensandecido ai disse continua ela tirou o sutiã e eu disse: joga pro seu marido … ela tirou rodou no ar e lançou caiu no rosto dele que simplesmente tirou da cara e ficou segurando sem tirar os olhos daquela maravilha eu disse tira a calcinha de costas pra mim depois vira e manda ela pra mim… caramba que bunda já estava ficando alucinado ela virou e jogou, peguei e cheirei que cheiro de fêmea delicioso olhei pra ela e pude observar que as aureolas e os bicos do peito dela eram bem rosadinhos as aureolas grandes e os bicos finos parecia uma deusa nua… olhei mais uma vez pra Genilson que esfregava o pau sobre as calças ai eu disse pra ela continua dançando… ai peladinha… hummm que delicia… vira de bunda pra mim e rebola vai descendo até o chão gostosa… eu fiquei louco vendo aquela bunda deliciosa meu pau parecia que iria romper minha bermuda tive ímpeto de agarrá-la mas eu queria curtir cada momento daquela dança… quando acabou a musica coloquei uma bem lenta ela foi dançando devagarzinho rebolando suavemente olhando para o marido, dai me levantei e fui chegando perto peguei-a por traz pela cintura e fui roçando em sua bundinha tava usando uma bermuda bem fina e sem cueca ao sentir meu pau em sua bunda ela enrijeceu ai fui acariciando sua cintura e sua bunda por fim abracei-a pela cintura e colei meu corpo com o dela minhas mãos subiram lentamente da barriga para os seios segurei os com as mãos em concha e acariciei… pequei seus mamilos entre dois dedos e lambi sua orelha ela estremeceu eu falei dentro de seu ouvido ta pronta pra ser minha putinha? gostosa… ela suspirou ai falei ajoelha e tira minha bermuda ajoelhou abriu a bermuda e tirou lentamente segurou meu pau já duríssimo e me olhou eu disse chupa ela foi pondo lentamente na boca, nesta hora Genilson se remexeu no sofá incomodado, pra provocar eu disse alto mama gostoso minha putinha mama engole tudo… ela foi chupando mas percebi que estava tensa ai eu disse levanta… me abraça ela me abraçou e beijei sua boca e fui beijando a face o pescoço ombro e depois passei a língua entre os peitinhos depois chupei cada mamilo bem devagar passando a língua e dando mordidinhas ela deu um gemidinho ai eu disse pode gemer alto aqui ninguém vai te censurar ela esboçou um sorriso e foi gemendo um pouco mais alto… Gernilson parecia também não se agüentar de tesão apertava o pau visivelmente duro dentro da calça. Ai eu falei… seu maridinho ta carente… porque você não faz um boquete gostoso nele pra relaxar? Ele sorriu, ela sentou-se ao lado dele tirou a calça e cueca junto e abocanhou seu pau (pouco maior que o meu, porem mais fino) vi que ela ficou mais a vontade e chupava com mais gosto enquanto ele acariciava seus peitinhos, me sentei do lado dela acariciando suas costas depois segurei na sua banda forçando-a para se levantar e disse levanta mas sem parar de chupar ela se levantou mas com o corpo inclinado chupando o pau do marido, ai forcei para que abrisse as pernas me sentei no chão e comecei a chupar sua bucetinha passei a língua desde o grelinho até o cuzinho bem devagar algumas vezes sentindo o gosto da fêmea depois chupei com força seu grelinho, penetrei minha língua na sua rachinha e fiquei lambendo ele estava enlouquecida mesmo com o pau na boca gemia muito e rebolava na minha cara e cada vez chupava mais forte o pau senti que ela gozou umas 2 vezes enchendo minha boca com seu licor… ai me levantei por traz dela e pus o pau duro entre suas coxas roçando a bucetinha… encaixei a cabeça da pica nos lábios de sua buceta nisso ela deu uma empinada o que fez a cabeça entrar, meti toda rola naquela buceta apertada e quente, entrou toda de uma vez ela gemia e rebolava eu estava quase explodindo passei a meter forte deixava só a cabeça e bombava até o fundo… ela gemia quase chorando de prazer, teve vários orgasmos ficava com as pernas bambas até quase cair, não agüentando mais segurar gozei enchendo sua buceta de porra minhas pernas fraquejaram… beijei suas costas e me sentei no sofá ai ela tirou o pau do marido da boca e com as coxas escorrendo minha porra sentou no pau do marido com o pau dele na buceta e foi bombando alucinada tinha um orgasmo atrás do outro gemia e gritava falava mete, mete tudo ai que delicia… e ele apertando seus seios mordia seu ombro e se contorcia logo depois também gozou deixando mais porra naquela buceta… ela deitou sobre mim sem tirar o pau dele e disse foi muito bom mas fiquei exausta, eu disse foi sim vamos descansar , pausa para o almoço, que tal agora um bom banho e sairmos para comer. Encaminhei o casal para o quarto de hospedes dei-lhes toalha e fui pra meu quarto tomar meu banho.
Na volta do almoço recomeçamos tudo… mas isso é assunto pra outro conto.

Referência do Anúncio ID: 77358d35f9c217d0

Não há Tags

8351 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

  • Autor: Mauro52
  • Membro desde: 6 de março de 2017

Contos publicados por Mauro52

  • O Autor não publicou outros contos.
Últimos itens anúnciados por Mauro52 »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 46 Guests, 27 Bots