Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Ela é a putinha da galera

  • Publicado em: 10 de agosto de 2018 04:37
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Ei gente, este é meu primeiro conto de inumeras historias que tenho sobre minha namorada e futura esposa.
Vou descreve-la para vocês: Loirinha, mignonzinha 158 de altura, 55Kg, uma raba enorme e o mais importante, fiel a mim. (rsrs)
Estamos atualmente namorando a 5 anos e vai-le chifres na minha cabeça, sempre fui muito bobinho e não via maldade nas coisas, agora após termos nossa relação aberta que eu consigo me recordar de diversos momentos em que diversos
homens, amigos, familiares e desconhecidos, se aproveitaram da minha namoradinha.
Vou começar contando um episódio que ocorreu no início do nosso namoro, estavamos juntos a dois meses, eu ainda era virgem e ela também se dizia virgem na época (o que depois descobri ser mentira).
Tinhamos combinado de ter nossa primeira relação em um final de semana que meus pais iriam para a roça e eu teria a casa toda para mim.
Quando chegou o dia, eu estava todo animado, já tinha aparado os pelos do meu pintinho e fiquei o dia todo apressando meus pais para viajarem logo.
– Nossa filho, já estamos indo, por que você ta tão inquieto hoje? Disse minha mãe
– Impressão sua mamãe, só quero ficar com a casa toda para mim para poder jogar video game o fim de semana todo!
– Você tá doido? Nunca que deixaria você ficar sozinho em casa, o perigo que está hoje em dia, liguei para seus primos Henrique e joão virem ficar aqui com você.
Meu mundo caiu em terra, não teria a casa mais para mim e já estava pensando em ligar para minha namorada cancelando nossos planos.
Meus pais sairam e logo depois chegaram meus primos. Henrique 26 anos, moreno 188 de altura, um brutamontes, sempre frequentou academia e tinha maior fama de garanhão e João 23 anos, com o mesmo porte físico, exceto que João era um pouco mais baixo 182 de altura.
Eu no alge dos meus 17 anos, tinha 170 de altura e era franzino, pareciamos pessoas de familias totalmente diferentes.
Rubia, minha namorada que descrevi acima, era um ano mais velha que eu (18 anos).
Meus primos entraram e logo tomaram conta do video game que eu tinha instalado no quarto dos meus pais, prevendo que ficaria lá a maior parte do tempo com a minha namorada.
– Que cara é essa primo? – Me perguntou Henrique quando me viu cabisbaixo.
– Nada demais não, minha namorada estava querendo vir para cá mas vou cancelar para que você fiquem mais a vontade.
– IHHH para de bobeira muleke, deixa a menina vir, vamos atrapalhar em nada não. – Continuou Henrique enquanto tomava alguns socos do irmão no Street Figther que estavam jogando.
Sai do quarto e liguei para Rubia para saber o que ela pensava disso.
– Amor, seguinte, meus primos estão aqui em casa, eles falaram que não tem problema você vir. O que acha??
– Amoooor, tem problema não, inclusive já estou na sua rua, me recebe ai no portão!
Sai até o portão e la estava ela, com um Shortinho cavadinho, de topper e o cabelo preso em um rabo de cavalo.
Nos beijamos e fui a guiando até o quarto para apresenta-la aos meus primos.
Quando entramos, a comoção foi geral, meu primos na hora largaram os olhos dos jogos e literalmente comeram minha namorada com os olhos, na época eu pensei que era porque formavamos um belo casal.
Eles nos elogiaram e se levantaram para cumprimentá-la, em ambos eu reparei uma barraca se formando em suas bermudas – O jogo estava animado, pensei.
Eles a abraçaram e a ergueram do chão, mas como os dois são altos e bem fortes, era como se estivessem levantando uma pluma.
Reparei que o shortinho dela estava ainda mais cavado após esses abraços e seus peitos estava com um biquinho saliente. Realmente já tinha esfriado um pouco. Já eram quase 8 horas da noite.
Chamei minha namorada e fomos até a sala namorar, ela estava me beijando com tanta vontade este dia que chegava a doer.
Meus primos vieram até a sala e nos largamos do nosso amasso.
– Primo o que tem ai pra gente comer? – DIsse João olhando fixamente pras coxas da minha namorada que estavam muito expostas após nossa breve pegação.
– Minha mãe deixou comida pronta, é só esquentar. – Falei
– Vai la esquentar pra gente comer então, porra! – Disse Henrique rindo enquanto me puxava do sofá e se jogava ao lado da minha namorada.
Rubia ficou um pouco sem graça pois meu primo quase a imprensou contra o braço do sofá com seu enorme corpo.
A mão dele pousou sobre a coxa da minha namorada, involuntariamente, pensei.
João se sentou no braço do sofá, fazendo quase um sanduiche com minha namorada.
– Vai lá primão que vamos conversar um pouco com sua namorada para saber as intenções dela com você. – Disse joão rindo
Rubia nitidamente estava se divertindo com as provocações dos meus primos e começou a conversar com eles como se fossem amigos de infância.
João já estava com um dos braços passando sobre os ombros de Rubia e Henrique mantinha sua mão nas coxas dela.
– Vamos lá amor, vou te ajudar a esquentar a comida. – Disse Rubia se levantando do sofá.
Seu short totalmente engulido pela sua enorme raba. Meus primos no mesmo momento tentaram segurá-la.
-Fica aqui Rubinhaa – Henrique a puxou e ela caiu em seu colo.
Ambos começaram a rir enquanto rubia se debatia para sair.
– Me ajuda amor, o bruto do seu primo ta me segurando. – Disse Rubia em tom de brincadeira.
Fui em direção a eles para tentar soltá-la mas João entrou na minha frente e se jogou em cima dos dois.
– Vai ter que tirá-la do meio de nós dois primo, Irmão ajuda irmão aqui.
Estava tudo em tom de brncadeira, minha namorada prensada entre meus primos que são dois homens enormes e eu franzininho tentando puxá-la do meio deles.
Notei que João á segurava pela cintura e fazia alguns movimentos com sua cintura, provavelmente tentando empurrá-la para dificultar sua fuga. E Henrique também estava movimentando sua pelvis para cima. O peso estava muito grande para ele e queria sair dali, pensei.
– Tabom meninos, me soltem, deixa eu ir fazer um negocio para vocês comerem. -Disse Rubia saindo do meio deles, rindo de orelha a orelha.
Vi que meus primos estavam com uma barraca enorme apontada em suas bermudas e eles nem fizeram questão de esconder.
Sai com minha namorada em direção a cozinha e os dois ficaram sentados no sofá com seus volumes apontando para o teto.
Rubia começou a esquentar o jantar. Ela parecia estar ansiosa pois notei que estava com as pernas tremendo enquando cozinhava.
Arrumei a mesa e me sentei ao lado dela para jantarmos. Meus primos chegaram e fizeram questão de dar a volta na mesa e passar ao lado da minha namorada encostando o volume ainda aparente em suas bermudas. Realmente, era muito apertado o lugar que passaram, teriam que encostar nela mesmo, não foi por mal.
jantamos e levei minha namorada ao meu quarto para continuarmos a namorar, afinal meus planos para aquele final de semana ainda estava de pé.
Começamos a nos beijar e dar uns pegas mais quentes, mãos bobas correndo, estava tudo muito gostoso quando Henrique entrou no meu quarto sem bater.
– OOOPAAA, desculpa atrapalhar você, Vamos ver um filme, vim chamá-los mas acho que não irão querer ir! kk
Não mesmo, fecha essa porta e deixa a gente aqui, Pensei. Mas Rubia logo se pronunciou.
– Aaaaah vamos amor. Mas quero filme de terror heein – Disse ela voltando atenção para meu primo.
– o filme que você quiser, vamos lá
Henrique a puxou pelos braços me deixando na minha cama sozinho e com meu pintinho querendo atenção.
Resolvi ir para o banheiro tocar uma punheta para me aliviar. Demorei uns 10 minutos e fui até o quarto do meu pai onde encontrei meu primos sentados na cama e minha namorada ajoelhada com seu bundão virado para eles tentando colocar o dvd dentro do aparelho.
– aaa amor, que bom que chegou, não estou conseguindo colocar o filme, me ajuda aqui.
Fui até ela e coloquei o Cd no aparelho. Rubia se levantou e se jogou na cama dos meus pais. A cama dos meus pais era grande mas como meus primos são enormes, não caberiamos todos ali.
– Eu vou deitar aqui, o ultimo a chegar fica na poltrona. – Disse Rubia deitando no canto da parede.
Meus primos logo se jogaram na cama e por um momento pensei que estavam brigando para deitar ao lado dela. Henrique por ser maior que João conseguiu empurra-lo e pegar o lugar próximo a minha namorada.
Tive que me sentar na Poltrona ao lado da cama já que não me cabia na cama com eles.
Gente este conta está enorme. dividi em duas partes.
Insta da minha namorada: @RUBIABSM

Referência do Anúncio ID: 4735b4ea7d66e40b

Não há Tags

528 visualizações, 0 hoje

  

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 45 Guests, 7 Bots