Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Entrevista de emprego

  • Publicado em: 5 de novembro de 2015 11:28
  • Expira: Nunca!
Entrevista de emprego

Detalhes do Conto Erotico:

Oi gente, sou eu a Fran novamente. Hoje eu vim contar pra vocês sobre algo que eu realmente nunca achei que faria na minha vida.
Ano passado me formei em administração e após alguns meses de descanso pra aliviar da tensão da faculdade, comecei a procurar emprego. Algumas entrevistas foram marcadas, mas nenhum resultado positivo foi obtido. Eu já estava ficando bem chateada e desmotivada, quando fui chamada para um processo seletivo em uma empresa, seriam alguns testes e levaria em média uma semana para sabermos o resultado final. Eram cerca de 20 concorrentes entre homens e mulheres e quem coordenava o processo era um executivo da empresa que ao meu ver já passava dos 40 anos de idade.
No último dia, só restavam dois rapazes, uma mulher mais velha e eu. O Sr. Carlos chamou um rapaz para a sala dele para conversarem, depois o outro, depois a mulher e eu fui a última. Eu já estava achando que uma das duas vagas não seria minha, pois o primeiro rapaz e a mulher tinham saído da sala com uma expressão bem feliz. Eu entrei na sala e Carlos estava sentado com as mão acima da mesa e mandou eu me sentar. Neste dia eu estava vestindo uma calça jeans, blusa social e sapato de salto baixo. Conversa vai e vem e Carlos falou:
– Não vou mentir para você Francielle, o currículo dos outros candidatos é muito bom, são melhores que o seu que é recém formada.
Eu já esperava a notícia ruim quando ele se levantou, deu a volta na mesa e disse:
– Mas acho que você tem outras…qualidades que podem fazer você garantir a vaga.
Eu perguntei quais, e ele falou que eu era muito gostosa. Passou a mão no meu cabelo e foi dizendo que se eu batesse uma punhetinha pra ele ou desse uma chupada a vaga com toda certeza era minha. Eu fiquei perplexa, não acreditava no que estava acontecendo. Ele continuou falando sobre o trabalho, o salário e que isso compensava o que eu faria. Eu pensei bem, pensei na minha família e na pressão que estava em casa e cedi.
Carlos abriu a calça e tirou ela e a cueca. O pau dele estava meio mole ainda e ele mandou eu começar. Eu agachei na frente dele, comecei a masturbar ele de leve e com um pouco de nojo da situação. O pau dele foi ficando duro conforme eu aumentava o ritmo, até que ele mandou eu cair de boca. Eu comecei lambendo a ponta da cabeça e fui colocando ele na boca devagar, Carlos segurou meu cabelo e ia forçando pra ir cada vez mais fundo na minha boca. Quando eu tirei o pau dele da boca pra lamber ele, Carlos disse que queria me ver só de calcinha, eu pensei em recusar, mas tirei a roupa e fiquei como ele pediu. Ele então sentou na cadeira dele, e mandou eu sentar no colo dele pra ele chupar meus peitos. Como eu sinto um tesão enorme nos peitos, eu segurei a cabeça dele e ele chupou, mordeu e lambeu meus peitos por um bom tempo. A essa altura eu já estava bom a buceta molhadinha de tesão e Carlos ainda chupando meu peito, começou a passar a mão em cima dela. Depois de alguns minutos, ele botou minha calcinha pro lado e enfiou dois dedos, eu empurrei a mão dele e falei que não. Ele foi denovo e novamente enfiou dois dedos na minha buceta e eu rejeitei ele de novo, na terceira tentativa ele enfiou dois dedos e mordeu meu mamilo, não teve jeito, ele me ganhou.
Eu sentia o pau dele duro na minha bunda, a boca dele me levando ao delírio nos meus peitos e ele metendo com os dedos na minha buceta. Eu estava totalmente perdida em prazer quando ele sussurou no meu ouvido pra eu deitar na mesa dele que ele ia me comer. Eu deitei e abri bem as pernas e ele com pressa meteu o pau dele em mim. Eu estava gemendo baixinho e ele me fodendo com vontade e apertando minha bunda, me chamando de puta e de safada, falando que desde que ele me viu na primeira entrevista ele queria me foder. Carlos deitou no chão, e eu deitei por cima dele e comecei a cavalgar bem rápido, ele colocou as mãos na minha cintura e mandava eu ir cada vez mais rápido, quando eu cansei, ele virou, me colocou no chão de lado, abriu bem minhas pernas e dando estocadas bem fortes e tapas na minha bunda continuou a me comer e eu estava adorando aquilo tudo, apesar da idade ele metia muito bem. Carlos sentou-se na cadeira dele e eu sentei em cima dele e comecei a quicar enquanto ele mordia e lambia meu peito, ficamos assim até que eu gozei e quando eu gozei ele apertou minha bunda com muita força e mordeu a base do meu seio, fazendo aquilo ficar ainda mais gostoso. Eu já estava nas nuvens quando ele me deitou na mesa dele e segurou minhas pernas pro alto e foi metendo até que ele gozou, eu sentia aqueles jatos de porra quentinha dentro de mim. Carlos tirou o pau ainda duro e mandou eu limpar com a minha boca, eu lambi e chupei e deixei tudo limpinho. Antes de me vestir, ele me colocou no colo dele novamente, enfiou dois dedos na minha buceta e enquanto me masturbava ele ligou pros outros concorrentes, um dos rapazes ficou com a vaga que restava. E eu fiquei com o emprego e uma foda inesquecível.

Referência do Anúncio ID: 360563a01f35e1d4

10970 visualizações, 0 hoje

  

5 Comentários para “Entrevista de emprego”

  1. Kkk… MDS… Gostei, maravilhoso…

  2. excelente. também spou entrevistador e responsável por contratações na minha empresa, caso venha a fica desempregada me escreva:
    fabio.ferrarini@outlook.com

  3. Maravilha!

  4. Muito bom…

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

  • Autor: frangata
  • Membro desde: 11 de janeiro de 2015

Contos publicados por frangata

Últimos itens anúnciados por frangata »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 97 Guests, 30 Bots