Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Esposas insatisfeitas e seus vizinhos maravilhosos

  • Publicado em: 28 de setembro de 2016 10:53
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

(escrito por Kaplan)
Meg veio me contar o que algumas amigas insatisfeitas sexualmente com os maridos aprontavam graças aos vizinhos.
– Uai… você vive aprontando com os vizinhos… está insatisfeita comigo?
– Claro que não… estou muito satisfeita, os vizinhos são apenas aquele “plus”, aquele algo a mais que me deixam muito alegre, também.
– Tá bom, então me conta.
– Vou começar com a Ariela. Ela e o marido não se entendem na cama, mas de jeito nenhum! Outro dia telefonei pra ela, e ela atendeu, falando com dificuldade. Me disse que depois ligava. Quando ligou, me explicou que eu tinha telefonado quando ela estava embaixo do belo corpo do Júlio, um vizinho. E me disse que ele era ótimo, a vida sexual dela estava 100% e nem estava mais tentando transar com o marido.
– Meg, naquela hora ele acabara de me dar uns trezentos beijos e mamar nos meus seios. E assim que desliguei ele foi me dar uma chupada. Maravilhosa! Que língua que ele tem! E é claro que eu tive de fazer um boquete nele, não é? Pau maravilhoso! Adoro chupá-lo! E o faço sempre. E depois me comeu de papai e mamãe, deixou eu cavalgar, me pôs de quatro e me arregaçou… eu fico sempre descabelada, suando por todos os poros quando transo com ele. Entende por que não pude falar com você naquela hora?
Falei que entendia perfeitamente, dei toda a razão a ela!
– Quem diria, a Ariela… parece tão séria!
– Eu sei, mas posso te garantir que ela trepa na maior seriedade do mundo!
Rimos bastante e eu quis saber que outras amigas também estavam se aproveitando dos vizinhos.
– Tem a Carmen, que mora no prédio ali em frente ao nosso. Ela também andava subindo pelas paredes, até que um vizinho, chamado Edir – nome estranho! – a conheceu e passou a fazer parte integrante da vida dela. Ela não transa em casa, vai sempre no apartamento dele, que é solteiro e ela considera ser mais seguro. Vai que o marido dela aparece de repente e encontra os dois…
Ela me disse que ele curte fetiche. De vez em quando ele pede para ela ir fantasiada de enfermeira, ou de secretária, ou de outra coisa qualquer que ele fantasie. E ela tem de se virar para arrumar a fantasia e aparecer na porta do apartamento dele, com risco de algum outro vizinho ou vizinha verem e não entenderem nada… ou entenderem tudo!
E ai eles transam loucamente. Ela me disse que um dia passou a manhã toda lá, ele matou o trabalho, e transaram três vezes, cada vez melhor que a anterior. Saiu de lá tropeçando nas próprias pernas de tanto que gozou.
– Eu acho esse negócio de fetiche meio estranho…
– Bem, eu não diria isso, já encontrei alguns adeptos que me proporcionaram boas trepadas…
– Tá bom, retiro o que eu disse. E quem mais?
– Tem a Iara, lembra dela? Aquela dos peitões. Um peito dela é maior que os meus dois juntos. Você a conheceu.
– Sim, lembro.
– Pois é, ela me conta que faz questão de transar em seu apartamento. Segundo ela, se o marido pegar vai ser ótimo, porque ai ele resolve divorciar dela. Ela já pediu várias vezes, mas ele não se toca…
– Então… o vizinho se chama Cesário. Nome que me lembra mesário, não sei por que…
Ele vai lá pelo menos duas vezes por semana, mas já chegou a ir todos os dias. E eles transam sempre na sala, em cima daqueles pufes quadrados que ela tem. E diz que, depois de ser bem comida, ele sempre gosta de uma espanhola. Adora enfiar o pau no meio dos “melões” e manda ela ficar esfregando-os no pau dele até gozar.
Ela me disse que acha isso muito divertido, mas tem horas que o “leitinho” escapa e suja os pufes. Dá um trabalho limpar!
– Gente, suas amigas são muito engraçadas.
– Tem mais alguns casos, quer saber?
– Claro, me conta!
– A Cleonice, outra que você conheceu numa festa, exatamente na casa da Iara, lembra? Aquela que só sabe falar do Atlético. Eu acabei descobrindo a razão desse entusiasmo dela, de andar sempre com camisas do time, camisetas, tudo dela é Galo… chega a irritar, tem horas.
– É verdade. Mas já estou até imaginando a razão desse entusiasmo dela…
– É isso mesmo. Ela mora naquele condomínio e tem um jogador do time que mora lá, pertinho da casa dela. Aí, já viu, nos momentos em que ele não está concentrado, nem viajando com o time, eles estão juntos, trepando até morrer!
Ela me disse que o negócio dele é trepar de cachorrinho. Não adianta ela querer cavalgar, ou dar de ladinho… nada, a única posição que ele trepa é essa. E o mais engraçado – olha o fetiche aí de novo – ela tem de estar com a camisa do time… Esse rapaz é torcedor mesmo!
– Cada uma que me aparece…
– A Susi, estava quase esquecendo dela… é outra que tem um vizinho adorável, o Ercilio. Esse nós conhecemos, lembra que eu e ele já…
– Lembro, lembro, não precisa mudar de assunto, conte o caso da Susi.
– Então, ela me diz que ele sempre avisa que dia vai na casa dela, para não ter surpresa. E ela o recebe já quase pronta: geralmente só de calcinha ou, se estiver fazendo frio, calcinha e uma blusinha. E que ele gosta muito que ela use o pé no pau dele. Eu também sempre achei esquisito isso, mas ele continua gostando…
Depois que ela faz os carinhos no pau dele com o pé, eles se chupam bastante e depois ele a come, sempre perguntando qual a posição que ela quer naquele dia. Acho isso muito bacana da parte dele…
– Bem, para encerrar, a Shirley, acho que ela você não conhece. Enfim, é também uma eterna insatisfeita com o marido e tirou a sorte grande com o Olegário, vizinho de andar. Tem de tomar cuidado, porque no andar são quatro apartamentos.
Ele avisa a hora que está indo, ela abre a porta da forma mais silenciosa possível, ele entra correndo. E aí começa a ferveção.
Diz que ele é muito bom, adora sexo oral, faz questão de que ela se sente na boca dele para mandar a língua bem lá dentro, ela quase morre de tesão. Adora ser chupado também. E quanto à posição, os dois preferem a cavalgada.
Então, todo dia que ele vai lá, ela cavalga até dizer chega!
– Não são interessantes as histórias das minhas amigas?
– Muito… mas algo me diz que você vai achar mais interessante ainda quando vier a conhecer o Julio, o Edir, o Cesário, o Olegário, o jogador de futebol e rever o Ercilio. Estou certo ou errado?
– Que é isso? Imagina…
Não terminou a frase, deu uma gargalhada e pôs meu pau na boca… Terrível, a Meg!!!

Referência do Anúncio ID: 47957eba7159c97d

       

2341 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 51 Guests, 34 Bots