Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Fazendo Horas Extras. IX – O final

  • Publicado em: 3 de setembro de 2009 18:20
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Fui para casa e quando cheguei liguei para o Luiz, ele disse que estava com muitas saudades, e não via a hora de me ver,então combinamos para quarta feira, lhe prometi que faria o almoço, para nós.

Na terça feira, preparou minha mala, com muitos apetrechos, e a noite pensei em ligar para o Luiz, mas desisti, pois já estava combinado, então não precisava.

Saí logo cedo e quando chegava ao prédio cruzei com garotinho lindo olhos azuis, loiro, um gatinho mesmo, e chegando a portaria, perguntei do Luiz, e ele respondeu que estava sim, e que nosso primo acabou de sair.

Achei estranho e perguntei qual deles?

– Um loirinho o Pablo.

Ah! Que bom que ele veio, e faz tempo que ele estava aqui.

– Desde de sábado depois do almoço.

Poxa queria vê-lo, pois faz tempo que não nos encontramos, então subi.

Cheguei ao apartamento, e Luiz estava saindo do banho, meu assustado, mas feliz por me ver, me beijou e abracei, eu então, fiz, que nada sabia, e estava decidido a tirar proveito do momento e depois terminar tudo.

Sugeri, preparar um almoço especial, e depois darmos uma bela trepada, com tudo que tem direito, e se ele não tivesse marcado com nosso primo, dormiria lá e no dia seguinte sairiam cedo e ia embora, seria o fim desta aventura.

Fui tomar um banho, e assim aliviar o meu stress, pois não contava com aquela situação.

Tomei aquele banho demorado, pois estava atordoada mesmo, depois sentei no bidê, e passei loção corporal bem devagar, mas caprichado mesmo, pois talvez seria a última com Luiz.

Coloquei uma camisolinha branca muito transparente, e mais nada, e fui para a cozinha, Luiz, elogiou, e me abraçou por trás e foi encoxando até chegar à cozinha, pus um avental, e fui prepara nosso almoço, fiz algo leve, mas que suprisse as necessidades de boa foda.

Tudo pronto e almoçamos, e como de costume, tomei minha sobremesa favorita, porra bem quentinha, e muito saborosa, direto da fonte ajoelhado debaixo da mesa.

Depois me levantei, e fui lavar a louca, Luiz se aproveitando da situação, foi a suíte e com o gel na mão veio e lubrificou seu pau, e erguendo a camisolinha, lambuzou meu rego, e tocou seu pau pra dentro, pela posição doeu um pouco e arquei para facilitar, enquanto lavava a louça com as pernas abertas, Luiz me fodia, estava muito bom sendo humilhada daquele jeito, depois enquanto limpava o fogão, gozou em mim, aquilo me deu uma dúvida tão grande, pois ele empurrou seu pau em mim, me abraçando por trás, beijava minha nuca, e me punhetava, dizia maravilhas no meu ouvido até que gozei, na sua mão, e meus espasmos o levaram a novo ereção, e já ia iniciando nova foda, quando o interrompi, e puxei para a suíte. Deitei na cama e Luiz me chupava meu pau, a minha cabeça estava muito confusa, me sentia a puta que tinha descoberto que outra puta estava com seu macho, e em meus devaneios gozei outra vez e Luiz, até comentou:

-Meu amor quanta porra desse jeito fico com inveja.

E realmente ele tinha razão acredito que nunca tinha gozado tanto, aquilo me maravilhava e ao mesmo tempo, me deixava louco.

Luiz me pos de quatro e lubrificou meu cú, e sua mão, mas lhe disse que era para ter cuidado, pois estávamos há muito tempo sem fazer aquilo, e poderia me machucar.

Luiz começou com os dedos, e depois a conchinha forçou a entrada e estava difícil, aí pedi para tirar, e mudei de posição, desta vez de costas, ele se posicionou em cima de mim, e eu abocanhei seu pau. Como se fosse a ultima vez. Luiz com a mão lubrificada iniciou a introdução de seus dedos, em meu rabo, ele ficou brincando enquanto eu o chupava, quando estava para gozar, ele tirou seus dedos de mim, e saiu de cima, punhetando-se voltou a enfiar os dedos em mim, e em conchinha, despejou seu gozo, e lubrificando tudo forçou foi entrando e aquela dor aguda acompanhava, mas ia entrando, e de repente seu punho pulou para dentro e do meu pau saiu, um pré-gozo, que me fez estremecer todo.

Luiz dedilhava meu reto e seu punho se movimentava e me sentia totalmente preenchido, e satisfeito com os resultados dessa penetração, pois o tesão era muito grande.

Ele fechava o punho e puxava para fora, e depois para dentro, isso me levava ao estagio maximo do tesão, e com isso não demorou muito me fez gozar.

Satisfeitos tomamos um banho relaxante, e fomos para um restaurante jantar, como queria algo leve para depois dormir um belo e pesado sono, fomos ao restaurante onde tinha ido com o carioca, e chegamos já bem tarde, quase 22:00 hs. Estamos no servindo quando vi em uma das mesas ao canto, o carioca e um gatinho. Olhei para ele e simulei um beijo e ele acenou para o banheiro, fomos a nossa mesa e pedi para o Luiz fazer o pedido das bebidas e falei que teria de ir ao banheiro e demoraria um pouco, e ele falou para ir tranqüila.

Passei pela mesa central e olhando para o carioca que já se movimentou para o banheiro, lá fechamos a porta do reservado e nos beijamos, nós já pegando no seu pau e ele me dedilhando o cú. Falamos de saudades e muito mais, me ajoelhei e fiz uma rápida chupeta que ele veio a gozar logo, eu bebi tudo, e mandei voltar a mesa, enquanto me limpava e preparava, Luiz entrou e me pergunto se estava bem, eu ri, e disse tava sim, só um desconforto, pois não é sempre que eu fico com o cú na mão, me beijou, saiu e eu sai atrás.

Carioca me olhou e simulou o beijo que retribui. Depois eles saíram logo, e carioca fez questão de passar bem perto e nos olhar, eu suei frio.

Terminamos o jantar e fomos para o apartamento do Luiz, e lá tomamos novo banho pois estava muito quente, iniciamos um meia nove, muito prazeroso, e lhe pedi que não gozasse, mas que me fizesse gozar, e depois de gozar, o pus sentado na beira da cama e sentei de costas em seu pau, estava muito bem acomodado, e subia e descia com muito prazer, e depois me virei de frente e nos beijando o levei ao gozo, mal terminou de gozar já iniciei novo sobe e desce, e depois que estava bem duro, me deitei de frango assado e pedi para que me fodesse, como uma puta merece.

Aquilo o deixou louco e me fodeu como um animal, me beijava, beliscava meus mamilos, e quando estava para gozar, as penetrações começaram a ser profunda, e cada vez mais forte, quando gozou, seu pau dava pinotes no meu cú. Luiz caiu num sono profundo em cima de mim, e ficou assim até de madrugada seu pau começou a endurecer, e então o virando cavalguei até que bem acordado, gozou de novo.

Dormimos e de manhã antes de ele acordar, levantei e preparei um belo café deixei um bilhete para ele descrevendo que sabia do garoto que ele estava comendo, e que foi muito bom permanecer todo este tempo com ele, me disse que qualquer dia eu poderia aparecer.

Fim

Referência do Anúncio ID: CT-000042893

Não há Tags

6862 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 176 Guests, 41 Bots