Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Fodida pelos primos

  • Publicado em: 6 de julho de 2016 11:26
  • Expira: Nunca!
Fodida pelos primos

Detalhes do Conto Erotico:

Olá pessoal, voltei e venho contar pra vcs minha ultima aventura.
Tudo começou quando um amigo meu do trabalho chamado Marcelo falou que estava de mudança. Ele sempre me respeitou, me visitava em casa as vezes, saiamos juntos e etc e ele nunca tentou nada comigo. Ele iria se mudar para um novo apartamento e aproveitou para pegar férias e arrumar as coisas dele, confesso que senti falta das piadas dele. Numa quinta feira ele me mandou uma mensagem me convidando pra no sábado ir no novo apartamento dele, pois ele iria fazer uma festinha lá e chamou alguns amigos para estreiar a casa. Eu me animei e desmarquei com uma amiga minha a balada pra ir na festa dele.
Na sexta feira a noite eu resolvi pintar o cabelo e agora estou com cabelo preto, cansei de ser loira. Quando mandei uma foto pra ele, ele me elogiou e falou que estava linda de cabelo preto. No sábado após resolver algumas coisas na rua, cheguei em casa e tinha três mensagens dele, confirmando o horário e me passando o endereço certinho. Tomei um banho bem longo e gostoso, vesti um vestido preto que termina no joelho, sandália, peguei um táxi e fui.
Sentada no banco de trás eu fingi que não reparei, mas toda hora o taxista me olhava pelo retrovisor e quando fui descer do táxi, paguei e enquanto ele me olhava abri bem as pernas e deixei ele ver minha calcinha de renda preta. Ele sorriu e eu mandei um beijinho pra ele. Então fui pro apartamento e dividi o elevador por coincidência com um casal que também eram convidados da festa. Durante a festa comi, bebi, ri e conversei com o pessoal que estava lá, fiz novas amizades e etc. Por volta das 21h o pessoal começou a ir embora, e as 22h só restava o casal que subiu comigo, o primo do anfitrião que caiu de bêbado e eu de convidados. Marcelo então veio falar comigo que se eu quisesse poderia dormir lá e eu aceitei pois não vi segundas intenções no pedido dele aceitei.
Depois que todos se foram, ficamos na sala e começamos a juntar e jogar fora os copos, garrafas e pratos descartáveis e a conversar sobre a vida. Ele me contou como foi a mudança e dos contratempos que ocorreram no dia e etc. Quando acabamos, eu fui pra varanda e fiquei admirando a vista da tijuca, quando de repente alguém me abraçou por trás, na hora eu me preparei pra virar e empurrar achando que fosse o primo bêbado dele que tinha acordado, mas então Marcelo falou “a vista é bonita né” eu relaxei e até curti o abraço dele e concordei, então ele continuou falando “seu cabelo ta muito bonito assim, está mais bonita agora do que quando deixava o loiro” eu ri e agradeci o elogio. Então ele me virou de frente pra ele e antes que eu pudesse falar qualquer coisa ele me beijou e apesar de ser repentino eu correspondi. As mãos dele pousaram suavemente na minha cintura num abraço gostoso enquanto nos beijavamos lentamente. Depois de alguns minutos paramos de nos beijar e ficamos apenas um olhando para o outro, Marcelo me pegou pela mão e me guiou para a sala, deitamos no sofá e continuamos a nos beijar, dessa vez ele levou a mão para minha coxa e levantou um pouco o meu vestido, eu tirei a camisa dele. Marcelo então começou a passar a mão pelo meu peito e abaixou uma alça do meu vestido para colocar um deles pra fora, desceu a boca pro meu pescoço e foi beijando até chegar no peito exposto e como eu adoro isso, segurei a cabeça dele lá um bom tempo pra ele beijar e chupar bastante meu seio.
Voltamos a nos beijar a mão dele ia e vinha pelo meu corpo como bem entendia, até que ele resolveu colocar a mão na minha buceta que já tava meladinha de tesão, ele colocou minha calcinha de lado e enfiou dois dedos dentro de mim e me masturbou com vontade, quando eu estava quase gozando com o toque dele, ele parou, levantou e me levou pro quarto. Lá ele me deitou na cama dele, levantou meu vestido e terminou o serviço dele com a língua, eu estava no paraíso quando gozei. Marcelo tirou a calça dele e eu pude ver aquele mastro lindo ereto todinho pra mim, quando fui cair de boca, ele me empurrou e afastou minhas pernas, posicionou o pau dele na entrada da minha xota e sussurou no meu ouvido “vai usar sua boquinha linda só no final” e ao dizer isso, entrou com vontade. Na hora eu abracei ele e enterrei minhas unhas nas costas dele de prazer. Ele foi socando com força, velocidade e vontade e eu gemia pedindo por mais e ele me dava. Alguns minutos depois mudamos de posição, ele deitou e eu vim por cima dele e comecei a cavalgar gostoso naquela piroca enquanto ele dava tapas na minha bunda. Marcelo fechou os olhos enquanto eu cavalgava e me dizia que se amarrava numa piranha de cabelo preto e isso claro me deu mais motivo pra me esforçar ainda mais pra dar prazer praquele homem. Depois de uns minutos ele anunciou que iria gozar, me empurrou e ficou de pé, eu ajoelhei e usando boca, mãos e peito fui brincando com o pau dele até que ele gozou, nossa ele me deixou com a cara e os peitos cheio de porra quentinha, eu sorri pra ele toda lambuzada e nessa hora o telefone celular dele tocou e ele foi atender. Deitei na cama e de tão cansada acabei dormindo nua e toda suja da gozada dele.
De madrugada senti mãos sobre o meu corpo, achei que Marcelo tinha voltado querendo mais então abri um pouco as pernas, ainda sonolenta e não vendo direito por causa da escuridão no quarto. Eu pude sentir um pênis sendo enfiado na minha buceta enquanto uma mão brincava com meu peito. Fui levando estocadas rápidas e sentia uma respiração ofegante no meu pescoço, quando aquilo começou a ficar bom, comecei a gemer de prazer e a dar leves arranhadas nas costas da pessoa em cima de mim. A foda, apesar de não mudar de posição, teve vários ritmos diferentes, hora mais rápido, depois devagar, depois forte, depois mais fraco…Eu pedia pra pessoa continuar a me foder, pra me dar td o que tinha e enquanto uma boca beijava e mordia meu pescoço, eu gozei e alguns segundos depois a pessoa gozou também, eu senti os jatos de porra dentro de mim. O cara então tirou a piroca de dentro de mim e pincelou ela no meus peitos e caiu deitado ao meu lado. Na manhã seguinte eu acordei e vi que quem estava ao meu lado, abraçado comigo e com uma mão entre minhas coxas, era o primo de Marcelo, que estava dormindo no sofá da sala com o celular sobre o peito. Peguei minhas coisas, fui no banheiro jogar uma água em meu corpo, me arrumei, chamei Marcelo para me despedir e fui pra casa pensando nas duas fodas da noite e já to querendo mais daquelas duas varas.

Referência do Anúncio ID: 655577c8596c3143

3687 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 45 Guests, 20 Bots