Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Historias de um CD – I

  • Publicado em: 31 de maio de 2005 09:09
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Historias de um CD – I

Resolvi partilhar com os inúmeros leitores desta paginas, algumas de minhas aventuras realizadas ao longo dos meus cinqüenta anos, pois bem, desde pequeno sempre tive um fascínio enorme por roupas femininas, pegava as calcinhas das empregadas de minha casa as vestia e me masturbava assim como fazia com os vestidos e mini-saias da década de sessenta que eram bem curtas, descobrindo ao longo dos anos que esta minha tara e fantasia me levava ser denominado de crossdresser ao qual hoje já existem sites específicos sobre o assunto com inúmeras colegas com suas próprias paginas, alguma já conseguiram sair do armário e hoje já se montam por completas na rua e em festas, coisa que ainda não consegui mas um dia quem sabe conseguirei, tive algumas experiências com alguns colegas do bairro chegando mesmo a ter relações com alguns deles tanto anal como oral. Mas o tempo foi passando e eu sempre curtindo minhas fantasias nas caladas da noite e mesmo quando estava só em casa, a essa altura já com meus quatorze pra quinze anos, eu não só tinha relações com alguns colegas como também me masturbava com objetos enfiados em mim mesmo como cabos de vassoura, cenouras, pepinos e ate mesmo salsichas que eram as mais gostosas pois se assemelhavam bastante com uma rola real, mas também mantinha minhas namoradas e paqueras que chegavam mesmo ate termos relações numa boa, então fui descobrindo o nome das coisas a principio descobri que era bi-sexual pois gostava de ter prazer com os dois lados da moeda, a vida passava muito rápido eu crescendo e me preparando para a vida, estudando e aprendendo cada dia mais e mais, já por volta da maior idade, eu tinha minhas próprias roupinhas escondidas na mala de meu carro a sete chaves das quais eu comprava com o pretexto de dar um presente, tinha calcinhas, vestidinhos, mini-saias, meias, sandálias altíssimas, toppers, blusas, espartilhos e ate mesmo peitinhos que na época não eram de silicone e sim de espuma, mas que dentro de um espartilho enchiam bem e ficavam uma graça por baixo de uma blusa, eu então curtia as namoradas como qualquer homem normal e depois quando estava afim de algo diferente entrava num motel e lá me vestia todo assumindo o papel de Helena, transava com meus objetos que agora eram membros semelhantes ao de um ser humano normal porem de borracha, curtia aquele local por algumas horas e voltava para casa saciado e feliz. Esse tipo de vida e relacionamento duraram por vários anos eu sempre renovando minhas peças de roupas de acordo com a moda e o que existia de mais sensual no mercado, mais alguns anos a frente descobri locais novos onde eu podia vestir apenas calcinhas e curtir a presença de outros homens por perto, eram as saunas gays, na época não eram muitas mas tinha uma antiga e conhecida na cidade (Recife), resolvi ir ate ela pela primeira vez, ela tinha sala de vídeo, salas de relax com cadeiras de piscina para deitar e escurinha, tinha uma sala grande com uma cama grande no meio onde deitavam-se vários homens para relaxar e ali rolava as relações alem de cabines prive no segundo andar com um imenso corredor cheio delas, banheiros eram privativos e coletivos, a primeira vez entrei normalmente apesar de levar comigo uma calcinha no bolso da calca, me enrolei na toalha e examinei o ambiente nos mínimos detalhes, mas nada de contato com ninguém eu tinha que primeiro fantasiar na minha cabeça o que deveria fazer antes de fazer, fui embora sem nada rolar, passadas algumas semanas resolvi voltar já com fantasias a realizar imaginando coisas a mil, ao chegar no vestiário retirei minhas roupas e já enrolado numa toalha fui andar pela sauna, no térreo só existia uma sala de relax próxima do vestiário, uma piscina que ninguém usava, banheiros coletivos e individuais, uma pequena sauna próxima da piscina e o bar alem da recepção, entrei no banheiro individual e vesti minha calcinha super pequena e branca de lacinhos dos lados tornei a me enrolar na toalha e subi ao primeiro andar neste havia uma sala com uma televisão ligada, algumas cabines e uma sala com camas para relax grande dos dois lados da sala nesta alguns caras de pe olhando o que rolava sobre as camas o ambiente era muito escuro mas dava para ver alguma coisa, encostei na parede como todos e aguardei a vista acostumar com o escuro, então percebi que eram surubas que aconteciam em cima das camas e de pe muitos dos caras pegavam-se e se esfregavam-se uns aos outros chegando mesmo ate fazer algum tipo de sexo, foi então que senti as primeiras mãos me tocando inicialmente procuravam meu pau não achando saiam e outras procuravam me tocar na bunda as quais eu deixei após alguns minutos de amassos na minha bunda lancei a mão sobre o pau de um deles e pela primeira vez senti um pau de um homem de verdade nas mãos, era médio deveria ter uns dezesseis ou dezessete por uns quatro de diâmetro comecei a masturba-lo ele puxou-me a tolha e me deixou só de calcinha senti uma tesão imensa em estar de calcinha ao lado de homem com o pau dele nas mãos, em seguida ele se colocou atrás de mim e encaixou seu pau no meio de minhas pernas me fazendo rebolar nele ao meu ouvido ele disse que queria me penetrar, disse a ele que ainda não pois tinha acabado de chegar e que depois encontrava com ele e sai me enrolando na tolha, meu coração estava batendo a dois mil por minuto, eu não sabia se devia ou não mas a tesão é terrível e falou mais alto, segui por um corredor e cheguei a uma sauna grande composta de duas salas, uma com chuveiro e a outra com bancos onde os caras ficavam sentados se pegando ou mesmo fazendo sexo, como estava muito quente sai rápido e fui ao segundo andar onde havia o tal corredor imenso cheio de cabines privativas, algumas de portas fechadas pois havia gente dentro e outras abertas o corredor totalmente vazio soltei minha toalha e fui ate o fundo só de calcinha, foi uma delicia o medo de ser visto e sensação de encontrar alguém me deram ainda mais tesão do que eu já estava, no final do corredor havia um banheiro com vários chuveiros todos abertos e coletivos, voltei ainda com a toalha aberta me expondo como se desfilasse só de calcinha escutei barulho de porta abrindo e rapidamente me enrolei na tolha novamente, saíram dois caras que haviam acabado de transar e andaram na minha frente imaginei-me no lugar de um deles e me senti bem, então desci de volta ao primeiro andar, parei na sala de tv assisti um pouco tomando coragem e fui a sala da suruba, mais uma vez entrei e encostei na parede, mais uma vez as mãos me procuravam ate que uma apenas encostou na minha perna e esfregou o dedo na minha coxa, achei esse é mais educado, soltei a toalha e me enrolei na altura dos peitos como as mulheres se enrolam, ele percebendo que eu havia suspendido a toalha entrou com a mão nas coxas e subiu ate minha bunda encontrando a calcinha socadinha na bunda, chegou perto de meu ouvido e com uma voz roca e grossa perguntou estas de calcinha? tremi da cabeça aos pés mas respondi estou, ele educadamente me deu um beijo no rosto e terminou maravilhoso, adoro uma bundinha com calcinha e calou-se mas suas mãos percorriam minha bunda e minha suposta buceta, que estava dura como pedra por conta de minha tesão que só faltava rasgar a calcinha, aos poucos ele foi se colocando atrás de mim ate que fiquei encostado nele com seu pau também médio no meio de minhas pernas, ele beijava-me o pescoço, orelhas, pegava nos méis peitos e se esfregava o tempo todo na minha bunda, tomei coragem e tirei de vez a toalha deixando-o sentir meu corpo por inteiro encostado ao seu, mais alguns minutos e a coragem falou alto e disse é agora ou nunca, peguei na sua mão e levei-a ate o lacinho de minha calcinha e ajudei-o pegar na ponta puxando-o em seguida fazendo com isso que minha bunda ficasse exposta a ele totalmente, (naquela época não se falava em aids) então ele percebendo o meu intento passou saliva no seu pau e encostando-o em minha bunda eu o direcionei ao meu cuzinho que implorava para ser penetrado, como eu já havia enfiado de tudo em mim a rola dele não era a coisa mais grossa que eu já havia tido, encostei-a e ele forçou entrando lentamente em seguida, aos poucos foi entrando ate que senti ele totalmente me preenchendo o vazio que estava em mim, ele parado ficou curtindo os apertos que eu dava com o cu na rola dele ate que começou a bombear lentamente enquanto me beijava e mordiscava minhas orelhas, com alguns minutos a mais ele aumentou a velocidade e parou de vez, nessa parada senti seu pau pulsar dentro de mim e pude sentir que havia agora tido relações com um homem de verdade e seu néctar havia me enchido todo, ele ainda permaneceu com seu pau dentro ate que saiu ele mais uma vez me beijou e agradecendo saiu eu arrumei a calcinha tornei a me enrolar na tolha e fui ao chuveiro do segundo andar, ao entrar no corredor escutei gemidos e frases desconexas dos que transavam, ao chegar no banheiro havia um cara tomando banho, aguardei-o mais ele disse vem, solta esta toalha e me mostra no claro a calcinha que não vi no escuro, ri para ele e disse então foi você, soltei a toalha e entrei no chuveiro só de calcinha ele fez questão de tomar banho junto comigo, lavei a bunda e o pau dele que já ficava duro novamente, nisso abaixei-me fiz um belíssimo sexo oral nele pela primeira vez levando ele a gozar novamente sendo que desta vez dentro de minha boca, foi maravilhoso ele queria pegar meu telefone e meu nome, mas ficamos nisso mesmo e quem sabe não nos entraremos aqui novamente, me enxuguei tirei a calcinha e voltei ao vestiário me trocando e indo embora, mas essa foi uma das primeiras aventuras minhas ainda no inicio de uma vida de CD, postarei em seguida as Historias de um CD  II vai depender da votação e da aceitação. Mas se em Recife houver algum homem afim de conhecer um CD casado atualmente mas que dentro de quatro paredes adora ser mulher, escrevam para Helena prazer.no.sexo@ig.com.br

Referência do Anúncio ID: CT-000025543

Não há Tags

7304 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 80 Guests, 15 Bots