Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Kiara – Minha prima safada e putinha

  • Publicado em: 1 de junho de 2017 16:28
  • Expira: Nunca!
Kiara – Minha prima safada e putinha
Kiara – Minha prima safada e putinha - Imagem1Kiara – Minha prima safada e putinha - Imagem2

Detalhes do Conto Erotico:

Dezembro de 2009, havia combinado com minha prima mais nova Vanessa durante o ano de passarmos as festas de final de ano juntas, pois com esta agitação de estudos e trabalhos de faculdade, fazia bem tempo que não nos víamos, mas nos falávamos muito por telefone e na internet pelo Skype. Um belo dia criei coragem e lhe contei ao telefone de meu segredinho em família: “Prima, sabe o Flávio?”, ela um pouco confusa respondeu perguntando: “O Flávio, nosso primo?”, “O que tem ele?”, dei uma risadinha para quebrar o gelo e disse: “Nós estamos transando, já tem um tempinho, mas ó, era segredo meu e dele e estou te contando”, ela já demonstrando animação, logo disse: “Bem que tenho percebido você diferente, com uns assuntos fora do normal, e você só me conta isso agora?”, eu ainda risonha lhe respondi: “É que havíamos combinado de ser só nosso segredo”, neste instante fez-se um silêncio no telefone e ela me confidenciou: “Acredita que eu ainda sou virgem?”, em seguida respondi para ela: “Está falando sério?, você ainda não fez nada?”, ela me respondeu: “O Rodrigo, meu ficante, só tocou em mim por debaixo das roupas, nos seios, no meu bumbum e na minha bucetinha”, o papo foi rolando e acabamos ficando bem excitadas, contei para Vanessa tudinho que o Flávio já havia feito comigo, e ela ficou deslumbrada com tudo que eu ia contando em detalhes, e ao final combinamos algo bem gostoso para o nosso encontro de final de ano, quando ela me pediu: “Queria que você me ensinasse tudo isso que está me contando, você me ensina?”, eu um pouco surpresa lhe respondi: “Aii priminha, será uma delícia poder te ensinar tudinho, na sua vinda aqui para passar o final de ano, vamos nos divertir muito”.

O ano foi passando e logo chegaram as festas de final de ano. Minha prima Vanessa chegou na madrugada de quinta-feira, dia 24 e iria ficar em minha casa até a outra semana, indo embora só do domingo dia 3 de janeiro. Sendo assim passaríamos muitos dias juntas e poderíamos matar toda nossa saudade. Passamos aquele dia colocando nosso papo em dia, ficamos boa parte do dia no meu quarto, onde contei para ela em detalhes tudo que estava acontecendo entre eu e o Flávio, nosso primo. Como era véspera de Natal, à noite outros familiares veio a nossa casa e até para a minha total surpresa, pois eu não sabia, o Flávio também apareceu, a Vanessa ao vê-lo não se conteve e foi logo abraçando e lhe desejando um feliz natal, fiquei só de longe olhando. Comemoração vai… comemoração vem, a noite passou e já era dia 25, passamos o dia juntas só assistindo filmes, vimos o “Avatar” de tarde, e de noite assistimos “Um Olhar do Paraíso”. Já era cerca das 20h quando o filme terminou e Vanessa foi tomar o seu banho, meus pais estavam se arrumando e saíram, deixando nos duas sozinhas. Vanessa ao sair do banho perguntou: “Cadê os tios?”, eu lhe respondi: “Acabaram de sair, foram assistir na Igreja à uma Cantata de Natal, e não vão jantar em casa, depois da Igreja vão sair com um casal de amigos para jantar fora”, dando um sorrisinho, lhe disse: “Vou tomar o meu banho, me espere no meu quarto”, tomei um banho bem gostoso e fui para o meu quarto só com a tolha enrolada em meu corpo.

Sem nenhuma cerimônia tirei a toalha e fiquei nuazinha na frente de minha prima Vanessa, ela arregalou os olhos e me disse: “Uhhh prima, que corpinho mais lindo!”, eu olhando para ela lhe disse: “É? Você acha?”, ela sorrindo respondeu: “Mas é claro, o Flávio deve se fartar nisso tudo aí”, eu sorrindo para ela vesti o meu baby-doll rosinha e ficamos na cama conversando, Vanessa vestia um conjuntinho bem levinho, um shortinho curto e uma blusinha até metade da barriga. Nossa conversa foi esquentando e de supetão ela disse: “Você me acha atraente?”, olhando bem nos olhos dela lhe respondi: “Claro prima, você é um docinho de amor!”, com carinha já de safada, ela perguntou: “Acha que os homens vão gostar de me comer?”, também com carinha de safada lhe respondi perguntando: “Só saberei se eu te provar, que tal agora, quer?”, ela já bem soltinha respondeu: “Quero!”, neste instante liguei o meu iPhone no meu Micro System e coloquei uma música da “Enya” para tocar, ambas já bem excitadas a este momento, nos abraçamos bem forte e começamos a nos beijar, primeiro de leve nos lábios e depois mais forte de língua, uma sentindo o gostinho da saliva da outra, estávamos na minha cama e ambas entrelaçamos nossas pernas uma a outra e ficamos ainda mais abraçadas e grudadinhas, continuamos beijando e nos acariciando, até que comecei a tirar a blusinha de Vanessa, deixando a mostra os seus peitinhos durinhos que naquela excitação já estavam bicudinhos iguais os meus, peguei com vontade seus peitinhos e apertei com tesão, ela deu uma gemidinha baixinho e disse cheia de tesão: “Aiii que delícia Ki, você pega e aperta muito gostoso”, ela em seguida começou a tirar a minha blusinha e ambas com os seios de fora, ficamos abraçadas para ambas sentirem os seios se tocando, e voltamos a nos beijar bem gostoso.

A esta altura nossa excitação estava no clímax máximo e uma foi tirando o shortinho da outra, quando ambas ficamos seminuas, só de calcinha. Comecei a beija-la pelo pescoço, deixando ela toda arrepiadinha, até chegar nos seios, onde cai de boca bem gostoso, lambendo, chupando, sugando e mamando nos biquinhos durinhos, ela estava enlouquecida e já começando a entrar em transe, quando coloquei minha mão dentro de sua calcinha e pude sentir a sua bucetinha todinha meladinha e completamente lisinha, fui passando um dedo entre os lábios fechadinhos, em movimentos para cima e para baixo, fazendo os lábios da bucetinha de Vanessa abrir e fechar, com os olhinhos fechados ela disse: “Aiiii Ki, que delícia, continue… não pare, estou me sentindo nas nuvens!”, ela continuou com os olhos fechados e parecia que estava entrando em transe, seu corpo começou a tremer descontroladamente e foi quando ela me abraçou ainda mais forte e disse: “Estou gozando, aiiiii que loucura!”, em seguida ela ficou molinha nos meus braços, toda relaxada e dengosa, tirei minha mão de dentro de sua calcinha e com os dedos todos meladinhos, coloquei em minha boca e lambi e chupei tudinho, dando um pouquinho também para Vanessa chupar, em seguida voltamos a nos beijar gostoso na boca, quando eu lhe disse ao pé do ouvido: “Priminha, quero chupar a sua bucetinha virgem e meladinha, quero agora sentir você gozando na minha boca!”, logo ficamos ambas em pé sobre a cama e uma foi tirando a calcinha da outra, ficamos nuazinhas, tesudinhas, gostosas e safadas.

Vanessa e eu deitamos na cama, ela por baixo e eu por cima, ambas sentindo o calor e o suor de nossas peles grudadas de desejos, comecei enchendo Vanessa de beijos, no rosto, na boca, na nuca e fui descendo, até que cheguei aos seios, onde caprichei uma mamada bem gostosa, lambendo todo o seio e sugando os biquinhos, ia fazendo gostoso e sentindo Vanessa dar uns gemidinhos, fui descendo mais, agora pela sua barriguinha, dei uns beijinhos no seu umbiguinho e cheguei em sua bucetinha quente e toda meladinha. Vanessa reganhou bem as pernas e pude sentir o cheirinho do tesão de Vanessa, comecei dando beijinhos nos lábios por fora, o grelinho dela estava todinho para fora da buceta, com a língua bem levinha, comecei lambendo devagar e fui aumentando os movimentos aos poucos, Vanessa começou novamente a tremer e a gemer mais alto, foi quando que com dois dedos, separei os lábios da bucetinha de Vanessa, deixando ela todinha reganhada, sua bucetinha era linda, toda rosinha por dentro e na entradinha vi o seu cabacinho, lacrando e cobrindo toda a entradinha de sua buceta, com a ponta da língua fui passando em movimentos circulares em seu grelo já completamente durinho, e ao mesmo tempo também ia passando de levinho a ponta da língua na entrada de sua buceta, lambendo o seu cabacinho, quando Vanessa já sem controlem gemendo muito, falou: “Enfia sua língua todinha em mim, quero sentir ela rompendo o meu cabaço!”, a tentação foi grande, mas não poderia fazer tal ato, e lhe disse: “Calma meu doce, o seu cabacinho vamos tirá-lo de outra forma!”, continuei mamando e chupando a bucetinha de Vanessa até ela não aguentar mais e gozar bem gostoso na minha boca, estava delicioso sentir o meladinho doce do gozo dela em minha boca, lambi tudinho e deixei sua bucetinha toda limpinha.

Com Vanessa ainda deitada, fui para cima dela e me posicionei sobre sua boca, com as pernas bem abertas, lhe disse: “Agora você vai provar pela 1ª vez uma bucetinha meladinha na boca, põe a linguinha para fora que eu vou sentar bem gostosa na sua cara ”, ela de olhos arregalados olhando fixamente para minha bucetinha toda lisinha, colocou a língua para fora e bem devagarinho fui sentando em sua língua, esfregando minha buceta melada em toda a boca de Vanessa, fazia movimentos circulares, rebolando e hora mexia pra cima e para baixo, fazendo a língua de Vanessa percorrer toda a extensão de minha bucetinha, do grelo até a entrada, quando chegava na entrada eu forçava para baixo fazendo a língua de Vanessa penetrar bem gostoso a entrada da minha buceta, ela estava louca com aquilo e me segurou na cintura me puxando para baixo, para fixar e penetrar ainda mais a língua dentro de mim. Estava delicioso, quando Vanessa ousadamente começou a esfregar a ponta do dedo no meu cuzinho e foi bem devagar penetrando, me senti nas nuvens com aquela sensação de dupla penetração, (sua linguinha na minha buceta / seu dedinho no meu cú), fechei os olhos e falei baixinho gemendo: “Priminha safada, continua, que eu vou gozar bem gostoso na sua boca, aiiiii que delicia que tá isso!”. Não demorou muito, entrei em transe e senti o Nirvana subindo pelo meu corpo, meu corpo tremia todinho e gemendo feito uma putinha no cio, gozei gostoso na boquinha de Vanessa, deixando sua boca e seu queixo todinho meladinho do meu gozo. Vanessa para me deixar ainda mais louca, mesmo depois deu ter gozado, tirou a língua de dentro de mim e começou a me lamber igual uma cachorrinha, lambia todo o meladinho que escorria da minha bucetinha.

Depois de um tempinho já com o fôlego recuperado, deitamos uma ao lado da outra, de mãos dadas e olhando para o teto da parede, ficamos ali paradas e inertes por um tempinho, até que me virei e Vanessa também se virou, nos abraçamos, entrelaçamos nossas pernas e falei ao ouvidinho de Vanessa: “O que achou da sua primeira experiência sexual?”, Vanessa respondeu baixinho: “Foi maravilhosa, nunca poderia imaginar que seria tão intenso e tão prazeroso, vou querer mais, você me fez viciar já na primeira dose!”, ela deu um sorrisinho e começamos a nos beijar gostoso na boca, uma pode sentir na boca da outra o gostinho do gozo, do tesão, do desejo, senti na boca de Vanessa o gostinho da minha buceta e do meu meladinho e Vanessa sentiu em minha boca o gostinho de sua buceta e do seu meladinho, foi um beijo de língua bem gostoso e demorado.

Em seguida fomos tomar juntas um delicioso banho, liguei o chuveiro bem quentinho e ambas molhadinhas, começamos a nos banhar, peguei a esponja macia umedeci com um delicioso sabão líquido e comecei a ensaboar Vanessa, passava bem de leve e com delicadeza a esponja por todo o corpinho de Vanessa, começando em seus ombros, descendo pelas suas costas e indo até a sua bundinha gostosa e suas pernas bem torneadas, depois fui subindo pela frente, ensaboando suas pernas e chegando até sua bucetinha, onde passei deliciosamente a esponja com delicadeza, como se estivesse acariciando, depois subi gostoso pela sua barriguinha e cheguei aos seus seios durinhos e bicudinhos, ensaboei com delicadeza e desejo, eu ia ensaboando e Vanessa ia falando e elogiando: “Ki, nunca tomei um banho tão gostoso em toda minha vida, quero te ensaboar também, todinha, vem aqui, agora é minha vez”, me rendi aos seus pedidos e da mesma forma que eu havia feito nela, ela fez em mim, me ensaboando da cabeça aos pés, e dos pés à cabeça, ficamos mais um pouquinho debaixo do chuveiro quentinho e em seguida uma enxugou a outra, usamos a mesma toalha. Voltamos para o quarto e disse para a Vanessa: “Vem cá que agora vou hidratar esse seu corpinho lindo”, ela me olhou nos olhos, arrepiou todinho e me disse: “Aiii, está falando sério? Quero muito!”, com Vanessa peladinha no meu quarto, fui até o meu closet e busquei o meu “Berry Kiss” da Victoria’s Secret, abri a tampa e deixei Vanessa sentir o aroma de framboesa selvagem e pralinê (creme com nozes), ela ficou louca, derramei um pouco em minhas mãos e fui passando em todo o corpinho tesudo e gostoso de Vanessa, fui passando e massageando ao mesmo tempo, caprichei na massagem em seus seios, no bumbum, nas pernas e na bucetinha. Vanessa ficou toda hidratada e cheirando a framboesa com pralinê, quando terminei falei para ela: “Pronto, agora você está igual uma boneca, linda cheirosa e gostosa!”, ela sorrio e pediu para passar também em mim, não resisti ao seu pedido e deixei Vanessa me hidratar todinha, ela passava com delicadeza e suavidez, ela tinha mãos de fada, de tão leve e delicada, foi delicioso sentir aquilo. Em seguida ambas vestimos nossos pijamas de dormir, vesti novamente o meu baby-doll rosinha e Vanessa vestiu novamente o seu conjuntinho bem levinho, um shortinho curto e uma blusinha até metade da barriga, e ficamos na cama conversando bobeiras e sacanagens.

Ao cair da noite, adormecemos uma nos braços da outra e dormimos juntas a noite toda. No dia seguinte ao café da manhã, minha mãe perguntou como foi nossa noite, se havíamos aproveitado bastante, respondemos que assistimos muitos filmes, TVs e conversamos bastante, e demos uma risadinha… minha mãe mal sabia o que de fato aconteceu em nossa noite.

Bom pessoal, foi assim que eu e minha prima Vanessa tivemos nossa primeira experiência sexual juntas, ambas aprendemos muito uma com a outra, e aprendi a gostar de chupar uma buceta meladinha e de ficar tarada por uma mulher, não deixem de ler a sequência de outros contos.

Se alguma garota ou mulher quiser trocar experiências e saber mais sobre mim me escrevam e se tiver alguma garota que tenha também iniciado a sua vida sexual com o primo, adoraria trocar mails.

Me escrevam: kiarajf@msn.com

Beijos com carinho Kiara!

Referência do Anúncio ID: 746591841f261485

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: furacoco, 122 Guests, 17 Bots