Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Loucuras na madrugada.

  • Publicado em: 25 de junho de 2004 08:27
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Oi pessoal, espero que estejam gostando das minhas aventuras sexuais…

Minha namorada Fernanda divide o quarto com sua irmã, a Daniela. O bom é que as duas me amam, mas é segredo e sómente vocês sabem…

Bom no último sábado fui buscar minha namorada Fernanda no trabalho dela, era por volta de 02:30 da manhã, estava com sono, mas não curto que ela venha com a sua patroa e fui busca-la…

Chegando na casa dela, ela notando meu cansaço, foi logo dizendo, vamos para o quarto, dorme comigo hoje, tá muito frio e assim ficamos bem abraçadinhos.

Eu como adoro um chamego, aceitei de imediato e fui para o quarto…

Tenho bastante intimidade naquela casa, entrei e fui logo ficando de cueca e avistei na cama do lado a minha maior perdição, meu amor de cunhadinha, dormia igual um anjo…

Fiquei com o pau duro na hora, só de ver a marca dos bicos dos seus seios em sua camisolinha.

Mas resisti e entrei debaixo das cobertas e fiquei esperando minha namorada que escovava os dentes.

Ela veio, apagou a luz e ligou o abajur.

Ela estava demais, tinha comprado uma nova camisolinha, que tesão, meu sono passou na hora, mas tinha um probleminha, ela estava menstruada…

Ela não estava a fim de um anal, fiquei de boa, mas disse que beijos não fazem mal a ninguém.

Começamos uma longa sessão de beijos, abaixei minha cueca e pedi para brincar com meu pau…

Ela ficou batendo uma punhetinha de leve, enquanto eu mamava nos seus peitos.

Ela estava cansada, o restaurante exigia muito dela e ela resolveu dormir.

Me restou somente um pau duro inconsolável.

Olhei para os lados e vi novamente minha cunhadinha, só que desta vez ela estava acordada e deu um belo sorriso para mim.

Sorri também e pedi para ela segurar mais alguns minutos que eu iria fazer uma visita na cama dela.

Neste dia eu estava sem medo, nunca pensei que teria coragem de fazer algo assim.

Passou 15 minutos e dei uns cutucões de leve em minha namorada para ver se estava realmente dormindo, para minha surpresa, parecia uma pedra…

Levantei da cama preparado, totalmente nu, minha cunhada Daniela já abriu um sorriso de uma orelha a outra, parecia que estava com saudades de mim.

Deitei-me na cama dela e disse de imediato, silêncio absoluto, sem gemido, sem gritinhos, totalmente discreto, por que sua irmã tá ali e seu pai no outro quarto, se alguém acordar eu estou morto…

Ela apenas confirmou, meu pau já estava duro e minha mão já procura a xaninha bonitinha que havia desvirginado.

Pedi para deitar de lado e me posicionei atrás dela.

Abaixei sua calcinha e armei meu pau. Coloquei devagarzinho dentro daquela xaninha quente, molhadinha, apertada e cheirosa.

Ela fez um gemidinhos baixinhos e pedi silêncio de novo.

Comecei um vai e vem bem lento, tudo para não despertar o meu outro amor.

Cada estocada pedia um pouco mais de pressão, mas tive que me controlar, que gostoso, era demais.

Deitei ela de bruços e deitei em cima dela.

Tomei coragem e comecei uma penetração mais agressiva,Apertei a cabeça da Dani contra o travesseiro para abafar os gemidos e enterrei o pau com força.

Comecei um vai e vem forte e vigoroso, minha cunhada apertava minhas mãos com força tremenda, parei depois de alguns minutos para dar um descanso e ver se estava tudo bem com ela.

Ela olhou brava e disse: Me estuprar tudo bem meu amor, mas me matar sufocada não.

Estuprar Dani, não diga isso. Ela sorriu e disse que era brincadeira.

Sem meias palavras ela pediu para continuar, mas sem sufoca-la com o travesseiro.

Pediu para agir de maneira forte e agressiva, que ela estava gostando, mas eu disse sem gemidos.

Comecei novamente, estocadas e estocadas fortes num vai e vem frenético e ela segurou sem dar um gemido, eu também estava me segurando.

Depois de alguns minutos veio o gozo, que gostoso, segurei a cabeça dela no travesseiro novamente e desta vez ela cravo as unhas nos meus braços quando ela teve seu orgasno.

Estava fadigado e com sono, ela era uma gulosa em matéria de sexo.

Dei alguns beijinhos e esperei ela coxilar. Levantei-me coloquei minha cueca e fui ao banheiro retirar o cheiro da Daniela do meu corpo.

Voltei para a cama da minha namorada, a abracei e cai no sono como se nada tivesse acontecido.

Minha vida está demais.

No próximo conto trago como fiz o cabaço do cuzinho da minha cunhadinha.

Até mais

Referência do Anúncio ID: CT-000020522

Não há Tags

6744 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

Contos publicados por Bastiaodapega

Últimos itens anúnciados por Bastiaodapega »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: jcasaleiro, 70 Guests, 10 Bots