Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Mãe e filho não se entendiam – Parte I – Mamãe é maravilhosa

  • Publicado em: 7 de março de 2018 10:00
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Me chamo Fábio 18 anos e sou filho da mamãe Selma de 44.
A gente vivia brigando e não se entendia.
Eu tinha uma namoradinha Bianca muito bobinha, virgenzinha e vivia traindo ela, com várias garotas mais liberais. Minha mãe sabia e vivia me criticando.
Selma: Você puxou ao seu pai, aquele mulherengo idiota. Tinha mulher de verdade em casa e comia as biscates.
Fábio: Você também traia ele.
Selma: Nunca, não sou essas piranhas que você sai.
Fábio: Elas oferecem prazer ao contrário da Bianca bobinha.
Selma: Então. Porque namora ela? Já sei é a filha do patrão.
Fábio: Até que é bonitinha, mas não vou negar que é por isso. Já você sai com um velhote de 55 anos também por puro interesse.
Selma deu um tapa na cara do filho e eles ficaram dias sem se falar.
Se sentindo mal resolveu conversar com a mãe e pedir desculpas.
Fábio: Não queria ter dito aquilo. É que não entendo o porque você sai com aquele velho, sendo uma mulher tão atraente.
Selma: Ele parece ser diferente, um homem bonito podem ser recompensador, mas geralmente decepciona.
Imediatamente notei que ela ainda sentia muito sobre papai.
Fábio: Esqueça papai, nem todas as pessoas são assim.
Selma: Será? Você segue o mesmo caminho.
Fábio: Eu sigo porque não tenho nada com a Bianca, filhinha de papai careta.
Selma: Ele tinha tudo e não deu valor.
Fábio: Então porque continuou com ele?
Selma: Ele me dava muito prazer. Na juventude a gente não pensa muito na vida. E era tabu o divórcio.
Com certeza ela devia sentir muito prazer, ele tinha um pintão assim como eu, kkkkkkk. Pensei.
Fábio: Mesmo assim não vou com a cara daquele velhote.
O tempo provou que estava certo, eu vi ele com uma mulher, uma não, duas. Uma loira e uma morena, que fetiche, um sonho, verdadeiras beldades, elas sim interesseiras com certeza. Ele deveria estar se realizando, mas eu estava puto, ele traiu a minha mãe, fui tirar satisfações e dei uma surra naquele velhote.
Chegando em casa procurei ser carinhoso com mamãe. A verdade é que a gente nunca se entendia, mas não queria ve-la triste, por causa de um velho desgraçado.
Fábio: Dei uma surra naquele velhote.
Selma: Está louco? Some da minha vida.
Fábio: Ele estava te traindo.
Selma: Deixa de ser mentiroso.
Mamãe não acreditou. Ela tentou ligar pra ele, enviar mensagem, mas o safado já tinha sumido.
Vi que tinha caído a ficha de mamãe.
De repente eu ouvi muitos barulhos, ela estava bêbada, quebrando tudo e praticamente nua, vestindo apenas uma lingerie sexy.
Selma: Tá feliz? Comprei essa lingerie para usar o desgraçado.
Ela estava completamente fora de si, mas extremamente gostosa, nunca percebido o quanto ela era perfeita. Loira linda, madura, atraente, BUNDÃO, seios fartos, a qual eu já mamei demais e nunca deveria ter parado de mamar.
Ela se aproximava de mim com aquela lingerie sexy, mostrando os deliciosos peitões.
Eu estava desejando mamãe.
Ela continuava a me questionar,
Selma: Tá feliz? Ninguém me quer. Ninguém quer essa velha feia.
Fábio: Mamãe, você é linda, me desculpa por tudo. Estou do seu lado. Bati nele porque gosto muito de você.
Ela fez um carinho em mim, fiquei todo sem jeito.
Selma: Você só diz isso, porque é meu filho.
Fábio: Não é verdade.
Selma: Me prove.
Naquele momento estávamos muito próximos, e acabei fazendo algo totalmente inesperado. Beijei ela na boca.
Me afastei me sentindo culpado, mas ela veio e deu um verdadeiro beijão. Acabei retribuindo e quando vi estava pegando naquele delicioso BUNDÃO. Era imenso e extremamente gostoso. E o melhor de tudo era o BUNDÃO de mamãe. A mesma mamãe conservadora e chata. Ela era uma tremenda de uma gostosa.
Selma: Que beijo meu bebê.
Nunca ela tinha me elogiado com carinho, deve fazer muitos anos. Tive que retribuir.
Fábio: Sou seu eterno bebê.
De repente ela solta mais uma surpresa.
Selma: Bebê quer mamar.
Ela mostrava aqueles seios fartos, quase cai no chão. Era um sonho.
Não resisti, coloquei no sofá e comecei a a mamar ali mesmo naquele peituda. Era um sonho voltar a mamar os peitões de mamãe.
Selma: Não para meu bebê.
E continuei mamando.
Mas de repente ela cai no sofá. Coloquei a roupa e a levei pro quarto para ela dormir.
Deixei ela lá, mas ela não saia dos meus pensamentos, você é maravilhosa mamãe.

Referência do Anúncio ID: 9115a77a0143a148

Não há Tags

1301 visualizações, 0 hoje

  

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

Contos publicados por encontrostaubate

  • O Autor não publicou outros contos.
Últimos itens anúnciados por encontrostaubate »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 80 Guests, 19 Bots