Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Meg não queria pintar…queria ver o pinto dele!

  • Publicado em: 26 de junho de 2017 18:02
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

(escrito por kaplan)

Depois que Meg terminou o curso de Belas Artes, quis se dedicar à pintura. Fez de tudo no curso: escultura, pintura, fotografia… e embora curtisse muito ser fotógrafa (que já era antes de entrar na faculdade), resolveu que ia dar uma atenção especial à pintura.
Num dos quartos do apartamento em que morávamos, ela montou um ministudio. Cavalete, várias telas, tintas a granel, uma banqueta para ela sentar e pintar. Demais móveis seriam utilizados em função da necessidade da pintura. Por exemplo, se estava pintando uma pessoa, precisava de uma cadeira, ou um divã, enfim, era fácil encontrar o que ela precisava.
Fez vários retratos de amigas e até auto-retratos.
Mas quando ela conheceu o Ananias… Ah… quis imortalizar o corpo dele numa tela. E ele, a princípio, recusou, achou estranho o convite dela para ele ser modelo. Ela não desistiu. Nunca desistia!
E continuou pedindo, martelando a cabeça do Ananias até que ele aceitou, acho que para se ver livre dela!
Ela marcou então o dia para ele ir lá. Conversei com ela sobre os reais objetivos da escolha do Ananias e ela me confessou, depois de várias negativas, que tinha ficado interessada no pinto dele. Tinha visto ele de sunga no clube e a visão era muito significativa.
Entendi logo. O coitado do Ananias era a próxima vítima…
E lá veio ele… ela estava preparada para tudo acontecer já na primeira sessão. Não podia deixar o Ananias escapar!
De macaquinho jeans, só uma blusinha por baixo, ela esperou que ele chegasse, bateram um papo antes e finalmente ela disse que ia começar. Arrumou um banco para ele ficar sentado, discutiu com ele a pose e pediu para ele tirar a roupa.
– O quê? Você quer me pintar pelado?
– Uai, sim… você vê algum problema nisso? Fica envergonhado?
– Não é isso, fico pensando o que seu marido vai achar quando chegar e encontrar um crioulão pelado junto com a esposa dele!
Meg deu uma gargalhada.
– Nada disso, Ananias. Meu marido é fotógrafo, eu também sou. Já cansei de fotografar homens nus e ele mulheres nuas. Nada demais! É arte. Ele sabe que você viria hoje, não faço nada escondido. Pode ficar tranquilo, se seu grilo é este, acabei de matar. Pode tirar a roupa, sem susto.
Ainda meio desconfiado, ele tirou a camisa. Meg começou a ter taquicardia. O cara era muito musculoso, vê-lo no clube era uma coisa, vê-lo e desejá-lo dentro do apartamento era outra coisa muito diferente.
Ele tirou a calça. Só de ver o volume dentro da cueca ela já suspirou baixinho. E aguardou que ele tirasse a cueca. E babou. Que pauzão! Mole era maior do que o meu duro!
Não resistiu, pegou nele.
– Nossa, Ananias, vejo que o que falam da raça negra não é mentira… seu pau é grande, e lindo!
Falando e pegando… o bicho deu sinal de vida, foi endurecendo na mão dela, que vibrou com aquilo, esqueceu que queria pintar o Ananias e caiu de boca no pauzão dele!
Aí a ficha do Ananias caiu. Meg não queria pintá-lo, queria o pinto dele!
Então não bobeou mais. Levantou-a e deu-lhe um sonoro beijo na boca, arrancou a blusinha dela e mamou nos seios, e ela gemeu, enlouquecida.
Tirou o macaquinho e nem precisou tirar a calcinha, ele só a colocou de lado, fez ela ficar ajoelhada no banco e enfiou o pau, fazendo o vai e vem que a deixou trêmula. Como conseguira enfiar tão facilmente aquele pauzão na xotinha dela…
E aí rolaram pelo quarto, derrubando cavaletes, bancos, o que tinha pela frente.
Ela sentou no pau dele e pulou bastante, gozou, ele continuava firme, colocou-a de quatro e continuou metendo, depois, usando sua força, levantou-a e colocou sua xotinha no pau dele e comeu-a em pé, ela no ar, sustentada apenas pelos dois braços dele.
Gozou de novo e aí foi a vez de ele gozar, inundando o rosto dela.
Ficaram deitados, abraçados…
– Fala a verdade, Meg… esta história de pintar era brincadeira sua, né?
– Não, eu quero te pintar sim, deixa eu fazer pelo menos o esboço hoje.
– O esboço? Quer dizer que terei de voltar?
– Mas é claro, não gostou de ter ficado esta tarde aqui?
– Claro que gostei…
– Então, depois do esboço tenho de passar para a tela… vai demorar, viu? Está disposto?
Ele riu. Entendeu muito bem a jogada dela, e como tinha gostado, voltou. Não uma, mas oito vezes, até que a tela ficasse pronta. Foram dois meses de muita trepação dos dois!

Referência do Anúncio ID: 543594d0cb31c3a6

    

254 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 98 Guests, 34 Bots