Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Minha Amiga Carente

  • Publicado em: 11 de julho de 2008 11:44
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Sou amigo da Helena a mais de 15 anos. Ela é uma mulher já na casa dos trinta e como somos muito amigos sou seu confidente.

No principio desta semana ela me ligou e disse que precisava falar comigo com urgência e pensei logo que seria o problema com o marido dela, uma pessoa que nunca gostei em momento algum da minha vida, mas como ela gosta tudo bem.

Chegou em minha casa e foi logo sentando no sofá e começou a desabafar e reparei que lhe enchia os olhos de lágrimas narrando o acontecimento. Ela me contou abertamente que ele estava com pouco apetite sexual depois de que ela teve o filho e que nem era mais procurada por ele por mais que ela se insinuasse. Olha que posso lhes dizer que ela alem de ser minha amiga do coração nunca lhe tinha olhado de outra forma. Ela continuou falando sem parar, eu só observava o seu jeito já conhecido de falar energicamente, nisso se levantou e no meio da conversa me perguntou

– será que fiquei muito mal depois de ter o meu filho?

Eu olhei para ela em pé a minha frente e disse logo que não, mas ela não parou por aqui:

– será que sou incapaz de dar tesão ao meu marido?

– olha que vou te dizer uma coisa: do jeito que estas provocante hoje, até a mim estas dando tesão! E dei um sorriso.

Ela de imediato me respondeu:

– mas de ti eu não podia esperar outra resposta!

– não sei porque! Eu também sou homem como todos!

– mas tu és meu único amigo, aquele que posso confiar!

– sim mas não sou de ferro! Daqui a pouco arrebento o fecho das calças se continuares assim!

De facto ela sempre foi gostosa, morena de estatura mediana, rosto angelical, belos seios, cabelos negros e lisos, boa bunda tipo file, e então ela parou e olhou para a minha cara e ficou vermelha e para se compor pediu para ir ao banheiro, no entanto tocou o meu telefone e fui atender onde tratei rapidamente do assunto e fui em direcção a minha suite onde quando entrei no banheiro dei de cara com ela sentada no trono e com uma mão por dentro da saia e a outra na boca numa masturbação fervorosa que nem notou a minha presença. Eu logicamente de pau duro olhei para ela que abriu por um instante os olhos e deu de cara comigo alisando o pau por cima da calça onde ela conferiu e me chamou para perto dela,

– peço desculpas por isso, mas é que já nem me aguento só de falar no meu problema e ninguém mais indicado do que tu para me ajudar a resolver isso!

Se levantou e veio na minha direcção onde me deu um beijo na boca enquanto acariciava o meu pau com uma das mãos se tirar a outra da buceta. Me empurrou para fora do banheiro me levando para o meio do quarto onde foi para cima da cama e levantou a saia e por cima da lingerie apertou com força a buceta e me ofereceu para ser usada e abusada! Nisso tirou toda a roupa ficando em lingerie e se deitou na cama. Foi uma visão dos céus ver aquela morena linda deitada na minha cama branquinha. Deitei ao seu lado só de cueca e comecei a alisar o seu corpo e com beijos da boca para baixo chegando aos seus seios perfeitos mesmo depois de amamentar o filho. Ela retribuiu acariciando minha piroca por cima da cueca e paramos um instante para tirarmos o que nos sobrava e fui logo caindo de boca nos seus seios e ela dava suaves gemidos a medida que ia beijando tudo que podia. Ficamos assim por algum tempo e acabamos por nos colocar de joelhos na cama de frente um para o outro e ela pediu para que me pusesse de pe onde começou a beijar o meu corpo na zona da virilha, saco e suavemente colocou a cabeça da minha piroca na boca e começou a chupar sempre segurando no meu saco. Ora tirava meu pénis da boca e passava a língua por toda a sua extensão e engolia novamente e tirava batendo com minha piroca em seu rosto. Foi uma mamada gostosa e com calma onde eu sentia minha piroca inchar e crescer cada vez mais. Ficamos assim alguns instantes e ela se deitou na cama e rapidamente abriu as pernas onde me posicionei a sua frente ajoelhado e comecei a chupar a sua buceta que ai sim, foram arrancados longos gemidos da minha amiga.

– meu marido nunca me chupa! Que loucura!!!

E não parava de gemer até que ela mandou eu me deitar e deu mais uma lubrificada no meu cacete e veio montar que não houve muita resistência porque alem de apertada estava muito lubrificada. Entrou pouco mais da metade de uma só vez o que fez com que ela gemesse a cada estocada. Helena começou movimentos cadenciados acostumando a sua vagina ao volume e só me pedia para não parar de lhe fuder, até que ela começou a se concentrar em enfiar cada vez mais mas o seu pequenino útero não aguentava com tais dimensões. Não é que eu seja como muitos aqui que dizem que tem verdadeiras trombas, tenho um dote de 22 cm e com uma largura de 7 cm e grosso.

Ela não parava e desmontou se colocando deitada de lado para ver se conseguia engolir mais, mas era inevitável porque não havia hipóteses. Fiquei comendo ela de lado até que ela se colocou de quatro e foi uma visão linda ver a minha amiga com aquele corpo todo bem feito e uma marquinha de bronzeado com o cuzinho olhando para mim e a piscar.

Meti na sua boceta enquanto ela continuava gemendo e via pelo espelho do armário a cada estocada os seus lindos seios balançando e sua cara de safada. Eu ia dando uns tapinhas na sua bundinha linda e senti que ela estava tendo o seu primeiro orgasmo que lhe levou a gemer com força quebrando o silencio do quarto.

Disse a ela que também estaria perto e fui lhe lamber a buceta e como sempre passei a língua no cuzinho também, como sou um fissurado em sexo anal foi inevitável. Ela deu um suspiro forte e olhou na minha cara

– não me digas que tu gostas de cu?

– claro que sim, penso que todo homem gosta!

– o meu querido diz que é porcaria!

– então vamos virar porcos agora?

– sim, mas tens de ter paciência porque ai só meto o meu vibrador que não é tão grande como a tua piroca!

– então o teu marido nunca te enrabou?

– não!

E voltei a passar a minha língua naquele botão cor de rosa lubrificando ao máximo e enfiei o dedo médio até ao fundo e ela começou a gemer novamente e iniciou uma masturbação dando cabo do seu grelo e pude sentir escorrer lubrificante da sua boceta que aos poucos ia buscando e passando no cu dela. Eu me posicionei do seu lado e ela foi chupando novamente minha piroca lubrificando com tanta saliva que deixou ela brilhando. Era uma cena linda ver a minha amiga e agora também amante com uma fome medonha ali a minha mercê com mais fome de sexo que uma freira! Ela não parava de acariciar a sua buceta e começava a enfiar um, dois e três dedos dentro tirando o seu gozo e colocando no cuzinho que estava prestes a ser comido.

Me deitei e ela vaio por cima de costas para mim e foi coordenando todos os movimentos até que colocou a cabeça na porta do cu e foi deixando descer o seu corpo para entrar a cabeça que com calma entrou bem.

– olha que o teu cu é mais aberto que a tua buceta!

– olha querido, do jeito que eu estou aguento até uma mangueira nele!

Podem ter certeza, isso nunca tinha me acontecido de comer um cu quase virgem mas com uma dilatação fenomenal e comentei isso com ela.

– estavas a espera de que? Não te disse que estou sempre com o vibrador metido nele?

– sim querida mas isso é demais!

– pois é, e tu vais ver que vou aguentar mais no cu que na buceta!

E dito e feito, ela aguentou com tudo só deixando de fora o saco. Fazia movimentos de sobe e desce, uma autentica bate estacas.

Saiu de cima de mim, deu a volta, chupou mais um pouco e veio colocando-se de joelhos para que eu lhe chupasse mais a buceta e o cu e com a minha língua de fora ela foi cavalgando na minha cara que num instante voltou a se sentar de frente para mim metendo novamente no cu. Os seus gemidos foram aumentando como a sua respiração e veio mais um orgasmo violento por parte dela que pediu que quando eu fosse gozar molhasse toda a sua cara e boca.

Não demorou muito mais e me coloquei de pe ao seu lado, ela meteu o que pode na boca e recebeu um banho de esperma naquela garganta quente que acabou por deixar escapar um pouco lhe caindo sobre os seios morenos.

Me deitei ao seu lado cansado e ela começou a me beijar a piroca novamente e fomos tomar banho, onde houve mais uma fodinha em pé, mas isso conto mais logo.

Abraços e quem quiser comentar é só enviar: emma-tortuga@hotmail.com

Referência do Anúncio ID: CT-000041286

Não há Tags

6798 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 42 Guests, 23 Bots