Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

MINHA ESPOSA E OS NEGÕES NA OBRA ( Autor: HardPatrix )

  • Publicado em: 8 de maio de 2018 09:40
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Somos um casal relativamente jovem, eu 40 anos e ela 32, ela é uma morena de corpo muito conservado, malha muito, está com tudo em cima, já eu tenho aquela barriguinha de chopp que todo homem de 40 anos casado tem.
Estamos reformando nossa casa, e eu por ser muito ocupado quase não fico em casa, deixo os cuidados da obra para minha esposa que está sempre em casa, na obra temos seis pessoas trabalhando, três deles são haitianos que vieram ao Brasil procurar uma vida melhor, e por não terem onde morar na cidade deixei-os ficar em um quartinho que tenho na edícula de casa.
Os três haitianos estão na obra a poucos dias, mas desde que chegaram eu percebi os olhares de admiração que tinham por minha esposa, ela é muito fogosa, e mesmo com a casa cheia de pessoas trabalhando ela não dispensava seus banhos de sol no biquíni minúsculo dela, e ela não gosta nem um pouco de marcas de biquíni nas costas então vocês já imaginam como ela ficava no quintal, da janela da obra os haitianos ficam de olho nela todo dia, várias vezes eu os peguei parados só observando-a, eu percebi o rumo que as coisas estavam tomando quando flagrei um deles espiando ela pela janela e se masturbando, ele não me viu, mas eu pude perceber que ele tinha uma ferramenta enorme, bem maior que a minha, ele ficou ali se tocando por um bom tempo, até sujar as paredes com sua porra, quando ele saiu eu fui no cômodo que ele estava e vi que aquela não era a primeira vez que ele ou eles faziam isso, o cheiro de porra estava tomando conta do ambiente e as paredes tinham várias marcas de gozada, mas para minha surpresa eu não fui o único que percebi isso, senti que minha esposa tinha mudado desde a chegada deles, ela parecia mais exibida, sua libido estava aflorando a todo momento, a noite eu já não dava conta do fogo que ela tinha, e suas roupas estavam cada vez mais curtas.
Por várias vezes a vi conversando com eles durante o horário de trabalho, ela era muito prestativa, levava água toda hora, e sempre com suas roupas curtíssimas, as conversas estavam aumentando a duração, e muitas vezes quando chegava do escritório oito horas da noite ela ainda estava fazendo companhia a eles no quintal, muito papo e muitas risadas.
Percebi que algo estava acontecendo, mas para ter certeza eu precisava do flagrante, instalei câmeras na casa sem que ela percebesse, em vários pontos, inclusive no quintal, e comecei a estender minhas horas no escritório, chegando sempre depois das dez da noite, e como esperado pude ver toda a ação, minha esposa se transformou na maior vadia que eu já vi, praticamente todos os dias os três negros transavam com ela, ela transou com eles em praticamente todos os cômodos da casa, inclusive no quintal, ela parecia insaciável, três rolas negras enormes e ela dava conta de tudo e gritava por mais.
Num desses dias ela não ficou contente somente com os três negros, mas começou sua transa ainda durante o dia, devorando cada um dos funcionários da obra, eles chegaram a fazer fila para penetrar minha esposa, a cena mais tensa foi quando os haitianos fizeram uma tripla penetração nela, preencheram todos os buracos dela ao mesmo tempo, ela cavalgava como uma louca em duas picas e chupava a terceira com força, eles bombaram com tanta força no rabo dela que parecia que iriam rasga-la ao meio, foram horas de sexo selvagem, deixaram minha esposa toda arrombada, praticamente desfalecida com um sorriso no rosto, deitada no quintal, nesse dia quando cheguei em casa ela já havia tomado banho e estava toda perfumada me esperando, mas não quis transar comigo nessa noite.
A obra que era para ter durado dois meses se estendeu por um mês a mais que o planejado, parecia que o serviço não rendia, parecia que eles não queriam terminar a obra, e eu continuei com minhas filmagens.
Durante todo o tempo de obra minha esposa serviu de puta para os peões, principalmente para os negros haitianos, que quando eu viajava eles passavam a noite transando com ela, e pelo jeito eles gostaram tanto do Brasil que resolveram alugar em definitivo o quarto da edícula, e eu, é claro, não pude deixar esses pobres homens desabrigados, cobrei um aluguel irrisório, só para mante-los por perto e ver minha esposa feliz, quem sabe um dia eu conto pra eles que eu sei de tudo e começo a participar da brincadeira também.

Publicado em: 21 de agosto de 2015 11:23

Autor: HardPatrix

Referência do Anúncio ID: 7105ac87d375b1f2

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: Manjodosparanauetlg, 74 Guests, 23 Bots