Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Minha História III

  • Publicado em: 15 de junho de 2008 22:35
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Continuação:

Tudo bem… E assim fizemos, no dia seguinte assim que meu pai chegou chamei a Nanda lá em casa, meu pai se escondeu e eu disse a ela se dava pra ela ficar comigo até meu pai chegar, pois estava escuro e eu não queria ficar sozinha, papo vai, papo vem a conversa acabou rolando pra sexo, ai disse a ela se ela topava ver um filme que eu tinha achado na gaveta do meu pai, ela topou na hora, pusemos o filme no vídeo e começamos a assistir, decorrido uns quinze minutos eu disse a ela  Nossa Nanda esse filme tá me dando um tesão danado, levantei a saia, enfiei a mão por dentro da calcinha e fiquei esfregando a buceta  Você não se importa se eu bater uma siririca, se importa  Claro que não Ana, acho que também vou nessa, pois minha xoxota ta toda melada e eu to num tesão que não me agüento… e assim que ela terminou de falar ela levantou do sofá desabotoou o jeans e abaixou a calça com a calcinha ate os joelhos  Nossa Nanda que buceta linda que você tem  A sua também é muito bonitinha Ana, olha eu raspei tudo que nem você, ela ficou tão lisinha… Voltamos a assistir o filme, eu aproveitei e troquei o filme pelo o que meu pai tinha trago, ficamos assistindo as mulheres se chupando e tocávamos siririca feito umas loucas nas nossas bucetas, em dado momento a Nanda disse  Nossa Ana to com uma vontade louca de chupar sua buceta, você deixa eu chupar só um pouquinho  Claro Nanda pode chupar ela quanto tempo você quiser, adoraria gozar com você me chupando, mas depois tem que deixar eu chupar a sua também…  Lógico que deixo, também quero gozar na sua boquinha, você já chupou uma buceta alguma vez?  Não Nanda, nunca, você vai ser minha primeira  Eu também nunca, mas faz tempo que sinto uma vontade louca de chupar sua xoxota,… e assim que acabou de falar ela veio até onde eu estava sentada no sofá, puxou minha calcinha e caiu de boca na minha buceta, não sei descrever com palavras o que senti vendo minha melhor amiga ali de joelhos no chão chupando minha buceta, ela passava a língua no meu grelinho depois subia e chupava os biquinhos dos meus seios ai descia de novo pra buceta e ficava apertando meus bicos com as pontas dos dedos, não demorou muito pra que eu tivesse um gozo alucinante, ai eu puxei ela pra cima do sofá tirei a blusa dela deixei ela peladinha e mamei naqueles peitos lindos como um bebê esfomeado, depois fui descendo passando a língua por sua barriga, ventre até que cheguei na buceta dela, chupei ela como meu pai fazia comigo e eu via nos filmes, nunca imaginei que fosse tão gostoso chupar uma buceta, quase gozei de novo chupando ela… Depois que gozamos nos beijamos demoradamente e prometemos uma pra outra que faríamos isso todo dia… Ai eu disse pra Nanda que ela já podia ir embora, pois meu pai não tardaria a chegar, ela se foi e eu corri pra onde meu pai estava escondido…  E ai papai deu pra você ver tudo o que rolou?  Deu sim meu anjo, olha como eu estou, quase gozei de tanto bater punheta enquanto vocês se chupavam, quando você deixou ela peladinha então, quase tive um troço….  Fiz isso de propósito porque sabia que você tava olhando, ela pelada é um tesão, não é? E como a pele dela é macia me deu vontade de ficar mamando nas tetas dela o resto da noite, pai! você precisa experimentar a buceta dela parece pêssego de tão macia e o gosto dela então, pai bem que você falou que chupar buceta é uma delicia  É sim Ana, nossa! Tive que me segurar para não vir aqui e foder vocês duas juntas  Quem sabe um dia desse você não fóde nós duas juntas, agora vem aqui meter na buceta melada da sua filha, vem, mete gostoso esse caralho na minha buceta e goza que eu quero toda a porra que tá ai dentro dele… Nossa acho que meu pai nunca meteu em mim com tanto tesão, mal ele deu umas três bombadas e já gozou, nunca vi ele soltar tanta porra… Aquilo começou a tomar forma na minha cabeça e eu comecei a imaginar uma maneira de meu pai foder a Nanda pra mim ver, mas como eu faria pra participar junto, de qualquer maneira que eu fizesse ela iria descobrir que meu pai me comia. Bem teria que falar com meu pai e ver o que ele achava, valeria a pena correr esse risco? Falei com meu pai a respeito, ele apesar de se empolgar e gostar da idéia se mostrou muito preocupado em que alguém ficasse sabendo das nossas fodas, lógico que eu com quase dezeseis anos sabia bem o porque da sua preocupação, mas eu tinha certeza que a Nanda saberia guardar segredo, ainda mais agora que todo dia ela ia lá pra casa e era só ela entrar pra nós ficarmos peladas e cairmos de boca uma na racha da outra, eu fazia ela gozar vezes seguidas e um dia que estávamos sozinhas em casa, pois meu pai ainda não tinha chegado do trabalho falei a ela  Nanda, seja sincera! Você já gozou metendo, com o cara fodendo sua buceta?…  Pra ser sincera, nunca, as vezes que gozei foi comigo mesma mexendo no meu grelo enquanto meu namorado me comia, ou quando ele me chupava a buceta…- E você não tem vontade de foder, mas foder de verdade, gozar sentindo um pau bem gostoso entrando e saindo da sua buceta?  Tenho sim Ana, mas esses garotos da escola são uns tapados, todos os namorados que tive não sabiam nem sequer chupar meus peitos, eles metem, gozam num minuto sem se importar se gozei ou não, eu nunca gozei metendo, se um dia achar um cara experiente e legal que se importe em me fazer gozar eu dou pra ele o resto da vida, até lá me divirto com sua lingüinha que é uma delicia, sua bobinha…  Eu conheço um cara assim, alias foi ele que tirou o meu cabaço, olha, posso jurar pra você que não existe um cara com mais experiência, ele me prepara de tal forma que quando fodemos perco a conta de quantas vezes gozo.  Nossa Ana me apresenta essa jóia rara… Ela disse e deu uma sonora gargalhada, eu disse a ela rindo também  Sem problemas, te apresento ele se você jurar guardar segredo  Você sabe que pode confiar em mim, mas porque tanto mistério?  É que o cara com quem eu trepo se você comentar com alguém vai complicar ele e me complicar  Nossa Ana quanto mistério! Pode se abrir comigo, eu achava que entre nós não existisse segredo  Bem Nanda, me desculpe por esconder isso de você, mas quando eu contar você vai entender  Fala Ana, você está me deixando nervosa  Ta bem vou te contar porque confio em você, quem tirou meu cabaço, me ensinou tudo o que sei e me fode todo dia é meu pai…Quando falei fiquei observando o efeito do que eu tinha falado, a Nanda fez uma cara de quem viu fantasma e falou  Ana!!! Não acredito, você e seu pai… e não terminou de falar, eu então disse  Calma Nanda isso não é coisa de outro mundo, hoje em dia é mais normal do que você pensa, dou pra pessoa que mais amo no mundo e sei que ele dá a vida por mim, ate acho que isso é coisa que deveríamos aprender dentro de casa com nossos pais e irmãos como aprendi, como tudo na vida, olha me correspondo com meninas na Internet que dizem participar junto em família, elas fodem com o pai a mãe os irmãos e as irmãs juntos  Tudo bem Ana eu não tenho nada contra, já li a respeito na Internet e pra ser bem sincera com você adoraria se meus pais pensassem assim, em vez de ficar nos cantos por ai com esses garotos que não sabem nada aprenderia com eles dentro de casa, olha! eu deixaria meu pai me foder numa boa o quanto ele quisesse, já pensou? Seria o paraíso ser fodida por meu pai enquanto chupava a buceta de mamãe, ou ter minha mãe chupando minha buceta enquanto meu pai me fóde, eu já fiquei escondida pra ver eles metendo, meu pai tem um belo pau e minha mãe tem um bucetão enorme, nisso eu puxei a ela, mamãe sempre fica pelada quando estamos sozinhas e o calor está insuportável… Agora me conta essa história do começo, quero saber tudo nos mínimos detalhes, nossa! Olha, minha xoxota já ta molhadinha só de pensar nessa possibilidade…Contei tudo a Nanda não omiti nada, conforme eu ia narrando ela dava apertões na própria buceta, quando terminei a narrativa a Nanda me implorou  Ana, por tudo que você mais ama, chupa minha buceta que eu preciso muito gozar, no tesão que você me deixou com sua história sou capaz de enlouquecer se não gozar, menina que história, bom, agora pelo que entendi e pelo jeito você quer que eu dê pro seu pai também, não é?  É sim Nanda to doida pra assistir meu pai fodendo outra buceta e como você é minha melhor amiga sei que posso contar e confiar em você  Tudo bem Ana, eu vou dar pro seu pai, mas vocês têm que me deixarem assistir vocês dois metendo, nossa! Só vou acreditar quando ver o pau do seu pai dentro da sua buceta, gente! Pai e filha fodendo de verdade ao vivo e a cores vai ser o maximo, acho que sou capaz de gozar só assistindo o pau do seu pai entrando e saindo da sua bucetinha….  Sabia que você ia adorar a idéia sua putinha, olha, meu pai sabe de todas as nossas transas, a primeira vez que transamos ele tava ali escondido batendo punheta, ele ficou no maior tesão quando te viu pelada, quando você foi embora mal ele socou o pinto em mim gozou feito doido, se você topar ele está pra chegar  Se eu topo? Menina não perderia isso por nada nesse mundo, mas como você vai fazer?  Deixa comigo, eu sei como fazer.  Nossa Ana já to molhadinha só de pensar, olha, enfia o dedo pra você ver… Ela levantou a saia e puxou a calcinha de lado eu não resisti e chupei gostoso o caldinho que escorria daquela buceta linda já toda melada, quando ela estava quase gozando parei e disse a ela  Não goza agora não, deixa pra gozar com a gente daqui a pouco… Passados uns vinte minutos meu pai chegou  Oi meninas, tudo bem com você Nanda?  Tudo ótimo, e o senhor  Tudo maravilha, olha gente vocês me desculpem, mas preciso urgente de um banho, pois com este calor eu não vejo a hora de chegar em casa e entrar em baixo do chuveiro… Meu pai seguiu em direção ao banheiro e eu dei uma piscada de olho para a Nanda…  Vamos dar um tempinho enquanto ele entra no chuveiro, vai tirando a roupa… Terminei de falar e fui tirando a minha quando terminei a Nanda também já tava peladinha…  Ana tem certeza que seu pai não vai botar a gente pra correr?  Fica tranqüila, conheço muito bem meu pai, vem! Vamos pro banheiro, pois ele não tranca a porta e já deve estar em baixo do chuveiro… Ela me deu a mão e seguimos em direção ao banheiro, abri a porta e entrei a Nanda ainda meio receosa ficou mais pra fora, meu pai me vendo ali já pelada disse…  A Nanda já foi? Pensei que hoje ia tomar banho sozinho…  Você acha que eu ia deixar, e depois quem iria me dar banho e me esfregar, só que hoje seu trabalho vai ser dobrado… dito isso estiquei o braço em direção a porta e chamei  Vem Nanda pode entrar que meu pai vai ter que dar banho em nós duas… Quando a Nanda entrou peladinha no banheiro pensei que meu pai ia ter um treco, ele ficou olhando pra Nanda parado como se não estivesse acreditando no que seus olhos viam, a Nanda notando o espanto dele disse  O senhor não se importa em dar banho em nós duas, se importa?  Na…Nã… não … gaguejou ele  é que vocês me pegaram de surpresa  Vem Nanda entra aqui com a gente, eu disse… A Nanda veio pra dentro do box e ai começou a farra, meu pai me ensaboou todinha e enquanto ele passava o sabonete em mim eu peguei no pinto dele e comecei uma punheta, o pau dele logo ficou duro como uma pedra, peguei a mão da Nanda e pus no pau dele pra ela continuar a punheta, ele me esfregou todinha depois ficou um longo tempo ensaboando e esfregando meus peitos, isso tudo no meio de muitas risadas e brincadeiras, depois ele desceu a mão em direção a minha buceta, eu abri um pouco as pernas e ele ficou ali mais batendo uma siririca pra mim que propriamente lavando ela, a Nanda não perdia um lance e com a outra mão esfregava a própria buceta, meu pai virou pra Nanda e disse  Nanda quer ver como eu lavo a bucetinha da Ana?  Claro que quero, como é?  È assim, veja… , Meu pai passou a mão no sabonete e passou bem no pinto, depois me encostou de costas na parede e pediu pra que eu abrisse um pouco as pernas e jogasse a buceta pra frente, assim que fiz o que ele pediu, ele veio pra mim deu uma aguachadinha e com a mão ele guiou o pau na direção da minha buceta, quando a cabeça entrou, ele empurrou tudo, depois tirou até ficar só a cabecinha dentro e então bem lentamente ele empurrava tudo pra dentro até o saco, depois tornava a tirar e empurrar novamente tudo isso bem devagar…  Viu? Nanda, disse ele – é assim que eu lavo a buceta da sua amiga todo dia… Quando olhei pra Nanda achei que ela tava tendo um troço, ela olhava o pau do meu pai entrando e saindo da minha buceta com os olhos arregalados sem piscar, com os dois dedos de uma mão ela segurava os lábios da buceta dela abertos e com a outra mão ela tocava uma siririca alucinante…  Quer que meu pai lava a sua?  Nossa! Se quero… Então meu pai tirou o pau de dentro da minha buceta e nos viramos pra Nanda, primeiro ensaboamos ela inteira, meu pai não perdeu a oportunidade e ficou esfregando e apertando de leve os peitos e os bicos dela que a essas alturas estavam durinhos, os peitos da Nanda são bem maiores que os meus, porem firmes e com uma aréola bem escura com o bico sobressaindo no meio, ele então ensaboou a buceta dela e ficou esfregando, depois que a enxaguamos passamos a chupar os peitos dela, eu em um e meu pai no outro, enquanto mamava nela, eu passei á esfregar a buceta dela e ficava enfiando o dedo, ela por sua vez batia punheta pro meu pai, e meu pai esfregava minha buceta, ai peguei o pau do meu pai puxei ele pra bem perto dela agachei e pedi que ela ficasse na posição que eu estava, quando ela abriu as pernas eu fiquei esfregando o pau do meu pai entre os lábios da buceta dela demorando mais tempo no grelo, depois encaixei a cabeça bem na portinha e pedi pro meu pai empurrar tudo, ele foi empurrando lentamente, senti uma contração na boca da minha própria buceta ao ver os lábios da buceta dela se esparramarem por sobre a cabeça do pau e ele ir desaparecendo dentro daquela buceta maravilhosa, quando entrou tudo meu pai puxou pra fora novamente e ficou só com a cabecinha dentro, aquela visão da buceta dela com o pau dentro entrando e saindo me deixou maluca, minha buceta dava contrações de espasmos a cada atolada, meu pai desligou o chuveiro e continuou a foder ela, eu num impulso de puro tesão, tirei o pau daquela buceta e chupei sentindo naquele pau o gosto da buceta dela, ai me virei e chupei aquela buceta divina, ainda ouvi meu pai dizer  isso, chupa a buceta da sua amiga bem gostoso… em seguida enfiei o pau na buceta dela novamente e fiquei vendo meu pai foder minha amiga. Meu pai então parou e disse  gente, que tal nos enxugarmos e continuar nossa brincadeira num lugar mais confortável, minhas pernas já estão bambinhas…  Excelente idéia, disse eu me levantando, quando olhei pra Nanda vi que parecia que ela estava em órbita  Vem Nanda, Nanda!!! gritei…  Ah!!! To indo, to indo… Respondeu ela saindo do Box, nos enxugamos no meio de muita farra…  E ai Nanda aprendeu como se lava uma buceta? Perguntou meu pai  Se aprendi, só acho que vou querer lavar a minha assim todo dia, respondeu ela, e caímos todos na risada seguindo em direção ao quarto, lá chegando eu já me joguei deitada na cama com as pernas bem abertas e falei  Vem paizinho, me fóde que a Nanda ta morrendo de vontade de ver nós dois fodendo, não é Nanda?  Nossa eu to que não me agüento, nunca senti tanto tesão na minha vida, além de ser a primeira vez que participo de uma trepada a três, o que me dá mais tesão é ver a Ana dando a buceta pro próprio pai, vocês são demais, ver vocês dois metendo está me deixando alucinada, vou acabar gozando só assistindo o senhor foder na buceta da Ana…  Então pra você ver melhor faz o seguinte… disse meu pai  Deita aqui na cama de barriga pra cima virada para os pés da cama, a Ana vai ficar por cima de você como se vocês fossem fazer um 69, eu vou pegar a Ana por traz e ai vai dar pra você ver bem de pertinho, assim enquanto você se delicia vendo eu foder a buceta da Ana ela chupa a sua buceta pra você gozar gostoso…

Referência do Anúncio ID: CT-000039314

Não há Tags

7781 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

  • Autor: aninha
  • Membro desde: 30 de maio de 2003

Contos publicados por aninha

Últimos itens anúnciados por aninha »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 109 Guests, 9 Bots