Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Minha madrasta me transformou em uma trans parte 2

  • Publicado em: 17 de janeiro de 2009 13:00
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Bem continuando a minha historia, agora faltava 15 dias para meu pai chegar!

Comecei a ficar desesperada, estava morrendo de medo fiquei enfrente ao espelho e vi minha bunda enorme na aquele corpo todo afeminado e comecei chorar achei que ele ia me matar!

Foi quando minha madrasta viu aquilo e disse para eu ficar calma que ela iria me ajudar a passar por aquilo. Mas para isso eu teria que me tornar de uma vez por todas uma fêmea! Ou ela me abandonaria!

Nem pensei o que seria isso e concordei na hora.

– Então vai até a cozinha e toma o suco que esta encima da pia, e deixa acontecer… Se você me obedecer vai dar tudo certo.

Ai eu limpei o rosto e fui até a conzinha, com minha tetinhas para fora descalça e com a saia rodada. Pois era domingo e não havia empregados na casa.

Enquanto eu tomava o refresco, a porta da cozinha fechou e quando eu olhei para traz havia 2 homens. Um era o Jardineiro e o outro eu nunca tinha visto.

Então protegi os seios e gritei bem fino e apavorada.

– O que você estão fazendo aqui? Vão embora!!!

os caras não paravam de olhar pra mim e comentar coisas um no ouvido do outro. Eu não entendia nada, até que eles começaram a tirar suas roupas, não sei o que aconteceu, mas eu fiquei abismada com aquela sena e não conseguia me mexer, até que quando eles já estavam completamente nus, e vieram em minha direção.

Não sei se eram os hormônios ou o que mas assim que eu vi aquelas rolas enormes comecei a lembrar de tudo que tinha enfiado em mim, algumas coisas eram bem maiores que um pinto…

Eles me puxaram e me fizeram sentar e disseram:

– Calma mocinha, não queremos te fazer mal, só queremos que nos dê uma opinião.

Eu perguntei:

– Qual?

– Simplesmente queremos que você nos diga qual de nós tem a pica mais vistosa, mais gostosa e é claro, mais dura!

– Não estamos querendo te machucar. Só depende de voce, a única coisa que queremos é que olhe bem pra nossas picas. Ok gostosa?

Sem ter outra saída, balancei a cabeça concordando.

Então comecei a fazer o que eles pediram, olhava aquelas manjubas enormes bem perto da minha cara e era obrigado a fazer elogios tipo assim, essa é bem gostosa, mas as duas são lindas! Essa ta mais dura, gosto mais dessa ou daquela. Coisas desse tipo.

Depois de certo momento, não sei o que acontecia, mas eu não conseguia parar de fazer elogios. Os caras já haviam parado de me obrigar, mas eu estava fascinado com aquelas picas a poucos centímetros da minha cara, até que ouvi a seguinte ordem:

– Agora chupa bem gostoso!

– Chupa, chupa que de hoje em diante esse vai ser mulher!

Então lembrei do que minha madrasta disse e pensei… Bom hoje eu vou experimentar uma pica de verdade! Ai! Nossa!

Então cai de boca…

Ele enfiava minha boca como se estivesse fodendo uma buceta, enquanto isso com o outro pinto eu já batia um punheta.

Depois de alguns minutos o que fodia minha boca começou a gozar e disse:

– Quero que engula tudinho!

Na verdade, eu já nem sentia nojo, na verdade aquele cheiro e gosto de pica já estava me dando um certo prazer. Não conseguia acreditar no que estava sentindo!

– Agora você será nossa putinha e é hora de levar pica meu amor!

– Agora rebola esse rabo gostoso no meu pau, vai, rebola!

Então um tirou minha calcinha e disse:

– Nossa é mesmo um viadinho! Mas com uma bunda dessas?

Fique sem graça pois ele esta meio desnorteado. Mas o outro disse vamos arrombar logo com isso! Agora vou meter bem gostoso ta menina?

– Não não, não! Ai, ai, ui, oh, uuuuhhhhhhhhhhiiiiiiiii!

Não teve jeito, o cara começou a me enrabar, mas bem devagar, eu estava gostando daquela pica mais que um pepino, mesmo ela sendo menor, me sentia uma menininha perdendo a virgindade.

Ele gozou logo, mas eu ainda sentia uma vontade louca de sentar numa pica bem dura e galopar como louca, foi quando comecei a acariciar a pica do meu outro dono, ele acordou e perguntou:

– Ta querendo pica minha puta?

Quando eu ouvi aquela voz grossa me dando uma ordem e me chamando de putinha, tremi todinha e fiquei arrepiada. Meu corpo já estava bem transformado, já tinha peitinhos redondos e saborosos, minha bunda estava grande e redonda, o corpo cheio de curvas. Ai eu liberei tudo!!!

– Quero sim. Quero pica, por favor! Apaguem meu fogo!

Depois galopei feita louca nele, meus lindos peitinhos, pareciam querer saltar do soutian. Quando ele estava perto de gozar, me pediu pra engolir toda porra, coisa que fiz com todo prazer.

Eu já não me reconhecia, parecia que tinha nascido pra levar pica.

Então o primeiro já recuperado disse:

– Volta para Ca! Quero mais!

Não me fiz de fresca e sentei a pica. Então enquanto galopava naquela pica dizendo:

– Ai que pica boa! Come a minha bundinha!

Senti que o outro veio por traz e disse vamos tentar os 2 ao mesmo tempo?

Então eu perguntei?

– Mas como você já se recuperou? Acabou de gozar um monte?

– A mulher pagou agente bem e disse para tomarmos um remédio azul! Ela quer garantir que depois de hoje você vai amar ser viadonho!

Então respondi:

– Nossa! Já estou amando! Ai!

– Vamos tentem fazer uma dupla penetração na sua putinha…

Rasgando minha saia rodada eles foram de um lado de outro até que graças ao treinamento da minha madrasta, com muita banana muitos pepinos e consolos diferentes, conseguimos!

Ai! Como foi maravilhoso! Eles ficaram pelo menos uns 20 minutos juntos e eu fêmea com aquela rolas indestrutíveis em mim. No final o jardineiro estava bejando minha boca enquanto o outro sempre que possível batia na minha bunda.

Acabei gozando sem tocar no meu pintinho, uns 2 minutos antes dos machos gozarem também.

Quando eles acabaram de gritar minha madrasta entrou na cozinha e disse agora vai tomar banho marcela!

Eu mau conseguia me levantar, mas fui abedientemente…

Quando saia do banho ela estava me esperando com um spartilho preto lindo e disse:

– Vira… agora que você é uma mulher vou colocar isso em você para sua bunda aparecer mais!

– Em 15 dias seu pai vai chegar e você tem que parecer tão gostosa que ele não vai pensar em querer você como homem!

Nossa aquilo apertou tanto minhas costelas e minha barriga que o esperma dos machos começos a escorrer outra vez pela minha bunda!

Então com uma voz malvada, ela disse

– Agora coloca um vestido e vamos as compras, os rapazes disseram que você gozou sem tocar nesse pintinho e você ficou impressionada!

– Achei que ele não estava tão ativo depois de tantos remédios! Mas já que é assim vamos também passar num sexshop para eu comprar um super vibrador para você.

– Até seu pai chegar você vai usar o spartilho e eu vou drenar seu esperma todo dia com um super dotado vibrador, para você viciar em gozar pelo cú.

Então eu respondi:

– Eu sozinha?

– Não eu vou adorar terminar o serviço que comecei.

– E não vai sair assim vai passar uma maquiagem pois temos apenas 15 dias Marcela!

– Como assim? O que mais você vai fazer comigo?

– Vou transformar um viadinho em uma super trans! Você viu como você esta gostosa? Você viu como conseguiu agüentar 2 rolas ao mesmo tempo?

– Olha aqui minha loira você não é meu filho mas será minha filhinha…

– Agora vamos, e me dei um beijo na boca…

Continua na parte 3

Referência do Anúncio ID: CT-000042170

Não há Tags

13130 visualizações, 0 hoje

  

Uma Comentário para “Minha madrasta me transformou em uma trans parte 2”

  1. Já perdi a conta de quantas vezes gozei lendo esse e a primeira parte do conto.
    Poderia ter continuação :/

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

  • Autor: superalis
  • Membro desde: 5 de janeiro de 2009

Contos publicados por superalis

Últimos itens anúnciados por superalis »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 85 Guests, 21 Bots