Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Minha madrasta me transformou em uma trans

  • Publicado em: 1 de maio de 2009 20:36
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Meu Pai se separou da minha mãe muito sedo e eu acabei morando com minha madrasta.

Minha mãe era uma aventureira e se perdeu pelo mundo, então acabei ficando nas mãos de uma mulher sádica e gananciosa que com o tempo se se tornando minha dona!

Tudo começo quando tinha 12 aninhos e meu pai ganhou minha guarda na justiça ele era muito bem de vida mas vivia trabalhando e nunca ficava em casa, o que deixava minha madrasta louca de solidão. Uma coisa que ele vivia dizendo era que se eu não fosse homem não veria 1 centavo do dinheiro dele. Que quando tivesse 18 anos iria me levar num puteiro para eu comer bundas.

Mas o que ele nem imaginava é que toda vez que ele falava isso eu pensava como sera dar a bundinha, eu não tinha uma vagina nojenta, mas poderia me sentir uma fêmea pela bunda…

O que me levou diversas vezes a vestir-me às escondidas com roupas femininas e fantasiar que eu era uma garota. Então comecei a pensar somente nisso queria ficar em casa sozinha e usar as roupas da madrasta o que começou a virar um vicio. Começei a medir as mulheres na rua, na TV e queria parecer com elas. Em pouco tempo comecei a enfia o dedo no anelzinho, e gostei apesar da dor, eu sempre me imaginava sendo uma menininha.

Com o tempo o dedo era o começo e eu terminava me masturbando com o cabo da escova de cabelo totalmente enfiado, e aquilo foi crescendo dentro de mim, comecei a deixar meus cabelos castanhos crescer e brigava com minha madrasta sempre que ela tentava cortar.

Nunca havia tentado nada maior que o cabo da escova e o dedo juntos, até que num belo dia cometi um erro. Eu estava distraída de frente ao seu guarda roupas de mini-saia e com a escova no rabo me masturbando, quando ela abriu a porta do quarto e me pegou…

Fiquei totalmente paralisada quando ela disse Isso não podia ser melhor uma frase que eu só entendi anos depois…

…DEPOIS QUE MAMAE DESCOBRIU QUE ADORO SER MENINA NAO ME DA MAIS SOSSEGO

– Então é você que mexe na minha roupas?

– Ah, seu viadinho quer dizer que você gosta de rola?

– Então vai ser assim eu vou contar para seu pai que você é bicha! Eu sempre achei você muito isoladinha e delicada!

Então eu implorei para ela não falar nada, chorei e entrei em pânico…

– Então agora você é minha boneca. Hehehehe!!!

Olhando para aquela cara má comecei a pensar se aquilo era bom ou ruim…

– Vai para seu quarto que eu vou sair. E não saia de lá. Amanhã você faz 13 anos e será seu ultimo aniversario como homem. Haahahahaha…

Então fui para meu quarto morrendo de medo. Algumas horas depois dormi e quando acordei ela disse para eu ir domar banho, e ela veio atrás vamos começar…

Logo depois do banho ela pegou uma calcinha vermelha bem pequena para o meu tamanho e disse coloca! Ai eu sem opção coloquei aquela calcinha maravilhosa e ao mesmo tempo aterrorizante. Então ela mandou eu por um vestido que nós iríamos cortar o cabelo. Mas antesque eu falasse algo ela interrompeu… Vamos fazer um corte de princesa em você!

Eu nunca vou esquecer a vergonha e o prazer de sair pela primeira vez de saia branca TOP e sandanhas. Então fomos ao cabeleireiro onde algumas mulheres começaram a rir de mim. Logo depois minha madrasta disse amanhã seu pai chega para seu aniversario então você vai se comportar como homem. E eu balancei a cabeça concordando, na mesma semana que ele viajou novamente ela mandou eu colocar roupas femininas novas. E me obrigou a ir a um medico que era amigo seu e nos atenderá sem precisar marcar hora.

– Então ta.

No dia seguinte fomos ao tal médico amigo dele.

Chegando lá ele me examinou e disse que eu era novo para isso. Foi ai que ela tirou um monte de dinheiro da bolsa e deu para ele. E ele virou para mim e disse:

– Agora você terá que ficar alguns dias de repouso, uns 60 dias ta bom, mas se poder ficar 6 mês sem ir para escola, será melhor ainda.

Os dias foram passando e percebia mudanças estranhas em meu corpo, meu pinto diminuía de tamanho e até pequenos peitos de mocinha já surgiam. O tal médico dizia que aquilo era uma disfunção hormonal, mas que com os medicamentos e as massagens relaxantes, tudo iria terminar bem. Só sei que os dias passavam e percebia meu corpo ficar cada vez mais feminino.

Minha madrasta continuava a me levar ao médico amigo dele e já tinha tomado várias injeções, sem contar que continuava a tomar os comprimidos. Ela me ensinou a andar de salto alto a passar batom e escovar meus cabelos.

Ai começou uma nova fase ela me comprou lubrificante KY e mandou eu enfiar coisas maiores como uma banana terra. Eu já louca para me masturbar logo peguei a banana e fui para o banheiro… E ela disse não você vai fazer na minha frente!

– Vai logo! Arranca essa calcinha e levanta a saia!

– Vai que eu vou ajudar você a transformar esse cu em uma bucetinha.

Senti um fogo no rabo que não sabia explicar, não estava me reconhecendo, e o pior é que estava gostando, me sentia uma puta se arrumando para seu macho.

Então ela confessou as injeções, as seções de massagem foram todas pra modelar seu corpo, que por sinal to lindo. E após um anos e meio hoje é o dia do mais importante é dia começar a LEVAR PICA mocinha.

Enquanto ele dizia tudo isso, me batia na minha bundona, apertava, e o pior é que aquela banana terra enorme dela já procurava o caminho do meu rabo.

Depois de meter tudo ela disse:

– Agora é hora do vai e vem

Quando ele disse isso, gelei, pois se já tava sentindo uma dor horrível com ela parada, imagine bombando!

Ela me pôs de quatro na cama, e começou a me comer ferozmente. A mini saia que vestia fazia os movimentos ficarem mais erótios, além de dar mais volume ao meu rabo, coisa que deixava ela cada vez mais louco.

Quanto mais eu gritava, pedindo pra parar, ele dizia:

Isso, geme minha puta, hoje vou te ensinar a gostar de pica.

Então ela puxou meu pinto para trás como que quisesse enfiar ele no meu cu! Depois de 15 minutos eu já não sentia dor, já sentia prazer. Pensava como poderia está gostando de ser uma puta! Em que estava me transformando?

No dia seguinte fiz sem reclamar, já que estava submissa à aquela mulher. Já andava pela casa sempre montada e mudei de escola, só me vestia de homem na frente do meu pai. Mas estava ficando difícil pois estava chegando o verão e eu tinha peitinhos e uma bunda enorme e redondinha. Os meus cabelos não cabiam mais no boné. E eu tinha feito um bronzeamento artificial, usando um biquíni para ficar com a marquinha da tanga e do top, nisso toquei novamente meus seios, e parecia mágica eu ficava com vontade de me masturbar com uma banana ou um pepino… ai!

Agora todas aquelas mulheres que riam de mim sentiam inveja de minha beleza da minha bundona e da minha juventude feminina. Mas faltavam 15 dias para meu pai aparecer mas isso é a segunda parte da historia

Referência do Anúncio ID: CT-000042005

Não há Tags

18278 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

  • Autor: superalis
  • Membro desde: 5 de janeiro de 2009

Contos publicados por superalis

Últimos itens anúnciados por superalis »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 43 Guests, 8 Bots