Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

MINHA MAE FOI O PRATO PRINCIPAL DOS MEUS PRIMOS

  • Publicado em: 14 de agosto de 2004 21:17
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

ORGIAS FAMILIARES

Parte 01 ——- Mãe bunduda dando para os primos ——–

Eu devia ter uns 12 anos de idade quando vi minha mãe sendo fudida pelos meus primos mais velhos. Foi uma revelação para mim!! Minha mãe tinha então 32 anos, era uma morena bunduda de peitos duros e fartos e corpo violão com uma cintura acentuada e ancas largas. Separada de meu pai há vários anos, sabia que ela tinha alguns namorados, mas não esperava algo assim como vou relatar! Tudo começou num dia de churrasco na casa da tia Dolores, irmã mais velha de minha mãe. No meio do churrasco percebi que meu primo Otavio ficava secando minha mãe de cima a baixo e ela já meio tonta por causa das caipirinhas ficava dançando se esfregando nele e no meu outro primo Cláudio. Ambos tinham 18 anos e ouvi eles conversando como minha mãe era gostosa e estava tontinha. Tentei falar com minha mãe que ela já tinha bebido demais, mas ela me mandou ir brincar com as outras crianças e continuou de bebida e dança. Quando todos caíram na piscina, eu percebi que minha mãe enfiou o biquíni bem fundo no rêgo e ficou se esfregando nos dois dentro da água. Continuei brincando com meus outros primos e quando percebi minha mãe tinha sumido com meus primos. Discretamente sai do quintal e entrei na casa e subi ate o segundo andar, onde ficam os quartos. Fui olhando e uma das portas estava só encostada. Olhei e la dentro vi minha mãe sentada na cama, beijando o Otavio na boca e tendo os peitos chupados pelo Cláudio. Senti vontade de gritar, mas comecei a gostar de ver minha mãe naquela posição, no meio dos meus primos, dando uma de vadia! O Cláudio tirou os dois peitos de dentro do biquíni dela e ficava chupando ora um, ora os dois e minha mãe ficava beijando o Otavio entre gemidos e suspiros. Eles começaram então a apalpar e alisar a bunda lisinha dela e quando percebi estavam com os dedos enfiados dentro da buceta de mamãe!!! Ela gemeu mais alto e tentou tirar as mãos de dentro do seu biquíni. Mas já era tarde. Os rapazes agarraram as mãos dela e forçaram ela deitar. Minha mãe estava tão alta por causa da bebida que ficou protestando mas sem fazer nada na verdade. Quando o Otavio tirou a parte de baixo do biquíni dela e caiu de boca na buceta de minha mãe, ela fechou os olhos e jogou o corpo pra cima, em direção à língua do meu primo, que chupava ela todinha, do grelo até o cuzinho e enfiava os dedos la no fundo enquanto minha mãe gemia e gemia enquanto chupavam aquela buceta raspadinha e carnuda, toda rosinha. O Cláudio então tirou o pau pra fora da bermuda e enfiou na boca da minha mãe que começou a chupar o cacete dele com força e vontade. Eu estava de pau duro e morrendo de medo de alguém ver minha mãe sendo sarrada daquele jeito então ficava com um olho na escada e outro no quarto. – ISSO TITIA…… CHUPA MINHA PICA, SUA PUTA!!!!! ———- HMMMMMMM, QUE BUCETINHA GOSTOSA DE CHUPAR….TA GOSTANDO SUA PUTA? TA GOSTANDO??? —— Eles enfiavam a pica na boca dela que engolia tudo fazendo barulho e suspirando alto… chupando sua buceta, meu primo enfiava o dedo no cú de minha mãe que rebolava de forma gostosa na mão do meu primo.. ——— HMMMMM GOSTOSA, QUE AGORA EU QUERO TE COMER!!!!! ——Minha mãe arregalou os olhos e tentou falar alguma coisa, mas o Cláudio foi virando ela de quatro na cama e abrindo a bunda dela com as mãos. O Otavio se posicionou na frente dela enfiando-lhe a pica até a garganta e quando minha mãe empinou a bunda o Claudinho enfiou a geba sem dó na buceta de mamãe que deu gritinho quando a pica entrou!!! Ele segurava ela pelas ancas e enfiava a piroca direto nela, que rebolava e empinava a bunda cada vez mais alto enquanto o Cláudio dava tapas na bunda dela fazendo estalos ao altos que fiquei com medo de alguém vir ver o que estava acontecendo —— HMMMMM AIII AIIII NÃO….. minha mãe protestou —– DEPOIS VOCES ME DAO TODOS OS TAPAS QUE QUISEREM, AGORA ME COMAM SEM BARULHO………. ME DA ESSA PICA DE NOVO AQUI, disse ela pegando o pau do meu primo e colocando na boca de novo ——– HMMMMMMM HMMM AAAAIIII AAAAAAAAAAHHHHH ME COOOOOME ASSSSIM MMMMM HMMMMMMMMMMM AIII SEU PICUDO!!!!! Quando o Cláudio acelerou os movimentos fazendo uma careta, minha mãe olhou para trás e rebolou a bunda bem devagarinho falando com jeito de puta e bem baixinho —— GOOOOOOOOOZA, GOOOOOOOOOOOZA, GOOOOOOOOOOOOOZA……. ————–meu primo se acabou de tanto gozar na buceta dela. Rapidamente o Otavio foi para trás de mamãe e subistituiu o Cláudio que sentou na cama e deu o pau melado para minha mãe chupar. O Otavio enfiou a pica aos poucos, se controlando para não gozar e minha mãe foi gemendo devagarinho, a cada pedacinho de pau que ia entrando. Ele então enfiou algumas vezes e depois falou ——— VOU GOZAR NESSE SEU CÚ! —— minha mãe sorriu e empinou a bunda e foi gemendo enquanto o pau dele foi descosturando seu ânus inteiro!! Minha mãe estava ali, empinada de quatro na cama levando no cu bem na minha frente!!! —– AAAAI AAAAI UUUUUI UUUUI COME MEU CÚ!!! MEU CUZINHO UUUUIIII UIIIIII COME GAROTO COME!!! UUUUIIIII ———– Então ele gemeu forte e gozou tudo dentro do rêgo dela!!! A porra escorria pelas pernas dela e caia na cama. Quando eles se levantaram e começaram a se arrumar eu desci as escadas e mergulhei na piscina. Logo depois eles desceram e se separaram, como se nada tivesse acontecido…. mas depois disso, outras coisas aconteceram.

____________________________________________________

PARTE 02 ——————— Mais sexo na minha casa com minha mãe de prato principal ——–

Dias depois quis o destino que eu ficasse doente. Minha mãe era todo cuidados para mim e eu fiquei dividido entre o amor pela mãe carinhosa e a visão da mãe vagabunda dando o cu para meu primos mais velhos. Era de noite quando tocou a campainha e minha mae foi atender a porta. Do quarto ouvi as vozes do cláudio e do Otavio na cozinha. Miseráveis… o que foram fazer la? Depois ouvi umas risadas, um gritinho e por fim um gemido meio abafado e o barulho da porta da cozinha batendo. Fiquei pensando o que minha mãe devia estar fazendo com meus primos. Fiquei com medo de sair do quarto e ver alguma coisa e minutos inteiros se passaram. Minha imaginação corria solta, o que sera que ela estava fazendo? Por que fecharam a porta da cozinha? Foi então que minha mãe entrou no quarto, o rosto vermelho, o botão da blusa aberto quando antes estava fechado. —- MEU FILHO, MAMAE VAI FECHAR A PORTA E VOCE VAI DORMIR QUE JÁ ESTA TARDE. NA HORA DE DAR O REMEDIO PODE DEIXAR QUE MAMAE VEM AQUI ——- QUEM CHEGOU? —— SEUS PRIMOS, COM UM RECADO DE SUA TIA PARA MIM —— ELES JÁ FORAM EMBORA? ——- VAO JANTAR AQUI QUE JÁ ESTA MUITO TARDE E DEPOIS VAO SAIR ———— POSSO IR VE-LOS? ————- nesse momento eles entram no quarto. Falam comigo, brincam um pouco, desejam melhoras etc. Percebo que o cláudio tem a braguilha aberta. Ficamos conversando um pouco. Minha mãe entra e sai do quarto varias vezes ate que fala ———– PRONTO MENINOS, AGORA DEIXEM MEU FILHO DORMIR E VAMOS JANTAR ——— saíram todos com um sorriso nos lábios. Minha mãe fecha a porta. Jantar? Só se o prato que iriam comer fosse minha mãe! Meu coração acelerou e batia muito forte. Depois de uns minutos decidi sair e ver o que acontecia. Em casa estava tudo escuro e fui andando pelo corredor. Quando cheguei na porta do quarto de mamãe, verifiquei que estava trancada. La dentro podia ouvir uma musica baixinho abafando uns gemidos ——– UUUUUUUHHHH UHHHHHHHH AI AI AI AI AI MEU CÚ ASSIM SE RAAAAASGA!!!! A musica continuava e entre uma faixa e outra pude ouvir claramente ——- METE NA BUCETA QUE EU CONTINUO NO CÚ DELA!!! ———– minha mãe gemeu alto, quase um grito. ————- a musica continuou ——— AHHHHH OOOOHHHH METE METE METE METE ASSSIM QUE VOU GOZAAAAAR!!! AAAAHHHH AI AI AI AI AI AAAAAAAAAAAAAAHHHHHHH SEUS PUTOS!!!! ———— Ficava imaginando quem estava comendo o rabo dela, deitando sobre as costas delas e fazendo a pressão enquanto o outro beijava-lhe a boca e metia o pau duro na xana carnuda. ————- HMMMMMMMM QUE VOU GOZAR EM VOCE PIRANHA!!!! ——– GOZA ENTAO MEU MACHO GOZA!!!!!!!!!!! —– AAAAAAAAAAAAAHHHHHH ————— SAI DAÍ QUE AGORA EU VOU COMER ESSE CÚ ————– ENTAO COME LOGO, COME!!! METE OUTRO PAU NESSE CÚ! AAAAAAAAAAAAAIIIIIIIIIIIIIII AAAAAAAAAAA HHH AH AH AH AH AH AHAAAAAAAAAAAAAAA AIIIIIII QUE É ASSIM QUE SE COME UM CÚ AAAAAAAAIIIIIIIIIIIIII METE SOBRINHO METE!!!!!!! AAAAAAAAAAAAAI AAAAAAAAAAAAAAI TA VENDO COMO É, OTAVIO? APRENDE!!! AAAAAAAAAI AIIIIIIIIIIIIIIII —————– ouvi entao minha mae levando tapas e gemendo, gritando, apanhando entre pauzadas no cu até que gozou com um berro abafado.Voltei para cama quando ouvi os movimentos no quarto dela de quem esta se arrumando. Meia hora depois ouvi eles indo embora, e depois minha mãe apareceu no meu quarto de banho tomado e toda sorridente me fazendo tomar o remédio. Fiz que estava acordando só naquele momento e então ela saiu. Achei que era o fim, mas ainda tinha mais um primo para participar dessa putaria.

————————Parte 03 ——- Ouvi meu primo recebendo um boquete ——–

Essa parte aconteceu nas férias de dezembro, eu tinha 14 aos e vários primos e eu fomos mandados para passar as férias na casa de minha avó. Apenas minha mãe e minha avó estavam la de adultas e de rapazes tinha eu e o Pedro (de 13 anos) e minhas primas Julia (14 anos), Éster (15 anos), Amanda (14 anos) e Carla (16 anos). O Pedro já tinha chamado minha atenção para as meninas, mas eu ficava muito tímido de tentar alguma coisa com elas. Mas o tempo ia passando e o Pedro ia tentando se aproveitar sempre das meninas e elas ate deixavam uma passada de mão, agarra-las e aperta-las um pouquinho. Tinha que forçar a barra com a Carla, que tentava impor respeito por ser mais velha, mas o Pedro descobriu que ela gostava que lhe alisassem a bunda bem suave. E assim os dias foram dividindo os papeis: eu era o primo amigão, que brincava e ficava conversando e o Pedro era o primo safado, que agarrava elas e tentava roubar um beijo ou só ficava mesmo dando umas encoxadas e sarrando elas de leve. Elas ameaçavam contar tudo par minha e minha avó, mas nada faziam. Um dia estávamos brincando de vídeo game e o Pedro desafiou a Julia em uma aposta. A Julia é bem safadinha, mulatinha e de peitinhos duros e bem protuberantes e perguntou que aposta seria essa. O Pedro disse: se eu ganhar eu chupo seus peitos. E se você perder?, perguntou ela. Você escolhe qualquer coisa, disse ele. Eu vi os olhinhos da Julia brilharem de excitação e ela topou. Eles ficaram jogando videogame ate o Pedro vencer ——– VENCI, AGORA VOCE TEM QUE ME DAR O PEITO PARA CHUPAR —— A Julia me olhou meio sem graça —— MAS O HUGO ESTA AQUI, ISSO NÃO VALE ——- SAI DAQUI HUGO, SAI QUE EU QUERO PEGAR MEU PREMIO, disse meu primo. Eu não quis sair, estava com ciúmes e puto com aquilo ——– VOCE QUER ISSO MESMO, JULIA? , perguntei pra ela. Mas ela riu e olhou pro chão ——- O PEDRO VENCEU A APOSTA, SAI UM POUQUINHO… eu não conseguia perceber se ela estava com vergonha ou se estava excitada. Sai do quarto sem vontade e eles fecharam a porta atrás de mim. Eu fiquei bem encostado na porta para ouvir tudo ——— E ENTAO, LEVANTA A CAMISA. —– HMMMMMM CALMA, disse ela sussurrando ———- CALMA NADA, LEVANTA. ———— AII!!! ASSIM VC ME MACHUCA SEU BRUTO!!! ———- HMMMMM A QUANTO TEMPO EU QUERIA LAMBER ESSE PEITINHO, VEM CÁ!!! —— ficaram um pouco em silencio. Eu ficava imaginando meu primo chupando os peitos dela, mordendo o biquinho ————- AAAIIII HMMMMMM LAMBE MAIS FORTE, LAMBE…. AAAII UUUUIIII HMMMMM MORDE ASSIM MORDE MORDE…. AAAAIIIIIII ——— eu ficava ouvindo minha prima gemendo enquanto meu primo estava certamente beijando e mordendo aqueles peitinhos tão gostosos —– AAAAAIIII QUE EU FICAVA TE HMMMM TE SARRANDO PENSANDO NESSES PEITOS HMMMM EM COMO FAZER PARA TE CHUPAR TODA ——- UUUUUUUUIII AI CALMA PRIMO AAAAAIIIII CALMA NÃO TEM PRESSA AAAAAAAAIII ASSIM, CHUPA GOSTOSO… HMMMMMMMM AAAIIIIIII CALMA PRIMO, AI! AI….. NÃO, ISSO NÃO…. É SÓ CHUPAR MEU PEITINHO… AI…… CALMA, O HUGO VAI OUVIR….. ——– FODA-SE ELE, disse meu primo ——- ….mas ai eu acho que eles começaram a fazer outra coisa ——- HMMMMM AI PEDRO!!!! CALMA….. AIIIIII ———- CALMA NADA, RELAXA ————— ESPERA, ERA SÓ O PEITO SÓ O PEITO HMMMMM AAAAHHHH NAAAAOOO NÃO ENFIA AAAAAAAIII HMMMMMMMMMM —— grudei os ouvidos na porta, forcei a maçaneta, mas estava trancada ——— HMMMMMMM AI AI HMMMMMM LAMBE MAIS MAIS…… MAIS PARA CIMA, AI….. LAME AI, AI MESMO HMMMMMMM AI, LAMBE MINHA BUCETINHA ASSIM LAMBE, LAMBE!!! ——- lamber a bucetinha????? Ele estava lambendo a bucetinha dela?????? ———- AI ENFIA DEVAGAR ————– meu coração disparou. O que ele estava enfiando nela??? ——- HMMMMM AI ENFIA DEVAGAR, ENFIA DEVAGAR, ASSIM ai UM DEDO SÓOOO AAAAIIII NÃO, DOIS DEDOS NÃO AI!!! ——— a piranha estava abrindo a buceta para ele enfiar os dedos!!! ———– ME CHUPA O PAU! ——— NUNCA FIZ ISSO ———– VEM AQUI. AJOELHA E CHUPA ——- eles já estavam falando normalmente, sem tentar esconder o que estavam fazendo AAAIIIII MEU BRAÇO ———— CHUPA! ISSSSOOOOO HMMMMMMMMMM ISSO CHUPA ASSIM GOSTOSO ————- fiquei ouvindo meu primo gemendo alto. Minha prima estava chupando o pau dele!!! ——– HMMMMM AI QUE BOCA GOSTOSA, AI, VOU GOZARRRRRRRR!!!!!!!! Ouvi minha prima gemer abafado e então logo depois o Pedro abriu a porta e a Julia passou por mim correndo em direção ao banheiro, com a blusa toda aberta, sem sutiã, os peitos a mostra e com muita porra escorrendo pelo queixo. Meu primo sorriu e colocou o pau para dentro da bermuda.

——————PARTE 04 ————– Julia perde a virgindade —————

Naquela noite mais coisa aconteceu. Eu fiquei meio humilhado de o meu primo mais novo (13 anos) ter conseguido um boquete da minha prima Julia (14 anos). Pensar naquela mulatinha engolfando uma pica na boca me deixava duro!! De noite, aproveitando que estávamos sozinhos no quarto de tv eu cheguei nela e perguntei —— JULIA, VOCE PASSOU CORRENDO POR MIM MAIS CEDO ——- ela olhou meio encabulada para mim ——- É QUE EU TIVE QUE IR NO BANHEIRO ——- ELE GOZOU NA SUA BOCA? ——- ela apenas olhou para o chão e lambeu os lábios —— GOZOU, JULIA? ———- GOZOU, HUGO, GOZOU —— respondeu por fim ——- VOCE GOSTOU DE CHUPAR? ——– ela me olhou meio surpresa ——- POR QUE? —— PORQUE EU QUERO QUE VOCE ME CHUPE TAMBEM ——- ela olhou em volta e disse ———- OK, VAI PRO MEU QUARTO ——— eu fui e logo depois ela chegou ———- TIRA O PAU PRA FORA ——— meu pau estava duro feito pedra. Ela agachou no chão e começou me lamber o meu pau todo. Ela me olhava enquanto me lambia e ficava passando a pontinha da língua no buraquinho do meu pau. Lambia a glande, meu saco, enfiou meu pau ate o fundo da garganta ———- QUER ME LAMBER TAMBEM? ———– QUERO, respondi. Ela deitou na cama e tirou a calcinha, levantando a saia logo em seguida. Pela primeira vez eu vi uma bucetinha na minha frente. ——– LAMBE, PRIMO ———– comecei a lamber a xotainha dela meio sem jeito, ouvindo os suspiros dela e sentindo ela rebolar o corpo para esfregar a buceta na minha boca. Era uma bucetinha escura, peluda e com o grelo saltado. Sentia o cheiro, lambia la dentro e descobri que não conseguiria mais ficar sem ter uma bucetinha por perto ——– ENFIA O DEDO JUNTO, ENFIA O DEDO ——- enfiei meu dedo dentro da buceta dela e continuava chupando alheio a tudo quando ouvi a voz do meu primo ————- ORA ORA…. ENTAO VOCES COMEÇARAM UMA FESTINHA E NÃO ME CHAMARAM ————- FECHA A PORTA PORRA!!! ——— falou minha prima se levantando e eu fiquei muito puto com a interrupção do meu primo. Caralho, ele já tinha dado a dele!! ————- FECHO SIM. MAS AGORA É MINHA VEZ!!! Meu primo passou por mim e agarrou minha prima jogando ela na cama. Ela começou a rir e fez que estava se soltando dele meio sem vontade mas eu fui percebendo quando ele ia agarrando ela e abaixando a calça ao mesmo tempo. Quando ele abriu as pernas dela e montou em cima apontou a pica para a entrada buceta e forçou. Só então minha prima se preocupou ——— QUE ISSO????/ NÃO ISSO NÃO PARA!!!! PARA!!!! AAAAAAAAIIII SAI!!!! HUGO ME AJUDA ————– SEGURA ELA HUGO!! SEGURA QUE DEPOIS É SUA VEZ de COMER ELA!! ANDA ELA GOSTA!!!!!! ———— NÃO, HUGO ME AJUDA!!!!! —— eu fiquei sem saber o que fazer. Minha prima me pedindo ajuda tentando impedir que meu primo enfiasse a pica nela e meu primo me prometendo me ajudar depois a montar nela também. Minha prima começou a se debater, meu primo a empurrar o corpo dela com uma mão e a guiar a pica com a outra ———– ME AJUDA!!!! —– falaram os dois para mim, cada um com uma intenção. Mas foi meu primo que venceu. Quando a pica entrou foi de uma vez só! Minha prima gemeu, um pouco de sangue saiu da bucetinha dela, mas meu primo não parou nem por um minuto ———– HMMMMMMMMMM RELAXA PRIMA, RELAXA QUE AGORA MELHORA !!!!! ————- UUUUUUUUUIIIII AAAAAAAAAAAHHHHH SEU PORCO AAAAAAAAAIIIII EU SOU VIRGEM!!!! ————— ERA!!!! Ele enfiava a pica e ela se contorça na cama, agarrando o lençol, abrindo a boca tentando pegar ar ————– meu primo começou a comer minha prima ali na minha frente. Ela olhou para mim e mordeu os lábios. Os olhos dela demonstravam raiva de mim, ela tentou ainda se debater mas logo depois os gemidos dela de dor passaram para gemidos de prazer e no fim ela abraçou meu primo com as pernas e deixou ele come-la como quisesse. Ele enfiava a pica naquela bucetinha (ex)virgem e cavalgava aquele corpinho delicado que gemia e soluçava por estar sendo deflorada. ——– AAAAAAAAAIII UI UI UI AAAAIIIII ME COME ENTAO COME COME COME!!!!! SEU FILHO DA PUTA SEU FILHO DA PUTA!!!!! AI COME!!!!! UI!!! ——– HMMMMMMMMM EU VOU GOZAR AAAAAAAAAAAHHHHHHH —- AAAAAAAAAAIIII SEU PUTO, GOZA EM MIM, GOOOOOOOZA!!!! ——— meu primo gozou tudo dentro dela e caiu sobre seu corpo. Eu estava ali, os dois me ignoravam trocando caricias. Ele se levantou e saiu. Ela se sentou na cama ——— SAI DAQUI ——— eu sai.

PARTE 05 —————– Comemos a Éster ————–

A Éster era minha outra prima. Tinha 15 aninhos, moreninha, cabelinho curto, seios que começavam a despontar, bumbum redondinho. Ela era fissurada em mim, dava para perceber, mas como o Pedro vivia passando a mão nela era com ele que ela fazia as coisas mais safadas. O Pedro me disse que comia a Éster desde que ela tinha 13 anos. Na verdade eles eram vizinhos la em São Paulo e por isso eles viviam ficando. Num dia o Pedro me chamou num canto e disse que estava querendo convidar a Éster para tomar banho de rio e lá podíamos todos curtir a bucetinha dela. Todos? Sim, disse ele, tem um amigo meu também que quer. Assim, no dia seguinte de manha, fomos os três ate o rio tomar um banho e la estava um amigo do Pedro já nos esperando. A Éster já sabia o que ia acontecer e ficava toda fogosa se esfregando em mim, no Julio (amigo do Pedro) e no Pedro. Meu pau já estava para explodir quando ela então tirou a parte de baixo do biquíni e jogou na minha cara e começou a rir. A minha prima estava sem biquíni, a bucetinha a mostra. Cheguei perto dela e a abracei. Senti a bucetinha com meus dedos. Os outros dois se aproximaram ———– ESPEREM, PRIMEIRO O HUGO! ——- disse a Éster pegando meu pau e levando para a entrada da bucetinha dela. Ela se enlaçou ao meu redor e meu pau entrou bem devagar na grutinha dela. Senti uma calor em volta do meu pau e quase gozei quando ela começou a levantar e descer em cima da minha piroca. ——- VAI PRIMO, ME COME!!!! VAAAAAAAAIII AAAAAAAAAAAIIIII ANDA!!! —— eu estava meio sem jeito, mas ia bombando dentro dela até que esporrei tudo dentro da bucetinha dela. A Éster riu ————- FICA CALMO QUE DEPOIS A GENTE FAZ MAIS…. OLHA COMO FAZ ————- O Pedro pegou a Éster e a abrçou dentro da água e ela o enlaçou na altura da cintura como fez comigo. Ela deu um gemidinho acho que quando o pau dele entrou. O Julio veio por trás e tentava encaixar o pau dele no cuzinho dela ———– AAAAAAAIIII AAIIIII SEUS SAFADOS, NÃO SABEM ESPERAR NÃO É? AAIII UIIIII HMMMMMMMMMM ——- eles ficaram mexendo ao mesmo tempo comendo a éster dentro da água ———– AAAAIIIIII QUE MENINA GOSTOSA HMMMMM ———– TA GOSTANDO? TA? ENTAO GOZA DENTRO DE MIM ———- AAAAAAAAAIIII UUUUUIIIIIII ISSO, MONTA NO MEU PAU!!! ——- HMMMMMMM QUE CUZINHO APERTADO, AI!!!!!! ——————– AI, ME FODE, ME FODE GOSTOSO!!!!! AAAAAAAAAAAAAAIIIIII ————— AAAAAAAIIIIII VOU GOZAR!!!!!! —– meu primo gozou e saiu. O amigo dele puxou a minha prima para a beira do rio e mandou ela ficar de quatro no chão. Ela ficou e ele lascou a pica na buceta dela ———————- AAAAAAAAAAAHHHHH AI QUE PICAO!!!!! AAAAAAAAAAIII AIIII AAIIII FODE ASSIM ASSIM!!!!! AI!!!!!!!!!! —— meu pau estava duro de novo e quando ele gozou nela e saiu, eu tomei seu lugar e montei na minha prima. Comecei a meter feito um doido na primeira mulher da minha vida e ela arfafava e gemia gostoso ate que gozamos juntos!!!!! A Éster então pegou meu pau e começou a lamber tudo, e depois chupou o pau de todos nós. Quando ficamos duros nos revezamos na bucetinha dela de novo e só voltamos para casa na hora do almoço. Depois do almoço a Éster me procurou e pediu para me chupar. Eu baixei a calça e dei meu pau para a garotinha lamber tudo. Ela estava fazendo o maior boquete quando minha outra prima Julia entra no quarto. A Éster parou, olhou e continuou me chupando como se nada tivesse acontecido. Desde que o Pedro tinha tirado a virgindade dela,a Julia não falava mais comigo e nem com ele. Ela entrou no quarto e trancou a porta. A Éster continuava me chupando. A Julia ajoelhou do lado dela e ficou olhando bem de pertinho a Éster me lambendo as bolas, a glande tudo….. então ela pegou meu pau da mão da Ester e enfiou na boca também. Elas ficaram se revezando nas chupadas no meu pau até a hora que a Julia montou em cima de mim e enfiou meu pau dentro dela. ———– AAAAAAAAAIIIII AAAAAAAAAAHHHHHH QUE GOSTOSO!!!!!!! HMMMMMM!!!!! COME SUA PRIMA COME!!!!!!!!!!!!! —– comi aquela bucetinha bem gostoso. Já estava pegando o jeito de enfiar numa xotinha e enquanto comia Julia a Éster ficou me lambendo as costas e me beijando. Enfiei ate gozar e dei o pau para a Éster chupar e depois fiquei ali abraçadinho com as duas.

Parte 06 ——————– Comendo a puta ———————-

Tudo parecia perfeito naqueles dias. Eu e o Pedro nos revezamos comendo as nossas duas primas, a Éster e a Julia. As vezes íamos para o rio, outras dávamos um sarro rapidinho dentro de casa. Tudo na paz. Mas a inveja é mesmo uma merda! Uma vizinha da minha avó viu a gente no rio e contou tudo para minha mãe. Ela ficou furiosa!!! Pegou o Pedro e a mim e passou um sermão falando da merda que a gente estava fazendo, que podíamos engravidar nossas primas, que as irmãs dela iam tirar o coro dela fora se descobrissem que as filhas delas estavam sendo comidas bem debaixo do nariz dela, que ficávamos envergonhando a família inteira porque até os vizinhos estavam sabendo etc… Depois ela mandou as meninas entrarem e passou outro sermão imenso na Éster e na Julia, falou que elas estavam se comportando como duas putas, que não podiam deixar isso acontecer etc… Ficou combinado que minha mãe não ia contar nada para minha avó e nem para minhas tias, mas ela rapidamente despachou a Éster e a Julia para casa das minhas tias e elas foram embora. Totalmente envergonhadas elas pegaram o ônibus de volta para casa naquela mesma noite. Minha avó e minhas duas outras primas, a Amanda (14 anos) e a Carla (16 anos) não entenderam nada mas também não desconfiaram. Depois minha mãe me procurou e conversamos sozinhos. Eu pensei em dizer que aquilo era hipocrisia, que eu tinha visto ela transar com meus primos também, mas alguma coisa em mim me impediu de falar aquilo… ela disse que entendia que eu tinha vontade de transar, que estava ate feliz porque assim eu mostrei para ela que era homem e não ia ser nenhum viadinho, mas que não que não podia comer minhas primas etc… e combinou comigo que ia me dar dinheiro e me levar um dia por semana na zona para eu escolher uma mulher. Putz, aquilo era demais! Eu perguntei sobre o Pedro e ela disse que era para manter segredo para o Pedro e para minha avó e que ela depois ia conversar com ele mas que para ele não ia dar dinheiro nenhum porque o filho querido dela era apenas eu. Assim, naquela tarde minha mãe saiu comigo e me levou na zona da cidade. Alguns homens ali fizeram uns gracejos quando viram ela entrar na rua comigo, mas ela nem se importou. Ela realmente estava querendo me mostrar como fazer as coisas! Entramos numa das casas e la dentro tinha umas sete meninas, umas mais velhas, outras novinhas. Minha mãe mandou eu escolher e meio envergonhado eu escolhi uma mulher mais velha. Minha mãe riu, perguntou se eu ia dar conta do recado mas eu percebi que ela gostou da minha escolha: era uma mulata de uns 30 anos, 1,75m, uns 60 kgs, ancas largas, bunda grande…um mulherao. Minha mãe pagou e disse que ia me esperar ali. A mulata, Sônia era seu nome, me pegou pela mão e foi conversando comigo enquanto íamos para o quarto. Eu só conseguia pensar como meus 14 anos estavam sendo marcantes: tinha perdido a virgindade, comido duas primas e estava para currar a minha primeira mulher mais velha!!! No quarto ela tirou minha roupa e ajoelhou na minha frente fazendo um boquete delicioso!!!! Puta que pariu, o que era aquilo??????? Ela me deitou e continuou me punhentando e me chupando e então se levantou e tirou a roupa para mim bem devagar. Ela ria, dizia que era para eu ficar calmo que tudo ia dar certo e montou em mim. Me cavalgou como se eu fosse um cavalo e ela uma amazona e apertava os peitos grandes e fartos enquanto esfregava o grelo no meu corpo. Eu passava a mão no corpo dela todo, apertava os seios, chupava os mamilos pontudos até que gozei tudo!!! Esporrei o gozo mais gostoso da minha vida e a Sonia começou a me chupar de novo. Quando fiquei duro mandei ela ficar de quatro e enfiei no cu dela. Ela gemeu baixinho e eu fiquei ali metendo bem gostoso e montando na minha puta até gozar de novo. Meu pau não ficava mole de jeito nenhum, tirava do cu e metia na xoxota, tirava da xoxota e metia no cu! Enfiei de tudo que é jeito nela ate que gozei de novo. Então nos vestimos e quando desci minha mãe estava ali me esperando. Pagou a mulher e fomos embora. A Sonia me mandou um beijo e mandou eu voltar qualquer dia. Eu sai nas nuvens. Minha mãe estava feliz também, mas foi me puxando rápido pela mão enquanto alguns homens falaram algum gracejo. Dali em diante minha mãe aumentou minha mesada e disse que eu podia ir la sempre que quisesse porque agora já sabia o caminho, mas que devia deixar minhas primas em paz e manter isso em segredo. E desde então eu comecei a comer cada puta daquela cidade.

Parte 07 ————- Minha mãe ataca novamente —————

Se minha mãe comprou meu silencio e a promessa de ficar afastado das minhas duas outras primas que estavam ali em casa com dinheiro para putas, o silencio do Pedro foi comprado de outra forma. Sem dinheiro, mas também com uma puta: ela mesmo. Ela devia ter algum tipo de perversao, não era possível! Tudo aconteceu duas semanas depois que minha mãe tinha dado aquele esporro todo. Eu já tinha comido 3 putas da zona, a mulata Sônia,uma ninfetinha de 12 anos e uma outra coroa ruiva toda gostosa de lá. Tratava minhas primas super bem e nem tentava nada com elas mas já estava mais ousado em cantar as meninas na rua. O Pedro tentava umas passadas de mão nas meninas mas fazia isso escondido, nunca na minha frente e quando eu flagrava as meninas reclamando ele logo inventava uma desculpa, falava para mim que elas estavam inventando etc… era estranho, mas não me importava com mais nada tendo dinheiro no bolso para pagar as putas. Só queria ir la e comer uma putinha de vez em quando. Eu estava voltando para casa no finalzinho da tarde, minhas primas e minha avó tinham ido na roça visitar uma tia-avó e somente minha mãe e o Pedro estavam em casa, no quintal, tomando banho de mangueira. Eu fui devagar, sem fazer barulho para ouvir a conversa. —————— AI TIA, OLHAR VOCE ASSIM DE BIQUINI ME DA UM TESAO DANADO!! ———- CALMA SEU MOLEQUE, CALMA QUE MAIS TARDE A GENTE SE DIVERTE UM POUQUINHO —— caralho, aquilo não era possível….sera que minha mãe tinha ficado de novo com um dos sobrinhos? Decidi ficar quietinho na cozinha e ouvir —————— VOCES DOIS TEM FICADO LONGE DAS SUAS PRIMAS? ———- JURO, TIA. NUNCA MAIS TENTEI NADA COM ELAS. AGORA SÓ QUERO VOCE, MINHA PUTINHA ————- O Pedro afastou a mangueira e começou a passar a mão no corpo da minha mãe. Ela estava usando um biquíni minúsculo, deixando parte dos seios e a bunda inteira a mostra. O Pedro abaixou um lado da parte de cima do biquíni deixando o peitao da minha mãe para fora ————- HMMMMMMMMMMM AIIIII SEU MOLEQUE SAFADO, MORDE DEVAGAR AAAIII ————- AI TIA, EU NÃO AGUENTO, UMA RAPIDINHA VEM ————– NÃO. MEU FILHO PODE CHEGAR A QUALQUER MOMENTO AAI AIIIIIIIIII UMMMMMMMMMM AAAIIII LAMBE ASSIM, LAMBE AAIIIIII —– minha mãe começou a massagear o pau do Pedro por cima da bermuda enquanto ela apertava e mordia os peitos dela e passava a mão pela bunda dela ———- PORRA TIA, VOCE PROMETEU QUE IA ME DAR TODO DIA SE EU ME AFASTASSE DAS MINHAS PRIMAS. TODO DIA!!!!! E TEM TRES DIAS QUE EU NÃO COMO ESSE CÚ….. ——– o Pedro ajoelhou e puxou o biquíni da minha mãe para o lado. Ela se escorou na parede e levantou a perna permitindo ele enfiar a língua na buceta carnuda dela ————- EU SEEEEEEEEEEEEEEIII AI HMMMMMMMMM AI CHUPA MEU GRELOOOOOOO AI AIAAAAAAAAAAIII QUE GOSTOSO AI EU SEI MEU AMOR, MAS SUA AVÓ NÃO TEM DADO BRECHA, FICA DIFIIIIICIL AIIIIIIIIII LAMBE AAAAAAAAAAAAAAIIIIIIIIIIIIIIIIII MAS VOCE JÁ COMEU MUUUITO AAAIIII NÃO COMEU? —————— COMI MINHA GOSTOSA, MAS QUERO SEMPRE MAIS HMMMMMMMMMM BUCETAO!!!! —– ele lambia ela e enfiava os dedos e ela ia se contorcendo e lambendo os lábios, apertando os peitos, se abrindo mais. Meu pau estava duro feito rocha!!!!! Filha da puta, piranha!!!!!! Que porra de mãe era aquela?? Ela devia era estar na zona também junto com as outras que eu comia!!! Quer dizer que para mim era dinheiro contado para uma puta por semana enquanto para o Pedro era putaria todo dia???? ————— HMMMMMM SE ELE SOUBESSE A MAE GOSTOSA QUE TEM IA QUERER COMER É VOCE!!!!! ———- AAAAAAAAIIIII HMMMMM UFFFFFF PARA COM ISSO PARA!!! ELE NÃO PODE SABER DE NADA OUVIU? NADA!!!!! HMMMMM AI QUE LINGUA. TA BOM SEU FILHO DA PUTA, ME COME RAPIDINHO. MAS RAPIDO ANTES DO HUGO CHEGAR!!! —- minha mãe pegou o pau do Pedro e enfiou todo na boca lambendo tudo. Depois ficou de quatro no chão e empinou a bunda. Meu primo riu alto e estalou um tapa na bunda da minha mãe que gemeu baixinho. Então ele afastou o pedacinho de pano da bunda dela e enfiou a pica na buceta dela ———– AIIIIIIIIIIIII QUE SAUDADE!!!! ——— HMMMMM COME SEU PUTINHO, COME!!!!! ————- SUA DESGRACADA, AI TTIA QUE BUCETA GOSTOSA!!!!!!!!!! —– ENFIA, ENFIA, ENFIA!!!!!!!!!!!!!!! ———– ela rebolava e ele montado nela. Minha mãe gemia baixinho e meu primo enfiava a vara e tirava, enfiava e tirava até que tirou e enfiou a pica no cu dela que deu um gritinho e olhou para trás lambendo os labios —– HMMMMM QUE CÚ ARROMBADO GOSTOSO!!! ———- COME MEU SOBRINHO SAFADO, COME SUA TITIA, COME!!!!! MEU MACHINHO, METE A VARA, MEU MACHINHO ————- meu primo deve ter gostado de ser chamado assim porque enfiou com muita força e gozou tudo dentro dela. Sai dali e ouvi ela falando para eles se trocarem que logo logo ia chegar todo mundo. Passei pela sala e peguei um monte de dinheiro na bolsa da minha mãe. Naquela noite comi mais 3 putas. Todo o tempo só imaginava estar comendo minha mãe.

Parte08 ——————— Traçando a Carla ——————

A Carla era a prima mais linda que eu tinha. Era uma loira de 1,75m, 55kgs, 16 aninhos, seios durinhos e médios e bumbum arrebitado. Ela era simplesmente uma modelo, um exemplo do que deve ser uma mulher bonita. Eu estava ficando doido por ela e consegui come-la através de uma chantagem. Noite dessas estava voltando da zona logo depois de ter comido mais uma puta e pensando em como fazer para comer minha mãe também. Próximo de casa, uns dois quarteirões de distancia, eu vejo um carro parado numa parte escura da rua e uma menina montada no motorista fazendo movimentos que denunciavam que ela estava ali era levando uma varada na buceta. Meu pau ficou duro e decidi ir espiar porque se tem uma coisa que descobri é que gosto de comer e também de ver outros comendo umas vagabundas. Cheguei perto com cuidado e quando percebi estava vendo era minha prima Carla montada no Jairo, um velho amigo da minha avó! Ele segurava ela pela cintura e ela rebolava gostoso na pica dele gemendo alto e soltando suspiros. O velho tirou os peitos dela para fora e chupava gostoso metendo a pica na minha prima e estalando tapas na bunda dela ——————– ISSO PUTINHA, REBOLA, REBOLA!!! ————- AI MEU MACHO AIIIIII ENFIIA ENFIIIIIIIIIAIIIIIIIIIIIIIII HMMMM —— REBOLA SUA PUTA, REBOLA QUE EU ESTOU TE PAGANDO PARA ISSO!!! REBOLA PUTA ORDINARIA ANDA!!! —– e deu um tapa —— REBOLA —– e deu outro tapa —– ANDA!!!! —— deu vários tapas seguidos na minha prima que gemeu alto —– AI SEU PUTO, PARA DE ME BATER —– o velho deu-lhe um tapa na cara na mesma hora —— SE EU ESTU PAGANDO VOCE EU FAÇO O QUE EU QUISER, ENTENDEU PUTINHA? —– e voltou a enfiar a pica nela e logo depois estourou outro tapa na cara dela. Ela montava e cavalgava ele com gosto e quando ele gozou ela desmontou rapido e foi direto lamber o gozo do velho. Depois ela saiu do carro, ele deu dinheiro pra ela e ela foi indo para casa. O velho ligou o carro e saiu, eu fui atrás da minha prima. Em casa, enquanto ela estava tomando banho, fiquei esperando no quarto dela. Quando ela chegou enrolada na toalha foi logo mandando eu sair ————– SAI DAQUI GAROTO, ANDA ———– EU VI TUDO ————— VIU O QUE? SAI DAQUI LOGO OU CHAMO MINHA AVÓ ———- É…. A VOVO VAI GOSTAR DE SABER QUE A NETINHA DELA ESTA DANDO UMA DE PUTA ABRINDO A BUCETA PROS VELHOS AMIGOS DELA EM TROCA DE DINHEIRO ———– minha prima ficou pálida, verde, roxa, ela tentou falar mas não saia nenhuma palavra ——- FECHA A PORTA ———- ela fechou, os olhos encheram de lagrimas ———– SE VOCE FOR LEGAL COMIGO EU JURO QUE GUARDO SEGREDO ———– Minha prima me olhou com raiva ————- NEM ADIANTA ME OLHAR ASSIM, SENAO EU DEDURO VOCE AGORA MESMO….SUA PUTA… ————– ela começou a chorar———- O QUE VOCE QUER? —————- O MESMO QUE AQUELE VELHO ESTAVA TENDO. MAS EU QUERO ISSO TODOS OS DIAS EM QUE ESTIVER AQUI. TODOS OS DIAS VOCE VAI DAR PARA MIM E EU NÃO CONTO NADA. SE VOCE FICAR DE FRESCURA UM ÚNICO DIA QUE SEJA, EU CONTO TUDO PARA SUA MAE, PARA A VOVO, PARA A MINHA MAE, PRA TODO MUNDO —————— ela balançou a cabeça e eu então fui trancar a porta ————- PODEMOS COMEÇAR AGORA MESMO. ————–NÃO!!!! TA TODO MUNDO NA SALA!! ————— EXATAMENTE, PRIMINHA. FICA CALADA E MONTA DE QUATRO NESSA CAMA…..ANDA! ————- a carlinha deixou a toalha cair. Puta que pariu, eu quase gozei ali mesmo!! Aquele corpo perfeito, aqueles seios, a bunda, os cabelos loiros até os ombros…tudo era perfeito. Ela ficou de quatro e eu abri a bunda dela com as mãos e comecei a lamber a bunda dela, o cu, a bucetinha. Fiquei brincando com o rêgo dela e lambendo bastante toda a bucetinha dela enfiando os dedos dentro da bucetinha. Quando vi que ela relaxou e baixou a cabeça no travesseiro e senti a bucetinha bem molhada tirei meu pau para fora ———— VOCE GOSTA DE DAR ESSA BUCETA, NÃO É SUA BISCATE ————— ela não falava nada, mas gemeu forte quando meu pau entrou ————- PIRANHA ORDINARIA, NESSA FAMILIA SÓ TEM PIRANHA PUTA QUE PARIU!!!!! BUCETA BOA!!!!! ————- comecei a enfiar a piroca nela e ela a gemer mais forte, a balançar na cama, a empinar a bunda para mim. Eu varava ela e ela me olhando por cima dos ombros, rindo. A potranca gostava mesmo de piroca!!! ———- VAI SEU CANALHA, ENTAO COME DIREITO SE É ISSO QUE VOCE QUER, COME!!!!! AI SEU ANIMAL!!!!! —— meti bastante na buceta dela e comecei a forçar o cuzinho dela com os dedos. ——– NÃO MEU CÚ NÃO!!! ———– enfiei-lhe um tapa na bunda ———– CALA A BOCA PORRA ——— comecei a forçar depois a cabeça do meu pau e ela respirando pesado até que meu pau entrou ——– AAAAAAAAAAAIIIIIIII DEVA-VA-GAR AAI DE-DEVAGAR———— ASSIM MINHA EGUINHA, ASSIM ——- meti tanto que gozei tudo na bunda dela!!! Ela virou e começou me chupar —— TA BOM? ACABOU NÃO É? HMMMMM QUE PICA BOAZINHA HMMMMM —– TA BOM NADA. PODE SE VESTIR, MAS DEPOIS VOU QUERER MAIS…. —– ela riu e voltou pro banheiro tomar outro banho.

Parte 09 —– fodas da noite ——–

Naquela madrugada eu fui para o quarto da Carla de novo comer aquela bucetinha de novo. A minha prima era tão puta que nem ligava estar fazendo isso na base da chantagem. Na verdade acho que se tivesse chegado antes e montado nela ia dar no mesmo! Comi minha prima gostosa como um desesperado. Ela era a mulher mais linda que tinha comido. Chupei aquela bucetinha, o cuzinho, lambi os seios dela ate ela implorar para ser comida. Enfiei minha pica de tudo que é jeito até esporrar tudo dentro dela. Quando cansei me levantei e deixei ela gozada lá na cama. Quando passei em frente ao quarto da minha mãe pude ouvir um gemido leve, bem baixinho. Parei e grudei o ouvido na porta. —– HMMMMMM AI MEU CÚ…….. ——– os gemidos continuavam bem baixos e de vez em quando dava para ouvir a cama batendo. Fui ate o quarto do Pedro e vi que estava vazio. Minha mãe estava dando para ele de novo!!! ——- AI MENINO, VC NÃO CANSA NÃO? NOSSA….TA ME COMENDO TODOS OS DIAS, AI! ———– NÃO, TIA. VOCE DISSE QUE SEMPRE QUE TIVESSE VONTADE ERA PARA PROCURAR VOCE E DEIXAR AS MINHAS PRIMAS EM PAZ!!! ENTAO TOMA!!! ————— HMMMMMMM AIIIIIII UI MEU CUZINHO, MEU MACHINHO!!! ENFIA DEVAGAR, AI! ——————— DEVAGAR NADA, TOMA MINHA PICA SUA PUTA, TOMA!! BANDO DE FAMILIA DE PUTAS!!! HMMM ——- AI, UIIIIIIIIIII ELA JÁ TA ESFOLADO, PORRA! UIIIIIII HMMMMM AI MEU SAFADINHO, CRETINO, AIIIIIIIII METE ENTAO PORRA ME ESFOLA, TA DOENDO AIIIIII METE!!!!!! —— eles transaram por mais uma meia hora quando ouvi minha mãe gozando e logo depois ela mandou o Pedro embora do quarto. Corri para a cozinha para nao ser visto…. mas era foda, não podia mais controlar a vontade de aproveitar a xota de minha mãe também.

Parte 10 ——– A Historia de carlinha ———

Um dia estava com a minha prima Carla, deusa absoluta, loira de 1,75m 55kgs, 16 aninhos a quem estava comendo chantageando-a por te-la visto se prostituindo quando perguntei por que ela fazia isso. Ela disse que foderia mesmo de graça porque não conseguia se segurar, mas que não via nenhum problema em receber um dinheiro de quem pudesse pagar. Eu peguntei como ela começou a transar e ela disse que foi ali mesmo na cidade da minha avó, em umas férias passadas quando ela foi currada pelos meninos mais velhos da rua. Pedi para ela contar essa historia e ela começou. Quando tinha 12 anos de idade a Carla já era gostosa e encorpada para a idade. Tinha 1,65m, uns 48 kgs, seios já crescidinhos e um bumbum bem redondinho. As coxas não eram tão grossas e firmes, mas foi com essa idade que ela começou a malhar e corpo já começava a ficar diferente. Na rua, os meninos viviam mexendo com ela, sarrando a bundinha dela durante as brincadeiras, falando gracinhas etc… ela tentava se esquivar sempre mas aquilo já estava mexendo com ela e a vontade crescia. Tinha três garotos na rua que ela realmente ficava excitada quando mexiam com ela. Eram o Luis (12 anos), Ricardo (12) e o Paulo (14 anos). Ela começou então a andar direto com eles, indo nas festinhas da cidade, tomar banho no rio, jogar baralho, andar de bicicleta etc. Rapidamente eles começaram a se aproveitar da situação, passando a mão nela, pegando sempre pela cintura, apertando a bunda dela, dando um beijos na nuca, roubando beijo na boca que ela fazia que não queria mas dava mesmo assim etc… um dia estavam os quatro num deposito quando o Paulo a agarrou e começou a beija-la. Os outros ficaram com ciúmes e também queiseram beija-la e assim ela ficou se revezando entre os três garotos até que um deles começou a enfiar a mão por dentro da saia dela e a dedilhar a bucetinha dela. Quando ela percebeu estava sem saia e sem calcinha, deitada no chão e os três se revezando em chupar sua xotinha virgem. O Paulo então tirou a pica para fora e meteu na boca da minha prima que começou a chupar a piroca dele enquanto os outros dois metiam os dedos e a língua na bucetinha da Carla. Quando estava bem duro o Paulo a colocou de quatro no chão e se posicionou atrás dela enfiando a pica na xotinha loira. Comeu bastante aquela bucetinha até esporrar tudo e depois os outros dois também comeram ela. Naquela tarde ela ainda deu o cu duas vezes. Nos dias seguintes os garotos só queriam saber de come-la em tudo quanto é buraco e rapidamente outros garotos do grupo ficaram sabendo e começaram a participar. As meninas da idade dela acharam ela uma vagabunda e pararam de sair com a minha prima, que assim só saia com meninos. Todos eles comiam ela direto, óbvio. Então os garotos mais velhos da área descobriram da putinha loira que dava para geral e começaram assim a dar em cima dela afastando os garotos mais novos. Minha prima começou então a sair e ser convidada para as festas dos caras de 17, 20, 22 anos. Todos eles querendo comer aquela bucetinha tarada que também dava o cu sem cerimônia. Daí para começar a cobrar daqueles garotos que não comiam ela direito foi um pulo e ela é assim ate hoje. Eu fiquei espantado ouvindo aquilo tudo, mas pelo menos estava comendo ela também.

Parte 11 — traçando minha mãe ——

Aquelas férias passaram desse jeito. Eu comia minha prima Carla direto quase todos os dias e ela por sua vez fazia uns programas com uns velhos da cidade. Meu primo Pedro continuava comendo minha mãe e varias vezes ouvi minha mãe gemendo baixinho de madrugada. Então eu não agüentei mais… uma noite eu fiquei esperando até o Pedro sair do quarto da minha mãe. Isso já era umas 4 da manha e ele ficou montado nela por pelo menos uma hora e meia. Quando ele saiu foi silenciosamente para seu quarto e fechou a porta e eu fui lentamente ate o quarto da minha mãe. Entrei. O cheiro de sexo estava impregnando o ar… na escuridão, deslumbrei minha mãe nua. Ela estava deitada de bruços e ao ouvir a porta fechando deu um gemidinho. —— AAAIIIIIIIII —— disse ela bem baixinho ——- ENTAO MUDOU DE IDEA E QUIS PEGAR MAIS É? ——— ela nem olhou para trás. Ficou de quatro e empinou a bunda pra cima. Eu podia ler a mente da cachorra. Devia estar morrendo de tesão por ter transado e estava esperando levar mais pica naquela hora ——– EU SABIA QUE VOCE IA VOLTAR….. VOCE SÓ COMEU A BUCETINHA DA TITIA….E VOCE ADORA TERMINAR COMENDO MEU CÚ….. VEM MEU MACHINHO….. VEM COMER SUA PUTA VEM…… ——- minha mãe falava isso enquanto balançava a bunda. Cheguei perto dela e tirei o pau pra fora, depois esfreguei o pau pela bunda dela que estava toda melada. Então fui descendo até a entrada do cu de minha mãe e forcei a entrada. Meu pau entrou que nem faca na manteiga de tanto que aquela cachorra devia estar dando o cu! Peguei ela pela cintura e meti com força ————- AAAAAAAAAIIII!!! PEDRO? QUE É ISSO??????? ————— NÃO, MAE. SOU EU!!!!!!!!!! ———– falei alto segurando ela firme e metendo meu pau. Minha mãe soltou um grito e tentou sair do meu pau, mas eu joguei meu corpo sobre ela e forcei ela ficar deitada. Sobre ela eu metia meu pau alucinadamente e ela gemia e se debatia soluçando e chorando ————– NÃO! NÃO!!!!! AAAAAAAAAIIIII PARA PARA PARA FILHO!!!!!!!!! NÃO!!!!! O QUE VOCE ESTA FAZENDO? AAAAAAAAAIIIIIII VOCE NÃO-NA-NAOOOOOOOO AAAAAAAAAIIIIII AI FILHO!!!!!!!!! ————— CALA BOCA SUA PUTA!!!!! CALA A BOCA QUE EU SEI QUE VOCE VIVE DANDO ESSE RABO PROS MEUS PRIMOS POR ANOS A FIO!!!! CALA A BOCA QUE AGORA É MINHA VEZ!!!! ———- NÃO NÃO!!!! EU NUNCA FIZ ISSO!!!! NÃO!!!! ————– CALA A BOCA ORDINARIA!!!!! ———- eu peguei a cabeça dela e afundei no travesseiro pra que ela se calasse ————— CALA ANTES QUE EU FIQUE COM RAIVA!!!! EMPINA ESSA BUNDA!!!! ANDA!!!! ———— ela empinou e eu entrei mais ainda naquele rabo ———- AAAAAAAIIIII —————- ISSO ASSIM!!!!!! SÓ REBOLA ESSE CÚ ANDA!!!!! ANDA!!! —————– AAAAAAAAAAAAAHHHHH OHHHH AI FILHO!!!! HMMMMMM SEU FILHO DA PUTA………. NÃO!!!!!! ————– minha mãe saiu debaixo de mim e se levantou rapido acendendo o abajur. Ela estava toda vermelha, roxa nos petios pelos chupões que o Pedro deve ter dado nela. O corpo todo tava gozado. Eu me levantei e ela me deu um tapa na cara!!!!! A filha da puta me bateu!!!! Bati de volta e puxei ela pro colchão. Abri as pernas dela e montei nela, enfiando na buceta ———– FAZ ISSO DE NOVO E EU TE ENCHO DE PORRADA SUA PUTA!!!! ———– OOOOOHHHHHHH AAAAAAAAAAIIIIIIII NÃO…. HMMMMM AAAAAIIIIIIIII…. PORRA ENTAO COME!!!! ANDA, COME SUA MAE FILHO DA PUTA!!!! COME SUA PROPRIA MAE!!!!! AAAAAAAAAAIIIII . comi muito aquela buceta e na hora de gozar tireo o pau e esporrei na cara dela. Ela veio me chupar e ficou com meu na boca ate ele ficar duro de novo. Montei nela que ficou de quatro no chão como a cadela que era e enfiei no cu metendo ate gozar de novo. Ela deitou no chão. E eu sai do quarto.

Parte 12 ——- fim

Quand voltamos para casa, passei a ser o macho oficial da minha mãe. Não deixei ela mais transar com meus primos, ao menos não daquele jeito ordinário dela. Acho que ela deve sair escondido com eles, mas pelo menos nunca mais vieram aqui em casa e nem ligaram. Como minha mãe todas as noites e de vez em quando minhas tias e primas vem aqui para casa passar feriado ou férias. Sempre que posso pego uma das minhas primas também e a vida tem sido boa assim.

Referência do Anúncio ID: CT-000021335

Não há Tags

20724 visualizações, 0 hoje

  

Uma Comentário para “MINHA MAE FOI O PRATO PRINCIPAL DOS MEUS PRIMOS”

  1. que famlia gostosa !!!!!!!!!!!!!!!!!!

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 90 Guests, 16 Bots