Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Minha vizinha

  • Publicado em: 2 de abril de 2009 18:07
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Depois de começar a sair com meu amigo, liberei mais o meu instinto para a sacangem.

Ao lado da minha casa mora um casal jovem, ele trabalha o dia inteiro até tarde e também aos sábados, ela é professora e trabalha à tarde. A casa deles é alugada e o dono é um conhecido nosso, um senhor de uns 60 anos, mas em boa forma, educado e charmoso. Comecei a perceber que depois de cobrar o aluguel, aos sábados, ele costumava aparecer durante a semana na parte da manhã, não coloquei maldade, pois imaginava tratar de algum conserto, pois o marido da vizinha quase não parava em casa. Porem um dia estava no meu quintal próxima a janela da sala da vizinha (Carla), quando ouvi aquele batido de carne com carne, seguido de gemidos de prazer, o coroa (Seu Renato) estava metendo a vara na vizinha. Fiquei maluca com aqueles sons e masturbei gostoso. Renato é um homem bem apessoado, com uma situação financeira estável, estava separando da esposa, mas pelo visto estava em boa forma, porque a vizinha é uma mulher muito bonita e com um corpo maravilhoso, aparentando uns 23 anos. Como ele conseguiu conquistar aquela mulher. Descobri que todos os sábados de manha ele vinha na casa dela. E no sábado seguinte, eu faria uma loucura, mas iria ver Carla gemer na vara de seu senhorio. Coloquei uma escada do lado do meu muro e outra do lado da vizinha, depois que o Sr Renato entrou na sua casa, com o coração na boca, fui devagar até a janela da sala e no cantinho da cortina via Carla, numa camisolinha pequena e com uma microcalcinha, ajoelhada numa almofada, mamando gulosamente o cacete de Renato, e que cacete!!!! Sua boca percorria toda extensão do mastro indo até as bolas, sugando-as e depois fazia o caminho contrario, parando na cabeça que não entrava toda na sua boca. Noosssaa!! Como desejei estar no lugar dela, aquele mastro é maravilhoso. Fiquei molhadinha e com o cuzinho piscando, só imaginando entrar naquela vara. Peguei minha câmera digital e comecei a filmar a transa dos dois. Depois foi a vez de Sr Renato chupar Carla inteirinha. Ela gemia e gozava, gozou mais ainda quando ele penetrou o cacetão na sua buceta, ela urrava e arranhava ele. Sr Renato comeu ela em várias posições e por fim gozou dentro de sua buceta, depois foram para o banheiro e para o quarto onde continuaram a meter, eu fiquei só escutando a gemeção da vizinha safada, como eu. Guardei a câmera e voltei para casa. Agora era bolar um plano para poder ver de perto aquela vara que me deixou maluca. Comecei a conversar mais com Carla, freqüentar sua casa, sairmos para as compras, fui conquistando Carla. Começamos a trocar confidencias e logo falávamos de nossas aventuras do passado. Contei que gostava de dar o rabinho, só que o marido não comia, que foi um ex que me comeu por muito tempo, esses detalhes de quando namorava. Ela me contou de alguns namoricos e que também tinha vontade de ser enrabada, mas tinha medo, expliquei como ela deveria treinar para não sentir dor e só prazer. Elogiei-a dizendo que tem um corpo muito bonito e que muitos homens devem desejá-la. “Que nada, você sim, com a idade que tem está deixando muito homem maluco…” disse ela, “Como assim?” disse, “Ah, até meu marido já falou que você é um mulherão, que deve ser uma delícia na cama…”, “ Carla, você não ta dando conta do seu marido não!! Ou ele está querendo me comer??? Rsrsrsrrs”, “Ah Solange, você acha que eu ia deixar ele te comer, você merece um macho mais pirocudo…rsrsrsrsrsrs” “Porque você diz isso Carla? O pau dele não enche sua bucetinha? Rsrsrsrss”, “O pau do Felipe é fino e um pouco pequeno, deve ter uns catorze centimetros…, e pelo jeito você não gostaria de de um cacetinho desses só fazendo cócegas…rsrsrsrsrs”, falou Carla, “Realmente um cacetinho assim não seria o ideal, mas quem sabe uma hora eu experimento…rsrsrsrs” disse, “ Deixa de besteira… ele não tem fôlego pra te agüentar….rsrsrs”, “É eu acho que eu gostaria de experimentar é um pauzão bem grosso e grande, tipo o do Sr Renato…” disse, Carla ficou muda e fixou o olhar em mim, começou a gaguejar “O que você quer dizer com isso?” , “Tudo querida, eu sei que vocês metem gostoso e que o cacete dele deve deixar você toda arrombada para o Felipe, não é?”, “De onde você tirou essas idéias?” disse Carla, “Idéias?” Tirei a camera da bolsa e mostrei o filminho pra ela, que ficou sem palavras. “Querida, não precisa se preocupar, vou apagar tudo, só te peço uma coisa, deixa eu aproveitar desse cacetão também. Só quero gozar gostoso como você. E pelo jeito, ele deve dar conta de nós duas, porque naquele dia ele te comeu a manhã inteirinha…”, sem saída ela pos as cartas na mesa. Disse que quando percebeu a aproximação do Sr Renato, tentou evitar, conseguiu, até um dia que o viu mijando no banheiro, depois de ver o seu mastro decidiu que teria que prová-lo e depois da primeira vez não conseguiu mais parar e Felipe não vinha comendo ela sempre, daí o sr Renato a come umas três vezes por semana, matando sua vontade e ela apaixonou pelo cacetão dele. “até eu me apaixonaria por uma vara daquelas” disse. “Amanhã ele vem aqui, se você tiver afim, vem cedinho e trás uma lingerie bem sensual, pois ele gosta que eu o receba assim”. Tudo combinado, no outro dia cedo depois que meu marido e filhos saíram para seus afazeres, peguei uma camisolinha preta com uma calcinha rendadinha preta e fui para casa de Carla. Cumprimentamos e fui colocar minha roupinha, Carla me elogiou muito e disse que eu estava muito gostosa, ela também estava muito sexy numa camisetinha e calcinha. Fiquei na cama e ela foi receber o sr Renato. Logo escutei muita gemeção e beijos estalados. Fui até a porta e vi o sr Renato chupando Carla vorazmente, ela gozava seguidamente, quando ele deu uma folga ela chamou ele para o quarto, “Vem gostosão, tem uma surpresa pra você”, ele queria saber o que era, “só vai saber se for ate lá”. Quando ele me viu o seu mastro até pulou de alegria, pois já nos conhecíamos e pelo visto ele desejava me comer a mais tempo. Caí de boca na sua rola e ele gemia, era muito grande, uns 21cm, mas muito grossa, a cabeça parecia uma ameixa das grandes, mal cabendo na boca, fiz de tudo mas não conseguia colocá-la toda dentro da boca, chupei muito o seu cacete, enquanto ele chupava a mim e Carla. Depois do gozo inicial eu fui a primeira e levar sua vara, parecia que ia me rasgar ao meio, mas estava delicioso. Depois de três gozos meu, foi a vez da Carlinha. Ela rebolou muito nocolo dele até que eles gozaram juntos. Refeitos depois do banho, parimos para mais meteção, ele revesava na buceta das duas, foi quando posicionei o cacetão no cuzinho melado, ele ficou louco e foi enfiando tudo, com Carla olhando cheia de vontade. Gozei pelo cuzinho e estava toda esfolada, naquele dia não trabalhei. Depois que o sr Renato foi embora, Carla me perguntou como agüentei aquele cacetão no cuzinho, falei que adorava e já estava acostumada, mas estava muito ardida. Disse-lhe que adorei o macho dela e quando pudesse voltaria mais vezes, e que na hora que pintasse a chance iria dar para o marido dela, ela riu e falou não tem problema, também dou para o seu, acho que ele vai gostar de comer a vizinha novinha, rimos e na hora de despedirmos demos um selinho, ficamos nos olhamos e trocamos um beijo ardente, alisei sua bunda e enfiei dois dedos no seu cuzinho, ela gemeu gostoso e apertou meus seios. Como é bom ter uma vizinha boazinha.

Referência do Anúncio ID: CT-000042445

Não há Tags

7199 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: Homem com Pegada, 69 Guests, 26 Bots