Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Namorada fez um Kete na casa de um amigo (sem caô)

  • Publicado em: 21 de novembro de 2007 09:34
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Não vou ficar inventando histórias chatas e longas aq. Vou contar isso pq foi a primeira vez, q ela foi tão ousada comigo. ´Na época namorava com a Cyn (apelido) a algum tempo. Faziámos sexo numa boa as vezes rolava anal. Nesse dia, estavamos na casa de um amigo em jacarépagua, estava rolando um churrasco com cerveja na piscina, tinha pouca gente, só os mais chegados. Como estávamos de foguinho ficamos namorando na piscina, roçando de leve no sarrinho, então, como ela não gosta que ninguém repare em sua intimidade. Fomos pra parte de frente da casa, sentamos na escada e ficamos namorando, mamei os peitinhos dedilhei a xaninha, fiz ela gozar em minhas mãos beijando sua boca e ela é claro segurando meu pau. Como estava com sunga, soltei o elástico pra facilitar seus carinhos. Fui perto da piscina peguei mais cerveja o pessoal tava envolvido na conversa alguns se arrumavam pra sair, nada que ameaçasse nosso sussego. Voltamos a nos pegar, ela colocou meu pau pra fora e eu falei mais ou menos assim “queria dá uma metidinha, será q dá?” ela “meter ñ dá, mais um beijinho, é só ver se vem alguém”. Assim começou, sentados na escada, eu nos degraus mais altos sentado de pau pra fora segurando a sunga pra deixar o pau bem pra fora, e minha Cyn entre minhas pernas nos degraus mais abaixo segurando meu pau com a mãozinha direita, ora mamando, ora punhetando, as vezes fazia os dois movimentos ao mesmo tempo. De vez em quando parava e me beijava a boca, esfregávamos a lingua na do outro e ela voltava a mamar. Alta pela cerveja ela caprichava o boquete, sugava forte, molhado, lingua macia, enchia a boca, tb demonstrava muito tesão em me chupar ali. Talvez pelo risco, pelo alcóol, a situação. Meu pau tava muito duro, minha excitação lá em cima, senti q ia gozar. Fiz q ela parasse, levantei da escada, olhei para o corredor ao lado ela continuava sentada, parei então de frente pra ela. Ela olhou pra mim perguntando se ñ vinha gente, disse q ñ pode continuar. Agora eu estava de pé e ela abaixada, recomeçou o boquete, lambia, enfiava na boca. Ela ñ deixava gozar na boca então fiquei quieto, decidi q ia gozar sem avisar, nessa hr ela parou de chupar e ficou punhetando, quase desesperado pedi, “chupa amor, ta gostoso, continua vai” ao mesmo tempo q falava empurrei de leve sua cabeça em direção ao meu pau, ela veio com a boca aberta, lingua de fora abocanhou mamando, tirei a maãozinha dela do meu pau “só a boquinha, bem gostoso… faz” ela fez. Relaxei senti o primeiro jato sair, no segundo ela percebeu que eu estava esporrando na boca dela, deu um urro levantou depressa cuspindo, levei um tapa no braço enquanto segurava o pau punhetando pra ñ perder o clima. Senti meu pau molhado de sua saliva e continuei até o gozo sair todo. Ela fez cara de raiva me chamou de nojento eu disse q foi o tesão, ñ consegui controlar ela sabia q era mentira sempre pedia pra ela deixar eu gozar na boca. Ela disse q foi horrível q ñ ia mais chupar meu pau. Depois chupou sim. Foi isso. Lembro disso e gosto de relembrar, por isso resolvi contar. Abraços

Referência do Anúncio ID: CT-000036763

Não há Tags

6416 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

Contos publicados por cristianopadre@

Últimos itens anúnciados por cristianopadre@ »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 64 Guests, 12 Bots