Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Negões arrombaram minha mãe ( autor:18safadinha )

  • Publicado em: 5 de fevereiro de 2018 14:10
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Meu pai iria viajar para o Estados Unidos pela empresa dele, e como eu já tinha um visto, pois dali a algumas semanas eu iria com umas amigas. Seria um belo de um adianto e economia, mesmo eu perdendo alguns dias de aula. Então eu teria que ir para São Paulo, para encontrar meu pai, eu iria com um dia de antecedência! Isso para minha mãe é claro. Eu como a “esperta que sou”, armei com meu pai de ao invés de ir para São Paulo, eu iria para a casa do namorado, já que minha mãe é muito ríspida com eu namorar e já meu pai é tranquilo com isso.
Então sentei na vara do meu namorado a noite inteira, e de manhã cedo, fui para o Santos Dumont. Sabe quando você está com aquela sensação de que algo vai dar errado, eu estava. e deu. não sei oque era direito, mas o avião não poderia voar. eu ainda tive a esperança pois o vôo só estava atrasando, mas ele atrasou até a hora que eu já devia estar em SP, eu fiquei o dia inteiro no aeroporto, ainda bem que meu namorado estava la, porque se não seria o pior dia da minha vida. Meu pai coitado, ficou desesperado. eu menti para minha mãe dizendo que tinha conseguido, só para não ouvir reclamação dela antes de voltar para casa. É eu só errei nesses dias.
Bom voltei para casa, e dei graças a deus que minha mãe não estava. Fiquei eu e meu namorado assistindo TV, até que ficou bem tarde e eu mandei ele ir embora, porque quando minha mãe chegasse eu teria que enfrentar o monstro sozinha. Umas meia hora depois, eu ouço a porta da garagem abrir, vejo o carro da minha mãe entrar, e também outro carro de alguém que não conhecia, como eu nunca vi minha mãe com outro homem dês de que ela se separou do meu pai nem passou pela minha cabeça que ela estaria com um (muito menos que seriam vários). Vou para a porta da sala para recepciona-lá, mas ouço a voz grossa de um homem dizer.
– vou comer essa xota até o amanhecer. E ouço minha mãe retrucar.
– é bom mesmo.
Eu fiquei me perguntando o que fazer, até que resolvi desligar tudo, correr para meu quarto e me trancar. Logo que fiz isso, a porta da sala abre com um grande barulho e minha mãe fala.
– eu deixei a porta abe… algo a interrompe, mais ao fundo ouço passos e outra voz falar.
– onde fica o banheiro? Minha mãe responde.
– no final do corredor.
Para chegar no banheiro tem que passar pelo meu quarto, e eu com toda a minha curiosidade, olhei pela fechadura da porta, e passaram dois homens preto. Enquanto esses dois passavam, ouço um barulho de tapa, e outras vozes, eram tantas vozes que não dava para saber quantos eram, mas dava para saber que todos eram homens. Logo depois minha mãe gritou.
– aí, devagar filha da puta. Logo que ela disse isso um dos homens fala.
– sai daí neguim, deixa o homem de verdade meter nessa vadia.
O que estava só na minha cabeça, agora foi gelada minha mãe estava sendo fodida por vários homens. Um dos caras que tinha ido ao banheiro, voltou e ficou parado na frente do meu quarto pelado batendo punheta com o “maior pau que já tinha visto na vida”, e então ele disse.
– tras a vadia para o quarto.
Logo que ele diz isso, ouço passos indo em direção a ele, e ele vai para o quarto da minha mãe que é ao lado do meu, então passa na minha frente mais dois negros, e então minha mãe passa segurando o maior pau que vi na vida, esse não era um pouco maior que o outro, ele era insano de grande e grosso, eu fiquei catatônica ao ver um pênis que era maior até mesmo do que já tinha visto em filme porno, logo que minha mãe passou, mais três negros passaram, esses ainda estavam vestidos mas não duvido que eram pauzudos. Até ali eu tinha conseguido contar oito homens e todos eram preto. Eles já no quarto eu ouço.
– fica de quatro vadia.
Eles sempre proferia a minha mãe como vadia, vagabunda, puta, gostosa e etc… isso me irritava, mas eu não conseguia parar de ouvir. Pior de tudo é que minha mãe conhecia todos eles, porque ela chamava todos pelo nome, como eram oito caras não tem como dar nome a todos e eu nem lembro o nome deles, mas como tinha dois deles que minha mãe parecia ter mais apreço, vou dar o nome dos meus crush negros, o mais pauzudo vai ser o Idris Elba, o segundo vai ser o Jason Derulo, então minha mãe disse.
– Idris fica em baixo e o Derulo fica em cima. Então o Idris fala.
– ouviu a nossa putinha, senta aqui delícia – eles começaram, minha mãe gemia alto, e cama rangia e Idris se vangloriava – gosta de um pintão la no fundo né vadia – minha mãe só conseguia gemer – cala a boca dela.
Ainda dava para ouvir minha mãe tentar gemer enquanto engasgava com pauzao preto, eu não podia acreditar que minha mãe tão certinha estava fodendo com oito negões do meu lado, mesmo sendo minha mãe eu fiquei super molhada, não teve outra a não ser me masturbar enquanto ouvia ela foder, logo que comecei, minha mãe começou a falar.
– isso, mete gostoso, AHH, AHHH, não para – ela deu uma pausa e depois gritar – que pau gostoso, isso que é homem – ela deu outra pausa e falou meio abafado – Idris, manda eles pararem de filmar. Então a voz forte e grossa do negão gritou.
– caralho, para de filmar seus filhos da puta – os caras começaram a se desculpar – pronto minha cadela, agora continua a cavalgar no meu pau. Minha mãe super excitada gritou.
– eu vou gozar – ela gemia muito alto enquanto gozava, até que ela falou – não tira esse pau do meu cu. Todos começaram a gargalhar. Depois de uns 2 minutos uma voz alheia falou.
– olha como ficou o cu da vadia.
– coloca esse pau e cala a boca. idris falou
Depois de um tempo minha mãe falou.
– cade o Idris.
– to aqui gata.
– eu quero você. Mais risadas.
– você gosta do grandão né, relaxa deixa a galera se divertir.
Depois de ouvir minha mãe gozar insanamente várias e várias vezes seguidas, eu gozei e dormi. Quando acordei não ouvia mas nada, era 2h da madrugada e 5h a pois a começo da transa, espionei pela fechadura por umas meia hora, até que tive coragem de sair, abri a porta lentamente e realmente não havia ninguém, como o quarto da minha mãe é do lado do meu, fui com os pés leves ver se ela estava lá, a luz estava acesa e a porta estava aberta, quando comecei a olhar para dentro do quarto, vi um número infinito de camisinhas jogadas no chão e elas ainda estavam cheias como eu nunca tinha visto, logo que olhei mais adentro vi aquele preto com os maiores músculos que já tinha visto em um homem, em cima da minha mãe, que estava de bruços recebendo aquele pau preto no cu, e cama não fazia barulho mas ele estava socando forte nela, ele chegava a tirar o pau todo mostrando o quão grande era a rola, mas logo colocava de volta, e entrava fácil, ela já estava bem acostumada com aquele pauzão preto, enquanto eu espreitava fiquei excitada com a cena deles transando, mas nem pude me empolgar, ouvi um barulho na cozinha, então corri em silêncio para meu o meu quarto, fechei a porta e me tranquei, fiquei olhando pela fechadura, eu ouço passos e então Derulo estava de frente para minha porta, ele estava pelado, o pênis estava mole mas ainda sim enorme, eu não conseguia parar de olhar para aquele pau grande, até que a mão dele veio até a maçaneta e ele tentou abrir a porta, eu me afastei da porta e fiquei com medo, mas ele desistiu rápido. Não consegui dormir mas. Demorou umas 2 horas, até que finalmente ouço o carro deles, eu esperei amanhecer, até que sai novamente do meu quarto, e fui novamente olhar minha mãe, o cheiro estava insuportável, quando olhei dentro do quarto da minha mãe, ela estava dormindo abraçada a Idris, finalmente pude olhar Idris com calma, ele era bonito e novo aparentava ter uns 20 anos, além disso ele era um armário, minha mãe não é gorda, mas ela é grande de gostosa, e ela estava pequena envolta aquele negro pirocudo, e a coisa era grande, era maior que tudo que já tinha entrado em mim e estava flácido, imagina levar aquela piroca dura. Por conhecer minha mãe realmente dava para entender porque ela chamava por ele a noite inteira. Peguei minhas coisas e fui para casa do meu namorado, depois deu umas desculpas esfarrapadas, e como ela estava mais feliz que o normal ela aceitou de Boa.

Negões arrombaram minha mãe

autor: 18safadinha
publicado em: 10/10/17
categoria: hetero
leituras: 3039

https://www.climaxcontoseroticos.com/ler_conto.php?id_conto=14000

Referência do Anúncio ID: 3075a42e7150f657

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 52 Guests, 9 Bots