Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Neusa foi meu presente de natal.

  • Publicado em: 3 de dezembro de 2013 16:20
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Férias de Fim de Ano.
Minha mulher Cleide e meus filhos foram passar uns dias nos Estados Unidos, conhecer a Disney.
Eu, Carlos, fiquei no Brasil, por causa do excesso de serviço na minha empresa. Fim de ano, balanço etc.
Como é triste passar as festas natalinas sozinho no apartamento.
Meia noite. Cleide e os filhos telefonaram desejando-me Feliz Natal.
Agradeci. Peguei um panetone, esquentei o leite e fiz minha ceia. Triste, mas era o que tinha pra hoje – pensei.
De repente, alguém toca a campainha da porta do meu apartamento.
Abri. Era a vizinha de cima, Neusa em prantos.
Olhei aquela bela mulher, alta, loira, olhos azuis, rosto angelical, 1,70m de gostosura, corpo esbelto e seios lindos… Mulherão, mas chorando…
_ Carlos, desculpe-me incomodá-lo essa hora da noite e neste dia tão festivo, mas eu quero, aliás, eu preciso de sua ajuda. Eu briguei feio com meu noivo, rompi definitivamente o noivado e ele já me viu com outro… agora ele vem pra cá, jurou que vai me matar… por favor, me ajude.
_ Neusinha, acho melhor você ligar para a polícia. Se é tentativa de homicídio, não tem outra alternativa a não ser pedir a proteção policial imediatamente – falando assim, peguei o telefone e já ia discando 190, quando fui interrompido:
_ Pare! Não ligue para a polícia. Não vai adiantar. Meu noivo é delegado seccional. Ele controla toda a polícia civil desta região. Ele tem ligação com a PM, pois o comandante desta zona é seu parente. Com certeza, a polícia civil ou militar não vem pra cá nunca…
Puta que pariu… to é fodido! O que fazer? – pensei, preocupado.
Olhei para aquela beldade, que vestia um micro short e uma blusa decotada. Medi a mercadoria de cabo a rabo, ou melhor, de seios à bunda e cheguei a conclusão que “Papai Noel existe”.
Era, sim, meu presente de natal.
Abracei carinhosamente aquele presentão e a convidei para tomar um drink, ou melhor, um champanhe que guardara para o ano novo.
Servi a champanhe em taça própria e ficamos na sala. Tentei acalmar Neusinha, falando sobre amenidades, elogiando cada pedacinho do corpão dela, fazendo loas aos seus lindos olhos azuis.
O champanhe acabou. Abri outra garrafa. Comemos o panetone, algumas frutas e nozes, amêndoas e castanhas.
Com a maior naturalidade, convidei Neusa para tomar uma ducha e se refrescar.
Com o champanhe na cabeça e não tendo pra onde ir, Neusa topou, assim que soube que minha família estava a milhares de quilômetros longe dali.
Com a porta do banheiro entreaberta, sentei-me na cama e fiquei apreciando aquele monumento de mulher se lavar, debaixo do chuveiro.
_ Carlos, vem ensaboar minhas costas – gritou Neusa.
Demorou – pensei. Mas chegou a hora de apreciar minha ceia de natal.
Nem respondi. Joguei minhas roupas sobre a cama e fui, com o pau duro, ao encontro daquela anjinha que caiu do céu.
Neusa me abraçou e me deu o beijo mais gostoso e sensual que já recebi.
Meu pau encaixou no meio das penas dela. Ela ergueu os pezinhos e meu pau entrou naquela boceta depilada e meladinha. Meio desajeitado, fiz um vai e vem gostoso, abraçando aquela mulheraça com seios e bundas enormes e macias.
Antes de gozar, saímos do box, nos enxugamos e fomos pra cama.
Neusa já era outra mulher. Nada de stress, nada de nervosismo, nada de medo do noivo policial, nada de tremedeira… ela era puro tesão e sorrisos.
Na cama, Neusa parecia uma jiboia.
Ela se contorcia, se mexia, ocupava toda a cama, mudando de posição todo o tempo.
Ficava chupando meu pau e, de repente, virava o corpo e enfiava o pau na xana.
Balançava o corpão sobre o meu, tipo coqueirinho, e, em seguida, enfiava o pau no cu, com naturalidade, sem se importar com dor, apenas tomava o cuidado de passar um lubrificante.
Meu pau fazia um “tour”: alguns minutos no cu, outros na boceta e usava aquela boca linda para fazer uma gostosa faxina no meu pau.
Ficava limpinho.
Instantes depois, Neusa pegava o KY, passava o lubrificante no rabo e no meu pau e começava tudo de novo.
Girava, devagar, como um catavento, como ponteiro de relógio…
Era pau no cu, na boceta e na boca.
Era na boca, na boceta e no cu…
E quem resiste a tal acrobacia?
Que vitalidade! Ah, foi por isso que o policial não a quer perder…
Eu, deitado de costas, com o pinto pra cima e ela usando meu cacete como brinquedinho de parque de diversão. Legal.
Pedi para ela ficar mais um pouco com meu pau no cu.
Queria curtir aquela bunda linda e gostosa.
Ela ficou de quatro e eu me posicionei atrás, agarrando suas ancas e puxando pra mim. Comecei um vai e vem cadenciado, curtindo aquela bunda e passando as mãos naqueles seios macios.
_ Ai… ai… que pau gostoso, duro, macio, grande, grosso… Carlos você é uma delícia… come esse cuzinho … mete… quero tudo… enfia tudo… ai que bom… adoro dar o cu…. adoro sentir pau no rabo.
Meu tesão ia a mil e não resisti.
_ Meu bem, acho que vou gozar neste cuzinho…
Nem bem terminei de falar, Neusa deu aquele seu giro de serpente e abocanhou meu caralho, esperando minha ejaculação.
Com o pau na boca, Neusa usou língua, lábios, num boquete espetacular.
Meu pau cresceu e explodiu jorrando esperma no céu da boca da Neusa.
Com a boca e mãos, Neusa controlou o ímpeto exagerado do meu, latejando, cuspido porra.
Cada jato de esperma era sorvido com delicadeza até a última gotinha.
Meu corpo, cheio de tesão, estremecia a cada lambida no buraquinho a glande.
Lambidas espetaculares.
Chupadas deliciosas.
Que mulher!
Gozei tudo.
Satisfeito, adormeci.
Acordei com Neusa se arrumando. O atual namorado a estava esperando, estacionado na rua.
Fiquei preocupado. E se o tal ex-noivo aparecesse!
_ Não se preocupe Carlos, se o meu ex-noivo vier me perturbar, ele morre. Meu novo namorado é chefe da polícia federal deste estado. Ele está bem armado e com três delegados federais lá embaixo, prontos para detonar o filho da puta que está me perseguindo.
Sem argumento, deixei meu presente de natal seguir o seu caminho.
Com certeza, seria um caminho cheio de acidentes de percurso…

Referência do Anúncio ID: 332529e048ac39db

Não há Tags

2880 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 288 Guests, 26 Bots