Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

O Assalto 2 (continuação)

  • Publicado em: 5 de janeiro de 2001 03:08
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Ele demorou 10 minutos na sala, quando ele voltou trouxe seus amigos, trouxeram

tambem minha irmã e a empregada, quando vi minha irmã fiquei muito envergonhada,

porque estava toda amarrada e com dois homens abusando de meu cú, ela me

olhou espantada e começou a chorar, eles deram um tapa nela derubando-a,

e começaram a rasgar suas roupas com muita violência, colocaram ela de quatro

apoiando sua barriga em um banquinho que tinha no quarto, eles enfiavam

seus dedos em minha irmã, colocaram o banquinho perto da cama o que fez

ela ficar perto de minha vagina, então mandaram ela me chupar enquanto um

deles iria comer seu cú, ela negou e eles bateram nela de novo derrubando-a

do banquinho, disseram que eles não estavam brincando e que nós não tinhamos

escolha ou eles nos mataria, ela então meio sem jeito colocou sua lingua

em minha vagina que estava imovel por causa das cordas, eles se excitaram

muito e um homem se posicionava para comer o cú de minha irmã, eu implorei

para que eles não fizessem aquilo pois ela era muito jovem e não aguentaria,

o lider deles disse que era para eles comerem só a vagina dela que o cú

era dele, seus amigos se assustaram, não sei o motivo do susto, mas eles

concordaram, então ele meteu seu pau na vagina virgem de minha irmã, ela

se contorcia de dor, o vai e vem brusco com que ele comia minha irmã, fazia

que seu nariz se chocasse com minha vagina causando muita dor em mim e com

certeza nela tambem, dois homens começaram a me desamarrar, mas deixaram

as cordas ainda amarrado em meus pulsos e tornozeiros, me levantaram e me

levaram para o banheiro, encheiram a banheira e me jogaram la dentro, pegaram

buchas e escovas e começaram a me lavar, colocavam o sabonete em meu cú

e sem que eu usasse as mão tinha que expelir o sabonete de meu cú fazendo

força, era a diversão deles, eles me levantaram e ainda molhada me conduziram

até o quarto, no caminho meus cachorros começaram a brigar entre eles, um

dos homens que me conduzia foi ver oque estava acontecendo, e eu fui com

o outro para o quarto, antes de chegar ele foi para tráz de mim, entortou

meus braços para tráz, me fazendo curvar com a dor, então ele entroduziu

seu pau em meu cú e foi me levando para o quarto engatado em mim como um

cachorro, chegando no quarto vi minha irmã ainda de quatro sendo fodida

na vagina e com dois paus na boca, ele me levou a até a cama, me colocou

de joelhos no chão, esticou meus braços na cama e amarrou na cabeceira muito

esticados, abriu bem minhas pernas e amarrou nos pés da cama, me deixando

de quatro bem retinha e imovel na cama, com meu cú e minha vagina totalmente

expostos na direção da porta do quarto, os dois que estavam na sala, ainda

estavam vestidos, e providênciava cocaina para os seus companhairos, eles

colocaram uma meia na boca de minha irmã e amarraram sua boca com uma toalha,

na hora eu não entendi o motivo já que ela com medo de apanhar não fazia

muito escândalo, mas pela expressão dela estava sentindo muita dor, colocaram

ela de quatro na lateral da cama, abriram muito as pernas dela, seguravam

sua costa contra a cama com muita força para ela não se mexer, não sei porque

mas todos eles estavam voltados para ver e segurar minha irmã, então o lider

dele começou a se despir de costas para nós, ele terminou de tirar suas

roupas e se virou, a posição como me amarraram não tinha como eu virar o

rosto, mas eu vi quando minha irmã começou a se debater tentando se livrar

deles desesperadamente, ela estava tão desesperada que criava dificuldade

para os homens que a sergurava, então eles decidiram amarra-la também, e

foi oque fizeram, quando o lider foi para perto de mim eu pude ver o motivo

do desespero dela, o homem tinha aquele pênis visto apenas em filmes de

aberrações ou em consultório de urologia, seu pau tinha uns 40cm, e 10 de

largura, nessa hora eu disse que falaria onde estava o cofre mas que era

para ele parar agora com aquilo, minha irmã se aliviou um pouco, porque

ele iria parar, mas ele disse que a empregada já tinha dito onde estava

o cofre e que nós iriamos sofrer por não ter dito antes, ele se posicionou

atráz de minha irmã e encostou a cabeça de seu pau no cú dela, ela tentatava

de todas as formas se livras, mas as cordas estavam bem apertadas, ele continuou

a empurrar seu pau para dentro da minha irmã, os homens que estavam no quarto

até viravam o rosto tamhanho era o estrago que aquele homem estava fazendo

na minha irmã, como ela era muito nova e virgem estava muito dificil a penetração

então ele usou alguma droga que eu não vi qual e começou a empurrar com

mais força, nessa hora minha irmão desmaiou, os homens que olhovam pediu

para ele parar poque ela tinha desmaiado, ele disse que com ela desmaiada

seria mais facil e continuou a meter sem dó, com um empurão forte ele conseguiu

colocar aquela monstruosidade dentro dela e começou um vai e vem com ela

ainda desmaiada, chegou no quarto o homem que foi ver a briga dos cachorros,

ele se reuniu com seus amigos, então ele pegou a empregada e saiu, o homem

que estava comendo minha irmã pediu para mudarem ela de posição, enquanto

desamarravam ela, ele veio para perto de mim, disse que agora era minha

vez de sofrer, eu implorei para ele não fazer aquilo, mas ele não me atendeu

e como eu estava amarrada, ele encostou a cabeça de seu pau no meu cú e

começou a enfiar aquela coisa em mim, a dor era insuportavel, e ele sem

nenhum lubrificante estocava forte no meu cú me alargando inteira, a impressão

era que ele iria rachar meu corpo, ele afroxou um pouco as cordas e disse

que era para mim rebolar minha bunda, como eu não queria, ele começou a

enfiar mais forte e batia em munha bunda e minha costas, então meio sem

jeito e totalmente sem vontade comecei a rebolar, ele mandou que outra pessoa

fodesse minha boca, quando colocaram o pau em minha boca ele disse que era

para meter com força, que ele queria ver eu sofrer, ele então enfiava mais

e mais forte em meu cú enquanto o outro enfiava tudo em minha boca me impedindo

de gritar, ele começou a enfiar seus dedos em minha vagina, ele apertava

e pulxava meu clitoris, disse que queria me ver gozando e começou a me masturbar

para tentar me fazer gozar, mas foi inutil, porque diante da situação e

da dor não tinha como eu gozar, ainda mais na mão dele que nos fez sofrer

tanto, ele abria os labios da minha vagina e enfiava sua mão, foi quando

chegou a empegada com um ladrão trazendo quatro dos meus cães. (continua

…) (vote nesse conto, para ter o 3º )

Referência do Anúncio ID: CT-000003416

Não há Tags

20360 visualizações, 0 hoje

  

Uma Comentário para “O Assalto 2 (continuação)”

  1. Esperando ansiosamente o 3 conto..

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 50 Guests, 25 Bots