Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

O empregado do papai me comia…

  • Publicado em: 14 de setembro de 2016 11:29
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

(escrito por Kaplan)

Tem pai que é cego… já ouviram esse ditado? Pois é, olha aqui mais um!

Mariana, morena, 25 anos, bonita e gostosa, morava com seu pai. Quando do divórcio dos pais, ela preferiu ficar com ele, pois achava a mãe muito dominadora, que a tolhia em quase tudo. O pai, apesar de meio bravo, era mais tranquilo e foi com ele que ela foi morar.
Pois bem. A casa dele era espaçosa, ele era um empresário de sucesso, tinha piscina e tudo o mais. e Mariana aproveitava bem, principalmente porque já havia se formado na faculdade, fizera Jornalismo e estava sem emprego. Procurava, mandava currículos, mas até aquele momento não tinha conseguido nada.
Portanto, cuidava-se e aproveitava a vida. Todo dia estava na piscina na parte da manhã e como a casa era meio isolada, fazia topless diariamente.
E foi assim que um funcionário do pai a encontrou um dia que esteve lá para levar uns livros que o pai comprara pra ela. Ele chegou, bateu a campainha, mas ela não ouviu, porque estava na piscina e com um som meio alto ligado.
Como ele ouviu o som e sabia que ela deveria estar em casa, porque o patrão assim o dissera, ele deu a volta e entrou na área da piscina. Ficou extasiado com os seios dela. Ela se assustou um pouco, não o conhecia.
Ele se apresentou, era o Assis, e entregou a ela o pacote de livros que o patrão mandara ele levar.
Ao pegar o pacote é que ela se deu conta de que estava com os seios de fora. Mas… ele já tinha visto e continuava olhando. Deu um sorriso e brincou com ele:
– Deixa de ser atrevido, Assis… fica olhando pros peitos da filha do patrão que ele te demite!
– Será a melhor demissão que já experimentei na vida…
– Bobo… vai, some daqui!
Ela não podia negar que o Assis “mexera” com ela. Olhara para seus seios e não foi com olhos de tarado, foi com olhos de admiração. Vendo que ele ainda estava lá fora, olhando para ela, ela colocou o pacote numa mesinha e inclinou-se para abri-lo, ficando com o bumbum virado pra ele. Sabia que iria deixar o Assis enlouquecido. Ele ficou, de verdade. E não via a hora do pai dela mandá-lo levar alguma outra coisa lá.
Deu uma sorte tremenda, pois o pai dela, na semana seguinte, esqueceu um documento em casa e só deu pela coisa quando chegou na empresa. Ligou pra filha e explicou onde o tal documento deveria estar e que estaria mandando o Assis lá para buscar.
Mariana ficou eufórica. Estava louca de vontade de se exibir para o Assis novamente e, mais do que isso, queria fazer “algumas coisas” com ele. Procurou rapidamente o tal documento, encontrou, deixou na mesa, vestiu a calcinha do biquíni e foi lá pra piscina esperar o Assis.
Quando ele chegou, ela disse que já tinha achado o documento, mas que era para ele falar com o pai dela que quando ele chegou, ela ainda não tinha achado e demorou bastante para achar…
Ele entendeu que algo de bom ia rolar por ali, falou que iria falar exatamente como ela dissera. E ela mandou que ele tirasse a calça.
– Já que você viu meus peitos, eu tenho o direito de ver seu pau, não acha?
– Concordo!
Tirou e mostrou a ela o pau, claro que explodindo de tão duro. E ela pegou nele e ficou masturbando-o e ele criou coragem para pegar nos seios dela.
Logo ela se ajoelhou e foi chupar o cacete do Assis que ficava parado, olhando, apreciando o gosto com que ela abocanhava seu pau, o lambia, o engolia, acariciava suas bolas… ele estava no paraíso!
Depois ela o levou para dentro da casa e lá eles se beijaram, ele pegou nos seios, mamou, chupou os biquinhos. Ela não tirava a mão do pau dele, estava doida para enfiá-lo e ele, então, tirou a calcinha dela, ela ficou de quatro, ele lambeu a xotinha, o cuzinho, enfiava o dedo na xotinha e, finalmente, a satisfez, enfiando seu cacetão na xotinha e bombando freneticamente.
Fez ela gozar, um gozo sensacional, poucas vezes ela tinha conseguido gozar tanto como naquela manhã. E ele ainda a colocou deitada e deitou-se sobre ela, enfiando o pau e metendo mais uma vez. Ele gozou na barriguinha dela.
Satisfeita, ela entregou o documento que o pai precisava e ele se vestiu para levá-lo.
– Não se esqueça de falar que eu ainda não tinha encontrado o documento e demorei a achar, tá, Assis?
– Pode deixar.
– Outra coisa: aqueles livros que você trouxe semana passada, eu já li quase todos e já fiz novas encomendas, que vão chegar semana que vem. São apenas dois, mas vou pedir ao papai para mandar você trazer… e novos pedidos serão feitos… entendeu? Adorei trepar com você, cara! E ainda quero trepar muito!

Referência do Anúncio ID: 92557d936b00b1d4

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: Homem com Pegada, 91 Guests, 27 Bots