Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

O fotógrafo que comia minha mulher

  • Publicado em: 29 de janeiro de 2013 14:10
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

(escrito por Kaplan)
Já narrei aqui vários momentos em que o nosso amigo Arnaldo, fotógrafo, levou Meg para a cama. Depois que ele a comeu a primeira vez, gostou bastante e sempre que podia inventava de fotografá-la. Ele, de fato a fotografava, fotos lindas, mas tanto ela quanto eu sabíamos que as fotos eram apenas um pretexto para belas trepadas. Como ela gostava muito, aí sempre atendia os chamados dele.
Teve um dia que ele apareceu lá em casa, todo ouriçado, falando que conhecera o sítio de um decorador homossexual. Mas na maior cara de pau, beijou a Meg e levantou um pouco da saia dela, cutucando a bucetinha. Ela deu um tapa na mão dele e sentou-se em outra poltrona, mas não era briga séria, era só para fazer charminho.
Disse que fotografara o sítio, a pedido dele. Mas que não resistiu à tentatação de pedir o sítio emprestado para fotografar a Meg. O tal decorador era uma pessoa que não tinha rodeios. Falou claramente que isso teria um preço, não em dinheiro, mas vocês, leitores, safadinhos como são, já entenderam qual era o “preço”. E o Arnaldo não conversou, comeu-o na mesma hora.
Quando ele nos contou isso, ficamos perplexos. Mas ele disse que não estava nem ai, o sítio era maravilhoso e as fotos que ele imaginara para a Meg iam ficar divinas, e coisa e tal… a Meg, muito sarcástica, só perguntou se ele já tinha lavado o pau direitinho.
– Poxa, Meg, isso foi semana passada!
– Eu sei, bobão, estou brincando com você! Mas eu vou sim, depois dessa não posso nem pensar em recusar! Mas vai ter um preço também, viu, seu Arnaldo?
– Se for o mesmo, pagarei com prazer!
– Não, não é o mesmo… mas só vou te falar depois das fotos. E da trepada que daremos lá, não é? Pensa que sou boba?
– De jeito nenhum! Pode deixar, vou marcar com ele e te aviso o dia.
– Preciso levar roupas? Ou serão todas “au naturel”?
– Precisa sim. Mas é só um biquíni e uma toalha, se possível da mesma cor.
– Ok, mestre! Estarei pronta assim que você me ligar!
Ele se levantou, deu um beijo na boca da Meg, abraçou a nós dois, agradecendo e se mandou. Ligou no dia seguinte, falando que o decorador liberara as chaves para eles irem no dia seguinte. Como a Meg já havia preparado o que ele pedira, lá foram eles. Depois ela me contou.
Falou que o sítio era realmente maravilhoso! Um desbunde! O cara colocou fontes no jardim, piscina no quintal da casa, esculturas de muito bom gosto, a casa era linda, a decoração fantástica!
O Arnaldo disse que fariam as fotos primeiro perto da piscina. Pediu que ela vestisse o biquíni e pegasse a toalha, não era para por no chão, ele queria que ela ficasse com a toalha nas mãos para fazer movimentos com ela. E ai começou a sessão de fotos. Tirou uma dela com a toalha atrás do corpo, uma das mãos para cima e a outra para baixo. Tirou várias assim, com ela variando a posição das mãos.
Depois pediu que ela prendesse a toalha na calcinha, por trás. E que puxasse a cortininha do sutiã, deixando aparecer os mamilos. Outra série, ela mexendo com as mãos, escondendo um, deixando o outro totalmente à mostra, e fazendo as caras e bocas que ele sugeria.
Como a Meg já estava inspirada pelo ambiente, e doida para transar, sabia o que tinha de fazer. Afastou as cortininhas e deixou os seios totalmente à mostra. Ela sabia que ele não iria resistir, como de fato não resistiu, chegou perto dela e começou a pegar nos seios. Daí para colocar a máquina numa mesa e começar a dar uns amassos nela, foi questão de segundos!
Desamarrou o sutiã e tirou-o. Com ela de costas para ele, começou a apertar os seios dela, pois conhecia tão bem quanto eu o quanto ela era sensível ali. Ainda mais com beijinhos na nuca, ela ficava indócil e louca para transar! Na mesma hora ela colocou a toalha no chão, ajoelhou-se em cima dela e começou a tirar a calça do Arnaldo. Ele deixou, pois sabia que o passo seguinte seria ele ter o pau dentro da boca dela e ele sabia muito bem como ela fazia boquetes deliciosos! Ela não o decepcionou, ficou uns 15 minutos chupando o cacetão dele.
Aproveitando que ela estava ajoelhada na toalha, ele foi para trás dela, tirou a calcinha e enfiou o pau na bucetinha. Segurou-a pelos seios e bombou bastante, até sentir que ela gozava.
– Eu sabia que este sítio ia te animar, safadinha!
– Só a mim, safadão?
Rindo, ele virou-a de costas e tornou a meter, separando bastante as pernas dela para entrar com tudo. Deitado por cima dela, ele mamava nos peitinhos enquanto bombava sem parar, e ela quase enlouquecia de prazer. Tirou o pau e colocou-o entre os seios dela. Ela apertou os seios e ficou sentindo o pau dele subir e descer entre eles, pensou que ele ia querer gozar ali, mas não, incansável, ele deitou-se e a colocou sentada em seu pau. Ele sabia o quanto ela gostava disso e nunca deixou de permitir que ela o cavalgasse quando transavam. E pulando em cima dele, ela gozou pela segunda vez.

Referência do Anúncio ID: 96950e5a84f1dd67

   

2545 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 58 Guests, 34 Bots