Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

O primo pegou a prima no flagra

  • Publicado em: 10 de dezembro de 2013 11:20
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

(escrito por kaplan)
A outra ocasião em que Vladimir e Olga tiveram a folga da mãe dela (ver o conto Ela estava de lingerie quando ele saiu do banho) foi um bom tempo depois. Olga estava namorando um carinha bem safado que vivia telefonando para ela e fazendo sexo por telefone. Ela adorava isso.
Pois bem, uma tarde ela estava sozinha em casa, a mãe e o Vlad tinham saído. E o namoradinho ligou. E como sempre, um tarado completo, pediu que ela tirasse a roupa, ficasse só de calcinha, em cima da cama, se masturbando enquanto ele falava coisas e mais coisas com ela.
Ela entrou no ritmo logo, adorava aquilo. E estava conversando, falando baixinho, apesar de saber que ninguém estava em casa. E se masturbava, enfiava o dedo na xotinha, falava com o namorado o que estava fazendo, ria do que ele comentava de lá. Tão entretida estava que não notou que o Vlad havia chegado. E como ele sabia que a tia ainda iria demorar, correu para o quarto dela, a fim de aproveitarem.
Qual não foi a surpresa dele quando chegou perto do quarto, a porta entreaberta, e ouviu a prima sussurrando. Olhou pela fresta e viu Olga se masturbando, até levantava o corpo. Devia estar maravilhoso. E ele ficou olhando, o pau endurecendo, queria ver aonde aquilo ia levar.
Ele via ela enfiando o dedo na xotinha, esfregando o grelinho, olhos fechados, quase gozando. Não aguentou, abriu a porta e deixou que ela o visse. Vermelha, ela desligou o telefone, tentou tampar os seios, nem ela sabia porque…
– Puxa, Vlad… que susto… eu achei que você ainda estava fora…
– Cheguei e vim para a gente fazer alguma coisa, a tia só chega daqui a duas horas. Aí ouvi você sussurrando e batendo essa siririca, não aguentei…
– Era o seu namorado?
– Era, sim, quase todo dia ele telefona.
– Mas agora que eu cheguei, você pode desistir do sexo por telefone e fazer um de verdade, não pode?
– Claro! Tem certeza de que a mamãe vai demorar?
– Ela me falou.
– Então tira essa roupa e vem aqui prá cama comigo. Tô com saudades desse pintão!
Rapidinho, Vlad se despiu e pulou na cama. Beijaram-se e ele não conversou, já foi enfiando o pau na bucetinha da prima. Ela de quatro na cama, ele ficou parado e pediu que ela mexesse o corpo. Ela o fez, hummm…. assim também era muito bom!
Mas logo ele mudou e começou a bombar, segurando na cintura dela. Enquanto bombava, seu dedo foi-se enfiando no cuzinho da prima, que gemeu de dor. Afinal, ele nem pensara em lubrificar primeiro. Mas gostou de ser penetrada ao mesmo tempo por uma pica e um dedo.
Aquela tarde não poderia ter muita coisa, ficou só nisso, mas ele segurou bastante tempo, o suficiente para ela gozar e ele também. Ainda ficaram um bom tempo deitados na cama dela, conversando e se alisando. Mas naquele dia não podiam brincar. Logo ele se vestiu e foi para seu quarto e Olga entrou para um banho, que foi assistido por ele. Mas de fora. Não podiam facilitar.
O jeito era esperar outra oportunidade. Com certeza ela viria!

Referência do Anúncio ID: 71652a6f65e39b75

  

6498 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 64 Guests, 31 Bots