Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Patrões Compreensivos I (Por Manuela)

  • Publicado em: 10 de junho de 2018 01:44
  • Expira: Nunca!
Patrões Compreensivos I (Por Manuela)
Patrões Compreensivos I (Por Manuela)Patrões Compreensivos I (Por Manuela)

Detalhes do Conto Erotico:

Patrões Compreensivos I (Por Manuela)

Olá a todos, bem vindos a minha história, ela é gostosa e muito boa, na minha opinião, eu preciso desabafar com vocês, queridos leitores, pois ninguém que não está aqui no site sabe, além dos envolvidos. Meu nome é Manuela, tenho 36 anos e muita bagagem para contar. Sou baixa, 1,65, loira, peitos enormes mesmo, olhos verdinhos e um belo conjunto de corpo que chama bastante atenção dos homens pelos quais passo. Sou secretária executiva há dez anos em uma firma de médio porte que mexe com comércio exterior, aqui no Rio de Janeiro. Me casei aos 18 anos, e tive um filho, o André, hoje com 18, uma graça de menino. Meu marido, o Luciano, era uma boa pessoa, como sempre acreditei, porém com os anos as coisas ficaram mais frias, não sei se é normal isso, mas jamais pensei no que iria acontecer. Eu engravidei tardiamente, com 35, e tivemos uma filhinha, a Lucia, faz pouco tempo. Ele não pareceu se importar, tivemos várias discussões durante a gravidez, e por fim quando ela nasceu, ele nem deu bola. Ele é bem sucedido, um advogado de renome, mas isso não vem ao caso. Vive viajando, mas um dia encontrei um bilhetinho de uma mulher no seu bolso, e vinha notando de uns tempos para cá uns perfumes diferentes nas suas roupas, eu fui confrontá-lo, ele foi um canalha, me disse que eu tinha dado um golpe nele, que essa gravidez tinha sido arranjada, que se bobeasse ele pediria DNA e eu ainda sairia na rua, a coisa foi feia e quase rolou agressão. Eu chorei muito, ninguém me ajudava, apesar de ótimas condições financeiras eu estava só. Isso foi em uma quinta-feira a noite, e na sexta-feira ele viajou logo de manhã, apenas me dizendo que quando voltasse resolveríamos tudo. Eu mal sabia o que iria acontecer, as coisas sopram ao favor de quem tem razão, por uma lei do retorno que só a vida pode explicar. Enfim, resumindo, depois do resguardo, ele não me procurou mais e suas viagens aumentaram. Eu estava com os seios doloridos, inchados, tinha dificuldade de sair leite, subindo pelas paredes, meu filho estava jogado contra mim pelo pai, minha vida aparentemente ia de mal a pior. Mas fui trabalhar, e realmente não estava bem naquele dia em especifico. Tentei não deixar nada aborrecer meu trabalho, pois sempre quis ser independente, ter meu dinheiro e por isso lutei na vida. Mas não consegui segurar minha onda naquele dia, e acabei chorando na minha mesa, minha patroa a Renata (40 anos, 1,80, branca, seios médios e muito elegante e linda), casada com o Gustavo, dono da empresa junto com ela, me chamou a sua sala. Ela é uma pessoa daquelas maravilhosas, tudo sempre está bem, tudo sempre se resolve, me chamou para almoçar com ela. Pelos dez anos de trabalho, nunca faltei, sempre me dediquei, acabamos com uma relação de amizade, e ela é o tipo de pessoa que anima qualquer um, mas eu não imaginava algumas coisas que logo vocês entenderão. Então fomos almoçar e em resumo, ela me animou e eu contei tudo para ela, o que estava acontecendo, ela ficou abismada, realmente comovida com a situação. E estranhamente, ela interrompeu o almoço e saiu da mesa, falando:
– Amiga, só um minutinho, pois preciso fazer uma ligação e é urgente, mas será rápida…
Nesse momento, pensei se não estava fazendo a maior burrice da minha vida, pois, no fim das contas, sou funcionária, e nesse jogo quem dá problemas não tem amigos… Mas felizmente eu estava enganada… Ela voltou sorridente para a mesa e falou:
– Olha, falei com o Gustavo, hoje você tira o dia de folga comigo, e ele disse que isso é uma ordem de patrão…
Nossa, fiquei comovida, mas um pouco chateada com o fato de ela ter falado com o marido, mas ela tocou minha mão e olhou sério:
– Olha, o que eu vou te contar não pode sair daqui, ok???
– Claro, você sempre confiou em mim, ora…
– Amiga, homem é assim, e o Gustavo não é diferente. Mas acabamos por ter uma relação aberta, por isso ele entende você tanto quanto eu nesse momento difícil. Mas não é bagunça, veja se você me entende, ele é um executivo conceituado… Na sua primeira viagem para fora, quando estávamos começando, ele foi à Alemanha, e bateu na porta do quarto do hotel dele uma prostituta de luxo, como cortesia dos negociadores… Ele chegou preocupado em casa, mas me contou tudo… E decidimos viver assim, na verdade, ele não é um pegador e nem eu uma vagabunda (rimos muito quando ela disse isso), e vou te dizer, a loira que bateu no quarto dele, ele trouxe fotos, até eu pegava amiga!!!
Eu estava pasma, mas pela lógica da coisa, eles seriam felizes juntos o resto da vida…
– Mas você disse que pegaria a mulher…
Ela tocou no meu braço de novo, carinhosamente:
– Ah, Manu, isso já é muito para um dia só… Vamos nos divertir…
Terminamos o almoço e eu realmente estava agradecida, ela me ajudou muito com aquela conversa, e eu pensei muito no Gustavo também, com ele minha relação era diferente, ele me ensinou a ser uma executiva verdadeiramente, como lutar pela empresa, e a maior prova de que aquilo não era somente festinha talvez seja o fato de, em dez anos, ele nunca ter tentado nada comigo… A Renata então me pegou e fomos no seu carro até sua casa, eles moram em uma mansão aqui na Barra da Tijuca, e chegando lá ela já me pegou toda assanhada, no bom sentido, eram umas 16:00, um sol delicioso, ela abriu uma garrafa de vinho geladíssima e me serviu uma taça, não perdendo tempo, me puxou para o quarto e fomos escolher um biquíni, ela foi muito gentil, apenas me avisando que não usaria a parte de cima, se eu me importava, eu disse que claro que não, ela riu e me devolveu:
– Não, sua boba, se você se importa!!!
Eu corei por um instante, mas ela, acho que fraca pelo vinho, já foi logo baixando minha saia, eu ri muito, acabamos as duas rindo demais, ela roçou nos meus seios, eu lembrei que estavam doloridos, ela foi tirando, mas sem ritmo de sacanagem (ainda), e olhou com pena meus seios inchados, estavam com muito leite… Eu vesti um biquíni muito cavado, branco, confesso que me senti tesuda ali, eu dei uma olhada de cima a baixo naquele pedaço de mulher, e senti uma atração, e pelo jeito isso ficou bem claro para ela, então fomos a sala, em direção a piscina, eu nunca tinha sentido atração por uma mulher na vida, mas ela é demais… Ela parou então e me disse:
– Manu, quer dar uma olhada nesses seios antes??? Posso ajudar???
Gente, meu tesão foi a mil, eu nem sabia mais se era alguma tentativa ou se ela realmente queria ajudar, mas enfim, respondi que sim, ela foi até a cozinha e trouxe um daqueles sugadores de leite, eu logo falei:
– Ih, Renata, isso não funciona em mim não…
Ela olhou com a cara meio desapontada, esquentou água e molhou em um pano de prato, me pediu que sentasse e ajoelhou na minha frente, perguntando:
– Posso???
– Claro, Renata…
Ela começou a passar o pano nos meus seios e com as mãos e fazer força, mas a situação só piorou, pois com aquilo incrivelmente meu tesão surgiu, minha xana estava molhando, que desespero, eu não sabia como agir ou o que fazer, ela riu e continuou massageando meus seios endurecidos ao extremo, eu comecei a suar frio e ela notou uma mancha no meu biquíni, riu e apontou:
– Ih, desse jeito vou precisar do Gustavo aqui para arrancar seu leite e seu tesão amiga… Eu nunca imaginei nossos seios de fora e assim tão pertos, você não gosta de mulher mesmo, né???
– Nunca tive atração, mas estou muito sem graça contigo, Renata…
– Ah, é???
Nisso ela aproximou sua boca do meu rosto, e foi um encontro de línguas muito carinhoso… Nossa, que delicia, nossas línguas se encontraram e foi um verdadeiro choque para mim… Eu curti tanto que levantei e continuamos o beijo abraçadas mesmo, demorou um pouco para nossas línguas se separarem… Rs… Ela então me olhou com ternura e disse:
– Confia em mim???
– Poxa, depois disso, se eu não confiasse…
– Então, se não sai no carinho, vai na sacanagem mesmo…
Ambas rimos, e ela foi até o balde do vinho e pediu para eu me aproximar, eu não entendi bem, ela então veio por trás de mim e falou:
– Vamos dar um choque térmico nesses seios deliciosos, minha vaquinha, vou te ordenhar… Fiquei louca para mamar agora…
A sacanagem funcionou, pois meu tesão foi tão a mil que fiquei com febre… Ela me agarrou por trás, lambendo minha nuca, pegou um gelinho do balde e começou a esfregar nos meus seios, enquanto mordiscava minha nuca e lambia minhas orelhas, carinhosamente:
– Calma gatinha, seu leitinho já vem…
Eu estava passando mal de tesão com a situação, começou a sair um pouco de leite, e ela logo se aproveitou:
– Isso, igual a uma vaquinha, vou abrir bem esses bicos, e vai sair muito… Ela então fez um movimento como se abrisse os bicos dos meus seios, aí deu um apertão carinhoso, e começou a espirrar… Eu gemia:
– Continua, Renata, continua por favor…
– E você acha que eu vou parar depois de tanto trabalho???
Ela colocou a mão por dentro do meu biquíni e achou meu grelo (devidamente inchado de tesão, estresse e pós gravidez) com muita facilidade, deu um apertão de leve nele, eu dei um solavanco enorme, como ela é grandona, conseguiu me segurar, rindo:
– Nossa, isso tudo é falta??? Que delícia, hein, Manu???
Eu estava entregue, me virei e dei um beijo delicioso nela também, enfiando a mão em seu biquíni instintivamente, pois nunca tinha feito isso… Ela gemeu de tesão, tirou de vez seu biquíni e pegou mais duas taças de vinho, me olhando tesudamente:
– Não entendo como um homem pode ter uma mulher dessas e não aproveitar… Vamos organizar as coisas…
Me sentou no sofá, e trouxe o balde com gelo e vinho colocando no chão, sentou de cócoras e me disse:
– Você experimenta e eu experimento aqui encima, ok??? Tem muito leitinho ainda aí, vamos acabar com essa dor e esse tesão…
Ela então jogou vinho nos meus seios, e enquanto mamava um, passava o gelo no outro… Eu estava indo as nuvens, não me continha de tanto calor, então ela pegou minha mão e levou até a sua xana, era diferente, comecei a me acostumar a mexer em uma buceta, ela ia me guiando até os pontos certos, e meus seios eram esvaziados pela sua língua insana, já doía de tanto ela mamar, quando ela gemeu deliciosamente e se jogou encima de mim, apenas pedindo:
– Não para, estou gosando para você, Manu, que delícia…
Ela caiu do meu colo para o chão, ficou um tempinho lá e depois me puxou pelas mãos:
– Vamos para a piscina logo, menina!!!
Era muito ânimo dentro daquela mulher…
Então me sentei na borda da piscina, ela me pediu que esperasse um pouco e foi lá dentro, voltou com uma tabua de frios deliciosa e dois cigarros enroladinhos, eu não entendi, ela apenas me disse:
– Não curte um baseado não, amiga???
Eu fiquei chocada, mas tive vontade de experimentar, ela trouxe também umas cervejas, e eu comecei a tragar aquilo, era esquisito, mas depois de uns dez minutos, eu via coisas, ria de tudo, achava ela ainda mais carinhosa, ela veio rindo na minha direção e arrancou meu biquíni, eu ainda envergonhada, ela ria demais:
– Manu, para fazer isso a gente tem que estar doida mesmo…
E simplesmente abriu minhas pernas e minha xana com carinho, começando a lamber como se estivesse dando um beijo delicioso de língua, nossa, aquilo me molhou mais ainda e meu leite passou a escorrer, doida como eu estava, pingava o leite na minha xana para ela, que amou a idéia, ela sugava com vontade e as vezes parava e vinha nos meus seios, eu gosei como nunca naquela loucura, estava muito molhada, então eu resolvi tomar a atitude e me joguei na piscina, junto com ela, sentei ela na borda e abri suas pernas, eu nunca havia feito isso, mas comecei a meter a língua dentro da sua xana, ela gemia loucamente e me pedia mais, eu estava em estado de êxtase, enquanto chupava sua buceta eu dei umas linguadas na bunda também, ela gosou assim que encostei a língua lá, mas eu não parei, prendi ela com minhas mãos e continuei, ela pelo visto estava gostando:
– Quer me deixar maluca, Manu??? Para quem não chupou uma xana nunca, você demonstra estar gostando muito da fruta…
Eu apenas sorri e continuei meu trabalho, fazendo ela gosar mais duas vezes, depois sentamos e fomos comer os frios, bebendo umas cervejas, eu olhei as horas e simplesmente já eram 20:00, eu não sabia o que fazer, precisava ir para casa, no que ela me impediu com veemência:
– Você está trabalhando, mocinha…
E piscou para mim com a maior cara de sacana do mundo, eu então peguei meu celular (que tinha várias chamadas perdidas do meu filho e da babá da Lucia) e retornei, avisando que houve uma viagem de ultima hora por conta do emprego, e eu teria que voltar no fim de semana, a babá foi muito solícita comigo, e o André veio ao telefone:
– Viagem a trabalho??? Sei, meu pai está certo mesmo…
– Calma filho, não me trate assim…
– Tá bom…
E desligou, a Renata notou minha tristeza, me deu um beijo e me disse:
– Problemas com o André???
– É…
– Ah, eu dou um jeito nele… Rs…
Eu não acreditava no que estava ouvindo, mas fiquei tesuda pensando no meu virgem filhinho com uma peça monumental daquelas na sua frente… Ela riu…
– Ficou com tesão, né gostosa???
– Fiquei, porra…
– Vamos fazer uma surpresa para o Gustavo hoje, você topa???
– Mas como assim, você quer que eu dê para ele???
– Amiga, sua xana precisa de pinto…
– E como assim surpresa???
Ela me levou ao banheiro, e tomamos um delicioso banho juntas, e depois apenas ficamos esperando o Gustavo nuas na sala, bebendo vinho e degustando uns aperitivos… Mas essa eu conto na continuação, deliciosos… Espero que tenham gostado, ainda tem muita coisa que rolou, e eu adoraria compartilhar com vocês… O Gustavo adorou, e o André não escapou das garras da minha tesuda gata, a Renata!!! Beijos molhados em todos, até a próxima!!!

“Texto Publicado. Direitos autorais reservados. Proibidas sua reprodução, total ou parcial, bem como sua cessão a terceiros, exceto com autorização formal do autor.
Lei 5988 de 1973”

Referência do Anúncio ID: 4175b1cacae7c1da

Não há Tags

5792 visualizações, 0 hoje

  

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 75 Guests, 30 Bots