Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

PRIMA É PRA ISSO MESMO

  • Publicado em: 16 de julho de 2003 23:46
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

E ai pessoal, sou Anderson e sempre leio contos eróticos e resolvi contar o meu, espero que gostem, pois pra mim foi muito bom. O que vai se passar nesse conto, que é totalmente real, aconteceu no mês de Maio/2003 entre eu, Anderson (nome fictício), e minha prima Amanda (nome fictício), que mora em Franca. Ela é muito linda, cabelos negros lisos e sedosos não muito compridos, seios não muito grandes e pontudos (daqueles que cabem inteiro na boca) com bicos rosados e arrebitados, uma bundinha linda pequena e arrebitada, de deixar todos os homens com tesão e uma bocetinha pequena com pelinhos morenos; com 1.68m de altura, 56.2kg (±), 14 aninhos e ainda com aparelho nos dentes. Eu tenho cabelos castanhos escuros curtos, olhos também castanhos escuros, 1.71m de altura, 68kg, com um corpo bem definido e um pau de 19cm X 5cm. Tudo começou a alguns meses, quando comecei a reparar que ela estava se tornando uma linda garota e comecei a ficar com muito tesão por ela, sempre me pegava imaginando ela nos meus braços, acariciando seus cabelos e percorrendo todo seu corpo com minha mão. Tocava altas punhetas imaginando penetrando naquela bocetinha que tanto me fascinava, pensava em tê-la em meus braços chupando meu pau , e enfiando em sua bocetinha pequena e chupando seus seios deliciosos. Mas parecia tudo muito difícil de ocorrer. Como poderia comer minha própria prima? Mas sempre que podia “brincava” com ela, de ficar passando a mão, fazendo cócegas e quando conseguia encoxava ela com meu pau duro. Ela devia fingir que não sentia mas sempre foi só isso. Então, num dia que ela veio pra minha casa com seus pais, Roberto e Arlete (nomes fictícios; ela até que dá “pro gasto”, é gostosinha pra uma mulher de mais de 40 anos – com uma bunda grande – também um dia quero come-la), e fomos jogar video-game. Ela se sentou no sofá na minha frente e eu fiquei ao lado dela e comecei a observar seu corpinho. Ela estava com um shortinho curto colado e uma blusinha que mostrava seu umbiguinho e barriguinha lindos. Então, instintivamente, coloquei minha mão em sua perna, como quem não quer nada, e fui subindo bem lentamente, pra que ela não percebesse que eu estava chegando onde queria, e subi até chegar em sua bocetinha. Ela continuou jogando como se não fosse nada e comecei a alisar sua bocetinha bem de leve por cima do short, e ela se manteve estática jogando. Daí tentei colocar minha mão dentro de seu short, mas bem devagarinho, mas acho que ela percebeu e mudou de posição, mas ficou só nisso, ela foi embora e bati outras punhetas pensando nela e naquele momento, no que poderia ter ocorrido se tivesse deixado, etc. Daí alguns fins de semana depois eu e minha família fomos para a cidade de nossa avó, no interior de São Paulo, e acabamos nos encontrando. Como chegamos meio tarde lá, estava meio cansado, mas mesmo assim fiquei conversando até tarde com ela, Amanda, e uns tios meus. Então, lá pelas 2:40 da manhã falei em ir dormir e todos concordaram pois também estavam cansados. Me dirigi para meu quarto, que ficava perto do quarto de Amanda, dei boa noite à ela com um beijo em seu rosto muito macio e entrei no quarto, deitei na cama e comecei a imaginar tudo aquilo que poderia fazer com ela. Tive então que correr pro banheiro e me virar na mão, enquanto não realizava meu tão esperado sonho. Gozei chamando seu nome e voltei para meu quarto quase que satisfeito, mas faltava eu comer ela. Ao amanhecer todos acordamos, tomamos café e fiquei sabendo que ela estava pronta para ir embora com a família dela pra Franca, e pensei que não seria naquele dia, pior que não foi mesmo, mas quando fui me despedir dela, estávamos sós no momento, dei um beijo em seu rosto e deslizei com minha face até encontrar a boca dela, e nos beijamos por um curto tempo que parecia um longo momento. Não acreditei, estava beijando Amanda, o meu sonho estava começando a se realizar!! Disse a ela que aquilo ficasse entre nós, ela concordou e acabou indo embora com a família. Voltei também para minha casa e passamos a nos falar pelo telefone, sempre com muita saudade. Em outro encontro nosso, novamente na casa de nossa avó, puxei ela para um quartinho fora de casa, nos beijamos muito e pedi para ela me mostrar sua calcinha, num momento ela recuou, e eu disse que não tinha problema, pois mostrava minha cueca pra ela. Então baixei minha calça e mostrei minha cueca inchada pelo meu pau que estava duro. Ela não queria olhar, mas daí tirei ele pra fora e peguei sua mão e fiz que acariciasse minha pica. Ela começou a acostumar e massageou firmemente. Então coloquei minha mão dentro de sua calcinha branca, ela não queria deixar, mas falei que não tinha problema, e consegui alcançar seus pelinhos e um pouco mais a fundo senti sua bocetinha deliciosa. Não estava acreditando, estava realizando meu sonho!! Pedi então pra que ela me chupasse e guiei sua cabeça para meu pau. Como era o primeiro que ela chupava não sabia como fazer e acabou que beliscando meu pau com seu aparelho, não disse nada e então ela se levantou e me deu outro beijo. Baixei sua blusa de alcinha que estava usando e me deparei com seu peitinho pequeno delicioso e cai de boca nele e chupei muito gostoso, que peito era aquele, muito saboroso. Tirei sua blusa e sutiã e fiquei brincando com aqueles peitos gostosos. Ela então se abaixou e abocanhou meu pau de jeito e chupou muito bem, parecia que tinha aprendido de uma hora pra outra. Tirei então sua calça e sua calcinha e olhei para aquela boceta linda e perfumada e cai de boca nela, ela gemia baixinho e estava adorando aquilo. Coloquei dois dedos no seu buraquinho e comecei a brincar lá. Me levantei então e direcionei meu pau para sua boceta, ela ainda abriu um pouco suas pernas, o que facilitou para minha entrada e enterrei tudo de uma vez, ela deu um gritinho mas se acostumou rápido com meu pau dentro dela e estocava no começo devagar, estava com medo de machucá-la mas ela ia dizendo para ir metendo mais rápido e foi isso que fiz e estocava cada vez mais rápido nela. Tirei então meu pau dela e disse para me chupar, ela não se fez de rogada e logo se ajoelhou e meteu tudo na boca, era ótimo vê-la me chupando, sempre com muito gosto. Chupava desde a cabeça até a base e depois chupava minhas bolas, lambia minha cabeça vermelha e enterrava tudo de novo, passando a língua e sugando muito. Não me fiz de rogado e deitei ela no chão e fizemos um 69 que ate hoje fico com tesão só de pensar. Enfiava minha língua na sua racha e depois alguns dedos em sua bundinha. E não demorou muito ela gozou em minha boca. Ah que delicia sentir o gosto daquele mel que escorria de sua boceta, estava tudo muito bom… E logo após ela ter gozado eu gozei também em sua boca, ela deixou escapar um pouco de porra, mas depois sugou tudo, e continuou com meu pau em sua boca até que ele amolecesse por completo. Então nos limpamos e saímos do quartinho como se não tivesse ocorrido nada. Teve uma outra vez onde seu pai nos pegou transando e acabou entrando na dança também, mas isso fica pra outro conto. AGUARDEM!!

Referência do Anúncio ID: CT-000015377

Não há Tags

6734 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: fppn2000@hotmail.com, 183 Guests, 17 Bots