Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Primeiro Dia: Invasão

  • Publicado em: 10 de agosto de 2018 05:38
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Tudo começou quando me mudei para a minha casa própria, a princípio uma excelente oportunidade de negócio, uma enorme casa de 360 metros quadrados e com valor bem abaixo da média, lógico que nem tudo era perfeito, ficava a 100 metros de um presídio em São Paulo. Porém era um presídiod e segurança vamos dizer média. Não estava preocpado com isso pois não havia histórico de problemas até então. Enfim, estava independente, morando sozinho, logo fui comprando as minhas coisinhas de putinha, meus consolos, minhas roupinhas, minhas maquiagens, perucas, tudo que tinha direito. Montei meu quarto de menina e estava indo tudo bem. Certa noite eu toda montada teclando com um cara no Skype, me exibindo inteirinha de mocinha já com um consolo negro no rabo quando de repente 3 caras invadem o quarto todos sujos de barro e segurando facas nas mãos eu com o susto lancei o consolo na parede só com a força do meu ânus. e vieram na minha direção meio confusos com relação se eu era mulher ou travesti, sei lá o que se passou na cabeça deles e ameaçaram:
-Ei vadia, fica quieta senão picamos você aqui mesmo!
Eu me encolhi e fechei meus olhos assustada com a ameaça. Um deles falou para o outro:
– Olha que viadinha vadia essa, está se divertindo sozinha..que vagabunda! – exclamou.
Eu abri os olhos para tentar entender o que estava acontecendo e perguntei quem eram eles e de onde tinha surgido.
-Não interessa quem somos, só interessa o que vamos fazer aqui na sua casa! – explicou quem parecia ser o líder daquele bando.
-Primeiro vamos dar um talento em você depois explicamos o resto.
-Formiga, está com o celular aí? perguntou ao seu comparça.
-Estou sim chefe. – respondeu Formiga.
-Ótimo! Vem putinha começa a me chupar anda! – apontando a faca na minha direção.
Eu sem reação com os três em minha volta olhei para aquelo mulato enorme no centro colocando seu pau ainda mole para fora do calção. Os três estavam suados e sujos de barro. enquanto dois me seguravam pelos braços o mulato do centro segurou minha cabeça e forçou contra a sua pica.
Eu não via opção senão abocanhar aquele pau e começar a chupar o chefe. Seu pau cresceu rápido na minha boca, tão logo começou a babar porra nos meus lábios, agora com o batom todo borrado, olhei de relance para o Formiga e vi que ele estava com o celular na mão. Eles agora tiravam os paus para fora e fui obrigada a masturba-los enquanto chupava o chefe. Logo tive que alternar minha boca entre as 3 picas ali. Comecei a mudar o meu estado de amedrontada para excitada e comecei a curtir, afinal eram 3 mulatos gostosos, pirocudos e sedentos.
Assim que eles perceberam que eu estava curtindo, soltaram as armas e passamos para a suruba consentida. Meu vestido vermelho tipo tubinho já estava todo sujo de barro, o cheiro de suor e porra dominavam o ambiente. Eles então sacarm o meu vestido e minha calcinha, fiquei só de meia calça vermelha e sutiã vermelho, meus peitinhos salientes o deixavam doido, começaram a chupar meus mamilos com vigor, eu agora gemia como uma virgem.
Perguntaram se eu tinha preservativo, disse que tinha na gaveta ao lado da cama. Eles me colocaram de quatro e primeiro veio o chefe com sua pica de uns 20cm forçando a entrada do meu cú. Não estava difícil pois estava brincando com um consolo de igual tamanho antes de eles chegarem, por isso enrou fácil e com uma certa pressa, ele começou os movimentos rápidos até gozar, antes de gozar sacou a camisinha e veio na minha frente despejar no meu rosto, me fazendo chupar e limpar tudo. e estava me sentindo muito puta com isso tudo e estava gostando. em seguida o chefe falou:
-Vai Chico que o Formiga está com o celular.
Chico veio e me segurou forte pela cintura, seu pau com o tamanho parecido com o do Chefe, me forçou a gemer gostoso.
-Filma a carinha dela toda cheia de porra. – ordenou o chefe ao Formiga.
enquanto o formiga filmava o chefe dizia:
-Olhem a nossa nova putinha, deliciosa, acabei de foder e posso garantir, olhem como ela geme gostoso! – Nessa hora Chico aumentou a força das estocadas e eu aumentei o gemidos.
-Põe a lingua para fora putinha! – ordenou o Chefe. Na hora obedeci e ainda fiz carinha de safada.
-Isso puta, vadia! completou o Formiga.
-Chico, venha gozar na boca dela, quero dar um close! – disse o Formiga.
E Formiga veio quase que não se aguentando sacou a camisinha e logo veio o jato de porra direto na minha garganta.
-Agora é a minha vez. – disse o Formiga.
-Vai rápido que não temos muito tempo – disse o chefe.
-Do jeito que eu estou, não vou durar 1 minuto. – explicou Formiga.
Eu não queria que ele acabasse rápido, então eu pedi a ele.
-Ah não safadinho, pode demorar aí.
Eles riram me dizendo obscenidades e logo logo ele gozou também na minha boca.
Assim que eles gozaram, o chefe ordenou:
-Vamos, temos que voltar senãoe stamos fudido!
Eu perguntei:
-Para onde?
-Para a nossa cela.
Só então explicaram que cavaram um túnel até o quintal da minha casa, e que, se eu abrisse a boca, minha família estaria morta e o vídeo vazaria na net, principalmente para todos do trabalho.
Eu respondi que não ia falar nada, mas o que eles estavam pensando em fazer dali para a frente.
-Você nem imagina, mas amanhã contamos, amanhã chegamos mais cedo, lá pelas 20:00, esteja pronta, de putinha para nós.
-Claro chefe. – completei meio ressabiada..
Fui dormir pensando em tudo o que havia ocorrido e gozei sozinha na minha cama.

Segundo Dia: A Tarefa

No dia seguinte, fui no quintal ver por onde eles haviam entrado em casa e atrás de uma jaboticabeira que havia no quintal bem próximo do muro que dividia o meu terreno com o do vizinho tinha uma tábua que não costumava estar lá, me lembro dessa tábua encostada do outro lado em uma parede, ao levantar a tábua pude ver o buraco que constatei que devia sair no presídio.
Voltei para casa e fiquei ansiosa pelo que estava por vir, pensei em tudo, se devia ir à Polícia, se devia tampar o buraco, mas no final pensei no vídeo que eles tinham em mãos. Eu estava ferrada. Tinha que fazer o que eles me mandavam.
Era sábado, não tinha que trabalhar, voltei para a cama e descansei mais um pouco.
Mais tarde próximo das 18:00, tomei um banho caprichado, me montei delicadamente, com shortinho preto e blusinha, uma peruca ruiva chanel meia arrastão e salto fino..batom bem escuro e fiquei esperando para ver. Eram 20:10 e escutei barulho no quintal, era a tábua se mexendo, olhei pela janela e eles começaram a sair, mas dessa vez saíram 6 presos. Pensei, estou fudida.
Mas ao chegarem no quarto, p chefe deu a ordem para eles irem pegar a droga e só ficaram 4, e então o chefe disse:
-Essa é a putinha que te mostrei no celular, 20 reais adiantado, com a condição que vamos filmar, o que acha? – o Chefe estava me vendendo para os outros presos como uma prostitua por 20 reais.
-Está aqui mas quanto tempo? – perguntou o meu novo cliente.
-Trinta minutos, mas quando os outros chegarem nos juntaremos as você e vamos arregaçar essa putinha de novo.
Então ele começou a se despir, ele era pardo, com pau fino e comprido, já estava semiduro e já veio me mandando chupar. Me ajoelhei e comecei a chupar tentando alojar aquele pau inteiro na minha boca, os outros filmavam e fotografavam tudo enquanto isso e diziam obscenidades o tempo todo me chamando de vadia, puta, arrombada etc.
Passados alguns minutos de chupação e xingamentos, pude ver que todos eles estavam de pau duro e meu cliente tirou o meu shortinho e me colocou de frango assado, e já foi tentando encaixar o pau na entrada do meu rabo eu pedi para ele colocar a camisinha antes, todos disseram a mesma coisa. Ele então colocou rapidamente e veio como um cão sobre a cadela desesperado..e me fodeu por longos 20 minutos com estocadas contínuas, deliciosas.
No momento em que foi gozar tirou rapidamente a camisinha e socou o pau com força na minha boca me fazendo engolir toda a sua porra. Me afoguei arrancando risos de todos no quarto.
Minutos depois chegaram os outros com uma mochila cheia de drogas, dizendo:
-Mas que putinha safada, agora é a nossa vez, não quero saber, fazem 3 meses que não dou uma trepada. – explicou o recém chegado.
-Vão lá Grilo e Jorginho, aproveitem, depois nos juntaremos a vocês hein! – disse o hefe.
Mal havia me recomposto quando eles já vieram para cima de mim, suados e seus paus com cheiro forte de sexo, eram paus menores mas grossos, fui tentando chupar os dois ao mesmo tempo, não passou dois minutos senti alhguém tentando me penetrar. Era o Chefe que encaixou facilmente seu pau no meu cuzinho a essa hora laceado. Meu cuzinho se é que posso ainda chamar assim no diminutivo, só fechava por completo se eu fizesse muita força para piscá-lo. Ele bombou por uns 10 minutos diretos, meus gemidos eram registrados pelo celular o tempo todo. Quando totalmente duros os dois recém chegados pediram licença ao Chefe que saiu entendo o direito dos dois pois cumpriram com êxito a missão de buscar as drogas. Só que explicou que não tínhamos muito tempo e um deles se deitou e fui por cima cavalgá-lo enquanto ainda chupava o outro, de repente o chefe me deu o pau para chupar e segurou a minha cabeça com força fazendo engolir o seu pau inteiro. Nesse instante senti o outro cara tentando penetrar junto, me desesperei tentei me desvencilhar mas não consegui, logo estavam os dois dentro de mim, meu cú se abriu e agasalhou os dois paus por completo. O Chefe vendo o meu desespero enquanto os dois paus me arrombavam gozou no fundo da minha garganta e manteve seu pau lá até o final quando ambos gozaram nas minhas costas.

Referência do Anúncio ID: 6105b675da7a2f87

68 visualizações, 0 hoje

  

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

  • Autor: Vanusinhacd
  • Membro desde: 1 de dezembro de 2005

Contos publicados por Vanusinhacd

Últimos itens anúnciados por Vanusinhacd »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: Petala Parreira, 78 Guests, 20 Bots