Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

QUANDO MINHA MAE COMEÇOU A VIRAR PUTA 1-2-3 (Escritos por:eltarado)

  • Publicado em: 1 de junho de 2017 16:38
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Antes de mais nada, este caso não é de incesto, pois não fui eu quem transou com a mamãe.(pelo menos não por enquanto). Minha mãe é secretária executiva, e é muito bonita. Sempre fez ginástica e manteve um corpo sarado, com seios grandes e uma bela bunda. Ela pode não ser uma Vera Fisher, mas chama muito a atenção dos homens. Minha mãe sempre teve uma vida sexual muito ativa com meu pai. Na minha infância cheguei a vê-los trepando(eu escondido é claro) e pelo que vi minha mãe não tinha muitas frescuras. Talvez por isso que ela tenha sido sempre fiel a ele. Tudo começou a mudar quando minha mãe conseguiu uma promoção e foi secretariar o chefe de uma grande empresa. Era uma chance única. Ela estava com 32 anos e mais em forma do que nunca. Eu tinha 12 e estava começando ter minhas alterações hormonais. Nas vezes que visitei minha mãe no novo emprego pude notar que o novo chefe dela a olhava de modo bastante suspeito e que ela sempre o cortava, e nunca ria de suas brincadeirinhas. Percebi que ele dava em cima da minha mãe descaradamente quando um dos Office boys me contou e disse que minha mãe não dava trela nenhuma. Até que um dia ele a convidou para um churrasco na fazenda dele. Meu pai não poderia ir pois minha avó materna estava hospitalizada e minha mãe não poderia recusar-se a ir para não atrapalhar sua carreira. Eis que minha mãe tem a idéia de me levar com ela. E lá nos fomos para o churrasco. O chefe da minha mãe continuou a dar em cima dela mesmo na frente de sua esposa. Minha mãe procurava me manter por perto, mas foi impossível evitar que eu fosse jogar bola com outros garotos. Depois de jogar um pouco eu tomei uma pancada e voltei pra casa pra por gelo. Passei por detrás da casa e ouvi a voz da minha mãe conversando com o chefe dela. Ele estava literalmente chantageando-a, dizendo que se ela não colaborasse ele a mandaria embora, e que iria fazer de tudo para ela não conseguir mais nenhum emprego. Eis que ele tira seu pau pra fora e manda minha mãe chupar. Minha mãe arregá-la os olhos pois a pica dele era bem grande. Ela o chupou por uns 10 minutos quando abre a porta e entra a esposa do chefe, já de calcinha e soutien e reclama que eles começaram sem ela. Minha mãe se espanta e ela manda minha mãe se deitar na cama. A mulher dele começa a chupar a buceta da minha mãe enquanto a chupeta continuava. Depois de uns dez minutos ele troca de posição e manda minha mãe chupar a mulher dele. A essa altura minha mãe já estava louca de tesão e atendeu prontamente. Ele então penetrou minha mãe sem dó, fazendo que ela gritasse alto. Ele não ligou e continuou metendo. Depois de uns cinco minutos minha mãe começou a se contorcer e gozar. Ele tirou o pau pra fora e gozou nos peitos da minha mãe. A mulher dele lambeu toda a porra e beijou minha mãe na boca que retribuiu o beijo meio a contra gosto. Eles começaram a se vestir e eu fui pra cozinha pegar o gelo. A partir deste dia minha mãe nunca mais foi a mesma. Eu também passei a marcar em cima e presenciei outra transas que serão objetos dos próximos contos.
QUANDO MINHA MAE COMEÇOU A VIRAR PUTA 2
No conto n. 7302, contei como eu vi minha mãe ser chantageada pelo seu chefe para transar com ele e a esposa dele. Depois daquele dia passei a prestar mais atenção em minha mãe. Ela não contou nada pro meu pai, mas vi que ela mudou bastante. Quando transava com meu pai, as coisas estavam cada vez mais quentes. Teve um dia que eu vi que eles estavam chegando na garagem e ela começou a chupar o pau dele. Ele disse que era loucura e que eu poderia ver, mas ela não se importou e chupou até ele gozar na boca dela. Ela engoliu tudo, o que eu nunca tinha visto. Pelo que eu percebi, ela não deixava nem ele gozar na boca dela. Ela constantemente fazia hora extra no serviço e isso estava me incomodando, pois eu sabia que ela estava lá dando pro chefe e eu não poderia ver. Isso foi passando até que, quando eu já estava com quase 189anos, presenciei algo que me impressionou demais. Era final de semana e meu pai tinha viajado com amigos para jogar futebol e minha mãe não quis ir. Eu também fiquei, pois iria sair com uma gatinha. Lembro que, pela manhã, havia um vazamento na cozinha. Minha mãe ligou para o encanador. Eu saí de casa depois do almoço pois ia no cinema a tarde com a gatinha. Mas meu encontro foi frustrado e eu voltei pra casa cedo. Sempre entro em casa pela cozinha e quando eu estava chegando vi pelo vitrô um vulto negro abraçando minha mãe. Era o encanador, um negro de 1,80 m., verdadeiro armário. Eis que eles foram para a garagem. Eu tive um certo trabalho para conseguir me posicionar e ver o que estava acontecendo. Quando consegui um local perto do vitrozinho da garagem vi a puta da minha mãe mamando na pica do encanador. Ela parecia uma profissional e o pau dele era maior que o do chefe dela o que parecia que a excitava mais. Ele gozou na boca dela e ela não conseguiu engolir toda a porra dele. O pinto dele nem amoleceu e ela o chupou mais um pouco e se apoioi em uma bancada empinando a bunda. Ele não ele foi colocar e ela disse para ele por uma camisinha. Ele disse que não tinha e não consegui ver da onde ela pegou uma(que piranha). Ele colocou a camisinha e começou a meter forte. Minha mãe não demorou pra gozar e acho que ela deve ter gozado mais de uma vez. Percebi que o negão punha o dedo no cu dela. Dito e feito, ele tirou o pau da buceta e direcionou pra entrada do anus. Ela disse que não, que o pinto dele era muito grande, mas ele a segurou e disse que gostava de cu de puta e que comeria o dela. Vi que ele passou saliva e começou a enfiar, ela gritou e pediu para ele parar, e ele continuou. Ela chorava, e ele bombava no cu da mamãe. Não demorou muito pra ele gozar. Ele tirou o pau e ficou olhando aquele cu sangrando. Disse que ela é uma puta muito gostosa. Ela não disse mais nada. Ele pegou as coisas e foi embora. Eu disfarcei um pouco e voltei pra casa e ela estava tomando banho. Vi que ela sentava meio de lado. A noite, quando meu pai voltou, rolou só uma chupetinha.
Quando minha mãe começou a virar puta 3
Este e-mail é continuação dos e-mails n. 7302 e 7340. No primeiro minha mãe traiu meu pai com o chefe dela para não perder o emprego. No segundo contei como ela deu para o negão encanador, que comeu o cu dela a força. Depois do dia do encanador minha mãe deu uma acalmada. Continuava fazendo “hora extra” e foi a um “churrasco” sem me levar. O tempo passou e eu continuei a ver as transas de meus pais, e por incrível que pareça meu pai nunca desconfiou de nada. Certo dia eu sai da escola e fui direto falar com minha mãe no trabalho, como fazia muitas vezes. Sabia que seu chefe estivera viajando e que a esposa dele andara doente. Cheguei lá e fui entrando na firma pois todos me conhecem. Minha mãe não estava na sala dela e eu precisama muito usar o banheiro. Ela tinha um banheiro próximo à mesa dela que era quase que privativo. Entrei no banheiro e vi minha mãe apoiada na pia com o traseiro arrebitado levando vara do chefe. Ela gemia muito e pedia mais. O chefe dela parecia alucinado e metia cada vez mais. Quando ela me viu pelo espelho deu um grito e tentou se vestir. Eu saí de lá e fui embora, nem esperei ela dizer nada. Ela tentou ligar mas não atendi ao telefone nem retornei os recados que ela deixou na secretaria eletrônica. Eu não sabia o que falar para ela. Imaginei que o chefe dela deveria estar numa fissura tão grande que nem se lembrou de trancar a porta do banheiro. Mamãe chegou por vonta das 17 horas. Tava na cara que saiu mais cedo para conversar comigo. Senti que isso foi muito difícil para ela pois estava com vergonha e chorava muito, dizendo que fazia aquilo para não perder o emprego, e implorando para eu não contar para o papai. Senti pena e tesão ao mesmo tempo. Falei para ela que iria pensar. Não tocamos mais no assunto até sábado quando meu pai saiu para jogar bola. Ela estava arrumando a sala e eu disse que queria falar com ela. Ela sentou-se no sofá apreensiva. O olhar fixo em mim, a respiração ofegante, e a visão que eu tinha dos peitos dela no decote me deixaram excitado. O silencio na sala deixou ela mais ansiosa e ela me perguntou qual era a minha decisão. Eu disse que ela deveria me contar como tudo começou e tudo que tinha feito. A vergonha dela ao falar era algo que me deixava louco. Ela não contou nem a metade, mas aquilo me deixou muito excitado. Ela percebeu minha ereção e tentava lutar contra a própria excitação das lembranças de momentos tão prazerosos, embora ela negasse que fizesse porque gostava. Pedi para ela bater uma punheta para mim pois eu estava muito excitado. Ela começou a chorar e dizer que era errado. Eu fiquei quieto e depois de uns 5 minutos ela abaixou meu shorts e começou a punhetar meu pau, ela já não conseguia esconder a excitação. Pedi para ela por na boca, e não houve muita resistência. Ela chupava com maestria. Lambia minhas bolas e subia até a cabeça. Chegou a engoli-lo todo, o que eu não a tinha visto fazer. Segurei sua cabeça e gozei muito em sua boca. Ela engoliu tudo. Guardei meu pau e sai da sala sem dizer uma palavra. Ela ficou imóvel e não conseguiu dizer nada tambem. Sei que a deixei muito excitada, e seu medo de tomar a iniciativa me deu mais tesão ainda. Mas isso faz parte da doce punição que eu apliquei a ela. Quem gostou do conto me escreva.

Ficha do conto
Foto Perfil el taradoeltarado

Nome do conto:
QUANDO MINHA MAE COMEÇOU A VIRAR PUTA 1-2-3

Codigo do conto:
7761

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
17/04/2006

Escritos por:eltarado

Referência do Anúncio ID: 545591ba17e8c772

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 141 Guests, 11 Bots