Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Reencontro de infancia

  • Publicado em: 17 de junho de 2018 06:50
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Vou-vos contar o que aconteceu á uns dias atrás.
Na segunda-feira da semana passada, tive de me ausentar para a capital (Lisboa), em trabalho.
Quinta quando voltei, vi um carro de matricula estrangeira que não conhecia no estacionamento que temos em casa.
Quando entrei não vi a Bela e fui procura-la.
A Bela estava a apanhar sol em biquini com outra mulher.
Ao inicio não a conheci. Era uma amiga de infância, que já não a via-mos á mais de 20 anos.
– Olá Sónia. comprimentei-a com dois beijos na face.
– olá. disse ela mas mais efusiva com um abraço e dois beijos mais demorados também na face.
A Bela disse-me que logo na segunda-feira, tinha recebido um telefonema da Sónia, a dizer que vinha passar uns dias á nossa terra, e que ela por saber que a Sónia não tinha casa lá lhe tinha oferecido dormida enquanto cá estivesse.
A Sónia estava linda e sexy apesar dos anos passados.
A Sónia quando era jovem ela era conhecida por ser muito arisca. Uma mulher de muito alimento. Gostava muito de foder. A Bela tinha-me dito que a Sónia tinha sido a sua primeira mulher, inclusive tinha sido ela que lhe tinha tirado a virgindade com um strap-on, e que ela era unica mulher com quem a Sónia tinha relações bi-sexual, pois ela gostava muito de homens.
Nesse dia levei-as a jantar fora com mais amigos de infância.
Descobri-mos que era viuva. Que tinha casado com um Suíço muito rico e quando se casou, passou a viver só para o marido e a filha que entretanto nasceu. Que o marido tinha morrido á 8 meses. Que estava de volta á terra onde nasceu, á procura de casa para comprar. Já tinha uma em vista, que era só mais uns dias e já teria onde morar com a filha que também queria vir para Portugal.
O Jantar estava animado. Todos que estavam no jantar eram casados exceto a Sónia, mas mesmo assim recordava-mos as peripécias do passado.
A Sónia confessou, que nunca, nem mesmo nos seus sonhos, ela pensava que eu iria casar com a Bela. Que como era conhecido por ser um menino rico, um play boy, que só queria era foder as meninas e depois as descartava, eu iria aguentar só foder a Bela quando casasse, pois tinha sido uma confissão que a Bela lhe tinha dito.
A Bela confessou, que pensava que eu não ía aguentar, que a ía deixar, mas que aguentei e que estava muito feliz por ter casado comigo, que agora sabia que era capaz de olhar para a mulher mais sexy do mundo e não ficar excitado nem mesmo que ela fizesse um broxe.
A Sónia riu-se e disse que não acreditava que fosse tão controlado, que quando nós era-mos jovens, eu estava sempre excitado, que sempre a quiz foder e que eu tinha sido dos poucos que não a tinham fodido, que sempre que olhava para ela naquele tempo ficava logo de pau duro. Que tinha a certeza que se me beijasse e chupasse a piça iria ficar logo duro em menos de 3 minutos e encheria logo a boca dela de leite.
A Bela olhou para ela furiosa, e disse-lhe que apostava o que ela quisesse em que eu aguentava.
Ficaram todos calados.
O Jantar continuou normal, e acabou muito tarde, por volta da 1,30 da manha, mas os donos do restaurante não se importaram pois era muito bom cliente e dava boas gorjetas.
No fim fomos para casa e a Sónia perguntou então á Bela se sempre queria apostar, que não tinha falado nada, porque estava lá algumas pessoas que a tinham conhecido só ali.
Olhei para ela e disse para se deixarem de brincadeiras.
A Bela quase nem me deixou acabar e disse
– Tá apostado, mas se ganhar, enquanto estiveres na nossa casa vais ser a nossa escrava, a nossa putinha, fazer tudo aquilo que te mandar fazer.
– Ok – disse a Sónia – mas se ganhar és tu minha escrava, fazes tudo que mandar fazer sem hesitações, seja lá o que for.
– Aceite – disse a Bela – prepara esse cu e essa cona porque eles vão ficar rebentados
– Vé lá se não vais ser tu e não penses que se ganhar vou ser só eu e o teu maridinho – disse a Sónia.
Assim que chegamos a casa, a Bela olhou para mim e disse-me que tinha de aguentar, porque se não ia ficar de castigo um ano.
A Sónia disse-nos que se ia preparar, que me deitasse no sofá que já vinha.
Quando chegou a putinha vinha com só com um robe transparente. Dava para ver aquelas tetonas com os bicos tesos. Que tesão de mulher.
– Olhos aberto – disse a Sónia
A Bela olhou para mim e disse aguenta.
A Sónia começou a tirar a roupa de forma sensual, e eu só a pensar em coisas tristes. Baixou-se e disse á Bela:
– 3 minutos, começa agora.
Começou a esfregar as tetas na minha piça. A cabeça aparecia por cima e ela ao mesmo tempo ela passava a lingua na cabeça. De repente enfiou a piça toda na boca. As mãos acariciavam-me todo ao mesmo tempo.
A Bela disse:
– já passaram 2 minutos, aguenta cabrão.
A Sonia chupava, lambia. A puta até um dedo tentou meter no meu cu, mas aguentei.
– 3 minutos – gritou a Bela – acabou.
Mas a Sónia continuou.
A Bela estava calada a olhar.
A Bela ajoelhou-se ao lado da Sónia e começou ela também a chupar-me a piça, e a Sónia foi chupar os colhões.
Comecei a ficar de pau teso.
A Bela veio sentar a cona na minha boca e a Sónia tomou ela o lugar da Bela, enterrando a piça até aos colhões.
Que boca quente, perecia veludo.
– Aaaaaiiiiiiiiiiiiiii aaaaaiiiiiiiiiiiii que te vou encher a boca – gemi
Comecei a encher a boca da Sónia de leite. Ela nem uma gota deixou cair.
A Bela saiu de cima de mim e foi fazer um linguado com a Sónia, repartiram o leitinho todo.
As duas começaram a comerem-se uma á outra. A Bela deitou-se no chão e mandou a Sónia lamber-la toda.
– Chupa puta, chupa que quero vir-me na tua boca – gritou a Bela
Eu só olhava e logo fiquei outra vez teso, como uma barra de ferro.
a Bela disse:
– põem-te de quatro putaaaaaaaa mas nãããããããooooo pares e tu rebenta o cu dessa puta.
_ aaaaaaaiiiiiiiiiiiii filho da puuuuutaaaaaa que me mataaaaas – gritou a Sónia
Os ais e os uis não paravam.
– aaaaaaaaiiiiiiiiiii uuuuiiiiiiiiiiii siiiiiiiiim siiiiiiimm – gritavam as duas
Não aguentaram e começaram as duas ater orgasmos.
Parei de comer o cu da Sónia e as duas foram beijar-se.
A Sónia nessa noite dormiu conosco.
Continua

Referência do Anúncio ID: 4945b1574f54d2e9

Não há Tags

185 visualizações, 0 hoje

  

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 87 Guests, 24 Bots